Coisas Estranhas estão acontecendo na Ilha de Epstein: Filmagens de Drones

domingo, 29 de setembro de 2019 Leave a Comment

Desde a morte altamente suspeita de Jeffrey Epstein em uma prisão de segurança máxima, as coisas só ficaram mais suspeitas. Embora a autópsia tenha concluído oficialmente que a causa da morte foi suicídio, um fluxo constante de fatos e revelações está fortemente sugerindo um encobrimento maciço.

Primeiro, foi recentemente revelado que duas câmeras que filmavam a cela de Jeffrey Epstein no momento de sua morte estavam “quebradas” e as gravações foram consideradas “inutilizáveis” pelas autoridades. Segundo, dois guardas supostamente "dormiram" durante as checagens programadas em Epstein e falsificaram registros. Terceiro, o francês Jean-Luc Brunel, o magnata modelo suspeito de ser o canal do tráfico sexual de Jeffrey Epstein em Paris, "desapareceu como um fantasma sem deixar rastro".

Embora a mídia de massa tenha filtrado cuidadosamente algumas dessas informações e ignorado outros fatos, o canal do Rusty Shackleford no YouTube tem fornecido uma fonte bruta e não filtrada de informações, publicando regularmente imagens de drones da Ilha Epstein e seus arredores.

As imagens capturadas nas últimas semanas revelam que coisas estranhas acontecem na ilha. Aqui estão alguns exemplos.

Agitação

Considerando o fato de que Litte Saint James foi o local de crimes hediondos envolvendo pessoas poderosas, seria de se esperar que a ilha fosse tratada como uma cena de crime completamente fechada para não-investigadores. Não é isso que está acontecendo.


Após a descoberta de uma cena do crime, é importante que sejam tomadas medidas para garantir e proteger a cena da contaminação. A fim de manter a integridade da cena, as autoridades devem tomar medidas para bloquear a área circundante, além de acompanhar quem entra e sai. Ao tomar essas precauções, os oficiais podem garantir que as evidências coletadas possam ser usadas no tribunal. Evidências contaminadas, adulteradas ou maltratadas podem poluir a cena e fazer com que um caso seja jogado fora do tribunal.

– Wikipedia, Crime Scene


Duas semanas antes dos ataques do FBI na Ilha Epstein, um avião filmou uma equipe de trabalhadores que realizavam trabalhos pesados ​​de construção na ilha usando tratores, escavadeiras e toneladas de material novo.

Essa filmagem foi feita em 30 de julho, 10 dias antes da morte de 
Epstein e 12 dias antes das invasões do FBI. Podemos ver trabalhadores 
de construção civil, máquinas pesadas e sacos de material, 
possivelmente de concreto.

Essa filmagem foi feita algumas semanas após a prisão de
 Epstein. Muito lixo sendo jogado fora, incluindo vários colchões
 e molas. Poderia haver evidências incriminadoras lá?

Vários veículos na ilha também continuam se movendo - incluindo uma ambulância com as letras L.S.J. (Little Saint James). Por que existe uma ambulância em uma ilha que não tem hospital?

Em julho, a ambulância estava
 estacionada no topo de um prédio.

Algumas semanas depois, a ambulância
 foi transferida para um local diferente.

Após a morte de Epstein e após as invasões do FBI, a ilha ainda estava cheia de atividades.

Esta filmagem de 30 de agosto mostra que a ilha ainda 
está sendo mantida por uma equipe de trabalhadores.

Considerando o fato de que Epstein está morto, por que ainda há manutenção na ilha e quem está pagando esses trabalhadores? Será que os cheques são provenientes do fundo de US$ 577 milhões criado por Epstein dois dias antes de sua morte - com beneficiários anônimos?

Este último vídeo contém outro detalhe estranho.

O drone filmou um homem branco mais velho que não
 parece ser um trabalhador conversando com outro homem.

Um grande número de comentários no vídeo do YouTube afirma que esse homem parece com Jeffrey Epstein… que morreu algumas semanas antes. Em certo momento, esse homem olha para cima e percebe o drone. Ele então permanece por alguns segundos e se esconde dentro de seu veículo.

Ele se parece com Epstein?

As imagens de drones capturadas nas últimas semanas também capturaram imagens nunca vistas do infame “templo”.

Dentro do Templo

O templo em 2017. A cúpula dourada se foi.

Tem havido muita especulação sobre o estranho templo na Ilha Epstein. Construído em uma elevação de 18 metros, acredita-se que o templo esteja em cima de em uma rede de túneis subterrâneos. Imagens de drones divulgadas recentemente tiraram algumas fotos com zoom do templo, revelando vários detalhes estranhos.

Primeiro, a “porta” principal do templo está realmente pintada.

