,

Panic! At the Disco “LA Devotee” claramente celebra o Sistema Satânico de Controle Mental de Hollywood

segunda-feira, 3 de outubro de 2016 Leave a Comment

O vídeo “LA Devotee” é sobre um menino que está sendo torturado e sofrendo lavagem cerebral pelo vocalista da banda, enquanto todos os tipos de símbolos satânicos aparecem. Em suma: o vídeo resume sobre tudo o que é Hollywood.

Quando os principais comentários do vídeo do YouTube dizem:


"Eu honestamente esperava que LA Devote tivesse um vídeo ensolarado e claro, e não um satânico"



"Está ficando cada vez mais difícil convencer meus pais que a música que eu escuto não é satânica"


...você sabe que as coisas estão ficando cada vez mais na cara. Embora a música "LA Devotee" seja aquela típica música alegre com um refrão cativante, o vídeo é uma experiência obscura e perturbadora. Na verdade, o vocalista Brandon Urie é visto tendo o prazer em torturar uma criança numa sessão satânica de lavagem cerebral. Raptar crianças, ter o prazer em fazê-las sofrerem, fazer lavagem cerebral nelas, rituais de magia negra: todas essas coisas são as favoritas da elite oculta e estão repletas nesse curto vídeo de música.

A palavra "devoto" significa "um forte crente em uma religião ou num deus em particular". Panic! At the Disco expõe claramente a verdadeira religião de Hollywood... e eles parecem felizes em fazerem parte dela.

Vamos analisar o vídeo.

Raptando Crianças

O vídeo começa com uma jovem percebendo que ela está sendo seguida. Ela é então raptada por alguém vestido de vermelho.

Raptando crianças: o esporte favorito da elite oculta. 

À medida que a câmera vai subindo, vemos um agroglifo moldado em algo parecido 
com um símbolo alquímico. O ponto de exclamação foi retirado do nome da banda,
 indicando que eles são os únicos por trás disso. 

Vemos, então, um menino que está sendo amarrado a uma cadeira no interior de uma lugar assustador e escuro.

 Sim, este é Noah Schnapp, o menino que é 
sequestrado na série "Stranger Things".

Usar Will de "Stranger Things" é uma escolha bastante apropriada. Como já disse no artigo A Verdadeira História e o Simbolismo Oculto em "Stranger Things", a série revela alguns aspectos sinistros do sistema MKULTRA. Will, interpretado por Noah Schnapp, é raptado pelo Demogorgon, um monstro que representa o lado monstruoso e satânico da elite oculta.

Em "LA Devotee", Schnapp é sequestrado novamente (pobre garoto) e forçado a assistir a Brandon Urie cantar. Embora isso já seja uma forma cruel de tortura, as coisas pioram. Na verdade, a música é parte de um processo mais amplo de controle mental baseado no trauma. Como indicado no artigo O Controle Mental Monarca - Suas Origens e Técnicas, o controle mental é uma mistura profana de abuso, tortura e rituais satânicos, a fim de causar trauma. O menino no vídeo é submetido a tudo isso.

 Uma câmera registra o menino sendo torturado. Isso reflete 
como os círculos de elite adoram ver esses tipos de vídeos doentios.

 Esta figura assustadora realiza rituais obscuros vestindo 
uma máscara com chifres do estilo Baphomet.

Quando a música começa, o menino começa a cantar de forma automática - como se ele tivesse sido programado para cantar bem naquela hora.

O garoto programado para cantar: uma maneira de representar a 
juventude recebendo lavagem cerebral pelos meios de comunicação.

Brandon é projetado em um telão na frente do garoto enquanto canta com um olhar doentio no rosto. Ele realmente parece estar desfrutando de torturar o menino. Uma imagem pisca por uma fração de segundo e explica o que o motiva a fazer isso.

 Por uma fração de segundo, um símbolo parecido 
com o da Igreja de Satanás pisca no rosto de Brandon.

 O símbolo apresenta a cabeça de Baphomet
 dentro de um pentagrama invertido (símbolo da magia 
negra) com outro pentagrama invertido em sua testa.

Brandon Urie aparentemente gosta de ser o diabo. O vídeo "The Emperor’s New Clothes" é basicamente sobre ele lentamente se transformando no diabo.

Brandon no vídeo "The Emperor’s New Clothes".

