Imagens Simbólicas (novembro & dezembro/17)

domingo, 31 de dezembro de 2017 8 comentários

A apresentação de Camila Cabello no EMA 2017 teve um olho gigante no palco. 
Há algumas postagens atrás, havíamos dito que ela estava sendo tratada como uma 
grande promessa na indústria, e parece que isso está se concretizando. À medida que 
Camila adere ao "um olho", vemos seu nome crescer cada vez mais na mídia.

Nessa  mesma apresentação, Camila Cabello vestia vermelho - a
 cor do sacrifício e da iniciação. A performance pareceu um "ritual
 de iniciação" introduzindo Camila ao lado oculto da indústria.

Zendaya foi à premiere australiana de "O Rei do Show" com este vestido de
 borboleta monarca: o principal símbolo associado à programação monarca.

Zendaya já apareceu em 2016 neste ensaio para a revista
 Complex também em meio a referências ao controle mental.

Gwen Stefani durante um evento de Natal em Londres
 e um gigante pentagrama invertido no abdômen.

A capa que ela está vestida também contém vários 
pentagramas invertidos. Observe a capa do álbum dela
 de Natal no fundo: ela esconde um olho.

Gigi Hadid escondendo um olho de novo
 em nova foto postada em seu Instagram.

Ainda em seu Instagram, ela postou esta foto que estará no seu ensaio para 
a revista Vogue Alemanha de Janeiro. Um traje repleto de borboletas numa
 modelo Illuminati e numa revista Illuminati = controle mental monarca.


Gigi Hadid também lançou sua nova
 coleção de sapatos e advinha... UM OLHO.


Ela até mesmo está usando anéis de "um olho".


No vídeo promocional dessa coleção, ela
 entra dentro desta porta repleta de olhos.


E no final, vemos 3 Gigis. Será que são suas 3 alter-personas?


A coleção Dior Croisière 2018 conta
 com este pentagrama invertido.


São vários itens e acessórios com o mesmo símbolo.


 Poppy com o "olho que tudo vê" no peito. Seus vídeos são todos
macabros e cheios de referências à programação monarca.

 Nesta imagem, Poppy está coberta por um véu cheio de
 borboletas monarcas, uma delas está cobrindo "um olho" seu. 

Sinal do "um olho" novamente.


Capa do álbum do cantor Thomas Kluz da República Checa.
O "um olho" está por todos os lados, cruzando fronteiras.


Sam Smith também está se juntando ao grupo do "um olho".

Mais uma vez... e até o infinito...

Agradeço a todos que colaboraram enviando imagens ou outras sugestões em 2017.

Veja Mais

,

Bryan Singer é Novamente Acusado de abusar de um Garoto de 17 Anos

O diretor dos filmes "X-Men", Bryan Singer, está sendo processado por supostamente estuprar um menino de 17 anos durante uma festa num iate. 

De acordo com o processo, o autor Cesar Sanchez-Guzman afirma que não sabia quem era Bryan Singer no momento dos eventos. Ele o conheceu no verão de 2003 em uma festa dada por Lester Waters em um iate - um "investidor de tecnologia rico que frequentemente dava festas para jovens gays na região de Seattle".


Cesar-Guzman disse que participou de uma festa na casa de Waters e foi convidado a passar a noite para que ele pudesse se juntar ao anfitrião em seu iate no dia seguinte. "Eu tinha 17 anos e estava animado", disse Sanchez Guzman. "Eu nunca tinha estado em um iate antes. Estávamos consumindo álcool, apesar de sermos menores de idade".

De acordo com Sanchez-Guzman, as festas de Waters eram conhecidas em toda a comunidade gay de Seattle por duas coisas: uma abundância de meninos menores de idade e álcool.

"A comunidade gay de Seattle estava muito consciente dessas festas", disse ele. "Era uma casa grande e o homem dono da casa fornecia as bebidas - era legal para nós, porque podíamos beber".

