Samsung lança Site que pode "apagar sua Memória" com Hipnose

sábado, 31 de março de 2018 Leave a Comment

"Unspoil Me" afirma que pode "apagar a memória" de um programa de TV que você assistiu, permitindo que você o assista novamente pela primeira vez.

Você já se perguntou: “Eu gostaria que houvesse um site que pudesse me hipnotizar e apagar parte de minha memória”? Se sim, o que está acontecendo com você? Além disso, você está com sorte.

O site sueco da Samsung inclui um recurso bizarro chamado Unspoil Me - uma sessão de hipnose de 23 minutos composta de padrões repetitivos, música hipnotizante e um hipnoterapeuta controlando sua mente. O objetivo é fazer com que seu cérebro esqueça seu programa de TV favorito a fim de assisti-lo novamente como se fosse a primeira vez.

Não, isto não é uma piada. A firma parece estar realmente falando sério sobre isso. A sessão foi criada pelos hipnotizadores certificados Ulf Sandström e Fredrik Praesto. Antes de começar, o site solicita aos participantes que concordem com alguns termos e condições, incluindo os seguintes:


3. Antes de iniciar a experiência, certifico que tenho mais de 18 anos, estou totalmente saudável mentalmente e não sofro de problemas neurológicos ou epilepsia. Se não, garanto que entrarei em contato com um médico antes de participar da experiência. Se eu sofro de pressão arterial anormalmente baixa, também consultarei um médico antes de participar da experiência.

4. Estou ciente de que a experiência (auto-hipnose) poderá ter efeitos reais e estou preparado para esquecer o todo, ou partes da minha série de TV favorita.

5. Asseguro que meu único objetivo de usar o Unspoil Me é para o propósito pretendido e, portanto, só pensarei em um trecho de filme ou uma série de TV que terei a possibilidade de esquecer.


A ferramenta também exige que os participantes coloquem fones de ouvido, isolem-se em um lugar tranquilo e assistam a tudo sem interrupções. Ele também recomenda uma noite de sono antes de assistir novamente ao programa de TV "apagado".

O site não está brincando sobre isso.

Sessão de Hipnose

Quando a sessão começa, padrões hipnóticos giram na tela enquanto o hipnotizador se apresenta. A vibração é muito assustadora e o fato de o cara soar como um vilão de James Bond não ajuda. Então, a música começa e o hipnotizador pede ao ouvinte para focar no padrão hipnótico.

Então, deve-se contar de trás pra frente a partir de 300, enquanto o hipnotizador fica repetindo sobre ir a um “lugar mais profundo”. Em um ponto, é preciso imaginar um conjunto de 10 degraus indo até um "lugar mais profundo". O hipnotizador então pede ao participante para descer as escadas enquanto conta uma história sobre um imperador e um matemático. Há muita programação neurolinguística acontecendo lá.

Em seguida, pede-se ao ouvinte que visualize uma linha do tempo e pense em quando o programa de TV foi assistido pela primeira vez. O hipnotizador instrui o ouvinte a “flutuar” até um ponto na linha do tempo antes de o programa de TV acontecer. Uma vez feito isso, o ouvinte é instruído a voltar, em super velocidade, para o “agora”.

No final, o hipnotizador afirma que o programa se tornará uma “pequena imagem embaçada” na mente do sujeito. Ele também acrescenta que, durante a noite seguinte, um dos sonhos do ouvinte “instalará” tudo o que foi feito durante a sessão.

Pare de ser assustador

Atualmente, as grandes empresas de tecnologia não estão satisfeitas com a venda de produtos para os clientes. Elas precisam ser capazes de espioná-los, coletar seus dados e, se possível, controlar suas mentes e pensamentos. Embora este site de hipnose possa ser uma estratégia de marketing bizarro para vender televisores, ele reflete a mentalidade desses gigantes da tecnologia.

É preciso estar muito confiante para se submeter a uma sessão de hipnose patrocinada pelas empresas. Quem sabe quais outras mensagens podem estar embutidas lá? Mas o arrepio não pára por aqui.

Na vida real, a terapia de eletrochoque é usada para apagar “lembranças ruins” das mentes dos participantes, a fim de tratar depressão e TEPT. Em círculos mais obscuros, hipnose e eletrochoque são usados ​​para apagar, distorcer e recriar memórias de vítimas que sofreram traumas graves - um importante passo no controle mental.

Considerando este fato, o nome do site de hipnose - Unspoil Me - é bastante perturbador. Sim, alude ao fato de que ele "apaga" spoilers de programas de TV. Mas também alude à obscura verdade das técnicas de apagamento de memória: trata-se de "esvaziar" as mentes daqueles que foram "estragados" por crimes, traumas e abusos.

Então, a hipnose deu certo? Eu não sei. Você acha que eu me sujeitaria a essa porcaria? O que eu sei é que preciso comprar uma nova TV SAMSUNG agora mesmo.

Fonte: The Vigilant Citizen

Veja Mais


7 comentários »

  • Rodrigo said:  

    Tentei, mas 23 minutos demora e a internet não é grátis, sei que isso pode me prejudicar por se tratar de uma empresa illuminati, no caso eu não queria apagar série alguma só queria poder apagar pensamentos ruins negativos e intrusivos, pois infelizmente tenho toc ������

  • Anônimo said:  

    Acho que deu certo, né?! Que você se divirta bastante com a nova TV! xD

  • Magui Pedro said:  

    Eu nem o que dizer...
    Eles fazem de tudo pra tentar controlar o mundo de uma vez por todas. Que Deus nos ajude.

  • Ewerton said:  

    Confesso que abri o site e fiquei com medo de clicar no start

  • Mário César said:  

    boa danizudo, você poderia criar uma forma de achar postagens menos "visualizadas" suas? pois eu todo dia leio e eu acho que não tem mais para ler...

  • Anônimo said:  

    Alguém que leu este artigo se submeteu a essa hipnose?

  • Anônimo said:  

    Bizarro. Melhor f1. rs

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste site.