O SIGNIFICADO OCULTO DE BEYONCÉ "LEMONADE"

O album visual de Beyoncé, "Lemonade", encantou os críticos com sua rica distribuição de sons e imagens. Há, no entanto, um nível mais profundo de interpretação que a maioria dos críticos não consideraram - que se baseia fortemente em ritual oculto e simbolismo. Vamos olhar para o significado oculto de Beyoncé "Lemonade".O lançamento surpresa do "Lemonade" provocou uma perfeita tempestade de atenção na mídia. De sites de fofocas perguntando "será que Beyoncé está acusando Jay-Z de traição?" a críticos de música proclamando Beyoncé como um "gênio singular" e "super-herói da mulher negra", "Lemonade" recebeu uma abundância de holofotes na cultura pop. LEIA O RESTANTE AQUI

Imagens Simbólicas (março & abril/16)

[ domingo, 15 de maio de 2016 | 3 comentários ]

A morte de Prince no mês passado trouxe a seguinte pergunta à tona: ele também
 fazia parte dos artistas Illuminati? Embora Prince fosse diferente e bastante "ciente"
 sobre assuntos ocultos, sua arte ao longo dos anos denuncia que ele também pertenceu 
a mesma indústria Illuminati que o levou a fazer sinais como este na capa deste single.

O sinal do "um olho" no pôster de divulgação
da turnê de Prince "Welcome to America" é mais um
dos vários exemplos que podem ser encontrados.

Assim como esta capa do single "Let's Pretend We're Married".

No álbum Prince "1999", vemos mais esta alusão ao "um olho".

Ainda, no Billboard Music Awards de 2013, Prince apareceu com este anel 
nada discreto. Naquela época, ele já estava bem ciente do seu significado real. 
David Icke disse que Prince o convidou uma vez para assistir a seu show 
em Londres e que lia seus livros. O que será que ele estava tendo dizer?

Justin Bieber na capa da revista Het fazendo o "um olho" com 
a sombra da mão. Na legenda vemos escrito "o rei do retorno"; 
é o tipo de coisa que ele precisa fazer para continuar um "rei".

 Também na capa da revista Billboard do fim do ano 
passado, Justin Bieber esconde um olho com o cabelo.

E aqui na capa da revista i-D, onde todo mundo 
tem que fazer o sinal do "um olho". Por que será?

Traduza o que está escrito nesta camiseta que Justin Bieber exibiu 
recentemente! Ele tem sido um peão Illuminati tão obediente nos 
últimos tempos que já se tornou "maior do que o próprio Satanás".

Como de costume, sempre vemos artistas em capas de 
revistas fazendo alusão ao "um olho". Missy Elliott também 
fazendo o "um olho" na capa da revista Billboard.

Enquanto Mariah Carey se prepara para se casar com um bilionário
 australiano, ela posa para a capa da revista Style escondendo um olho. Note a 
estampa felina nos seus sapatos. Mariah foi uma Beta kitten por muito tempo.

 A nova capa da revista Playboy traz o 
simbolismo do "um olho" também.

A revista "Rolling Stones" colocou na capa a Rainha 
Elizabeth II com uma gema no olho, talvez para nos dar 
uma dica sobre o grupo que ela pertence.


Chloe Grace Moretz na capa da revista 
Complex também segue os mesmos passos.

A cantora americana Bea Miller fazendo o 
sinal do "um olho". Ela é produto do X-Factor.

Ex- Spice Girls, Emma Bunton. Nunca
 é tarde demais para fazer parte do grupo.

Selena Gomez deitada em meio a vários pedaços de espelhos 
quebrados no encarte de seu álbum "Revival". Por que espelhos quebrados? 
Porque isso simboliza a fragmentação da psique de um escravo MK. 

O mundo da moda também está repleto de influências ocultas. Este desfile 
do estilista chinês Hu Sheguang foi totalmente sobre Abuso Ritualístico Satânico 
e Controle Mental. Nesta imagem, vemos a modelo com um monte de mãos
 em volta. "Controlada pelos seus manipuladores".

Esta modelo tem várias cabeças representando suas múltiplas personas.

Quem será que ela está representando?

Esta modelo carrega dois bonecos no colo com as mãos sujas
 de sangue. Uma alusão ao sacrifício infantil. Perturbador!!!

Nesta cena do filme "Batman vs. Superman", Batman é ferido durante 
o duelo com Superman e tem seu capacete danificado justamente no olho, 
fazendo com que isso se torne mais uma referência ao "um olho".

Veja Mais

,

O Significado Oculto de Beyoncé "Lemonade"

[ segunda-feira, 9 de maio de 2016 | 44 comentários ]

O album visual de Beyoncé, "Lemonade", encantou os críticos com sua rica distribuição de sons e imagens. Há, no entanto, um nível mais profundo de interpretação que a maioria dos críticos não consideraram - que se baseia fortemente em ritual oculto e simbolismo. Vamos olhar para o significado oculto de Beyoncé "Lemonade".

O lançamento surpresa do "Lemonade" provocou uma perfeita tempestade de atenção na mídia. De sites de fofocas perguntando "será que Beyoncé está acusando Jay-Z de traição?" a críticos de música proclamando Beyoncé como um "gênio singular" e "super-herói da mulher negra", "Lemonade" recebeu uma abundância de holofotes na cultura pop. No entanto, no meio de toda aquela conversa, quase ninguém abordou um traço evidente desse álbum visual: é muito oculto, espiritual, e ritualístico, e alude a conceitos metafísicos que dão à história um significado mais profundo.

Na verdade, a maioria dos observadores manteve a sua análise em águas muito rasas, fazendo conclusões como "['Lemonade'] é sobre mulheres negras fortes e mulheres não negras não deveriam nem sequer tentar compreendê-lo", sem sequer abordar 50% do vídeo que vai muito além dessa premissa simplista.

