, ,

Melanie Martinez e o Universo Perturbador de "Cry Baby"

domingo, 3 de abril de 2016 Leave a Comment

Se você já ouviu falar sobre Melanie Martinez, você provavelmente já deve ter se espantado com sua imagem excêntrica, dark, com grandes doses de melancolia, e extremamente infantil - um cruzamento bizarro entre Lana Del Rey e Miley Cyrus. Seus videoclipes são repletos de simbolismos ambíguos e imagens perturbadoras que ultrapassam os níveis da insânia. No entanto, um olhar mais profundo sobre seu trabalho e carreira revela que Melanie Martinez não é simplesmente uma artista que "se vestiu" de um personagem "infantil e melancólico". Sua imagem é apenas mais um produto do controle mental monarca na indústria.

Melanie Martinez é uma artista relativamente nova na indústria da música. Tornou-se conhecida a partir da terceira edição americana do programa de talentos The Voice, em 2012, quando impressionou os jurados do programa com um cover da música "Toxic" de Britney Spears. Embora ela não tenha sido a vencedora daquela edição, sua participação entre os finalistas foi o suficiente para despertar bons/maus olhares sobre ela, tanto do público, quanto dos altos chefes da indústria. A repercussão de sua participação no The Voice fez com que ela logo lançasse um EP e, em seguida, seu primeiro álbum, um pouco mais de um ano após sua participação no programa e, ainda, obtivesse um contrato com a Atlantic Records, da WMG (que, por coincidência, é o lar de vários artistas Illuminati).

O resultado não foi diferente, assim como uma grande parte dos artistas, Melanie Martinez revelou um alter-ego (ou alter-persona) já no início de sua carreira, sobre o qual ela mesma falou abertamente várias vezes. Ela descreve seu alter-persona como sombrio e ao mesmo tempo infantil, uma mistura de luz e trevas; seu lado imperfeito. Como já sabemos, a criação de alter-personas é o produto final do controle mental baseado no trauma. (se você não souber sobre o que estou falando, leia primeiro sobre o controle mental monarca neste artigo aqui). A maioria dos artistas mainstream da atualidade, em algum ponto ou outro de suas carreiras, são submetidos ao controle mental monarca para serem forçados a promover a Agenda da elite, ou qualquer outra agenda específica, por meio de sua música e imagem.

Embora Melanie Martinez pareça dispor de bastante autonomia para escrever suas músicas e trabalhar na conceitualização de seu álbum, ela, assim como os demais artistas, não tem controle sobre o que será feito depois com a letra de suas canções, com os vídeos de divulgação e com sua imagem. Seus clipes estão repletos de referências simbólicas ocultas altamente perturbadoras, que atestam a existência de "mãos escondidas" trabalhando para a profusão da Agenda da elite (que inclui o controle mental monarca) por trás de seu trabalho.

Cry Baby - O Alter-Persona

Segundo Melanie, o seu primeiro álbum, intitulado "Cry Baby" (Bebê Chorona), é apenas sobre a história de uma garotinha chorona (ela mesma). Ela explica que quando criança chamavam-na de "crybaby", então esse álbum seria uma espécie de versão musicalizada e "açucarada" da história de sua infância. Porém, ao analisarmos os simbolismos perturbadores presentes nos vídeos, o álbum ganha um significado alternativo. Ele não parece ser exatamente sobre a história de uma infância, mas sobre a história de uma garota sendo inescrupulosamente programada e traumatizada por manipuladores MK durante a infância e sobre seu alter-persona (chamado Cry Baby), que possui um lado sombrio, infantil e melancólico. Ela mesmo fala sobre a dualidade de seu álbum e como Cry Baby representa sua parte escura.


É extremamente inspirado na minha infância [o álbum] – todos os nomes das músicas são relacionados com crianças ou bebês, excluindo o fato de que é bastante explícito e muito obscuro. Foi muito legal brincar com o contraste entre claro e escuro. 


Cry Baby é um álbum conceitual; é a história da vida de uma garotinha, Cry Baby. Quando era criança, me chamavam muito de Cry Baby – eu sempre levava as coisas para o lado pessoal e chorava por tudo! Essa personagem é como se fosse uma versão minha de conto de fadas, mas não uma versão princesa perfeita; ela representa a minha parte imperfeita, escura e louca.


No palco, ela confessa encarnar seu alter-persona para suas apresentações. Isso lembra bastante Beyoncé e sua Sasha Fierce.


“É com certeza a Cry Baby no palco. É sempre ela contando sua história para o público, não eu.”

 Fonte


Mas Cry Baby não é apenas um personagem maluco, ela é de fato parte intrínseca de Melanie, assim como um alter que mora em sua mente.


“Eu sou a Cry Baby e não tenho como me desligar dela".


Uma das características mais notáveis de Melanie Martinez é seu cabelo pintado meio a meio. Quando ela chegou ao programa The Voice em 2012, ela já tinha esse estilo de cabelo, que foi provavelmente mantido por seus manipuladores mais tarde, porque se encaixou perfeitamente com o que ela haveria de se tornar: uma "boneca" de "mente dividida", em outras palavras, um escravo MK com personalidade múltipla.

Embora ela já tivesse esse cabelo há muito tempo, ele foi provavelmente
mantido porque se encaixou perfeitamente no conceito de alter-persona:
 um escravo MK de mente fragmentada.

Mas não é só isso. Os vídeos e as letras de música do primeiro álbum de Melanie Martinez, "Cry Baby", estão cheios de referências perturbadoras ao trauma e ao abuso, o que implica que Cry Baby é, de fato, seu alter-persona, produto do controle mental baseado no trauma, ao qual ela foi provavelmente submetida (talvez até muito antes de entrar na indústria), e o álbum não é sobre a história de sua infância, mas histórias de trauma vividas por uma vítima MK.

O Álbum

Para promover seu álbum, Melanie Martinez tem lançado vídeos para todas as músicas. Cada vídeo lançado até agora descreveu um aspecto do controle mental, e os títulos e as letras de quase todas as músicas do álbum ou faz alguma alusão ou é uma palavra gatilho de controle mental. Embora ainda não tenhamos um vídeo para cada música do álbum, os seis primeiros já são suficientes para termos uma pequena dimensão do universo perturbador do controle mental monarca de "Cry Baby".

Cry Baby 

"Cry Baby" também é o nome da primeira faixa do álbum. A música é na verdade a apresentação de seu alter-persona (Cry Baby) e suas características: um alter infantilizado, traumatizado, triste e de mente perturbada, lutando com seus conflitos internos, além da relação escravo-manipulador MK com sua mãe abusiva. Resumindo: a vida de um típico escravo MK de controle mental baseado no trauma. Embora a canção "Cry Baby" seja o tema de abertura, seu vídeo foi lançado apenas recentemente. No entanto, ele contém indícios fortes que apontam para o controle mental baseado no trauma.

No vídeo, vemos Cry Baby vindo ao mundo com a ajuda de um parteiro usando uma máscara de coelho branco, uma referência clássica a "Alice no País das Maravilhas" que é, consequentemente, uma referência simbólica ao controle mental monarca.

