,

Por que a Netflix está perdendo Assinantes nos EUA?

domingo, 21 de julho de 2019 Leave a Comment

Os resultados do segundo trimestre de 2019 da Netflix foram nada menos que desastrosos. De fato, a empresa de streaming viu sua primeira grande perda de assinantes nos EUA (mais de 130 000 cancelamentos), enquanto o número de assinantes internacionais mal chegou a 50% do que foi previsto (2,7 milhões de novos clientes pagos). Além disso, as ações caíram mais de 10% imediatamente após a divulgação do relatório.

Muitas razões foram citadas para a queda de assinantes nos EUA: o aumento de preço de US$ 10,99 para US$ 12,99, a concorrência de outros serviços de streaming (Warner Media, Disney e Apple) e a estagnação do conteúdo da Netflix.

Embora essas razões possam explicar algumas das perdas de assinantes, as pessoas da Netflix e das fontes de mídia de massa parecem estar propositalmente ignorando o problema: muitas pessoas não concordam ou se relacionam com o conteúdo vendido na Netflix. Além disso, muitos acham seu conteúdo tóxico e prejudicial aos seus espectadores, especialmente aos jovens. Isso se torna evidente quando olhamos para as séries criadas pela Netflix.

Conteúdo Original da Netflix é Terrível

A cada ano, a Netflix distribui mais de US$ 12 bilhões em conteúdo exclusivo e original. Essa estratégia destina-se a atrair novos clientes, mantendo os já existentes fiéis à marca. No entanto, há um grande problema: quase todo o conteúdo original da Netflix é fortemente contaminado por uma agenda clara. E isso irrita muitas pessoas.

De fato, uma resenha resumida do conteúdo da Netflix revela um fato óbvio: há apenas uma opinião e um ponto de vista na Netflix. Tudo está sujeito a uma rigidez extremamente sufocante e opressiva do politicamente correto, a um ativismo e uma engenharia social radical que é promovida pela elite oculta. Em suma, a Netflix é um serviço de streaming de propaganda misturado com conteúdo feito sob medida para corromper e traumatizar as mentes jovens através de um "entretenimento" insidioso (mais sobre isso adiante).

Não é preciso dizer que muitas pessoas discordam disso. Embora a mídia de massa tenda a negar esse  fato, uma grande porção da população dos EUA está cada vez mais ciente da agenda global da elite e a rejeita ativamente. À medida que a mídia de massa se transforma em um instrumento radical de doutrinação (que beira o desespero), um número crescente de pessoas aprendeu a identificar propaganda na mídia de massa.

O que dissemos acima não se aplica apenas aos americanos "conservadores" ou "religiosos". Muitas pessoas sem inclinação ideológica específica não querem ser doutrinadas ou ditas o que pensar enquanto consomem entretenimento. Eles só querem se divertir. Uma das séries mais populares disponíveis na Netflix é "The Office", que se concentra em comédia e personagens relacionáveis, não em propaganda social e ideológica. A série é um produto de uma outra era (2005-2013), antes da radicalização dos meios de comunicação de massa.

A Netflix provavelmente vai perder muitos assinantes quando "The Office" deixar sua programação em 2020. Porque, aparentemente, a Netflix é incapaz de produzir conteúdo de qualidade que não seja insidioso para uma grande porcentagem da população dos EUA.

Aqui estão alguns exemplos dos desastres originais da Netflix.

Bill Nye Salva o Mundo


Embora Bill Nye seja apelidado de "o cara da ciência", a série "Bill Nye Salva o Mundo", saiu do campo científico para abertamente promover uma agenda radical e altamente controversa. Bill Nye também frequentemente se meteu em críticas condescendentes sobre questões não científicas que eram extremamente desagradáveis ​​de assistir.

O episódio "The Sexual Spectrum" incorporou tudo o que havia de errado com a série. Aqui está parte dele.


Neste episódio, Bill Nye argumenta que não há dois gêneros (masculino e feminino), mas um espectro inteiro preenchido com cerca de 76 deles. Essa afirmação está em contradição direta com os ensinamentos da série original "Billy Nye, The Science Guy", que foi ao ar nos anos 90.