"Eu diria que 80 por cento dos meninos que estavam lá tinha menos de 18 anos", disse ele. "Quando essas pessoas completavam 18 anos, elas paravam de ir a essas festas porque podiam ir aos clubes".

– The Wrap, Bryan Singer Accuser Speaks Out: ‘A Weight Has Been Taken Off My Back’


O processo explica em detalhes gráficos o encontro do autor da ação com o cantor.


A ação alega que Singer ofereceu levar Guzman, que tinha 17 anos no momento, a um passeio pelo iate. Quando eles chegaram a um dos quartos, a ação alega que Singer pressionou seu corpo contra Guzman, forçou-o contra o chão, encostou o rosto de Guzman contra sua virilha e exigiu que fizesse sexo oral.

A ação diz que Singer tirou o pênis, bateu no rosto de Guzman com ele e forçou-o a colocar na boca. Guzman afirma que ele pediu a Singer para parar, mas ele continuou... fazendo-o engasgar.

A ação ainda alega que Singer então forçosamente realizou sexo oral em Guzman. Guzman diz que ele novamente pediu a Singer para parar, sem sucesso. Ele diz que Singer então o penetrou forçosamente, tudo enquanto ignorava os pedidos de Guzman.

O processo, arquivado pelo advogado Jeff Herman, afirma que Singer mais tarde se aproximou de Guzman, disse que era um poderoso produtor de Hollywood e que ele poderia ajudar Guzman a atuar se ele se calasse. Guzman diz que Singer o advertiu que ninguém acreditaria nele, e que poderia contratar pessoas para arruinar sua reputação.

– TMZ, SUED FOR ALLEGEDLY SEXUALLY ASSAULTING 17-YEAR-OLD BOY


O advogado do cantor Andrew Brettler respondeu às alegações:


"Bryan categoricamente nega essas alegações e defenderá veementemente este processo até o fim... Quando Sanchez-Guzman pediu falência apenas alguns anos atrás, ele não divulgou essa alegação quando ele deveria identificar todos os seus bens, mas convenientemente, agora que o tribunal de falências liberou todas as suas dívidas, ele pode recordar os alegados eventos".

"O advogado por trás desse processo é o mesmo advogado que representou Michael Egan, que processou Bryan Singer em 2014. No final, Egan foi forçado a descartar esse caso, uma vez que os fatos surgiram e sua história completamente se desfez.


Não é a Primeira Vez

Em 1997, um ator de 14 anos chamado Devin St. Albin apresentou uma ação judicial contra Singer alegando que o cineasta havia ordenado que ele e outros menores se despissem para uma cena que foi filmada nos chuveiros de um vestiário escolar.

Em 2014, o aspirante a modelo Michael Egan apresentou uma ação que dizia que:


"Bryan Singer manipulou seu poder, riqueza e posição na indústria do entretenimento para abusar e explorar sexualmente do autor menor de idade através do uso de drogas, álcool, ameaças e incentivos, o que resultou em que o autor sofreu feridas psicológicas e emocionais catastróficas".


O processo também acrescentou que:


"O acusado Singer fez isso como parte de um grupo de homens adultos, posicionados de forma semelhante na indústria do entretenimento, que mantiveram e exploraram meninos em uma rede sexual sórdida".


Mais tarde naquele ano, um segundo acusador apresentou um processo de abuso contra Singer e contra o executivo de entretenimento Gary Goddard. O homem afirmou no processo que Singer o acariciou e tentou forçá-lo a fazer sexo quando tinha 17 anos.

Em todas as ocasiões, Singer negou as alegações e as ações judiciais caíram por vários motivos. Este é o quarto processo contra Singer.

Uma coisa é certa, não há escassez de fotos de Bryan Singer festejando com meninos adolescentes. 

Aqui, Singer está vestido como um sacerdote católico... na época 
em que foi acusado ​​de abusar de menores. Quão apropriado!