O álbum é descrito no Tidal como uma "jornada de autoconhecimento e cura de toda mulher" e o tema geral é dito ser sobre "o empoderamento das mulheres negras, fazendo referência a ambos os relacionamentos conjugais e ao trauma histórico da escravidão". No entanto, a imagem oculta do vídeo conta uma história que é muito mais complexa... e muito menos "empoderante". Embora ao longo do vídeo, Beyoncé pareça estar falando com um marido infiel, vários indícios indicam que o marido infiel não é Jay-Z ou o seu pai; em vez disso, o pai e o marido de Beyoncé é a indústria da música da elite oculta. Depois de dar a sua vida e alma para ser parte dessa indústria, Beyoncé é agora casada com ela - para melhor ou para pior. Mas a indústria não é fiel a ela e a trata mal. Através de imagens simbólicas, "Lemonade" explica o que foi exigido de Beyoncé para se tornar, em suas palavras, a "pior vadia da indústria", como ela deixou uma marca permanente sobre Beyoncé, e como ela vai agora ser usada para ser uma "líder".

Escrito e Dirigido pela Elite Oculta

Críticos de música afirmam que "Lemonade" é o álbum mais pessoal de Beyoncé, fazendo parecer que ela se sentou lá chorando com uma caneta e papel, escrevendo de todo o seu coração. Mas isso não é o que aconteceu. Uma rápida olhada no encarte do álbum revela que o álbum foi escrito por uma equipe de 72 escritores... apenas a música "Hold Up" foi escrita por 15 pessoas! A parte de vídeo do álbum foi criada por sete diretores, incluindo alguns dos favoritos da elite oculta: Jonas Akerlund e Mark Romanek. Akerlund foi mencionado várias vezes no KIP devido ao fato de ele ter criado vídeos altamente simbólicos como "Hold It Against Me" de Britney Spears, "Telephone" de Lady Gaga, um comercial temático MK-Ultra para a Versace e outros.

Akerlund tem uma compreensão clara do imaginário da elite oculta e parece se especializar em descrever as estrelas pop como marionetes de mente controlada.

Em "Hold It Against Me", Britney está presa dentro de uma sala cheia 
de monitores e anexada a fios intravenosos. Em suma, uma escrava MK. 

Em Telefone, Akerlund fez Lady Gaga e 
Beyoncé fazer o sinal do um olho depois de
matar um monte de pessoas em um diner.

Em seu vídeo Versace For H&M, modelos são retratadas 
como fantoches MK controladas por um manipulador 
implacável: Donatella Versace. 

Em "Lemonade", as mesmas ideias são comunicadas - mas insidiosamente escondidas sob uma espessa camada daquela narrativa da "mulher negra forte". Beyoncé sempre foi um fantoche da indústria, mas agora a fantoche foi enviada de volta para seu "povo" para se tornar um líder. Em outras palavras, ela é (ainda) a Maria do filme Metropolis (o filme favorito da elite).

Em Metropolis, Maria é uma líder confiável da classe trabalhadora. A elite
 a sequestra e cria um androide que tem a semelhança de Maria. Esse androide
 é enviado de volta para os trabalhadores, a fim de enganá-los e fazê-los cair na 
armadilha da elite. Nesta imagem, o androide (antes de assumir a semelhança 
de Maria) está diante de um pentagrama invertido, dando a entender que as
 pessoas que a controlam estão envolvidas em ritual oculto e magia negra.

Beyoncé como Maria de Metrópolis no BET 
Awards, em 2009. A elite disse há muito tempo
 o que ela verdadeiramente representa.

Será que Beyoncé deu um giro de 180º em "Lemonade" fazendo o álbum ser sobre "empoderar seu povo"? Na verdade não. A mesma elite oculta ainda é dona de sua pessoa, bem como sua imagem e todo o seu material.

Pense sobre a resposta imediata após o lançamento de "Lemonade": acusações, dedos apontados e desconfiança contra Jay-Z, seu pai, e uma caça às bruxas contra as mulheres que se suspeita serem amantes de Jay-Z. Será que isso é "empoderar" alguém... ou é mais uma autodestruição? Vejamos, então, "Lemonade".

Lemonade

O álbum visual de uma hora de duração é um mosaico de clipes de música, passagens de poesia, e videozinhos colocados juntos para contar uma história abrangente. Fortemente inspirado pelos estados nativos dos pais de Beyoncé (Louisiana e Texas), o imaginário de "Lemonade" (e até mesmo o seu título) entra nas raízes do profundo sul dos EUA. No entanto, também entra nas raízes do ocultismo.

O vídeo inteiro é permeado com o conceito de dualidade, que se expressa com a oposição de preto e branco, bem e mal, amor e ódio. Além disso, o vídeo mostra duas realidades distintas: o que acontece no nível superficial (para o mundo ver) e o que acontece no subterrâneo (afinal de contas, a palavra "oculto" significa escondido).

Casada com a Indústria

O primeiro poema do vídeo define tudo: ele, simultaneamente, fala sobre um marido infiel e um pai infiel, em palavras que também podem ser aplicadas à indústria da música - a "casa" por onde ela passou a maior parte de sua vida - e o real "marido infiel", com quem ela é casada.


“Eu tentei fazer de você uma casa, mas as portas levam a alçapões. Uma escadaria leva ao nada. Mulheres desconhecidas vagam pelos corredores à noite. Para onde você vai quando quer ficar quieta?

Você me lembra meu pai, um mago… Capaz de existir em dois lugares ao mesmo tempo. Como a tradição dos homens do meu sangue, você chega em casa às 3 da manhã e mente para mim. O que você está escondendo?

O passado e o presente se fundem para nos encontrar aqui. Que sorte. Que maldição horrível.”