A Netflix removeu essa parte da série "Bill Nye the Science Guy". Os jovens não podem ser contaminados pela verdade?

13 Reasons Why


"13 Reasons Why" é sobre um suicídio de uma estudante de 17 anos de idade. Desde o seu lançamento, profissionais de saúde mental alertaram sobre os efeitos negativos da série em jovens espectadores. Em maio de 2019, o Jornal da Academia Americana de Psiquiatria Infantil e Adolescente concluiu que:


O lançamento de 13 razões foi associado com um aumento significativo no aumento de taxas mensais de suicídio entre os jovens americanos de 10 a 17 anos. Cuidado relacionado à exposição de crianças e adolescentes à série é necessário.


Segundo o estudo, "13 Reasons Why" foi associada com aumento de 28,9% nas taxas de suicídio entre os jovens bem após seu lançamento em abril de 2017. O número de mortes por suicídio registrados durante aquele mês foi maior do que o número visto em qualquer outro mês durante o período de cinco anos examinado pelos pesquisadores.



"Sob a premissa enganosa de abordar questões de saúde mental, a série, na verdade, glamoriza  o próprio suicídio. O suicídio do personagem principal está mergulhado em mistério que leva ao fascínio. Ao expor o mal em sua escola, ela também se torna uma heroína cujo suicídio se tornou uma maneira eficaz de atingir as pessoas que a prejudicaram.

Através de dezenas de horas de drama cuidadosamente elaborado, o espetáculo cria uma experiência imersiva que se concentra em ideias e emoções sombrias."


Há poucos dias, a Netflix cortou uma cena gráfica retratando o suicídio. Um pouco tarde demais.

O Mundo Sombrio de Sabrina


A primeira temporada de “O Mundo Sombrio de Sabrina” está tão repleta de mensagens tóxicas que há um vídeo analisando seu conteúdo. De fato, quase todas as cenas promovem algum tipo de agenda para seus jovens espectadores, que são colocados para se relacionarem com Sabrina - uma garota do ensino médio que é uma bruxa (dando sua alma a Satanás).

Entre as mensagens que estão sendo promovidas: o satanismo é legal e moderno, a bruxaria é uma ferramenta poderosa para o "patriarcado branco" e muito mais. Há também cenas minoritárias (normalizando o amor da elite pela pedofilia) e o canibalismo envolvendo crianças (normalizando o amor da elite pelo canibalismo).

Mais Exemplos

Há muitos outros exemplos de séries originais da Netflix promovendo a agenda doentia da elite oculta. Aqui estão alguns deles.

Santa Clarita Diet - uma série que consiste em tornar 
canibalismo (a obsessão secreta da elite oculta) divertido.

Netflix pegou a série "Lucifer" depois que ela foi cancelada pela Fox
 depois de três temporadas. Como a Netflix poderia deixar de lado a promoção
 de uma série que retrata Lúcifer (a figura bíblica favorita da elite oculta) 
como um jovem encantador?

"The Order" é sobre um adolescente que entra 
em uma sociedade secreta que pratica Magia Negra.
 Mais promoção do satanismo para os jovens.

Conclusão

Embora a perda desastrosa de telespectadores da Netflix possa ser atribuída a um aumento de US$ 2, há mais em jogo aqui. Nos últimos anos, o conteúdo da Netflix sofreu uma virada radical (que também pode ser vista pelos meios de comunicação de massa em geral), onde a promoção de mensagens controversas é mais importante do que o entretenimento de qualidade. Acredite ou não, muitas pessoas estão percebendo isso e estão ativamente o rejeitando.

A mídia de massa está em uma crise correspondente: seu conteúdo não reflete os valores e interesses de grande parte da população americana. O entretenimento de hoje está completamente fora de sintonia. Por quê? Porque novas séries são raramente produto de mentes criativas. Elas são esforços constantes para combinar o máximo de mensagens possível dentro de algo que pareça com entretenimento. E isso é ruim; as pessoas não querem pagar por isso. Simples assim.