Singer também foi mencionado no documentário "An Open Secret", que afirma que ele participava de festas realizadas por Marc Collins-Rector, onde meninos menores de idade estavam presentes.

Além disso, o seriado "Uma Família da Pesada" mencionou isso há algum tempo.

Em notícias possivelmente relacionadas, Singer foi recentemente demitido da filmagem de "Bohemian Rhapsody" devido a "um padrão de comportamento não confiável no set". Será que a demissão foi devido a esse quarto processo contra ele?

Fonte: The Vigilant Citizen

Veja Mais


Por que Há Pinturas sobre Abuso Ritualístico em Exibição no Tribunal de Las Vegas

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017 2 comentários

Pinturas perturbadoras que representam várias cenas de abuso ritualístico estão em exibição perto da entrada do Tribunal Federal Lloyd George em Las Vegas.

O site oficial do Tribunal Distrital dos Estados Unidos de Nevada afirma:


"A pedra angular do sistema judicial americano são os tribunais de julgamento... nos quais as testemunhas testificam, os jurados deliberam e a justiça é feita". 

- William H. Rehnquist, Chefe de Justiça dos Estados Unidos


Se for esse o caso, por que há pinturas de pássaros que violentam pessoas sendo exibidas no Tribunal de Las Vegas?

Segundo Redoubt News:


Essas pinturas foram penduradas na parte frontal do tribunal, ao lado da entrada principal. (...) Elas foram criadas por estudantes locais do Ensino Médio. O professor disse a um dos reclamantes: "Eles estão aprendendo que não se identifica pessoas pelos seus rostos".


O artigo afirma que ninguém no tribunal teve a responsabilidade de aprovar essas pinturas. Um olhar mais atento sobre essas pinturas revela que sua mensagem vai muito além de "não identifique as pessoas pelos seus rostos" (seja o que for que isso signifique). De fato, as pinturas estão repletas de imagens e simbolismos relacionados ao Abuso Ritualístico Satânico (SRA, em inglês) e ao controle mental baseado no trauma (conhecido como Programação Monarca). Eles contam uma história perturbadora de abuso na mão de pessoas extremamente malignas, o que me leva a duvidar de que elas foram mesmo feitas por estudantes do Ensino Médio.

Aqui estão as pinturas:

Um pássaro que violenta uma menina enquanto outro pássaro assiste.

Esta pintura retrata um unicórnio com as palavras REI MALIGNO. À direita 
estão dois pombos e a palavra IRMÃO. Sob o unicórnio, há um arco-íris (um
 símbolo do controle mental monarca) e abaixo a palavra CAMPONÊS.

Um unicórnio aparentemente abusando de uma pessoa debaixo de 
um arco-íris. Na programação MK, as vítimas do trauma são ditas
 para "ir além do arco-íris" para se dissociarem da realidade.

No simbolismo oculto, um unicórnio é um símbolo fálico (enfatizado por seu único chifre). Em mitos e lendas antigas, diz-se que o unicórnio "só pode ser domesticado por uma virgem".

Uma representação clássica de um unicórnio e uma virgem.

Será que o unicórnio (chamado Rei Maligno) está violentando as virgens?

Um pássaro violenta uma pessoa
 enquanto outro pássaro observa.

Uma pessoa usa uma máscara inspirada em médicos da peste. A pessoa à 
direita não tem máscara e está sem rosto. Será que as pessoas com máscaras 
representam vítimas de abuso que foram roubadas de sua personalidade núcleo?

O unicórnio (também conhecido como Rei Maligno) se entrelaça 
profundamente com uma pessoa. Será que isso representa um 
manipulador MK que controla todo o ser de um escravo dissociado?

Um pássaro violenta uma pessoa enquanto outro pássaro 
segura algo (para sufocar)? Atrás deles está uma pessoa que 
usa uma máscara. Outra vítima dissociada?

Essas pinturas são surpreendentemente semelhantes à arte de Kim Noble, uma sobrevivente da programação monarca.