Cry Baby nasce com a ajuda de um coelho branco. 
Não há maneira mais criativa de representar o nascimento 
de um alter-persona no mundo do controle mental.

Visto que Melanie Martinez disse que ela é a própria Cry Baby, podemos interpretar essa cena como sendo a Melanie real sendo trazida ao mundo do trauma, dissociação e controle mental. Em outras cenas, Cry Baby é vista mentalmente perturbada, autodestrutiva e extremamente melancólica. A cantora diz que tudo isso foi criado a partir de situações vividas por ela mesma, porém essas situações também são normalmente vivadas por escravos MK, vítimas de abuso.

O rosto triste de um escravo MK, vítima de abuso físico e psicológico.
Escravos de mente controlada são de fato "bebês chorões".

Outro aspecto importante que a história do vídeo faz questão de frisar é relação fria que a mãe de Cry Baby mantém com ela desde seu nascimento. Ela simplesmente não se importa com sua filha, gerando a partir daí um ambiente traumático para se criar uma criança. 

Sua mãe tem uma relação bastante abusiva com 
ela, agindo como um perfeito manipulador MK.

Na letra da canção, ela não deixa confundir que seu alter Cry Baby é um com ela mesma:


Eu olho para você e vejo eu mesma.
Eu te conheço melhor do que ninguém. 
Eu tenho a mesma torneira nos meus olhos, 
Então suas lágrimas são minhas.


Mas as coisas vão piorando no decorrer do álbum. Enquanto a faixa "Cry Baby" é apenas sobre o nascimento e a apresentação de seu alter-persona (ou ela mesma) traumatizada e mentalmente perturbada, as demais faixas do álbum vão mais adiante dentro do triste mundo de trauma sofrido por um escravo de controle mental.

Dollhouse

Na próxima faixa do álbum, "Dollhouse" (Casa de Boneca), conhecemos os membros da família de Cry Baby, que é totalmente conturbada e desestruturada - uma mãe alcoólatra, um pai infiel e um irmão drogado. A letra da música aborda esse assunto e o vídeo se passa dentro de uma casinha de bonecas. De fato, escravos MK geralmente provêm de lares traumáticos ou sofreram diversos tipos de abuso na infância, mas o título da música é ainda mais sugestivo, pois "casa de boneca" é um elemento frequentemente usado na programação de controle mental real de crianças.

A boneca representando Melanie Martinez dentro 
de uma casa de boneca aparece logo no início do vídeo.

Casas de bonecas é um cenário bastante significativo em termos de controle mental porque devido ao trauma intenso, escravos monarcas são encorajados a se dissociar da realidade para escapar da dor causada pelas torturas que precisam resistir. A casa de boneca é uma representação do "mundo de faz de conta" para onde as vítimas fogem quando a dissociação ocorre. 

"Dollhouse" é sobre o mundo interno de Melanie Martinez. No vídeo
 ela é retratada como uma boneca (marionete) dentro de uma casa de 
bonecas. O lugar para onde ela foge a fim de escapar do trauma
 do lar extremamente abusivo em que vive.


Nas primeiras programações, uma garotinha enquanto era torturada seria mostrada uma casa de bonecas cheia de cômodos. 

[...]

Cinco crianças cada uma dada o mesmo script de Alice no País das Maravilhas irão cada uma usar o script de forma diferente durante a programação. O programador pega a criatividade própria da criança e trabalha com essa criatividade única. A criança deve criar as imagens por si mesma, se a programação for para se manter. Não vai funcionar se as imagens forem de outra pessoa. A criança organiza o seu mundo interno para atender suas próprias experiências, como castelos, caixas, salas e casas de bonecas.

[...]

Joseph Mengele e os programadores que trabalhavam com e sob ele usaram uma grande casa de bonecas com 26 quartos. [...] A casa de boneca era usada para incutir na mente da criança os compartimentos do computador.

- Fritz Springmeier, The Illuminati Formula Used To Create A Total Mind Controlled Slave


Outros vídeos de música pop já mostraram artistas Illuminati dentro de casinhas de boneca. Todos com a mesma velha temática do controle mental MK.

Jessie J "Price Tag", outro vídeo sobre controle mental MK.

Gwen Stefani "What You Waiting For?"
 é sobre "Alice no País das Maravilhas".

Em "Dollhouse", Melanie Martinez é uma boneca dentro de uma casinha de bonecas, cujo quarto está repleto de outras bonecas desmembradas, um simbolismo clássico na cultura MK, representando a impotência e o estado mental fraturado das vítimas. 

Como uma boneca sem vida, Melanie Martinez tem um colar 
formado com braços de boneca. Que tipo de criança faria isso?

Cabeças de bonecas sem olhos sobre a penteadeira.

Imagem postada em seu Instagram Oficial. Por quê?
 Isso não tem nada a ver com infância, isso é 100% MK.

Isso lembra esta foto tirada no Baile Illuminati da Família Rothschild
 em 1972. Isso não tem nada a ver com infância, isso é 100% MK.

Mas as coisas ainda nem começaram a esquentar no mundo de Cry Baby. "Dollhouse" é apenas uma apresentação do ambiente traumático em que ela vive. Ela ainda vai ser levada a sofrer todos os tipos de trauma e abuso no decorrer do álbum, como parte da programação normal de um escravo MK.

Sippy Cup

Na próxima faixa do álbum, "Sippy Cup" (Mamadeira), continuamos nosso tour ainda dentro da "casinha de boneca" da Cry Baby, ou Melanie Martinez, a qual começa a ser horrivelmente traumatizada por sua mãe alcoólatra e psicopata. Trauma é indispensável para que haja dissociação no controle mental... então pode ter certeza que você verá isso acontecer ad nauseam nesse vídeo.

Numa bela noite, a mãe alcoólatra de Cry Baby flagra a traição de seu marido e decide matá-lo junto com a amante. Essa seria a "história oficial" da música e do vídeo. No entanto, quando analisamos por outro ângulo, vemos que todo esse cenário pode ter sido armado única e exclusivamente para traumatizar a menina como parte de sua programação.

A mãe de Cry Baby amarra os dois sob um piso quadriculado, 
um símbolo sempre presente em temáticas de controle mental.

Usando uma faca, ela os mata da maneira mais sádica 
que existe, e não parece demonstrar nenhum remorso.
Essa cena representa o sadismo de muitos manipuladores.

Ela cobre os corpos estendidos sobre o piso quadriculado, 
o cenário perfeito para se traumatizar uma criança.

A seguir, vemos cenas horríveis de trauma que são também vivenciadas por escravos MK reais.

Cry Baby perde o controle quando vê a cena e agora também 
corre perigo. Não deve existir nada mais traumatizante para 
uma criança do que ver uma cena daquelas.

Forçada a calar a boca, sua mãe a coloca para dormir.

Amarrada na cama. Todas essas cenas imitam o 
trauma e o abuso sofridos por um escravo MK.

Forçada a ingerir alguma coisa para 
se dissociar. Deus que me livre!