The Vigilant Citizen

Veja Mais
Série da Netflix "13 Reasons Why" é relacionada a Aumento na Taxa de Suicídio
A Perturbadora Série da Netflix "O Mundo Sombrio de Sabrina"


29 comentários »

  • Jairo Dirigives said:  

    É realmente lamentável o que tem ocorrido, afinal, não há pra onde fugir, pois todos os meios estão dominados por essa cultura da patrulha de pensamento. Por hora, nos resta apenas o lamento, afinal, as coisas já avançaram demais, e acho difícil a Netflix e as grandes empresas se darem conta do erro que estão cometendo...

  • Rafael said:  

    Olá Danizudo, os canais de alerta da agenda da elite oculta tem falado sobre muitas séries, todas internacionais, normal o internacional sempre esta em foco. Acontece que a Série brasileira 3% tem muito conteúdo sobre a agenda da elite oculta. Inclusive sobre os avanços tecnológicos, sobre a elite e a massa que são colocados na serie como a causa e o mar alto. Chega ser bizarro de tão explicito que é. E ninguém fez um vídeo até hoje sobre isso. Gostaria muito que fizesse essa análise. A série ja tem 3 temporadas E cada uma mais explicita que a outra.

    Obrigado.

  • 123News said:  

    É muito cinismo de quem diz que a Netflix está caindo nos EUA por causa de 2 dólares. Nem no Brasil esse valor faz falta. Aqui eu pago 50 reais (5% de um salário mínimo). Quanto 2 dólares é no SM americano? Acho que menos de 0,01%. Netflix está caindo mesmo porque realmente estamos vendo verdadeiro ativismo de satanismo e os pais estão notando o quão danoso esse site é para a família.

  • Igor de Souza said:  

    ATA! Religiosidade é tóxica e aqui nesse blog vemos em excesso. Parece que o blog é feito por um pastor...

  • Geisla said:  

    Não entendi porque alguém que acha o site religioso e toxico esta lendo as matérias!

  • Ryosabea said:  

    "ATA! Religiosidade é tóxica e aqui nesse blog vemos em excesso. Parece que o blog é feito por um pastor..."

    blá blá blá, religioso, fanático, crente, blá blá blá, satan é legal, dãaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

  • VICTOR33 said:  

    Postagem exagerada. É óbvio que a diminuição de usuários da netflix é devido ao surgimento de novos serviços de streaming concorrentes.

  • VICTOR33 said:  

    Exagerado. É óbvio que a diminuição de usuários da Netflix é devido ao surgimento de novos serviços de streaming concorrentes.

  • Miss Medeiros said:  

    Faltou um fator: A Netflix se declarou a favor do aborto, o que fez um conjunto de pais conservadores e cristãos fervorosos serem contra a empresa e boicotá-la em tudo. E ao contrário do Brasil, o boicote nos EUA realmente funciona.

  • Raquel said:  

    A Netflix tem msm umas séries bem pesadas, carregadas de simbolismo e msg subliminares.
    Assisti a série black mirrom é fiquei o tanto assustada com essa produção, achei super esquisito!
    Tem uns filmes tbm de produção original bem carregada de msgs e símbolos subliminares.

  • Unknown said:  

    Ola danizudo, quero dizer que amoo seu blog e ja acompanho ha uns anos e hosto de mais do seu trabalho.queria pedir uma analise do filma us(nos)..acho que tem muitas referencias a respeito de personalidades destorcidas...
    Obrigado e sussesso ai para voçe ...

  • Unknown said:  

    Danizudo...queria que desse uma olhada no cenário do Show Amigos 20 anos...com famosas duplas sertanejas!

  • HopyHood Lolzinho said:  