A indústria está cheia de "alçapões" e "escadas que conduzem a nada" para os artistas que permanecerão para sempre peões. A elite oculta, que está mergulhada em ritual e magia negra, faz ela lembrar de seu pai, um "mago". Em suas palavras, "que maldição horrível."

O vídeo então começa a recontar, em termos simbólicos, o primeiro contato de Beyoncé com o "lado negro".

Vestida de preto, Beyoncé se suicida... auto-sacrifício.

Beyoncé acaba em um quarto subaquático. 
Nós vemos seu antigo eu vendo seu novo eu.

O quarto subaquático representa o útero. Enquanto submersa, Beyoncé está em um período de formação e de transição até que ela esteja pronta para o renascimento. O poema recitado por Beyoncé faz alusão aos períodos de purificação exigidos pelos iniciados em ocultismo antes de experimentar a iniciação.


Eu tentei mudar. Fechei mais a minha boca. Tentei ser mais suave, mais bonita, menos alerta. Fiz jejum de 60 dias, vesti branco, abstive-me de espelhos, abstive-me de sexo, aos poucos não falava mais nada. Naquele tempo, meu cabelo cresceu até meu tornozelo. Eu dormi sobre um tapete no chão. Eu engoli uma espada. Eu levitei. Fui ao porão, confessei meus pecados e fui batizada em um rio. Eu me ajoelhei e disse "amém" e disse "realmente quis dizer isso".


Na metade do poema, as coisas ficam cada vez mais obscuras e Beyoncé fica cada vez mais agitada, comportando-se como se estivesse possuída. Da purificação, as coisas começam a ser sobre magia negra.


Chicoteei minhas próprias costas e pedi a seus pés por dominação. Atirei-me dentro de um vulcão. Eu bebi o sangue e bebi o vinho. Sentei-me sozinha, implorei e me curvei até a cintura por Deus. Eu fiz o sinal da cruz e pensei ter visto o diabo. Uma pele grossa começou a crescer em meus pés, eu banhei-me em água sanitária, e sequei a minha menstruação com as páginas do livro sagrado, mas ainda dentro de mim, escondido no fundo, eu precisava saber... você está me traindo?


Depois que ela pensou que "viu o diabo", Beyoncé diz que 
"banhou-se em água sanitária" e "secou a menstruação 
com as páginas do Livro Sagrado". Iniciação.

Sujar, desonrar e destruir artefatos cristãos (especialmente a Bíblia) é uma parte padrão do ritual satânico. Ocultistas sempre consideraram o sangue menstrual ser potente e carregado de "força vital", razão pela qual muitas vezes é usado em rituais de ocultismo. Esse verso particular é, portanto, uma clara referência à magia negra. É um juramento de iniciação para o lado negro. 

Renascimento

Após um período de gestação dentro do útero, onde Beyoncé foi iniciada nos caminhos da elite oculta, ela está pronta para o renascimento.

Beyoncé emerge de um templo enquanto a água jorra da
 mesma forma que um bebê sai do útero após a bolsa estourar.

Nesta sequência, Beyoncé também é uma encarnação da deusa Oxum do povo Iorubá.


Oxum é comumente chamado de o rio orixá, ou deusa, na religião iorubá e é normalmente associado com a água, a pureza, a fertilidade, o amor e a sensualidade. Ela é considerada uma das mais poderosas de todos os orixás, e, como os outros deuses, ela possui atributos humanos, tais como a vaidade, inveja e despeito.


A cor do vestido de Beyoncé também está associada com Oxum, visto que ela está associada ao amarelo ou âmbar e ao ouro metal ou bronze.

Um retrato clássico de Oxum. 

Após a morte por autosacrifício, um período de reclusão e iniciação oculta, Beyoncé renasce. Ela é uma serva da elite oculta agora. Ela está sexy e fabulosa e está solta na sua comunidade. Será que ela fará o bem e ajudará as pessoas? Na verdade não. Ela, na verdade, faz exatamente o oposto.

Beyoncé anda nas ruas de Nova Orleans e começa a quebrar 
carros com um taco de beisebol. Ela não só quebra o carro de
 seu marido traidor - ela está quebrando os carros de todos. 

Em um ponto, Beyoncé encontra um spa de beleza que oferece "tratamentos faciais gratuitos hoje". Ela quebra sua janela. Deixando a insinuação sexual de lado, considerando que esse tipo de negócio é quase sempre de propriedade de empresários locais pequenos e dentro do contexto de suas outras destruições, pode-se perguntar: por que Beyoncé está atacando sua própria comunidade?

Esse vídeo pode representar a fase de "colapso" que muitos escravos MK passam depois de serem reprogramados pela indústria.

Escrava da indústria Britney Spears atacando
um carro durante seu colapso infame de 2008.

Apesar de saber que as imagens de câmera de segurança irão diretamente 
para a polícia de Nova Orleans (e, provavelmente, para a mídia, visto que sua
 vida é bem divulgada na vida real), Beyoncé ataca as câmeras. Ela está
consciente de suas ações.

Então, Beyoncé entra em um caminhão gigante e esmaga um monte de carros das pessoas. Toma essa, Nova Orleans!

Depois desse colapso público, Beyoncé se defende com a elite. Quebrada pela programação, ela está pronta para ser reconstruída... na imagem da elite.


Se é o que você realmente quer... eu posso usar sua pele sobre a minha. Seu cabelo sobre o meu. Suas mãos como luvas. Seus dentes como confetes. Seu couro cabeludo, um boné. Seu esterno, minha bengala brilhante. Nós podemos posar para uma fotografia, nós três juntos. Imortalizados... você e sua garota perfeita.


Em termos de controle mental Monarca, Beyoncé está pronta para assumir seu alter-persona e tornar-se a estrela pop que a elite quer colocar na frente das massas. Feroz!