O resultado disso é uma menina totalmente perturbada por não
 aguentar tanta tortura, ela se lambuza com o batom vermelho, 
 simbolizando a sexualização precoce das crianças.

Observe também como a letra da música "Sippy Cup" diz coisas terríveis e pode ser interpretada sobre o ponto de vista do sofrimento de um escravo MK, que sofre todos os tipos de abusos psicológicos, físicos, sexuais (sangue, sexo, crianças depressivas) e ainda são forçados a ingerir substâncias alucinógenas (xarope em uma mamadeira?) para se dissociarem.


O sangue ainda continua quando os lençóis são lavados 
Sexo não dorme quando as luzes estão apagadas 
Crianças continuam depressivas quando você as veste 
E xarope continua sendo xarope em uma mamadeira


Mas as coisas não param por aí, nossa garota é levada a mais uma sessão de trauma.

Carousel

A próxima faixa do álbum é "Carousel" (Carrossel). Saindo de sua casinha de bonecas, somos levados a um passeio [traumático] num parque de diversões sombrio, cujo objetivo final é fazer Cry Baby andar sozinha de carrossel. Por quê? Há um motivo para isso. O que muitos talvez não sabem é que "carrossel", assim como "casa de boneca", é outro elemento utilizado na programação monarca para causar dissociação em crianças.


"O brinquedo carrossel é para lembrar a criança da dissociação e do carrossel interno embutido na mente". 

- Fritz Springmeier, The Illuminati Formula Used To Create A Total Mind Controlled Slave


O vídeo de "Carousel", portanto, não é sobre uma decepção amorosa, mas sobre o controle mental baseado no trauma em outro estágio: o passeio de uma garotinha nas mãos de manipuladores sádicos que precisavam traumatizá-la a qualquer custo, e desta vem em um carrossel.

O vídeo começa com este guarda do parque, com o rosto mascarado.
 Ele carrega um guarda-sol dualístico preto e branco, implicando
 que ele é mais um manipulador MK.

Há dualidade preto e branco por todo lado, pois isso é altamente
 usado em controle mental. A seta aponta para a dissociação. Embora 
Cry Baby não tenha estatura suficiente para ir no brinquedo, como
 adverte a placa, ela será permitida mesmo assim, pois é necessário.

Vemos nesta cena, uma vitrola, um disco hipnótico 
preto branco, mais um gatilho de controle mental.

Seduzido por um rapaz adulto, esta cena torna-se perturbadora 
visto que ela está retratada aqui como uma criança inocente. Mais um
 passo na agenda da sexualização precoce das crianças e da pedofilia.

Deslumbrada, ela começa a levitar, totalmente hipnotizada pelo rapaz.
Mas ele está sendo apenas usado para fazê-la chegar ao carrossel.

Ele lhe entrega um bilhete, que também tem uma roda hipnótica,
 como se fosse um bilhete de "entrada" à dissociação no carrossel.

O carrossel está adornado por borboletas, 
outro símbolo associado ao controle mental.

A história que parecia um romance tornou-se um pesadelo, pois o rapaz estava apenas sendo usado para seduzi-la e deixá-la "hipnotizada" por alguns instantes, a fim de conduzi-la até o carrossel, e dar, então, início à sessão de trauma e tortura no brinquedo.

Sentindo-se enganada, ela é amarrada ao
 carrossel para sofrer mais trauma e dissociar-se.

Enquanto ela gira tentando escapar, o guarda mascarado
 aponta o dedo pra ela, como se estivesse rindo da situação.

Como se o trauma ainda não fosse o suficiente, eles apagam 
as luzes do parque e deixam ela voltar sozinha no escuro. 
Não existe nada mais traumatizante para uma criança.

O simbolismo no vídeo "Carousel" é gritante, para aqueles que o conhecem, e mostra como Melanie Martinez foi levada a passar por mais situações de trauma. As demais músicas e vídeos do álbum "Cry Baby" também estão cheias de referências ao controle mental baseado no trauma.

Outros Vídeos e Músicas

Em "Soap", o próximo vídeo do álbum, vemos Cry Baby abrindo a torneira para tomar apenas um banho, mas acabamos nos deparando com o resultado final de tanto abuso - uma garota dissociada, traumatizada e fragmentada.

Esta é a expressão de quem não aguenta mais tanto trauma.

Já no vídeo para a música "Pity Party", vemos mais uma vez Melanie Martinez passando por situações traumáticas na pele de Cry Baby. Ela decora a casa inteirinha para sua festa de aniversário, mas ninguém comparece. Resultado: mais trauma.

Como resultado, ela tem um ataque de nervos e destrói toda 
sua festa no estilo Miley Cyrus. Um comportamento típico de
 um escravo MK autodestrutivo.

A saga de vídeos do álbum "Cry Baby" ainda não está completa. Melanie Martinez ainda lançará os vídeos para as demais canções do álbum. No entanto, a letra de todas as demais canções são perturbadoras o suficiente que não é necessário nem de mais vídeos para entendermos o seu significado subjacente. Além disso, o título de todas essas músicas remetem a um aspecto do controle mental, como Dollhouse (Casa de boneca), Carousel (Carrossel) ou Mad Hatter (Chapeleiro Maluco) ou algo relacionado à infância, que, consequentemente, está relacionado à programação de crianças no controle mental MK.

A última faixa do álbum, "Mad Hatter" (Chapeleiro Maluco) faz referência ao controle mental novamente quando menciona Alice, a toca do coelho e sua mente fragmentada.


Onde está a minha receita? 
Doutor, doutor, por favor, ouça 
Meu cérebro, despedaçado 
Você pode ser Alice, eu vou ser o Chapeleiro Maluco


É dessa maneira que Melanie Martinez termina o álbum - com o cérebro despedaçado após sofrer trauma severo, que é parte indispensável da programação monarca.

Em suma, os vídeos de Melanie Martinez em "Cry Baby" estão exaustivamente repletos de simbolismos e contam a história da programação de uma garota (Melanie Martinez sendo representada nos vídeos pelo seu próprio alter Cry Baby) sofrendo trauma e abuso no lar e nos lugares por onde ela passa. As músicas são perturbadoras, os vídeos são perturbadores e tudo isso tem um motivo, não é apenas arte,  é controle mental.

Não apenas os vídeos, mas as fotos postadas por Melanie Martinez na web estão quase sempre relacionadas à cultura MK.

Melanie sendo retratada como uma boneca de cordas. 
Essa é uma das maneiras favoritas da elite de mostrar 
seu controle sobre seus escravos MK.

 Orelhas de coelho, uma das principais referências
 ao controle mental. Siga o coelho branco!

 Fazendo o velho e onipresente sinal do um olho.

 De novo.

Com uma borboleta monarca, o principal símbolo
 associado ao controle mental. Resta alguma dúvida?

