, ,

O que Aconteceu de Errado no Funeral de Aretha Franklin?

sexta-feira, 31 de agosto de 2018 Leave a Comment

O funeral de Aretha Franklin foi um evento público que contou com a presença de uma enorme quantidade de celebridades como Ariana Grande e a família Clinton. E eles deixaram tudo isso estranho. Aqui estão algumas das coisas que estavam erradas nesse funeral.

Aretha Frankin era conhecida como a Rainha do Soul e os eventos em torno de seu funeral estavam definitivamente adequados para uma rainha. O funeral de 8 horas foi transmitido por várias redes de notícias como CNN, MSNBC, Fox News, The Word Network e BET, e também foi liderado pelo Bispo Charles H. Ellis III e dirigido pelo Rev. Al Sharpton. Entre aqueles que prestaram homenagem a Aretha no funeral estavam Ariana Grande, Clinton, Faith Hill, As Irmãs Clark, Ronald Isley, Chaka Khan, Jennifer Holliday, Jennifer Hudson, Shirley Caesar, Stevie Wonder, Eric Holder, Gladys Knight, Tyler Perry, Smokey Robinson e Yolanda Adams. Em suma, foi um evento feito para a mídia.

Quando vi a foto de Aretha deitada dentro de seu caixão, com as pernas cruzadas, enquanto usava salto alto vermelho, senti que o funeral seria... diferente.

Aretha Franklin deitada no caixão. 

Durante a “turnê de despedida” de 4 dias de Franklin, ela usou 4 roupas diferentes, completas com maquiagem, brincos personalizados e assim por diante.

Em seu funeral, Bill Clinton até brincou:


“Eu quero dizer, e espero que Deus me perdoe, que fiquei tão feliz quando cheguei aqui e o caixão ainda estava aberto, porque eu disse: eu quero saber o que minha amiga está vestindo hoje. Eu quero ver o que a garota está aprontando".


Pode-se argumentar que Aretha teria aprovado essa exibição funerária baseada em estilo, moda e luxo. Ela vivia como uma diva, então é normal que ela “partisse” como uma diva, certo? Eu acho que não faço ideia.

No entanto, tenho certeza de que ela não aprovaria os outros incidentes ocorridos em seu funeral e a resposta da mídia de massa a ela. Aqui estão algumas das coisas que estavam erradas no funeral. 

Usando Sua Morte Para Política

Durante seu funeral, muitas pessoas disseram muitas coisas e mais pessoas ainda se queixaram das coisas que foram ditas.

Primeiro, a homenagem de Trump a Aretha: 


“Eu a conhecia bem - ela trabalhou para mim em várias ocasiões.”


Alguns oradores usaram essa frase mal formulada para transformar seu discurso fúnebre em um discurso político total. Michael Eric Dyson, professor da Universidade de Georgetown, disse:


“Então esse cara teve a coragem de dizer que ela trabalhava para ele. Seu sanguessuga lúgubre, seu enganador, seu mentiroso, seu ditador duvidoso, seu tolo fascista. Ela [não] trabalhou para você, ela trabalhou acima de você. Ela trabalhou além de você. Coloque sua preposição corretamente." 



 Michael Eric Dyson

Jesse Jackson, que disputou a presidência como democrata em 1984 e 1988, também deixou uma mensagem política.


“Temos longas filas para celebrar a morte e curtas filas para votação. Algo está errado. Se você sair daqui hoje e não se registrar para votar, você está desonrando a Aretha."


Então, houve o discurso  de 50 minutos do Rev. Jasper Williams Jr. Foi longo, ardente e continha opiniões fortes que definitivamente não eram “politicamente corretas”. Como esperado, causou muita “ira e preocupação” na mídia de massa.

Rev. Williams é um amigo de longa data da família Franklin e foi 
escolhido a dedo para falar de Aretha Franklin. Williams também pregou
 durante o funeral do pai de Aretha, Rev. C.L. Franklin, em 1984.

Depois de falar sobre a vida de Aretha Franklin, Williams abordou uma série de questões que alguns consideraram controversas. Por exemplo, ele falou sobre as mulheres não serem capazes de criar homens sozinhas.


“Onde está sua alma, homem negro? Quando olho em sua casa, não há mais pais em casa. Onde está sua alma? Setenta por cento dos nossos agregados familiares são liderados pelas nossas preciosas e orgulhosas mulheres negras. Mas, por mais orgulhosas, belas que sejam nossas mulheres negras, uma coisa que uma mulher negra não pode fazer: uma mulher negra não pode criar um garoto negro para ser homem. Ela não pode fazer isso. Ela não pode fazer isso."


Enquanto protestava contra lares desfeitos, Williams usou o termo “aborto após o nascimento” para descrever a situação de crianças sendo criadas sem pai ou mãe.