A porta do templo de Epstein.

Na porta está pintada uma fechadura medieval, projetada para manter as pessoas trancadas dentro do templo. Isso é uma dica do que realmente estava acontecendo lá dentro?

À esquerda da porta estão as letras JE - as iniciais de Jeffrey Epstein.

As mesmas iniciais podem ser encontradas à esquerda 
da porta da mansão de Epstein em Nova York.

Enquanto fontes da mídia de massa alegam que o templo era realmente uma academia, as filmagens feitas dentro do templo revelam que isso definitivamente não é uma academia.

Dentro do templo existem vários colchões e andaimes. 
Nenhum equipamento de ginástica à vista.

As filmagens da outra janela mostram uma imagem 
mais próxima dos colchões (embrulhados em plástico).

Usando a correção de cores, o drone foi capaz de fornecer uma visão mais clara do que está dentro da sala misteriosa.

Aqui, vemos um piso de madeira
 e pedaços de madeira quebrados. 

À medida que o drone filma para cima, podemos ver 
uma estante de livros, uma coluna decorativa e alguns fios.

Mais uma vez, temos provas claras de que esta não é uma academia. O fato de a mídia de massa ter propagado essa fake news é revelador. E, considerando o fato de que tudo nesse templo é altamente simbólico, o que estamos vendo aqui também é altamente simbólico.

Embora não possamos ver o outro lado da estante, podemos assumir que existe um segundo pilar do outro lado. Como sabemos, os dois pilares são um elemento básico do simbolismo maçônico. Além disso, o design espiral desses pilares é significativo: eles são chamados de colunas salomônicas.


A forma em espiral, comum na natureza, adorna edifícios desde o início da história registrada. Segundo a lenda, colunas em espiral ornamentavam o templo de Salomão em Jerusalém.

– thought.co, What is a Solomonic Column?


O conhecimento, o ritual e o simbolismo maçônico são fortemente baseados na lenda que cerca o Templo de Salomão. Combinado com o relógio de sol maçônico no centro da ilha de Epstein, há um claro padrão "elite oculta" emergindo deste lugar.

Um maçom explicando a importância das colunas salomônicas.

Invasão do FBI

Em 12 de agosto, o drone capturou imagens da invasão do FBI na ilha de Epstein. A primeira pergunta que se pode fazer é: por que o FBI invadiu a ilha dois dias após a morte de Epstein e não antes? Por que eles permitiram que as pessoas se movimentassem e trabalhassem livremente na ilha de antemão?

A outra pergunta que se pode fazer é: o que eles estão fazendo nesta filmagem?

Um agente fica dentro de uma sala com computadores 
outros equipamentos embrulhados e, aparentemente,
 prontos para serem enviados.

Em seguida, outros agentes entram na sala. Observe
 que existem vários agentes da polícia de Nova York que
 investigam essa ilha nas Bahamas.

Depois que os agentes perceberam que um
 drone estava filmando, eles cobriram a janela.

Por que tanto sigilo?

Conclusão

As filmagens de drones realizadas nas últimas semanas provam que o trabalho de construção pesada ocorreu na Ilha Epstein apenas alguns dias antes dos ataques do FBI. Considerando o fato de que essas pessoas foram pagas por Epstein, há uma possibilidade distinta de que elas tenham sido ordenadas a destruir evidências e enterrar o que fosse necessário para ser enterrado. Quando as autoridades finalmente invadiram a ilha (dois dias após a morte de Epstein), tornaram óbvio que não queriam ser filmadas.

Não muito diferente do que aconteceu no Metropolitan Correctional Center no dia da morte de Epstein, as autoridades têm demonstrado um padrão constante de "descuido proposital" durante toda a tragédia de Epstein. Apesar do fato de a ilha ser um paraíso conhecido e bem documentado pelo abuso de crianças nas mãos das pessoas mais poderosas do mundo, a investigação em torno dela é, para dizer o mínimo, lenta. Em resumo, estamos testemunhando a elite oculta encobrindo seus rastros e enterrando o caso Epstein literalmente sob uma pilha de concreto.

The Vigilant Citizen

Veja Mais


3 comentários »

  • Bruno said:  

    O homem mais velho que aparece em uma das fotos tiradas pelo drone não se parece com Jeffrey Epstein, parece com Bill Clinton.

  • VB Gráfica said:  

    Eu creio que Jeffrey não está morto. Ele ganhou uma segunda chance pra viver, mas a elite oculta deve ter dado ordens para que assumisse outra identidade e que fosse discreto. O fundo de meio bilhão de dólares foi criado para que ele beneficiasse ele próprio, através de outra identidade que já havia sido criada.

  • juliiiy12 said:  

    Podem esconder diante do homem mas, de Deus é impossivel.

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste site.