Conclusão

O álbum de Melanie Martinez "Cry Baby" é basicamente sobre as experiências de trauma de um escravo MK no mundo perturbador do controle mental. Embora ela seja uma artista relativamente nova na indústria, ela é uma das que mais têm difundido simbolismos de controle mental em sua música. É até mesmo cansativo para a vista assistir aos seus vídeos. Enquanto muitos tentam justificar que ela só está se vestindo em um personagem excêntrico e infantil, ninguém consegue explicar o porquê de brinquedos quebrados, mãos atadas no carrossel ou coelhos parteiros. As respostas que obtemos são sempre vagas, mas quando colocamos o contexto à luz do controle mental monarca, as coisas fazem mais sentido.

Cry Baby é o alter infantil de Melanie Martinez, produto do controle mental baseado no trauma, ao qual ela foi provavelmente submetida quando entrou na indústria (ou talvez antes). Quando ela escreveu essas canções, é possível que ela estivesse pensando em outras coisas, mas quando teve que passar por "eles", as letras podem ter sido mudadas e sua imagem e seus vídeos foram totalmente adaptados para se encaixarem melhor na Agenda Illuminati do controle mental, e esse foi o resultado: uma garota depressiva e mentalmente perturbada - o retrato de um escravo MK real chorão. Só que uma vez que você entra nesse mundo, não adianta mais chorar.

Veja Mais
Jaymes Young "I'll Be Good" - Um Novo Artista e o Velho Simbolismo de Controle Mental
O Significado Oculto dos Vídeos ANTIdiaRY de Rihanna

97 comentários »

  • Alexandre Gomes said:  

    Pesquisando sobre a Melaine no YouTube reparei nesse vídeo https://www.youtube.com/watch?v=rH-MIvWOsiI o telão com imagens da garota coberta por borboletas Monarca.

  • Anônimo said:  

    Muito bom, adoro suas análises, sempre tive curiosidade de saber sobre melanie martinez. muito bom mesmo. parabéns!

  • Anônimo said:  

    Olá Danizudo! Mais um post fantástico! Super explícito! Mas vc falou na Britney no inicio do post e eu queria comentar com vc que encontrei uma biografia dela numa livraria de livros usados, chama Menina Perdida e é muito bom. Uma boa parte é sobre a infância dela e apesar do autor não falar nada sobre programação MK, claro, eu fui lendo e encaixando na história tudo o que eu já li aqui. O pai alcólotra, o autor dizia, e eu completava, e abusador/pedófilo. A mãe penso que era tipo essa aí retratada pela Melaine. No livro a mãe é manipuladora e fica bem claro que ela vende as duas filhas pro showbiz. Fala da irmã da Britney que tb era da Disney, ficou grávida aos 16 e a mãe vendeu as fotos da filha adolescente grávida pra uma revista de celebs... pra vcs verem o nível da mãe. Do pai vcs se lembram que a última internação compulsória da Brit foi obra dele e assim ele conseguiu o controle sobre o dinheiro e carreira dela. Com uma família dessa foi fácil para a Disney, os produtores, empresários, agentes, se tornarem manipuladores abusivos, físico e psicologicamente, de Britney. E vemos que o modus operante de tudo isso continua indefinidamente fazendo mais vítimas. Muito triste!!!!

  • Helder said:  

    Ou, o que é mais plausível, a produtora se utiliza destes símbolos difundidos mundialmente como objetos da "cultura Illuminati" para transformar alguém, que é um produto de um reality show pelo qual passou quase despercebida em um símbolo da validação destes símbolos. Desculpe, mas acho todos estes clipes e temáticas muito forçadas, ao que parece a intenção do Marketing da cantora é realmente se apropriar deste conceito para vender com base na mensagem de "místicismo", fajuto, estritamente capitalista, mas altamente consumido pelos amantes e seguidores do pop.

  • Anônimo said:  

    Desde a primeira vez que vi a melanie ja tinha pensado nisso.

  • Unknown said:  

    Como sempre... Perfeita análise, excelente texto, acompanho você desde 2010, orgulho imenso de vce, como um servo d Deus realmente, indico seu blog, sempre indiquei, espero q não pare d postar vídeos no seu canal, e continue firme com seu blog, meu irmão. Deus te abençoe, saúde, sabedoria, luz, paz e Cristo em seu coração. Um beijoo

  • felipe said:  

    Será que é por isso que ela manda as pessoas calarem a boca no show dela?

  • Andressa Pereira said:  

    Eu tentei alertar uma prima sobre isso e ela me chamou de louca e depois ficou completamente agressiva ela é completamente apaixonada por pop e não acredita que isso aconteça com os artistas. Sem contar que ela sempre tenta agir e se vestir como a Ariana Grande e ela tem apenas 11 anos é muito nova pra se inspirar nesse tipo de pessoa até a mãe dela se envergonha com isso mas ela não ouve nem respeita mais ninguém ela quer é ser a nova Miley Cyrus.

  • Anônimo said:  

    Acho os vídeos dela tão, ou mais, perturbadores quanto os da Sia.
    Interessante que eles fazem questão de colocá-la como diretora criativa de todos.
    Além disso, na foto com descrição "Esta é a expressão de quem não aguenta mais tanto trauma", lembrei-me de Justin Bieber e Zayn Malik. Triste realidade

  • Unknown said:  

    Danizudo tu poderia da uma olhada nas musicas de HALSEY. percebi que algumas musicas dela ,ela insinua que esta sendo controlada e tem uns corvers dela que ela usa roupa representando no que acredtita

  • Mayara Lorenna said:  

    danizudo da uma olhada na serie BLINDPOST , é perfeitamente oque disse sobre 007 . é muito interessante a historia e principalmente mostra os simbolos illuminatis mais de uma vez.

  • Anônimo said:  

    Achei legal, mas vale ressaltar que nem todas as músicas são assim Mrs. Potato Head fala sobre amar a si mesmo. E sobre aquela foto dela coisando o batom tem a ver com a frase: Toda maquiagem do mundo não vai te deixar menos insegura. Então, ela pode ser isso? Pode. Mas pra mim, não.

  • Anônimo said:  

    São sempre as mesmas fotos, mesmo símbolos.. e ainda dizem que é mentira. Ótimo post Danizudo :)

  • Matheus Costa said:  

    Ainda bem que nunca gostei dela, só olhei um vídeo por causa dessa análise, me deu foi agonia em ver o vídeo dela. Hoje em dia reconheço "de longe" um artista illuminati por conta de suas simbologias toscas.
    Bela análise!!!

    Cara, eu gosto da AURORA, pesquise sobre ela, ela gosta muito de borboletas e o primeiro CD dela ela é uma mariposa na capa, desconfiei logo!

  • Anônimo said:  

    Deveria analisar o ZAYN também.

  • Danilo müller said:  

    Na parte em que ela é seduzida por cara mais velho não pode ser apenas pedofilia,a maioria das mulheres e meninas namoram homens mais velho! Mulher ou menina namorando cara mais velho é a coisa mais comum do mundo, vejo isso toda e no brasil é super comum. Aliás isso faz parte da nossa cultura vejo casais velhos em que a mulher é alguns anos mais nova.