Ele então passou a explicar a importância de ter um lar composto de um homem e uma mulher. 


“Sempre que nos afastamos do projeto de Deus para o que a casa deveria ser, os nossos resultados serão pesados. Deus nos disse o que fazer com a nossa casa. Ele projetou a casa. Quero dizer, Deus colocou em casa um homem e uma mulher, um pai e uma mãe. Deus colocou em casa um marido e uma esposa. Um provedor e uma educadora”. 


Ele também acrescentou:


“Os héteros precisam respeitar os gays. Os gays precisam respeitar os héteros”.


Ele então mirou no movimento Black Lives Matter:


“Surpreende-me saber que quando a polícia mata um de nós, estamos prontos para protestar e destruir propriedades inocentes. Estamos prontos para roubar, roubar o que quisermos… Mas quando matamos 100 de nós, ninguém diz nada. Ninguém faz nada.

Se você escolher me perguntar hoje - vidas negras são importantes? Deixe-me responder assim. Não. Vidas negras não importam. Vidas negras não importarão… Vidas negras não deveriam importar. Vidas negras não devem importar. Até que os negros comecem a respeitar vidas negras e parem de se matar, vidas negras nunca importam.”


Não demorou muito para que os artigos de notícias e os influenciadores de mídia social criticassem o discurso.



Claramente, esse reverendo conservador causou alvoroço. Seu discurso foi considerado "um desastre" e muitos questionaram por que ele foi escolhido para falar. Bem, a resposta é: ele era um amigo próximo da família. A verdadeira questão é: os funerais também precisam ser censurados pela platéia do politicamente correto?

Mas esse desastre não foi o pior incidente do funeral.

Ariana Grande 

Tudo sobre a presença de Ariana Grande no funeral foi decepcionante. Era como se fosse roteirizado para acabar com o funeral e torná-lo agradável à "elite oculta".

Posando com a elite. 

Primeiro, deve ser mencionado que o último single de Ariana Grande é chamado "Deus é uma Mulher". O vídeo é baseado no conceito de ela substituir Deus através da sexualidade - uma referência ao conceito oculto de Magia Sexual.

Além disso, muitos acharam que o vestido da Grande estava impróprio para a ocasião, pois quebrou a regra não oficial da igreja do “abaixo do joelho”.

Ariana Grande canta “A Natural Woman”.

Mais uma vez, em vez de celebrar a vida de Aretha Franklin no contexto solene de uma igreja, as coisas se transformaram em estranheza. Por exemplo, não demorou muito para que fotos e vídeos de Bill Clinton "salivando" por trás de Ariana se tornassem virais.

Aquela expressão facial.

Então, Ariana ficou ao lado do bispo Charles Ellis III. Depois de brincar sobre seu nome soando como um produto da Taco Bell, o bispo segurou seu braço por volta dela, com seus dedos pressionaram contra o lado de seu peito. Ele foi rapidamente acusado de se aproveitar de Ariana e esse incidente se tornou o "destaque" do culto religioso. A hashtag #RespectAriana se tornou viral.

 O bispo agarra Ariana enquanto as palavras “Um só 
Senhor, uma só fé, um só batismo” estão em destaque.

No dia seguinte, Ellis pediu desculpas por "cruzar a fronteira" e acrescentou:


“A última coisa que quero fazer é ser uma distração para este dia. Isso é apenas sobre Aretha Franklin”.  


Bem, foi o que aconteceu. Esse culto religioso, que ocorreu dentro de uma igreja, se transformou em uma história de homens velhos que cobiçaram uma estrela pop que é estilizada para se parecer com uma garota de 14 anos de idade.

Conclusão

Aretha Franklin era filha de um pregador e cresceu cantando canções gospel. Esse aspecto de sua educação a acompanhou por toda a vida e, é claro, teve que ser refletido em seu funeral. Por outro lado, a carreira de Aretha realmente decolou quando ela começou a cantar canções pop "seculares" - um movimento que satisfez a desaprovação de seu pai. Quando ela se tornou uma superstar, Aretha tornou-se rica e famosa, alcançando os altos escalões da indústria da música e da elite mundial.

A natureza dualista de sua vida e carreira também estavam presentes em seu funeral visto que a comunidade batista tradicionalista entrou em conflito com Hollywood e suas depravações. O produto resultante foi um evento bizarro repleto de controvérsias.

Embora o funeral tenha sido para Aretha Franklin, eles o fizeram sobre Donald Trump, Ariana Grande e debates políticos divisivos. 

The Vigilant Citizen

Veja Mais


15 comentários »

  • Danilo müller said:  

    Meu deus esse blogzinho ta a cada dia mais ridículo, todo mundo conhece a personalidade do Trump. O cara é super narcisista, ele botar que ela trabalhou pra ele não é nenhuma surpresa, o fato das palavras terem sido curta explica tudo.