Enquanto esse material perturbador está acontecendo, a letra a música explica que o que estamos testemunhando é a verdadeira religião de LA (Los Angeles), a casa da indústria do entretenimento.


A magia negra da Mulholand Drive
Piscinas sob os céus desertos
Bebendo vinho branco na luz enrubescedora
Só mais um devoto de Los Angeles
Pores do sol no olho mau
Invisíveis ao santuário de Hollywood
Sempre na caçada por um pouco mais de tempo
Só mais um devoto de Los Angeles


A primeira linha do refrão menciona diretamente a "magia negra" de Mulholland Drive, a rua icônica que atravessa Hollywood. O filme enigmático de David Lynch, "Mulholland Dr.", refere-se ao lado escuro de Hollywood também. O verso "pôr do sol sobre o olho mau" é outra referência direta à elite oculta que manda em Hollywood. A letra implica que aqueles que tomam parte na indústria de Hollywood fazem parte de um culto doentio... eles são os devotos de Los Angeles.

 A menina que foi sequestrada no início do vídeo reaparece e oferece
 ao menino algo para beber. Escravos MK são muitas vezes utilizados 
na programação de outros escravos.

A bebida que é dada ao rapaz provavelmente representa drogas psicodélicas que são utilizadas na programação MK real para facilitar o trauma. Um monte de imagens assustadoras piscam na tela, do tipo que seriam usadas para traumatizar escravos dopados.

Uma cabeça de bode grande pisca 
rapidamente na tela. Mais material satânico.

Máscaras de animais são usadas ​​em 
rituais satânicos e na programação MK.

Essa imagem pisca tão rapidamente que é quase
 imperceptível. Essas imagens semi-subliminares provocam
 um sentimento inquietante sobre os espectadores.

Sangue escorrendo sobre um crânio: uma forma simbólica 
de representar o amor da elite pelos sacrifícios de sangue.

O trauma do menino é então levado um passo adiante.

Um bando de "bruxas" prendem fios na cabeça do menino.

 À medida que a música se torna mais intensa, o menino 
é visto sendo eletrocutado. Quem quer ver uma criança 
sofrendo durante um vídeo de música?

Tortura com eletrochoque é uma técnica bem conhecida usada em MK-Ultra para causar trauma e dissociação. Combinado com drogas, rituais e lavagem cerebral, o vídeo não deixa dúvidas quanto ao que se refere.

Após convulsionar violentamente por longos segundos, o menino perde a consciência. Isso aparentemente deixa Brandon muito feliz.

 Brandon sorri sadicamente, como se 
 estivesse dizendo: "Eu estou prestes a me divertir".

A última imagem do vídeo mostra Brandon se 
aproximando do menino de um jeito ameaçador. 

O que exatamente você vai fazer, Brandon? Bater no garoto? Estuprá-lo? O quê? Sim, esse vídeo termina com o vocalista prestes a abusar de uma criança indefesa que acabou de ser torturada. Não há caminho de volta, não existe um "segundo significado" ou "significado mais profundo". Isso é escancaradamente maligno.

Conclusão

Pânico! At the Disco não é uma banda obscura e hardcore. É uma banda mainstream, que ganha todos os tipos de prêmios, e faz músicas perfeitas para as rádios e que são principalmente dirigidas aos jovens. “LA Devotee” retrata o vocalista planejando uma operação em que um menino é sequestrado, amarrado a uma cadeira, drogado, recebe uma lavagem cerebral, é submetido a rituais ocultos e é electrocutado. E no final do vídeo, sua provação ainda nem terminou. Brandon está apenas começando (Fala sério, será que ele vai estuprá-lo? Que horror!).

O vídeo “LA Devotee” retrata Brandon como um manipulador de controle mental e celebra a forma como a elite oculta participa nesse horror sob impunidade total. Em uma escala mais ampla, o vídeo representa como, por meio dos meios de comunicação, os jovens de todo o mundo recebem uma lavagem cerebral para acreditar que tudo isso é legal e maravilhoso, o que os leva a adorar suas estrelas favoritas. O objetivo final: criar apenas mais um devoto de LA.

Fonte: VC

Veja Mais
Muse "The Handler" - Uma Música Sobre Um Escravo de Controle Mental cantando para Seu Manipulador
Pink "Just Like Fire": Outro Vídeo Flagrante de Controle Mental

26 comentários »

  • Sulamita Blanc said:  

    poxa ótima análise Danizudo, agora faz uma análise da música Hold Me Down - Halsey.