  • Unknown said:  

    Por favor me poupe, não sei se você leu mas a mídia faz isso para atrair atenção muitas pessoas sabem sobre esse negócio de illuminati então faz atrair mais olhos para a artista, sou fã dela e não vou parar de ser por uma coisa que você inventou, você não é Deus para julgar ninguém e também muito obrigado por ter assistido os vídeos bom que traz mais visualizações para ela. Beijos e segura essa marimba ai monamur!

  • Helena Luciano said:  

    Tava pensando nisso também, nas referências com as letras que nao se relacionam completamente com o MK.

  • Rachel Earl said:  

    Cara, o que você tem a dizer sobre o 4 Minute? Elas mudaram o conceito dos trabalhos recentemente e já lançaram 2 vídeos sobre o mesmo. Também espero análises suas sobre o trabalho que a CL (2NE1) vai lançar esse ano nos EUA.

  • Ana Carolina Silveira said:  

    Também gosto muito da AURORA e foi a primeira coisa que pensei quando vi a capa do álbum.

  • Anônimo said:  

    Pois é.

  • Anônimo said:  

    Anônimo said:
    Achei legal, mas vale ressaltar que nem todas as músicas são assim Mrs. Potato Head fala sobre amar a si mesmo. E sobre aquela foto dela coisando o batom tem a ver com a frase: Toda maquiagem do mundo não vai te deixar menos insegura. Então, ela pode ser isso? Pode. Mas pra mim, não.

    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    Mas que concordo com o Anônimo, em cada música e cena, retrata um trecho da música. Dollhouse fala sobre "ser perfeito",e as outras não me lembro no momento. Simplesmente me apaixonei quando ouvi Melanie, mas sempre estranhei Carousel, não vou deixar de ouvir, mas irei ficar mais atenta.

  • Deniel Blogueiro said:  

    Amo a Melaine Martinez, obrigado Danizudo por analisá-la, me tirou muitas dúvidas

  • Unknown said:  

    Ótima análise, acompanho a Melanie desde o The Voice, e desde lá ela se comporta de maneira infantil e sombria, basta ver as apresentações dela no programa, então acredito que esse comportamento dela vem de muito tempo pois até seus vídeos quando garota postados no youtube mostram uma menina deprimida que encontrava em músicas levadas ao lado sombrio uma válvula de escape para as humilhações que ela sofria na escola como ela mesmo conta. Sobre as músicas deste álbum e os vídeos, são todos feitos por ela, ela escreve a música já imaginando como serão feitos os vídeos que ela própria escreve o roteiro e dirige. Acredito que ela seja manipulada, mas de uma forma que o controle mental já está enraizado em sua mente que ela mesma cria tudo de uma forma perturbadora. Vou continuar acompanhando pra saber no que vai dar. Acredito que seu próximo álbum seja mais adulto e voltado ao erotismo da mesma forma que aconteceram com outras como Miley Cyrus e Nicki Minaj.

  • Anônimo said:  

    A primeira coisa q eu pensei qnd vi essa Melanie foi:"coitada, tão querendo fazer ela virar a nova Lady Gaga ou a nova Miley Cirus" mas por mais q eu não duvide de nada disso e acredite em partes nessas coisas, não se pode descartar q pode ser td marketing como já disseram aí em cima. Artistas "loucos" é o q mais atrai a atenção das pessoas por isso vemos sempre esse msm padrão se propagando, qnd ngm mais se interessar por esses padrões Miley Cirus/Lady Gaga (o q eu acho difícil) eles vão criar outro e vai começar a aparecer vários artistas seguindo esse novo padrão e assim por diante.

  • Anti said:  

    Comentário do Danilo müller = Um comentário machista de quem é influenciado e acha normal homem velho com uma garota, ave pelo amor.

  • Anônimo said:  

    Caso um dia o Unknown veja meu comentário vou responder o que ele disse.

    Em primeiro lugar, o conteúdo desse blog não é inventado, não venha se achar a/o fã super incrível que conheceu a Melanie há pouco tempo e vai ouvir ela e dane-se o resto, apesar de ser um direito seu. O blog está no ar há mais de 4/5 anos e ele sempre retratou sobre a
    indústria, a Elite e o Controle Monarca. Sinto lhe informar mas existe sim isso.

    A mídia manipula desde muito tempo e todos sabemos disso. Porém existem elites ocultas, os Illuminati são uma dessas elites.

    E outra, isso é uma análise, ele não julgou a menina, ele analisou e argumentou sobre seus clipes e letras, não a ofendeu, apenas descreveu a real mensagem de sua personalidade manipulada. E não é necessário ser um deus para falar a realidade, saiba diferenciar as coisas antes de dizer besteiras. E por sim, se você não tem argumentos melhores não use essas gírias ridículas da internet como se ao escrever o texto ele estivesse com inveja dela ou pejorando sua imagem. Estude antes de falar bosta ¬¬'

  • Anônimo said:  

    Danilo Müller, concordo com o que vc disse, mas no clipe em questão é a pedofilia que eles querem representar, isso é um trauma, ser abusado/enganado sexualmente e seus afins. Eles querem passar essa mensagem, de uma forma não generalizada.

  • Queen OF World said:  

    A Melanie não é controlada ! Tanto é que ela é meio underground,ela é meio indie,hipster essas coisas que estão na moda entre ALGUNS jovens agora,ela escreve todas as músicas,e o album é todo pensado sobre oque ELA quer,ela sempre foi assim,no The Voice que foi a primeira aparição dela,ela já tinha esse estilo exótico e dark,usava o cabelo de duas cores,e fez uma versão mais sombria de Toxic da Britney,as músicas dela falam sobre a realidade,mas de um jeito mais sombrio.

    Ela sempre falou que desde pequena amava maquiagem,já sofreu bullying também,e talvez isso seja descrevido em suas músicas,ela também falou sobre dirigir filmes de terror e ama brinquedos antigos,tudo isso vem da Personalidade DELA. Não é como uma Miley Cyrus da vida por exemplo,que começou inocente na disney,e agora esta com uma imagem totalmente diferente,a Melanie SEMPRE foi assim,não é programado.

  • Anônimo said:  

    Primeiro : Uma pessoa quando sofre bullying leva isso pra VIDA TODA,talvez voce não tenho sofrido,mas eu já sofri e sei como é,é perceptivel que essa é a mensagem que ela quer passar,ela quer mostrar pras pessoas que fizeram isso com ela oque ela sentiu,e o quanto foi duro,se isso ja parece sombrio em um album,imagine na vida real de uma pobre criança,que só quer interagir com as outras crianças crueis.

    E isso sobre os videos dela serem controlados,besteira,a melanie quer ser diretora de filmes,acha mesmo que ela iria perder a oportunidade de dirigir os clipes ??

  • Anônimo said:  

    Como voce mesmo disse "uma mãe alcoólatra, um pai infiel e um irmão drogado" é como muitas familias de hoje em dia e de antigamente tambem,nao vejo nada demais,não tem nada de controle aqui, é a realidade,as musicas dela mostram a realidade.