A pintura de Noble "What Ted Saw" descreve o abuso de 
uma criança pequena enquanto outros "ajudam" e observam.

Duas meninas usando máscaras de
 peste e coroas irônicas. Duas vítimas.

Um manequim sem cabeça e desmembrado vestindo uma
 máscara. Uma maneira típica de representar escravos impotentes.

A pintura de Kim Noble, "Armless Goddess" retrata uma figura
 irremediavelmente impotente, ironicamente referida como uma deusa.

Três figuras ameaçadoras com cabeças de animais.

Uma pessoa mascarada segura algo que emite fumaça. No canto inferior direito
 está escrito: "Eu realmente gosto da fumaça pela história que isso conta". À esquerda,
 um contorno pálido de uma pessoa mascarada semelhante. No canto superior direito, 
uma pessoa sem cabeça que parece estar derretendo. Será que esta pintura 
refere-se ao uso de drogas para programar os escravos dissociados?

Conclusão

A série de pinturas expostas no Tribunal Federal Lloyd George parece contar uma história horrível de abuso ritualístico. O manipulador principal é representado por um unicórnio (um símbolo fálico) chamado "Rei Maligno". Mais abusos são cometidos por aves com corpos humanos. O fato de que os abusadores são animais provavelmente alude ao fato de que os escravos dissociados têm pouco ou nenhum contato com a realidade. Em todas as pinturas, os escravos aparecem completamente fora de si ou desmaiados.

Esses escravos são representados como figuras sem rosto que usam máscaras, representando sua personalidade núcleo sendo substituída por um alter-persona criado pelos manipuladores. As máscaras usadas pelos escravos se assemelham àquelas usadas em bailes de máscara ao estilo "De Olhos Bem Fechados", onde indivíduos de elite participam da cópula ritualística.

O objetivo da programação Monarca é causar trauma tão intenso que força os escravos a dissociar-se da realidade como um mecanismo de defesa natural. As pinturas no tribunal de Las Vegas descrevem exatamente esse processo usando simbolismo perturbador. Por que essas pinturas horríveis são exibidas em um prédio do governo dedicado ao direito e à justiça?

Fonte: The Vigilant Citizen

Veja Mais
"Desenhos Secretos" de Michael Jackson revelam Referências ao Controle Mental
NXIVM: A Seita Poderosa que trasforma Mulheres Ricas em Escravas de Controle Mental


O Significado Oculto de Post Malone "Rockstar"

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017 16 comentários

O vídeo de Post Malone, com a participação do rapper 21 Savage, para a música "Rockstar", que tem feito muito sucesso nas paradas recentemente, é mais um clássico ritual de iniciação oculta na "versão indústria da música". O vídeo introduz os rappers ao "mundo oculto", ao qual vários outros artistas também já adentraram ao longo dos anos e os apresenta como os novos consagrados da indústria da música. Cada dia que passa, fica mais evidente que não é coincidência que os mesmos códigos de cores e os mesmo simbolismos estão sempre presentes nesses vídeos musicais.


Veja Mais 
O Significado Oculto de Kendrick Lamar e Rihanna "Loyalty"
O Verdadeiro Significado de Britney Spears "Slumber Party"


, ,

Estrela do K-Pop Jonghyun é Encontrado Morto aos 27 Anos em Aparente Suicídio

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017 11 comentários

Jonghyun, o vocalista do famoso grupo K-Pop SHINee, enviou mensagens de texto preocupantes para sua irmã pouco antes de ser encontrado morto em Seul.

Kim Jong-Hyun, mais conhecido pelo seu nome artístico Jonghyun, foi encontrado inconsciente em um hotel residencial no luxuoso distrito de Gangnam, em Seul, no dia 18 de dezembro. Mais tarde, ele foi declarado morto em um hospital próximo. A polícia correu para o apartamento de Jonghyun depois de receber uma chamada de emergência de sua irmã afirmando que ele enviou uma série de mensagens de texto preocupantes.