    Eu devo concordar que, sem dúvidas, existe um interesse por trás das produções da Netflix em promover uma visão mais aberta de mundo. Não enxergo como um problema, afinal, estamos vivendo num século em que diversas mudanças sociais, políticas e econômicas estão acontecendo, e promover o respeito em meio a tanta mudança e diferença não é um problema. Antes devemos nos juntar a nos separar e odiar uns aos outros. Como cristão, no entanto, entendo que pode haver um anseio maquiavélico maior por trás de tudo isso: como na série Sabrina, onde há exposição clara de satanismo e blasfêmia. Porém, devo pontuar que este post, ainda que traga à discussão alguns pontos coerentes, aborda uma visão política patética de mundo que é recorrente não só nos Estados Unidos, mas também no Brasil. ''Doutrinar'' é uma palavra forte, e não acho que seja a mais bem colocada na conjuntura política atual. Particulamente, acho que o texto poderia ter sido muito mais coerente, embasado em bons argumentos, se não fosse tão trumpista/bolsonarista. Infelizmente, ainda traz alguns pontos absurdos, que imaginamos nossa vovó lunática falando: ''Santa Clarita Diet aborda o canibalismo e promove a sua banalização". Não, simplesmente não. Isso é patético e quebra a credibilidade do post. A série em questão, totalmente fictícia, trata de uma família zumbi, trazendo aspectos cômicos. Acreditar que isso almeja normalizar o canibalismo é extremamente aburdo; filmes de zumbis promovem o canibalismo ou são simplesmente obras que tratam de um mundo fictício?
    Eu, partirculamente, achei esse um dos posts mais fracos do site. Mas minha opinião, claro.

  • Unknown said:  

    E está aqui porque então Igor? Vai assistir suas séries da Netflix.

  • alugueltemporadameiapraia said:  

    Basta ligar a TV que o bombardeio começa, nem programa de reforma escapa da mesma lavagem cerebral sobre mundos maravilhosos onde a diversidade é o que existe de melhor tudo se justifica pelo "amor", pobre amor em que lhe transformaram. Estão desconstruindo e redefinindo a realidade através de bombardeios de mídia, tornaram isso algo onipresente. Lamentável.

  • Bruno L. Da Silva said:  

    A Netflix está encapetada.

    Com os sendo Países de Maioria Cristãos, jamais vingará este Projeto...

  • Unknown said:  

    Danizudo, POR FAVOR faz uma analise do comportamento da Hillsong, entre os anos de 2012 e 2014. Eles utilizaram muito simbolismo em seus cenários de shows/igrejas. Muito obrigada!

  • Travis said:  

    Calma mona. Sem choro. Kkkkk

  • Williaan Kabelo said:  

    se vcs não gostam do blog então não leiam

  • Wagner said:  

    Essa Sabrina é intragável! Você começa a assistir achando que vai encontrar uma série de fantasia sobre bruxas que voam em vassouras e gatos falantes e se depara com satanismo puro! Além dessas que vc citou tem também uma série que literalmente ensina sobre venda de drogas p jovens, outra que é propaganda
    feminista que glamouriza o crime (good girls). Só porcaria...

  • Wagner said:  

    Essa nova Sabrina é intragável! Você começa a assistir achando que vai ser uma história de fantasia sobre bruxas que voam em vassouras e gatos falantes e se depara com satanismo puro!

  • Unknown said:  

    Que religiosidade, cara? Danizudo é um cristão bíblico. Leia o blog desde o começo e também os comentários dele respondendo a galera.

  • Daniel said:  

    De fato há muito conteúdo ruim na Netflix. Mas também encontramos muito conteúdo conservador, intolerante, sensacionalista, tendencioso e exagerada e desnecessariamente problematizador neste blog

  • Daniel said:  

    De fato há muito conteúdo de baixa qualidade na Netflix, mas também há um material muito tendencioso, intolerante, conservador (no nível idade média), sensacionalista e exageradamente problematizador neste blog. A maioria dos posts é tradução de um site americano, escrito por alguém que possui mente nada menos que enclausurada

  • Viajante said:  

    Resumo: porque cancelaram The OA.

  • JoannaB. said:  

    Caro HopyHood Lolzinho, o texto é uma tradução de um site gringo e eu acredito que tudo o que foi escrito é válido. Há claramente uma "doutrinação" de comportamentos tóxicos acontecendo no mundo. No caso da série "Santa Diet" o canibalismo é um fator que subconscientemente está sendo impregnado na mente das pessoas. A elite oculta pratica o canibalismo. Para nós, pode parecer absurdo, mas eles estão rindo de nós enquanto praticam essas coisas e escancaram na nossa frente! Basta dar uma olhada em vídeos como Bon Apetit da Katy Perry.

  • Unknown said:  

    O pior cego é o que deseja não ver.

  • Unknown said:  

    O texto dá enfase as produções originais da NETFLIX, por mais que a teimosia faça vc querer discordar, o que foi escrito no blog está correto.

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste site.