  • Danilo müller said:  

    E também não vi nada de politicamente incorreto no discurso do Rev williams, o cara defendeu a posição dele de forma educada, sem falar em exterminar homossexuais, que mulheres são inferiores, eu até achei moderno ele falar da importância do pai na criação dos filhos.

  • Danilo müller said:  

    O pastor nitidamente coloca a mao nos seios dela por varias vezes e vcs defendendo isso. Lixo de blog

  • Le Cabral de Lima said:  

    TD mt bizarro!A começar pelo figurino da falecida.As pessoas idolatram tanto os EUA,mas q povo mais estranho e cheio de falta de respeito com Deus.

  • Anônimo said:  

    amigo, por favor dê continuidade a serie o plano mestre. o próximo episódio será muito importante para entendermos o cenário político

  • Anônimo said:  

    Danizudo o Papa Francisco vem sendo atacado por outros bispos, por causa dos casos de pedofilia. Será que os iluminate vão demitir Francisco e vão botar outro papa no lugar dele?

  • Anônimo said:  

    Os iluminate tão querendo demitir o Papa Francisco. O que será que ele fez de errado? Será que ele não está mais agradando a elite oculta?

  • Oliver said:  

    "...Esse culto religioso, que ocorreu dentro de uma igreja, se transformou em uma história de homens velhos que cobiçaram uma estrela pop que é estilizada para se parecer com uma garota de 14 anos de idade."

    Perfect!

  • Mário César said:  

    Fala sobre o rapper Trippie Redd q lançou um album com uma capa cheia de simbolismos..

  • Anônimo said:  

    Se os iluminate demitir o papa Francisco, quem eles vão contratar pra ocupar a vaga?

  • Anônimo said:  

    São sites com teorias da conspiração ridículas como o de vocês, que alimentam loucos como esse que esfaqueou Jair Bolsonaro, já que o doido disse odia à Maçonaria da qual o vice de Jair faz parte. Parabéns aos envolvidos. Continuem alimentando esses desequilibrados, até que todos nós sejamos mortos por causa de teorias sem um pingo de fundamento e lotadas de partidarismo.

  • Anônimo said:  

    A realmente verdadeira questão é: críticas legítimas à pessoas q falam merda em funerais precisam ser censuradas por sites de teoria da conspiração?

  • Anônimo said:  

    o patriarcado inventa que o homem "não tem" obrigação de cuidar da prole, "é fazer filho e ir embora", e depois põem a culpa da formação masculina "deficitária" ("deficitária", sic) nas mães/nas mulheres - como se não fossem os próprios homens os culpados dessa coisa q eles mesmos acham ruim

    Inclusive, o tal pastor acha ruim a ausência masculina na educação de um garoto, mas o próprio ainda reforça q o pai tem apenas o papel de "provedor", enquanto q o "papel de educador" é exclusivamente materno

    Muda o quê, então? Demência pura

    E hipocrisia tb, afinal, se ela preza tanto pela educação homem-menino, mais do q nunca ele deveria ser favorável a formação de famílias homoparentais (masculinas)

    Por fim... criticar falácias, sofismas, preconceitos e mentiras de quem quer q seja, mesmo de um "pastor próximo da família", não é "censura do politicamente correto" (sic) - é um direito constitucional, aliás, mais q isso: é um dever cívico

  • Anônimo said:  

    o patriarcado inventa que o homem "não tem" obrigação de cuidar da prole, "é fazer filho e ir embora", e depois põem a culpa da formação masculina "deficitária" ("deficitária", sic) nas mães/nas mulheres - como se não fossem os próprios homens os culpados dessa coisa q eles mesmos acham ruim

    Inclusive, o tal pastor acha ruim a ausência masculina na educação de um garoto, mas o próprio ainda reforça q o pai tem apenas o papel de "provedor", enquanto q o "papel de educador" é exclusivamente materno

    Muda o quê, então? Demência pura

    E hipocrisia tb, afinal, se ela preza tanto pela educação homem-menino, mais do q nunca ele deveria ser favorável a formação de famílias homoparentais (masculinas)

    Por fim... criticar falácias, sofismas, preconceitos e mentiras de quem quer q seja, mesmo de um "pastor próximo da família", não é "censura do politicamente correto" (sic) - é um direito constitucional, aliás, mais q isso: é um dever cívico

  • VANESSA said:  

    Dani eu gostaria muito que vc falasse sobre oq acontece aqui no Brasil, como por exemplo:
    A febre do povo ficar tentando fazer o simbolo do olho com as mãos e principalmente comentar os novos temas do hopi hari que inclui sacrifícios e a kaballa. Acompanho seu blog e gosto muito.
    Obrigada

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste site.