Exploração

Depois de um monte de canções raivosas em que Beyoncé se rebela contra o marido traidor, as coisas ficam ritualísticas novamente. Embora, superficialmente, Beyoncé parece ser uma mulher forte, sem remorso, as coisas são diferentes no subsolo.

Vestida de vermelho (cor do sacrifício) e cercada
 pelo fogo, outro ritual acontece - magia sexual.

Beyoncé, em seguida, recita um poema carregado de significado oculto: Trata-se de magia sexual.


Ela dorme o dia todo. Sonha com você em ambos os mundos. Cultiva o sangue, dentro e fora do útero. Acorda com cheiro de zinco, dor sedada pelo orgasmo, o orgasmo intensificado pela dor. Deus estava no quarto quando o homem disse à mulher: "Eu te amo tanto. Enrole suas pernas em volta de mim. Me agarre, me agarre, me agarre." Às vezes, quando ele tinha seu mamilo em sua boca, ela sussurrava: "Oh, meu Deus. Isso, também, é uma forma de adoração".


A magia sexual pode ser definida como "a atividade sexual utilizada em atividades mágicas, rituais ou de outras formas religiosas e espirituais". Não ao contrário do sangue menstrual mencionado acima, a excitação física é considerado pelos ocultistas ser extremamente potente e pode ser canalizada para fins mágicos (veja sobre Aleister Crowley e a O.T.O).

O resto do poema invoca escuridão e bruxaria. Ele novamente faz referência a imagens associadas com a magia negra.


Seus quadris moem, pilão, canela e cravo. Sempre que ele puxa para fora... perda. Cara Lua, nós a culpamos por inundações... pelo fluxo de sangue... pelos homens que também são lobos. Nós a culpamos pela noite, pelo escuro, pelos fantasmas.


Nesse contexto, Beyoncé é uma escrava programada usada em ritual de magia - uma Beta Kitten. Apropriadamente, a próxima música, "6 Inch", é sobre prostituição - que é o que as Beta Kittens fazem.


Saltos de seis polegadas, ela entrou na balada sem se importar com ninguém 
Caramba, ela matou todo mundo e eu era a sua testemunha

Ela trabalha pelo dinheiro, ela trabalha pelo dinheiro
Desde o início até o fim
E ela vale cada dólar, ela vale cada dólar
E ela vale cada minuto 


No poema que se segue, Beyoncé aborda sua mãe, ao denunciar maridos abusivos e pais. Além disso, ela está se referindo à indústria oculta que se tornou seu pai e seu marido.


Mãe querida, deixe-me herdar a terra. Ensina-me a fazê-lo implorar. Deixe-me compensar pelos anos que ele fez você esperar. Ele distorceu seu reflexo? Ele fez você esquecer seu próprio nome? Ele te convenceu que ele era um deus? Você se ajoelhava todos os dias? Seus olhos se fecham como portas? Você é um escrava da nuca dele? 

Eu estou falando sobre seu marido ou seu pai?


As palavras acima descrevem o abuso mental, físico e sexual, do tipo que os escravos MK passam. Depois de recitar essas palavras horríveis, Beyoncé canta uma canção dedicada a seu pai. Não se pode dizer que "Lemonade" é gentil com figuras masculinas negras.

Reforma

Depois de raiva e rebeldia, Beyoncé se estabelece, aceita seu destino e quer se reconciliar.


Batize-me... agora que a reconciliação é possível. Se nós vamos curar, deixe que isso seja glorioso. 1.000 meninas levantam os braços. Você se lembra de ter nascido? É você grato pelos quadris que quebraram? O veludo profundo de sua mãe e sua mãe e sua mãe? Há uma maldição que será quebrada.


Após um período de tribulação, Beyoncé (e seus seguidores) 
está pronta para ser renovada. Descrevendo um batismo, o vídeo dá 
a entender que isso não se trata de Jay-Z, trata-se de algo maior.

A música "Sandcastles" apresenta Beyoncé e Jay-Z compartilhando momentos íntimos. Jay-Z é o vilão que Beyoncé perdoou.

Por que Jay-Z concordou em aparecer em tal vídeo? 1) Ele tem que concordar. 
2) Qualquer publicidade é boa publicidade. 3) O vídeo não é realmente sobre ele, 
ele está simplesmente sendo usado para esconder o verdadeiro motivo do vídeo.

Em seguida, o vídeo se concentra em pessoas negras comuns do dia a dia. Uma delas passa a louvar ao Senhor.

"Obrigado, Jesus. Eu simplesmente amo o Senhor, sinto muito, irmão. Eu amo 
Senhor. Isso é tudo que eu tenho. Quando as suas costas ficam contra a parede e sua
 parede contra suas costas, quem você chama? Ei! Quem você chama? Quem você 
chama? Você tem que chamá-lo. Você tem que chamar Jesus. Você tem que 
chamá-lo.Você tem que chamá-lo porque você não tem outra esperança."

No entanto, as coisas são diferentes no subsolo. Beyoncé não é como essa mulher do lado de fora. Ela está dentro de um lugar escuro e cavernoso - e sua mente está em outro lugar.


Você é terrível... e estranho e bonito.

Mágico.


Ela ainda está obcecada pelo lado negro, e provavelmente sempre estará. Apesar disso, ou por causa disso, ela foi escolhida para liderar seu povo.

Liberdade

Daí em diante, o tema da liberdade e da libertação toma conta. Em um sistema que é rigidamente controlado pelos poderes constituídos, "libertação" só pode ser defendida pelos peões que esses poderes criaram. Em outras palavras: controlado a oposição.

Durante a canção "Forward", retratos de homens negros 
mortos nas mãos da polícia são carregados por suas mães.