  • Anônimo said:  

    Lendo bem seu texto,o que mais parece ser sobre controle é o de carousel,é bem assustador.

  • Anônimo said:  

    A unica musica que é realmente pertubadora,voce não comentou : Tag,You're It.

  • Anônimo said:  

    poderia analisar o vídeo da kate bush - Sat in your lap

  • Pedro Cunha Oliveira Co said:  

    Teddy Bear também notei, fala mais ou menos sobre o manipulador que era o seu "ursinho" e depois tentou "matar" ela

  • Pedro Cunha Oliveira Co said:  

    Teddy Bear também notei, fala mais ou menos sobre o manipulador que era o seu "ursinho" e depois tentou "matar" ela

  • Sulamita Blanc said:  

    Faz um sobre a música castle - halsey.

  • Danilo müller said:  

    Você não entendeu meu comentário!Eu disse que é normal e não que acho certo. Não acho certo, inclusive fico chocado em ver como é comum homem mais velho com mulher mais nova e isso vai além de homem velho com garota porque até mulheres mais velhas namoram homens muito mais velhos que elas.

  • Anônimo said:  

    Eu amo a Melanie, não concordo com isso, pois ela sempre teve o cabelo daquele jeito, ela sempre deixou claro que o álbum é inspirado em coisas que ela viveu antes de entrar nisso. Em Training Wheels, que é uma música de amor. Não falaram dela porque não viram nada de trauma ou coisas do tipo. Onde que isso é coisa dos Iluminattis? Eles falam onde vêem coisas que podem ser associadas.

  • Só Deus salva. said:  

    Eu sofri bullying a minha infância toda e adolescência. Sou musicista.

  • Só Deus salva. said:  

    Quando eu li as letras das músicas inocentemente, eu me identifiquei com as letras, pois quando eu era criança e adolescente, eu sofria bullying, depressão, distorção de alto imagem, mentira compulsiva, bipolaridade e etc. Isso pode dizer alguma coisa?

  • Só Deus salva. said:  

    Eu agradeço a quem me responder.

  • Danilo müller said:  

    Alguns jovens? A maioria.

  • Paulo Balbino said:  

    Oi gente! Sei que não tem nada a ver com a postagem mas, tenho um pressentimento de que uma diva está prestes a voltar pro topo da indústria musical. MARIAH CAREY! Sexta feira ela ressuscitou seu alter ego, BIANCA! Será que ela renovou seu pacto ou isso é só uma brincadeira pro reality show? Em uma entrevista ao Buzfeed ela disse que BIANCA é melhor que ela e com certeza é uma diva e sempre está no topo. DESCULPA COMENTAR AQUI! ESCLARECE SABIA DANIZUDO! Ah, ela tem duas personas, MIMI e BIANCA?

  • Paulo Balbino said:  

    Oi gente! Sei que não tem nada a ver com a postagem mas, tenho um pressentimento de que uma diva está prestes a voltar pro topo da indústria musical. MARIAH CAREY! Sexta feira ela ressuscitou seu alter ego, BIANCA! Será que ela renovou seu pacto ou isso é só uma brincadeira pro reality show? Em uma entrevista ao Buzfeed ela disse que BIANCA é melhor que ela e com certeza é uma diva e sempre está no topo. DESCULPA COMENTAR AQUI! ESCLARECE SABIA DANIZUDO! Ah, ela tem duas personas, MIMI e BIANCA?

  • Anônimo said:  

    Eu gostaria, Danizudo, que você fizesse uma análise do clipe Desire - Years and Years ft. Tove Lo. Eu gostei da MÚSICA, mas queria entender ao certo o clipe, como por exemplo, a mulher que parece uma santa, e no final o Olly mwio que vira ela...

  • Anônimo said:  

    Ok que ela já tinha isso incorporado dela mas pensa comigo:
    João é formado em inglês e a empresa x precisa de funcionários que sejam fluentes. Algumas empresas pegam candidatos mesmo sem inglês por terem uma ótima experiência e pagam para ele estudar. Agora pensa a empresa (elite) tem um candidato (artista) fluente em inglês (com a personalidade distorcida que eles criam) pq eles contratariam alguém com as mesma boas experiências mas q nä fala inglês? É meio caminho andado para eles.

    E outra, quem garante que antes mesmo de ir no The Voice ela já não fosse um projeto da indústria? Pois ela postava vídeos covers no YT antes do seu EP.

    Tudo questão de tempo para a mídia.

  • Anônimo said:  

    Ela jamais vai dirigir um clipe sozinha sem qualquer segunda opinião ou apoio. Isso não existe. Ela pode dizer q foi só ela, mas assista making of, o artista pode dar mil e cem pitacos, mas quem garante que não tem uma cabeça lá trás controlando tudo. Já participei de ensaios 'dirigidos' pelos que atuariam e etc. Não eram eles que cordenavam tudo não.

  • Anônimo said:  

    Acho q essa realidade não deveria ser comum...

  • Anônimo said:  

    A maioria das meninas? O.o
    Meninas (4-12 anos) com homens (20-30...). Onde vc vive????

  • Anônimo said:  

    Não. Ela manda ficarem em silêncio pq ela vai "perfomar" (se mexer igual boneco de Olinda ou só correr pelo palco) e eles ficam falando que a amam e que ela é linda, daí ela manda calarem a boca e solta textão no tt. Confere. Cada textão. Já discutiram com ela por isso lá mesmo. Ela fala q as pessoas tem que assistir pelo show q pagaram. Hahaha. Teve um show q uma presilha caiu da cabeça dela e roubaram e do roupão q entrarm no camarim e dps um moleque devolveu. Muitos rolos

  • -A Gabriel said:  

    Isso se chama liberdade de expressão.
    O fato de não respeitar talvez seja rebeldia.
    Não ouvir mais, pode ser surdez, procure um médico.

  • Aricia said:  

    Bonecas quebradas tem a ver com a infância sim... vai dizer que nunca viu uma criança brincando com uma boneca quebrada?

  • Anônimo said:  

    Você que deveria ser analisado , o Zayn não tem nada haver, ele diferente de certos cantores, ele faz o seu próprio sucesso por que ele tem talento , e ele não é um escravo MK

  • Carol Matos said:  

    Bando de fãzinhos que só leram esse post. Resultado: não entendem de nada e ficam NEGANDO a verdade! Dica: leiam os outros posts e vejam o óbvio, que a história sempre se repete. Queridos, o problema não é a Melanie e ninguém aqui tem nada contra ela.

    Outra coisa, uma relação entre HOMEM E MULHER adultos de distantes idades sim, é bem normal, concordo. Bem diferente e bem ilícita é a "sedução" que acontece (de forma sutil) no vídeo. Ora, se a criança usa mamadeira, vai no carrossel, enfim, é uma CRIANÇA, logo é pedofilia sim!

  • Anna Claudia said:  

    Conheço esses simbolos todos, mas não acho que é caso de controle mental. Porque, se for, então quase todo mundo que conheço foi traumatizado....