  • Reimes Sansolotti said:  

    Só uma ressalta é Brendon e não Brandon.

  • Unknown said:  

    As crianças sem olhos de uma das imagens lembram a lenda dos "black-eyed children" ou crianças de olhos negros.

  • Danilo Carrera said:  

    As crianças sem olhos de uma das imagens lembram a lenda dos "black-eyed children" ou crianças de olhos negros.

  • Lisa said:  

    Que horror. Antes as imagens eram subliminares mas agora está ficando cada vez mais escancarado. Esse mundo tá perdido.

  • Carol Matos said:  

    Que horrível! Sem palavras.

  • Gabriel Previato said:  

    Fale de Diamond Hard da Kerli, Danizudo. Satanismo puro. Aliás, essa cantora sempre vem com umas bizarrices, mas não faz esse sucesso todo não (graças a Deus).

  • Anônimo said:  

    Pelo amor de Deus! Que horrível! Não... isso já passou de todos os limites, as pessoas estão completamente cegas! Puta que pariu!

  • Kevin Targaryen said:  

    O nome dele é "Brendon" Dani, não "Brandon"kkkkkkjjjjjj corrige isso ai

  • Beatriz Ferreira said:  

    Danizudo...você poderia analisar a declaração da Demi...e o porquê dela estar se afastando da carreira por um tempo

  • Anônimo said:  

    Nossa que bizarro! Eu era super fã da banda mas hj em dia ta tudo dominado. Só Deus mesmo pra ter misericórdia da humanidade.

  • Anônimo said:  

    Faz uma análise do video do The weekend - Starboy.

  • Anônimo said:  

    Quanta asneira em um único post

  • Anônimo said:  

    Ouvir Brendon Urie cantar não é uma tortura, é uma benção!

  • acsa said:  

    Chocada como está cada vez mais evidente!

  • Anônimo said:  

    Que nojo disso tudo! Ganhar mais admiradores? Eu que não, credo '-'

  • Anônimo said:  

    existe uma serie que eh um sucesso absurdo desde 2007 nos EUA e no mundo inteiro. chama-se gossip girl. da uma olhada, eh sobre uma menina que faz fofoca da vida futil da elite de manhatan, existe um personagem chama-do chuck bass que quando seu pai morre ele descobre um "clube" que muda de endereço a cada reuniao, ele acha todos os convites de seu pai, tenta buscar informaçoes mas nao consegue. ele fala tambem sobre a skoll and bones quando ele vai para yale, vale a pena pesquisar

  • Erick White said:  

    O filme A Colina escarlate está cheio de mensagem MK e o game Silent Hill também, fica como sugestão para analise!

  • Unknown said:  

    Essa banda me faz lembrar ao filme garota infernal, em que a banda que que faz o sacrifício pro demônio é idêntica Panic! At The Disco, que por sinal faz a trilha sonora do filme.

  • Unknown said:  

    Minha banda, ninguém mexe!

  • Anônimo said:  

    Parabéns pelo seu trabalho, verdadeiramente conhecimento é poder...

  • Anônimo said:  

    amo suas análises e acho muito importante retrata esse lado do mundo da fama.para que as pessoas venham entender essas coisas de uma forma melhor.E que não venham a ser enganada pelo dinheiro fama de pessoaa famosas e não se deixem ser enganada.
    NÃO PARE DE FAZER ISSO NUNCA DANIZUDO

  • Ana said:  

    Eu não acho que esses caras foram recrutados pelos illuminati. Quem faz simbologia explícita assim SÓ está querendo chamar a atenção. Eles nem são tão famosos. Os illuminati recrutam pessoas comuns e a fazem terem fama absoluta e utilizam simbologia implícita, para que pessoas consumam o produto (música, filme ou livro) inocentemente, visto que grande parte dos consumidores são cristãos e obviamente não irão consumir satanismo explícito.

  • Anônimo said:  

    Bem,pode ser uma denúncia.

  • Anônimo said:  

    Simplesmente bizarro. Nao suportei ver o clip assim como acho os clipes do the weekend bizarros. Otima analise! Siga sempre! E comenta o retorno da Selena iluminatti no Ama 2016.

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste site.