Como Maria de Metrópolis, Beyoncé foi enviada por "eles" para se tornar um líder. Sua equipe de 72 escritores e sete diretores de vídeo decidiram cooptar esse problema para dar-lhe credibilidade e legitimidade.

Beyoncé então se move para elogiar sua avó, para metaforicamente transformar os limões da vida em limonada - não sem o uso de termos ocultos, é claro.


Avó, a alquimista, você fez surgir ouro dessa vida dura, conjurou beleza das coisas deixadas para trás. Encontrou cura, onde não existia vida. Descobriu o antídoto em seu próprio kit. Quebrou a maldição com suas próprias duas mãos. Você passou essas instruções para a sua filha, que, em seguida, passou à filha dela.


Embora essas palavras invoquem esperança e força, as palavras finais de Beyoncé são sobre implorar ao "mago" (a elite oculta) para trazê-la de volta. Ela não está livre ou liberta de qualquer coisa. Em suas próprias palavras, "seus torturadores se tornaram seu remédio".


O verdadeiro amor trouxe a salvação de volta para mim. Com toda lágrima veio a redenção e meus torturadores se tornaram meu remédio. Então nós vamos curar. Nós vamos começar de novo. Você trouxe a orquestra, nadadores sincronizados. Você é o mago. Me puxe de volta pra junto de você novamente, da maneira que você me cortou pela metade. Faça a mulher em dúvida desaparecer. Puxe a tristeza entre as minhas pernas como seda. Nó após nó após nó. O público aplaude... mas não podemos ouvi-los.


Créditos Finais

O álbum termina com a música "Formation" - um single amplamente divulgado que obteve airplay no maior evento televisionado na Terra: o Superbowl. A música começa com Beyoncé basicamente dizendo "Vocês, parem de dizer que eu sou Illuminati! Eu sou uma menina rebelde super Black Power agora."


Vocês, haters, são brega com esse papo de Illuminati
Paparazzi, fotografem meu estilo e minha atitude
Eu sou tão imprudente quando eu balanço meu vestido Givenchy (é estilo)
Sou tão possessiva, então eu balanço seus colares Roc


Então, depois de chamar as pessoas de bregas, porque ELA está promovendo a Agenda Illuminati, ela afirma que usa Givenchy e usa colares Rocafella. Talvez deva-se salientar que Roc-A-Fella Records recebeu esse nome por causa da família Rockefeller (a família da elite oculta primária nos EUA) e que o símbolo desse selo é o seguinte:     


Beyoncé... você continua tão brega com esse papo de Illuminati. 

Conclusão

"Lemonade" de Beyoncé é sombrio, complexo, profundo e trabalha em vários níveis. No entanto, não é um álbum "pessoal". Ele foi composto por 72 escritores e o "álbum visual" foi produzido por uma equipe de diretores de vídeo bem familiarizados com o lado oculto. É um produto da indústria da música que foi cuidadosamente elaborado e que contém as mesmas mensagens de outros produtos pop. No entanto, em 2016, o contexto cultural está mudando. As mortes de pessoas negras causadas pela polícia nos últimos anos tem causado tristeza, agitação e divisão racial em todo os EUA. Sempre mantendo-se "relevante", a equipe de Beyoncé criou uma trama que utiliza diretamente essas questões, enquanto que habilmente vai colocando no meio suas próprias imagens e a Agenda da elite oculta.

Embora "Lemonade" pareça ser sobre "empoderamento" e liberdade, o imaginário oculto "subterrâneo" retrata Beyoncé fazendo exatamente o contrário: uma escrava que passa pelo processo de iniciação rigoroso da elite. Ela não é uma rebelde. Ela é Maria de Metrópolis. E ela não está lhe servindo limonada... ela está lhe servindo a bebida tóxica da elite.

Fonte: VC

Veja Mais
Beyonce e o Super Bowl 2013 - A Agenda Illuminati continua
Beyonce e o Nascimento Oculto de Sasha Fierce

, ,

O que aconteceu com Prince?

[ sábado, 23 de abril de 2016 | 36 comentários ]

A morte de Prince foi inesperada, envolta em mistério e cheia de fatos estranhos. Em suma, foi uma morte típica de Hollywood. O que aconteceu e por quê?

Prince era exatamente o oposto da maioria das estrelas pop de hoje: ele era imensamente talentoso, completamente original, totalmente envolvido na criação artística e extremamente franco - especialmente contra a indústria da música. Mais do que ser melhor do que outros, ele vivia em seu mundo próprio, flutuando em uma bolha gigante roxa, enquanto tocava seu violão de forma magistral.

Prince não era apenas um cantor - ele era compositor, multi-instrumentista, produtor musical e ator. Ele estava bem ciente dos trabalhos sobre a indústria da música e muitas vezes lutou batalhas amargas para preservar a integridade de seu trabalho, da sua imagem e de seu legado.

Enquanto sua personalidade enigmática e excêntrica nunca deixou de surpreender os seus fãs, a descoberta de seu corpo sem vida dentro de um elevador deixou o mundo com um enigma final: o que aconteceu? Antes de olharmos para essa morte, vamos olhar para a sua carreira.

Franco

Prince passou toda a sua carreira lutando contra a "tirania de sua gravadora",  o que provocou alguns momentos memoráveis. Em 1993, quando um acordo seu com a Warner Brothers não deu certo e deixou-o sem controle de seu trabalho e sem os avanços que foram prometidos, ele orquestrou uma rebelião que só Prince poderia pensar. Em um movimento desconcertante (e muitas vezes ridicularizado), Prince substituiu o seu nome com um símbolo impronunciável. As pessoas então tiveram que se referir a ele como "o artista anteriormente conhecido como Prince".