    Os simbolos são sim, de MK ultra, certeza. Mas está bem na moda esse negocio... Eu vejo uma menina de 13 anos que namora meu sobrinho... ela AMA olhos, borboletas, coisas góticas e dualisticas.... Ela tem uma familia estruturada, não sofreu trauma. Isso tá na moda, infelizmente já tá tao comum que pegou a moda, e vende muito.

  • Aricia said:  

    Mas acho que você não entendeu o significado da música Dollhouse. Na letra podemos ver claramente que conta sobre uma família que faz de tudo para, aos olhos dos outros, parecer perfeita. Como uma casa de boneca (dollhouse). Mas que na verdade, tem muitos problemas ( na música diz que o irmão da menina usa drogas, e o pai dela tem uma amante). E a garota é quem mais sofre por isso, e Cry Baby talvez conta a história dela.

  • Anônimo said:  

    Vai Danizudo, estou aguardando você publicar um texto gigante investigatório sobre a morte do Prince ter sido outro sacrifício da elite.

  • Anônimo said:  

    Eu acredito que ela tenha sido iniciada muito antes do the voice, tanto que um dos jurados diz que ele já está de frente de uma estrela, ela já tinha tudo, talento, estilo... Sua ida no the voice foi um teatro.

  • Aricia said:  

    As músicas do álbum são justamente sobre uma garota que sofria essas coisas, talvez por isso você se identificou. Acho que a Melanie também sofreu muito disso e quis expressar isso em suas músicas.

  • Moonyoung said:  

    Caramba danizudo isso é tão ruim kkkkk, eu realmente prefiro n ficar só pensando nessas coisas pq acho q só piora tudo e sendo assim eu queria saber se vc sabendo de tudo isso ouvi musicas pop? da própria Melanie? E venho lhe pedir para fazer algumas analises de artistas de K-pop tb, eu mesma depois de ler isso só consegui lembrar do grupo BTS q vendo suas musicas atuais devem está passando pelo controle mental e só de pensar nisso quase choro, pq mesmo n sendo fã deles tenho um certo carinho e me doí muito ver isso. Amo musica mas desse jeito está ficando insuportável ou tapo meus olhos mas não me deixo levar pelo mal ou paro com tudo de vez, coisa q n vou conseguir.

  • Carol Matos said:  

    A morte do Prince!!! E lá vamos nós!

  • Anônimo said:  

    Gostaria de ver uma análise sobre o filme Lemonade da Beyoncé

  • Sweet Fujoshi said:  

    Oi, Danizudo! Amei a análise, como sempre, e gostaria de pedir que você analisasse a cantora AURORA. Gosto muito dela, mas cada vez mais o simbolismo tem me preocupado bastante... Borboletas são o principal simbolismo explicito em seus videos. Mais uma vez, parabéns pelo blog! Amo esse blog! Obrigada por estar sempre disposto a fazer isso!

  • Gabriella Gilmore said:  

    Dani, se liga no Partido NOVO e traga informações para nós. 33º partido a ser criado e com o número 30. Me cheirou coisa da agenda dos globalistas.

  • Anônimo said:  

    ótima análise! realmente, muito inteligente. mas na verdade, no próprio álbum físico cry baby, tem a história do álbum e das musicas. procura "cry baby storybook" no youtube, tem até um em português, a melanie só representa uma personagem, ela mesma não é assim

  • gui2361 said:  

    Muito bom Danizudo ,odeio arte pós moderna e odeio esses clips psicodélicos e cheio de bizarrice me traz uma angustia grande quando assisto a clips ou ouço musicas assim.

  • Debora Nogueira said:  

    Oi Danizudo, gostaria de pedir a analise do clipe do Megadeth train of consequences. Este clipe é 1994 e acho que usa e abusa de elementos da indústria.Sem querer pedir demais mas, já pedindo também tem outro clipe do Megadeth o de Of Mice And Men. O clipe é de 2004 achei ele meio suspicioso.

  • Anônimo said:  

    Desde a primeira vez que eu assisti a uma performance dela na TV eu percebi que havia algo de bem peculiar nela. Exatamente como vejo agora. Espero que um dia metade das pessoas tenham acesso à essa informação e percebam que tudo é uma grande farsa, com marionetes humanas.

  • Anônimo said:  

    hmm, muito boa sua análise como sempre! Talvez você possa procurar, analisar o LEMONADE, novo álbum da "rainha illuminatti" vulgo, Beyoncé. haha

  • Fernanda Campos said:  

    Danizudo, dá uma olhada no que a rapper Azalea Banks acabou de postar no seu twitter:
    http://imgur.com/Hdzgv6C
    Ela postou isso logo depois de ter tweetado "Eu quero muito que o Donald Trump vença as eleições".

  • Tulio Cesar said:  

    Perfeita a análise deste vídeo!!!

  • Bia Vitoria said:  

    Sou muito fã da Melanie e adorei a análise! Sempre soube que tinha algo muito mais obscuro por detrás de toda a história do Cry Baby. As músicas "Tag, You're It" e "Milk And Cookies", na minha opinião, são as mais perturbadoras do álbum inteiro. Gostaria de ler uma análise dessas letras.

  • Anônimo said:  

    Na verdade, em sippy cup não tem nada haver com o que você descreveu, quando ela passa o batom, ela se lambuza porque ela está com raiva, ela em forma de anjo é a inocência perdida, e no trecho da música em que ela passa o batom fola
    "Toda a maquiagem do mundo não vai te deixar menos insegura"

  • Unknown said:  

    Olha, eu sou uma grande fã da Melzinha e realmente não acredito nesta análise. Você meio que 'viajou' em Dollhouse e Sippy Cup. Melhor se informar melhor das letras e depois fazer uma análise como esta. Não quero julgar você e os seus fãs, mas não faz muito sentido essas coisas que você disse. Em Carousel, ela fala sobre a sensação de se apaixonar pela primeira vez e o rapaz que está com ela, não é mais velho! Gente, se não me engano, é o primo MAIS NOVO dela...vocês precisam se informar e pesquisar muito para sair falando coisas sobre cantores. Ainda em Carousel, ela conta que o primeiro amor é como um carrossel: você roda, roda, roda e não chega em lugar nenhum. Em minha opinião, se realmente conhecessem ela e soubessem como ela realmente é, não sairiam postando o que não devem. Novamente, esta é a MINHA opinião!