De acordo com relatórios locais, a mensagem final de Jonghyun para sua irmã foi: "Tem sido muito difícil. Por favor, deixe-me ir. Diga a todos que foi muito difícil para mim. Este é o meu último adeus".

Os investigadores encontraram pedaços de carvão queimados em uma frigideira dentro do apartamento de Kim, levando-os a acreditar que ele morreu de intoxicação por monóxido de carbono.  
Jonghyun era uma figura proeminente no K-Pop. Ele foi o principal vocalista do grupo SHINee (que foram apelidados de "Príncipes do K-Pop") por mais de uma década. Jonghyun mais tarde lançou uma carreira solo em 2015 e publicou um livro intitulado "Skeleton Flower". A última aparição pública de Kim foi em seu show solo chamado "Inspired", no dia 10 de dezembro em Seul.

Em 2010, o vídeo "Lucifer" do grupo SHINee já indicava que o K-Pop estava infiltrado pela agenda da elite oculta. A música descrevia os cantores "sob o feitiço de Lúcifer". Um verso da música descreve exatamente o destino das estrelas K-Pop presas em uma indústria opressiva:


"Sinto que me tornei um palhaço preso num castelo de vidro".


Kim foi feito fazer o sinal do "um olho" ao longo de sua
 carreira, indicando que ele estava a serviço da elite oculta. 
Aqui ele está na capa da revista OhBoy! em 2016.

Jonghyun e todo o antigo grupo SHINee fazendo o sinal do "um olho".

Jonghyun assinou com a SM Entertainment, uma empresa coreana que muitas vezes foi acusada de abusar e explorar artistas K-Pop (leia o artigo sobre o grupo K-Pop Red Velvet para mais detalhes).

No vídeo "Peek-A-Boo" lançado recentemente, as meninas do Red 
Velvet sacrificam um entregador de pizzas em um ritual oculto. Esse
 seria uma prenúncio da morte de Jonghyun?

A SM Entertainment divulgou uma declaração dizendo:


"Esta é a SM Entertainment. Lamentamos ser portadores dessa notícia trágica e dolorosa. No dia 18 de dezembro, o cantor Jonghyun do grupo SHINee nos deixou repentinamente. Ele foi descoberto inconsciente numa residência em Cheongdam-dong, Seul e foi levado às pressas para um hospital próximo, mas foi declarado morto. Nossa tristeza não pode se comparar com a dor de sua família, que teve que dizer adeus a um filho e um irmão, mas passamos muito tempo com ele, e os membros do SHINee, junto com a equipe da SM Entertainment, estão todos de luto e profundamente chocados. Jonghyun gostava de música mais do que qualquer outra pessoa e ele era um artista que fazia tudo para executar o seu melhor no palco.

É de partir nosso coração ter que trazer essa notícia para os fãs que amaram muito Jonghyun. "Por favor, abstenham-se de informações sobre rumores e especulações para que a família do falecido possa honrá-lo em paz." De acordo com o desejo da família, o funeral será realizado em secreto com seus parentes e colegas de companhia". 

– Metro, Jonghyun’s talent agency releases emotional statement as SHINee star dies aged 27


Jonghyun é uma das várias estrelas sul-coreanas que tiraram a própria vida numa idade jovem. Em 2009, a atriz Jang Ja-Yeon se suicidou enforcada. Ela deixou uma nota de suicídio explicando como ela foi espancada e forçada a entreter e fazer sexo com vários diretores de programas, CEOs e executivos da mídia. Várias outras celebridades se suicidaram, incluindo o cantor e ator Park Yong Ha, o modelo Daul Kim e a atriz Jeong Da Bin.

A morte de Jonghyun aos 27 anos faz dele a mais recente adição ao infame clube dos 27, o grupo de cantores ​​que morreram aos 27 anos. O Clube dos 27 inclui Jimi Hendrix, Janis Joplin, Jim Morrison, Kurt Cobain e Amy Winehouse. Quase todos morreram em circunstâncias bizarras.