O Símbolo do amor na capa seu álbum de 1993. Embora o Prince nunca 
tenha explicado plenamente o significado deste símbolo (além de que isso
"veio ele durante meditação"), pode-se facilmente discernir uma amálgama 
dos símbolos "femininos" e "masculinos" cruzados por um instrumento
 parecido com uma trombeta. Pode ser uma representação visual da sua
 persona musical andrógina. 

Embora esse movimento tenha sido amplamente mal compreendido pelo público (e pela mídia), Prince claramente explicou a razão por trás disso.


O primeiro passo que tomei em direção ao objetivo final de emancipação dos laços que me ligam a Warner Bros. era mudar o meu nome de Prince ao Símbolo do amor. Prince é o nome que minha mãe me deu no nascimento. Warner Bros. tomou o nome, a marca registrada dele, e usou-o como a ferramenta de marketing principal para promover todas as músicas que eu escrevi. A empresa possui o nome Prince e toda a música relacionada comercializada sob esse nome. Eu tornei-me meramente um peão utilizado para produzir mais dinheiro para a Warner Bros...

Eu nasci Prince e não quis adotar outro nome convencional. O único substituto aceitável para o meu nome e minha identidade era o símbolo do amor, um símbolo sem pronúncia, que é uma representação de mim e sobre o que minha música é. Esse símbolo está presente em meu trabalho ao longo dos anos; é um conceito que tem evoluído a partir de minha frustração; é quem eu sou. É o meu nome. 

- Michael Heatley, Where were you... When the Music Played? 120 Unforgettable Moments in Music History.


Durante sua batalha legal com a Warner Brothers, Prince apareceu em público com a palavra "escravo" escrita em seu rosto.

Prince, com a palavra "escravo" escrita em seu rosto no
 Rockefeller Plaza, em Nova York, no dia 9 de julho de 1996. 

Prince também gostava de falar de questões impopulares, como "chemtrails", religião e moralidade. Aqui está uma entrevista de 2009 (vídeo sem legenda), onde ele fala abertamente sobre esses assuntos.


Vários anos mais tarde, Prince ainda estava batendo na mesma tecla. Em 2015, ele comparou artistas a "servos contratados com pouco controle sobre como suas músicas são usadas". Em uma rara interação com a mídia, Prince declarou:


"Contratos com gravadoras são assim - eu vou dizer a palavra - escravidão. Eu diria a qualquer jovem artista ... não assine."


Prince disse essas palavras em agosto de 2015, em seu Paisley Park Studios em Minneapolis. Menos de um ano depois, ele foi encontrado morto nesse mesmo local.

Estranhas Circunstâncias em Torno de Sua Morte

Como é o caso da maioria das mortes inesperadas de celebridades, ficam muitas informações, desinformações, rumores, boatos e relatos conflitantes no ar. Aqui está um resumo rápido de seus últimos dias. Até o momento da escrita deste artigo, a causa de sua morte era desconhecida.


Em 7 de Abril, 2016, Prince adiou duas apresentações de seu Piano & A Microphone Tour, no Teatro Fox, em Atlanta; o local divulgou um comunicado dizendo que ele estava "lutando contra a gripe". Ele remarcou do show de 14 de abril, embora ainda não estivesse se sentindo bem. Durante o vôo de volta para Minneapolis na manhã seguinte, seu jato particular fez um pouso de emergência no Aeroporto Internacional de Quad City em Moline, Illinois, para que ele pudesse procurar tratamento médico. Representantes afirmaram que ele sofria de "desidratação severa" e estava lutando contra a gripe durante várias semanas. Prince foi visto em público na noite seguinte, quando fazia compras no Electric Fetus em Minneapolis, no dia do Record Store Day, e fez uma breve aparição numa festa de dança no complexo de seu estúdio de gravação Paisley Park em Chanhassen, Minnesota, afirmando que estava se sentindo bem. 

Ele participou de uma apresentação do cantor Lizz Wright no Dakota Jazz Club em 19 de abril de 2016.

Em 21 de Abril, 2016, Prince foi encontrado inconsciente em um elevador em Paisley Park, que também serviu como sua casa em Minnesota.

Uma chamada para o 911 foi feita às 9:43 a.m; ele não respondeu às tentativas de reavivamento por equipes de emergência e foi declarado morto às 10:07.

Ele estava com 57 anos de idade. 


Embora estivesse supostamente "lutando contra a gripe", Prince estava ativo e saudável o suficiente para assistir a shows e fazer alguns shows. As coisas tomaram um rumo misterioso no dia 15 de abril, quando seu jato particular fez um pouso de emergência em Moline, Illinois - mesmo quando ele estava aproximadamente 40 minutos de seu destino final.

Segundo algumas fontes, Prince foi tratado por overdose.


Várias fontes em Moline nos dizem, Prince foi levado para um hospital e os médicos deram-lhe uma "injeção de salvamento"... normalmente administrada para neutralizar os efeitos de um opiáceo.

Nossas fontes ainda dizem que os médicos aconselharam Prince a ficar no hospital por 24 horas. Sua equipe exigiu uma sala privada, e quando eles foram informados de que não era possível... Prince e cia decidiram pagar. O cantor foi dado alta 3 horas depois de chegar e voltou para casa.

Fomos informados de que quando Prince saiu ele "não estava se sentindo bem." Sabemos que as autoridades de Minnesota estão tentando obter os registros hospitalares de Moline para ajudar a determinar a causa da morte.

Fizemos mais de uma dúzia de tentativas para chegar à equipe de Prince para comentar o assunto, mas eles não se pronunciaram. 

- TMZ, Treated for a Drug Overdose Days Before Death


Curiosamente, cada vez que há uma morte estranha de celebridade, a palavra "overdose" é jogada quase que imediatamente.

No dia seguinte, Prince apareceu em um show e, um tanto profeticamente, disse:


"Espere alguns dias antes de gastar suas orações."