  • Luiza Vitória do Nascimento Abreu said:  

    Pedofilia?? Não sei se percebeu,mas a própria Melanie escreveu as músicas e ela se retrata de um primeiro amor e como ela se sente presa, sobre o preto e o branco, a própria Melanie disse que gostou de brincar com a luz e a escuridão,que melhor forma de representar isso que com preto e branco? Provavelmente alguém vai me xingar dizendo que sou uma fã que não quer ver a verdade,mas se essas besteiras de teoria da conspiração é verdade e eles são tão fortes assim que não tem como impedir,pare quê falar isso de uma artista que acabou de entrar nesse mundo? Claro sei que existem jogadas de marketing,mas sério dizer que ela manteve o cabelo pintado apenas de um lado pois foi obrigada? Desculpem se eu estiver errada,mas pensaram que ela poderia gostar desse estilo? E que utilizar esse argumento pra dizer que o álbum dela serve para controlar mentes? E sobre as bonecas quebradas,esse álbum representa uma personagem infantil mas também melancólica,queria que tudo fosse de purpurina? O visual fofo com uma pitada de dark é um estilo não sabia?? Não?? Pesquise antes de postar as coisas, e novamente perdão se eu estiver falando besteiras

  • Mariana Mota said:  

    Também pensaria assim, mas melanie escreveu a maioria das músicas na adolescência. Acho que ela não usou simbolismo, mas escreveu seus sentimentos e acabou encaixando

  • Beatriz Ferreira said:  

    Danizudo fale sobre as músicas da Helsey por favor?!!

  • Cry Baby Lovers said:  

    As pessoas que acreditam em tudo que vêem na internet é que deviam ficar mais atentas😂😂😂

  • Cry Baby Lovers said:  

    São poucas as pessoas conscientes nesta pagina, como alguem pode acreditar numa besteira dessas? Isso é totalmente fora de coerência, tudo que faz sucesso hoje em dia tem que ser do demônio, ter haver com os illuminatis e etc. Sinto pena de quem esta sendo alienado por esses sites sem fundamento

  • Cry Baby Lovers said:  

    😂😂😂😂 o que voces tem na cabeça? Tudo que é famoso hoje em dia tem que ser do demônio, tem que ter ilumitati no meio, manipulação e etc. Galera vamos deixar de ser alienados por esses sites sem fundamento 😂😂😂

  • Juuh Sweet said:  

    Nunca ri tanto antes kkkkk
    Quem acreditou nisso não passa de um tolo kkkkkkk
    (e esse troço é a coisa mais noiada que eu já li)

  • Unknown said:  

    Eu nunca li tanta coisa sem sentido
    na minha vida sinceramente

  • Anônimo said:  

    sempre têm que achar algo ruim numa cantora tão talentosa. porque agora nenhum cantor pode ser famoso pelo talento, criativo pelo talento, ele é illuminati.

  • Anônimo said:  

    Caso vc não tenha notado, passa um tempo de uma música pra outra, e todas as músicas dela não devem ser interpretadas ao pé da letra, pois tem toda uma referência em volta delas.

  • Anônimo said:  

    Concordo totalmente com você, a pessoa que escreveu isso parece que nem viu a tradução da música ou nem se aprofundou no que ela quis dizer, e logo em seguida vêm postar umas coisas sem nexo, e ainda tem gente que acredita

  • Anônimo said:  

    Exatamente

  • Beatriz Ferreira said:  

    Danizudo saiu videos novos dela ... você poderia analisar seria interessant.

  • Anônimo said:  

    Acho q a questão eh só o como o talento e carreira da pessoa sao direcionados. Quem trabalha com marketing e publicidade sabe que nao existe acaso, tudo está ali por um motivo. Nem tudo q falam na internet é real, de fato. Mas quando vc percebe certos padrões que por um lado parecem sem nexo é porque tem algum nexo. Nao se tratam de sentimentalismo ou gostar e nao gostar, se trata de capital💵.

  • Anônimo said:  

    é cada merda...
    cry baby é um livro que ela fez musicas sobre, só pesquisar que você acha, veja os clipes e depois as paginas do livro.
    as musicas dela são ótimas, são minhas favoritas no momento, o engraçado é que ele faz de tudo pra ver o lado ruim. de play date e training whells ele não fala, por que não tem lado ruim nesses. pqp é cada merda

  • Cry said:  

    quanto acido esse cara usou pra escrever tanta viagem assim ?

  • Anônimo said:  

    Eu sou muito fã da Melanie Martinez e sei q realmente há uma possibilidade de isso ser verdade, okay, mas acho muito absurdo considerando tudo isso. Cantores indie são mais inclinados a usarem coisas consideradas "obscuras", mas não acho q seja relevante. Se vc acompanha a Melanie desde o começo, antes de tudo isso da indústria, antes até do The Voice vc vê que esse é o estilo dela! Ela sempre teve muitas coleções de bonecas quebradas e antigas, mesmo assustadoras, cada um gosta do que quer, até hoje ela tem coleções enormes disso. As músicas dela desde antes, até as q não foram oficialmente lançadas tiveram um conteúdo "infantil" meio dark. Ela, como grande parte da população, só tem gostos diferentes e desde pequena demonstrou isso. Dando entrevistas sobre o álbum "Cry Baby" ela também disse que há coisas fantástica demais no álbum para serem verdadeiras, ela realmente demonstrou uma personagem FICTÍCIA que passou por situações PARECIDAS com a dela, o primeiro amor - ilusão, o arrependimento, mas tudo o que ela fez foi continuar seu estilo de criações para agradar fãs que a acompanham desde sempre e ja viram até a primeira música dela que ela só fez para as pessoas da escola, coisa rara! Com 14 anos duvido muito que a MK poderia ja estar manipulando ela, ela - como muitas outras - só é uma menina q está criando mais músicas dark, coisa que o mundo ja ta cheio, acontece com todo mundo. Não digo isso por ser Cry baby, mas sim por achar muitas coisas nesse post meio absurdas e faladas por quem só pesquisou sobre ela agora "em cima da hora". Realmente há coisas plausíveis, mas temos q dar uma maneirada nisso, porquê principalmente na parte das bonecas erraram muito! Ela sempre teve vicio nisso!
    Enfim, Bom dia.

  • Anônimo said:  

    Essa "cantora" é ridícula! A minha filha gosta desses lixos gringos enlatados, eu fico preocupada, pois é muita maldade o que a industria do entretenimento faz para lucrar em cima dos trouxas, somos manipulados o tempo todo! Aja discernimento para sobreviver nesse mundo.

  • Anônimo said:  

    So não enxerga quem não quer! Esses gringos querem enriquecer, eles vem aqui encher os bolsos nas custas dos trouxas que dormem nas filas, e usam fraudas geriátricas para não abandonar as grades dos palcos hahaha Essa " cantora" é mais uma ridícula aproveitadora, lixo igual aquela miley maconheira

  • Anônimo said:  

    assisti aos clipes com traduções e comecei a notar coisas estranhas na letras e também a historia por que é sinistro realmente um trauma psicológico.. me aconteceu algo estranho depois que assisti a varios clipes, acordei assustada tive um pesadelo horrível e acordei apavorada não conseguia dormir e eu fiquei muita vontade de assistir e ouvir as musicas dela então eu antes disso resolvi procurar saber se tem algo errado encontrei essa informação aqui que me esclareceu tudo.. isso que ocorreu comigo tem haver pq meu pesadelo é um trauma que eu tinha quando criança eu realmente penso que o mal tenta achar forma de infiltrar na mente das pessoas para se lembrar dos traumas e perturbar a mente das pessoas podem falar o que quiser a primeira coisa que veio na minha cabeça quando acordei assustada foi o clipe dollhouse nunca me aconteceu isso que estranho '-'

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste site.