Fonte: The Vigilant Citizen

Veja Mais


,

"Peek-A-Boo" de Red Velvet: Por que os Homens continuam sendo Mortos em Vídeos de Música?

sábado, 9 de dezembro de 2017 22 comentários

Em "Peek-A-Boo", membros do grupo Red Velvet matam um entregador de pizza como parte de um ritual oculto. É a melhor prova de que o K-Pop está completamente vendido para a elite oculta.

Red Velvet é o nome de um bolo delicioso, mas também é o nome de uma banda K-Pop de meninas que é extremamente popular na Ásia. O vídeo "Peek-A-Boo" do grupo é como um curso introdutório para da Elite Oculta e termina com a morte de um cara aleatório sem motivo aparente. O vídeo é uma continuação perfeita de uma tendência perturbadora observada em toda a cultura pop: a morte de homens por estrelas femininas. Por que o assassinato é celebrado em vídeos pop voltados para jovens?

Uma coisa é certa, os membros de Red Velvet não estão tomando decisões envolvendo suas carreiras. E elas não estão dirigindo nenhum vídeo.

Na verdade, o Red Velvet assinou com o notório selo sul-coreano SM Entertainment, que fez notícia várias vezes por submeter "ídolos" (é assim que esses artistas são chamados na Coréia) a "contratos escravagistas" e a maus tratos.


A SM Entertainment, uma das maiores gravadoras de música coreana, teve uma série de desafios legais com suas políticas contratuais. Em 2009, o ex-membro Super Junior, Han Geng, afirmou que a empresa o forçou a fazer coisas que ele não queria fazer sob ameaça de multas se ele desobedecesse e negou sua licença saúde quando ele desenvolveu gastrite e problemas renais. (...)

Em 2012, o líder da EXO-M, Kris, apresentou uma ação judicial para anular seu contrato devido à negligência da empresa de sua opinião e saúde: "A empresa me tratou como uma peça de máquina ou como objeto de controle ao invés de apresentar uma visão como uma entretenedora." 

– ListVerse, 10 Horrifying Realities From The World Of Asian Pop Music


Embora as músicas do K-Pop sejam muitas vezes bonitas e animadas, os bastidores desse mundo são extremamente sinistros. Todo o sistema K-Pop baseia-se no recrutamento e exploração de indivíduos jovens e talentosos que são submetidos a um programa de treinamento de estilo militar para transformá-los em escravos.


De acordo com uma mulher de Cingapura que foi escolhida numa audição em massa por uma empresa coreana que descobre talentos, espera-se que os recrutas trabalhem 14 horas para praticarem ginástica, dança, natação e canto. Café da manhã é limitado a biscoitos com baixo teor de gordura, bananas e alface. O peito de frango e a salada são servidos no jantar e nenhuma água é permitida após as 7:00 da manhã para evitar a "gases e inchaço". Os recrutas são acompanhados no banheiro por um cuidador e são feitos usar óculos de sol em todos os momentos. Uma parte do processo de se tornar um K-pop é uma extensa cirurgia plástica, que é tão comum no setor de K-pop que existe um site inteiro que documenta o antes e depois dos procedimentos cirúrgicos dos ídolos. 

- Ibid.


E isso é só o começo. Aqueles que passam por essa provação, especialmente as mulheres, são muitas vezes transformados em escravos sexuais (Beta Kittens).


As recrutas mulheres são negociadas por corretores e são supostamente levadas a bares e obrigadas a se envolver em trabalhos sexuais, mesmo que ainda sejam menores de idade. Um ex-recruta afirmou em uma entrevista que o preço de um "encontro" com uma recruta foi de US$ 220, enquanto que as meninas mais jovens, ou aquelas que assinaram com um selo proeminente, custam entre US$ 700 a 900.