No mesmo dia, um site de fofocas populares enigmaticamente anunciou que uma celebridade famosa afro-americana tinha AIDS.


MediaTakeOut.com acabou de receber a notícia de que uma celebridade afro-americana muito popular - que esteve recentemente no noticiário - tem agora o que está sendo descrito como AIDS. Obviamente, visto que não somos capazes de confirmar 100% a história - vamos deixá-la como um Item Cego. Queremos deixar claro que não estamos falando sobre Magic Johnson.

Este relatório realmente machucou o nosso coração.

De acordo com uma pessoa extremamente perto da situação, a celebridade, que é conhecida por ter um passado sexual muito extremo teria contraído a doença em algum momento na década de 90. Ele manteve a doença tranquila, mas começou a tomar a sua medicação religiosamente até cerca de dois anos atrás. Aqui está o que nos foi dito por uma pessoa de dentro do entretenimento muito confiável:

Ele [a celebridade] acreditava que estava curado, e ele tinha algumas pessoas loucas [religiosas] que lhe disseram que Deus o curou. Então ele parou de tomar a medicação e a doença voltou. Agora os médicos dizem que ele está morrendo, e não há nada que alguém possa fazer a respeito disso."

Fomos informados de que se espera que a celebridade fique mais e mais doente, e, eventualmente, morra. Pode vir a acontecer tão rápido quanto o verão.

- Mediatakeout.com, Insider Claims that a VERY POPULAR African-American Celebrity... Is Stricken with Aids... not HIV


Alguns dias mais tarde, Prince é encontrado dentro de um elevador em seu estúdio.  

Fato estranho: uma das canções mais famosas de Prince é "Let's Go Crazy". Não ao contrário de grande parte de suas letras, a letra dessa canção pode se referir a suas crenças cristãs, onde ele usa a palavra "de-elevador" para se referir ao diabo. Ele canta:


E se o "de-elevador" tentar derrubá-lo
Enlouqueça - soque um piso superior


E depois:


E quando morrermos
Pra que serviu tudo isso?
É melhor viver agora
Antes do ceifador vir bater à sua porta

Diga-me, nós vamos deixar o de-elevador nos derrubar?
Oh, não, vamos lá!


Em um ambiente morbidamente simbólico, o corpo de Prince foi encontrado dentro de um elevador. Será que o "de-elevador" finalmente o derrubou?

Uma grande quantidade de fatos precisam ser verificados e perguntas precisam ser respondidas, porém uma coisa é certa: quando as coisas são sombrias, a verdade, muitas vezes, permanece na sombra.

Fonte: VC

Veja Mais
A Misteriosa Morte de Michael Jackson (6 Anos Depois)
A Morte de Robin Williams e o Simbolismo Illuminati no Filme "Jack"

,

Ladies' Code "Galaxy" está celebrando a Morte de Dois Membros do Grupo?

[ sexta-feira, 22 de abril de 2016 | 25 comentários ]

O grupo K-Pop Ladies' Code enfrentou uma tragédia em 2014 quando dois dos cinco membros do grupo perderam a vida em um acidente de carro. "Galaxy", o primeiro vídeo feito com os três membros que sobraram, é bastante estranho... porque ele é todo sobre uma comemoração em torno do número três.

O K-Pop (Korean Pop) é basicamente o resultado da elite oculta implementando a agenda distorcida da indústria da música na Ásia, com seu simbolismo, obsessão com o controle mental e até mesmo rituais obscuros. Por trás disso é uma indústria de entretenimento particularmente abusiva, que está repleta de acusações de abuso mental, físico e sexual. Em 2009, até mesmo uma atriz coreana revelou que estava sendo usada como uma escrava sexual (e, em seguida, ela cometeu suicídio).

Embora não haja escassez de conteúdo Illuminati no K-Pop (veja os artigos anteriores sobre o tema), o caso de Ladies's Code é particularmente sombrio e enigmático. O vídeo que precedeu a morte dos membros RiSe e EunB foi surpreendentemente profético, enquanto o vídeo após a tragédia é comemorativo de uma forma estranha. Vamos olhar para o percurso estranho do grupo e o significado simbólico do novo vídeo "Galaxy", de Ladies' Code.

Claramente Controladas 

No meu primeiro artigo sobre Ladies' Code (escrito um ano antes do acidente de carro fatal), expliquei como o vídeo "Hate You" foi uma compilação de simbolismo de controle mental. O vídeo, de fato, retratou os membros do grupo como escravos MK usando clássicos simbolismos de controle mental Monarca. Aqui estão alguns exemplos.

O vídeo continha imagens simbólicas gritantes de controle mental como esta: 
Uma menina presa em uma sala, contando dias, como uma prisioneira, e rodeada
 por bonecas, que representam múltiplas personas. Borboletas piscam
 rapidamente na tela - uma referência ao controle mental Monarca. 

Como uma escrava MK literalmente amarrada ao seu manipulador.
 Apenas mais um dos incontáveis ​​"tableaux" MK no vídeo. 

Em 3 de setembro de 2014, o grupo se envolveu em um acidente de carro violento que tirou a vida dos membros RiSe e EunB.

 Memoriais de RiSe e Eunb. 

O acidente ocorreu logo após o grupo lançar o single "Kiss Kiss". E, como explicamos no artigo Foi a Morte das Artistas K-POP EunB e RiSe Prenunciada em Seu Último Vídeo?, o vídeo era profético de uma forma estranha (também explicamos as circunstâncias misteriosas que cercaram o acidente).

No vídeo, os membros do grupo visitam um cara morto 
em um caixão. Quando EunB aproxima-se desse cara, ele se 
levanta e a beija. Ela recebeu literalmente um beijo de morte. 

Mais tarde, nós a vemos como um alvo enquanto ela faz 
o sinal do um olho. Pura cena de sacrifício Illuminati. Ela 
morreu apenas um mês após o lançamento desse vídeo. 