Em 2010, a cantora taiwanesa Estrella Lin afirmou que, quando era membro do grupo feminino 3EP Beauties, sua agência barganhou seu corpo para potenciais investidores. Ela disse que este é um segredo aberto em todo o setor de entretenimento coreano, e atrizes e cantores são esperados ou forçados a dar serviços sexuais para obter oportunidades. Em 2002, Jang Seok-woo, CEO da Open World Entertainment, foi preso não apenas por abusar sexualmente de recrutas, mas incentivar os ídolos masculinos a fazer o mesmo. As substâncias afrodisíacas eram administradas a recrutas, alguns dos quais eram menores de idade.

- Ibid.


Como de costume, essas histórias são apenas a ponta do iceberg. Como visto em vários outros artigos sobre K-Pop e J-Pop, todo o sistema está mergulhado na programação Monarca e em rituais ocultos.

O vídeo "Peek-A-Boo" de Red Velvet é outra prova da triste verdade sobre o K-Pop: um grupo de Beta-Kittens que dançam para a agenda e para o simbolismo da elite oculta.

Uma imagem promocional do grupo Red Velvet.

Vejamos o vídeo.

Peek-a-Boo

O vídeo começa colocando uma vibe de "ritual oculto" na história.

As meninas do grupo olham para uma super lua gigante no céu.

Em todos os círculos ocultistas, é amplamente estabelecido que feitiços, rituais e sacrifícios produzem maior potência durante a lua cheia.


Para os rituais que exigem a magia mais poderosa, a fase mais completa da lua é mais apropriada. (...) A lua cheia é o ponto em que a lua reflete toda a luz do sol de volta à terra. É o momento mais potente do ciclo lunar.

– Occult100, Moon Phases


Sob a mesma lua, está um rapaz entregador de pizzas que 
está prestes a ser objeto de um sacrifício ritualístico.

Então, vemos as meninas "preparando" o sacrifício de sangue - e estão vestidas para a ocasião.

As meninas estão vestidas de vermelho. Conforme mencionado em artigos 
anteriores, o vermelho é a cor do sacrifício de sangue. Por algum motivo, 
as meninas estão dormindo (ou drogadas).

Antes de matar o cara, as meninas sentem a necessidade de quase se matarem. Por quê? Porque os ídolos K-Pop são peões intercambiáveis.

Esta garota está prestes a ter a garganta cortada pela sua colega 
de banda. Por quê? Porque a autodestruição está na moda agora.

As meninas então praticam tiro de flechas nesta garota segurando uma maçã.

A mesma cena inspirada em William Tell (em que um arqueiro especialista atira numa maçã colocada na cabeça de uma criança) é repetida em outro vídeo K-Pop: "Kiss Kiss" de Ladies' Code. 

Em "Kiss Kiss", a cantora EunB recebe flechas contra ela.

Fato bizarro: EunB morreu em um acidente de carro após o lançamento desse vídeo (leia o artigo explicando como "Kiss Kiss" previu a morte de 2 membros do grupo Ladies' Code). 

Além de quase se matarem, as garotas de Red Velvet também mostram uma obsessão bizarra com uma pizza. 

As meninas colocam jóias numa pizza. Por quê? Parece 
que "pizza" realmente significa algo mais neste vídeo.

O que tudo isso significa? A resposta está nos sinais.

As meninas fazem um sinal prolongado de um olho indicando 
que este vídeo contém códigos e símbolos da elite oculta.

Elas também fazem isso lá fora para se certificarem
 de que você entendeu que elas são escravas da elite.

Quando o entregador de pizzas chega, o ritual começa.

O menino é colocado em um "altar" e é cercado por velas. 
As meninas giram em torno dele como se fosse um ritual.

O cara tenta fugir e as meninas acham muito engraçado.

As meninas passam por uma "sala de troféus", onde são 
orgulhosamente exibidas as camisas dos entregadores anteriores
 que foram sacrificados por elas. RIP entregadores de pizzas.

Uma das garotas pega na mão do entregador, fazendo-o acreditar que ela o ajudará a escapar.

Do lado de fora, o cara tenta pedir ajuda, mas o telefone não funciona. Ao lado, 
há um cartaz escrito "Procura-se entregadores" com fotos de dezenas de rapazes.

Então, entendemos que foi o Red Velvet que matou todos os rapazes desse cartaz. Elas são, como, serial killers. Os rapazes ainda estão considerados "desaparecidos", o que significa que eles nunca foram encontrados e o Red Velvet está acima de suspeita... mesmo quando elas tiveram que ligar para a pizzaria e dar seu endereço para que a pizza fosse entregue. Não faz sentido. Qualquer detetive teria resolvido este caso em cerca de 35 segundos. A menos que esses rituais sejam protegidos pela elite, como costumam ser.

Então, esse entregador de pizzas acabou vivo? Não.

O vídeo termina com a camisa do entregador dentro de uma 
vitrine. Ele foi assassinado pelas meninas cuja música nós 
estamos ouvindo. Vamos comprar seu álbum!

O vídeo termina com um assassinato. É isso aí. Sem reviravolta, sem lição, sem significado. Apenas um cara inocente que foi atraído para a casa das malvadas bruxas K-Pop e foi assassinado de forma ritualística. Considerando que a maioria dos fãs de K-Pop são muito jovens, pra quê?

O vídeo faz parte de uma tendência mais ampla e perturbadora: a morte de homens por cantoras em músicas.

Por que os Homens estão sendo Mortos em Vídeos?

Aqui estão alguns exemplos da indústria da música celebrando estrelas femininas matando homens. 

A performance de Taylor Swift no AMA 2015 foi sobre 
ela matar um cara com uma maçã envenenada.

Em seguida, vemos todos os homens que ela matou anteriormente em 
um corredor dualista. Então, todos na multidão aplaudiram-na de pé.

Em "Bitch Better Have My Money", 
Rihanna amarra um cara e o esfaqueia.

O vídeo termina com ela toda sangrenta. 
É isso aí. Agora compre seu álbum.

No vídeo assustador de Fergie, "Love is Blind", ela mata 4 homens. Aqui, ela
 apunhala um cara no pescoço com uma garrafa quebrada. O motivo? Ele era
 um babaca. Matá-lo era, de fato, a única opção nessa situação.

Ela então transforma a cabeça cortada do sujeito e os membros 
de outros homens em um gancho de casaco elegante. Tão legal.

Alguns podem racionalizar esses vídeos alegando que eles são sobre "mulheres fortes" e sobre "feminismo". Com o risco de afirmar o óbvio, o assassinato violento de uma pessoa não é "feminismo", é o assassinato violento de uma pessoa.

Conclusão

"Peek-A-Boo" de Red Velvet não tem "moral da história". As meninas classicamente matam homens inocentes e sentem fabulosas ao fazer isso, e, no final, eles se safam. Enquanto isso, elas fazem todos os tipos de sinais do "um olho" para destacar o fato de que são escravas da indústria seguindo o script que lhes foi dado por seus superiores.

Conforme estabelecido em artigos anteriores, o K-Pop está 100% a par com a agenda da elite oculta. As mesmas mensagens degradantes e corrompidas que são promovidas para jovens que ouvem o pop ocidental são promovidas também na Ásia.

Enquanto o feminismo costumava ser sobre a igualdade entre os sexos, atualmente ele está sendo direcionado a raiva, ódio e desejo de destruição. Esse é o caminho a seguir para se tornar uma pessoa melhor, mais espiritual e esclarecida? Claro que não. É um caminho em direção ao oposto. E é isso que eles querem. Eles querem uma sociedade cheia de crianças petulantes, imaturas, irracionais e egocêntricas... que se divertem brincando de "peek-a-boo".

Fonte: VC

Veja Mais
Ladies' Code "Galaxy" está celebrando a Morte de Dois Membros do Grupo?
O Significado Oculto de Kendrick Lamar e Rihanna "Loyalty"