RiSe (o outro membro que morreu de acidente de 
carro) beija um sapo amarelo com bolinhas pretas. 

Vemos mais tarde que pontos pretos no amarelo significa morte. 
Portanto, a RiSe também beijou a morte. O nome da música? Kiss Kiss. 

Depois a vemos amarrada a uma cadeira, enquanto rola em direção 
a uma parede. RiSe morreu após uma van colidir contra um muro. 

Você poderia dizer que essas previsões são na verdade o resultado de uma infeliz coincidência. Embora isso seja possível, "Galaxy", o vídeo de retorno dos três membros restantes, só aumenta a bizarrice.

MYST3RY

Após a morte de EunB e RiSe, o grupo tornou-se um trio - um grupo com 3 membros. Por coincidência, o primeiro álbum lançado por esse trio é todo relacionado ao número 3. A temática do 3 começa com o nome do álbum, Myst3ry e o álbum contém 3 músicas.

A capa do álbum apresenta o novo logotipo do grupo: 
Um formato triangular tridimensional (3 lados). O título 
do álbum também contém o número 3 invertido. 

O encarte do CD contém imagens enigmáticas e 
palavras como "Aqui Brilha o Universo Escuro". Será 
uma referência ao mundo sombrio da elite oculta? 

Em outra página do encarte, vemos o gatilho de um revólver
 que está sendo puxado por uma ferramenta de laboratório. Aqueles 
que "puxaram o gatilho" no sacrifício não relaram a mão no gatilho. 

O primeiro vídeo do álbum, "Galaxy", centraliza-se no número 3 ainda mais, e o resultado é bastante preocupante. O vídeo apresenta os três membros restantes do grupo - que parecem bastante deprimidas - em uma variedade de cenas que fazem as lembrar que duas delas estão mortas e que apenas três delas sobraram. É como se os manipuladores do grupo estivessem zombando delas as colocando em cenas simbólicas comemorando a morte de suas amigas.

Você poderia argumentar que as meninas estão expressando, em sua própria maneira artística, sua dor. O problema é que o K-Pop (e principalmente a música pop), entretanto, não funciona assim. Artistas têm pouca ou nenhuma palavra a dizer sobre o conteúdo de seu trabalho. Eles executam o que lhes é dito para executar e é apenas isso.

Não ao contrário de vídeos anteriores do grupo, há uma vibe estranha acontecendo.

O vídeo começa com os membros jogando xadrez 
para três jogadores em uma tabuleiro triangular. 

Desde o início, vemos as meninas sendo forçadas a encarar o fato de que há apenas três delas que sobraram. O jogo de tabuleiro triangular invoca a ideia de que não há espaço para mais ninguém.

Mais tarde no vídeo, vemos um rei vermelho que está sendo 
derrubado no tabuleiro dualista (claro e escuro). No simbolismo 
oculto, isso representa sacrifício ritualístico. 

O mesmo códigos de cores e simbolismos são encontrados na capa do
 álbum "Blood on the Dance Floor" de Michael Jackson. A partir do nome
 do álbum, com o simbolismo oculto, essa capa é sobre sacrifício ritualístico.
 Fato bônus: a faixa preta no seu braço significa luto. 

Para se certificar de que você entenda que "Galaxy" é sobre simbolismo Illuminati, o vídeo apresenta dois sinais claros do "um olho".

Dois sinais rápidos do "um olho" permitem que os 
telespectadores saibam que há um significado oculto no vídeo. 

Mais uma vez. 

O resto do vídeo mostra objetos em grupos de três - incluindo as próprias cantoras.

Três tesouras. 

Três cubos com o número 3 para cima. 

Existem muitas outras ocorrências do número três ao longo do vídeo. Uma em particular é bastante preocupante.

Nesta cena coreografia, na frente de um triângulo gigante,
 as três meninas do Ladies' Code estão de pé enquanto duas dançarinas 
permanecem abaixadas. Será uma referência as duas que morreram? 

Durante todo o vídeo, as meninas estão à espera de uma chamada telefônica em um telefone que só pode discar o número 3.

Formando um triângulo ao redor do telefone, 
as meninas esperam por uma chamada. 

O fato de que o telefone só pode discar um número é uma representação apropriada das condições de vida dos escravos da indústria. Cortados do mundo, esses artistas são cuidadosamente geridos por seus manipuladores, que os exploram à exaustão e os forçam a fazer vídeos que retratam a sua própria servidão. Quem esses escravos podem chamar quando precisarem de ajuda? O número 3 e é só ele.

Quando o telefone finalmente toca, as meninas o atendem e depois saem rapidamente. Talvez seja seus manipuladores chamado.

Conclusão

Depois de lançar os vídeos "Hate You" (que é sobre o controle mental Monarca) e "Kiss Kiss" (prenunciando a morte de dois membros do grupo), Ladies' Code fez um retorno desconcertante com "Galaxy". Simplesmente considerando o fato de que existem três membros no grupo porque dois deles morreram, celebrar o número 3 é mais do que perturbador. Essa sensação é amplificada quando se compreende a mentalidade da elite oculta que controla a indústria, que está imersa em rituais, numerologia, simbolismo, controle mental e o poder de sacrifício.

Numa questão velada e simbólica, a elite oculta revela suas ações obscuras, exultando sobre o fato de que ninguém está nem ao menos tentando impedi-los. Ladies' Code incorpora e exibe todas as obsessões da elite tão descaradamente que o grupo deveria ser renomeado como... "Elite's Code".

Fonte: VC

Veja Mais
Foi a Morte das Artistas K-POP EunB e RiSe Prenunciada em Seu Último Vídeo?
Simbolismo Maçônico no Comercial Brasileiro da MasterCard