, ,

O Universo Oculto de David Bowie e o Significado de "Blackstar"

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016 Leave a Comment

Em meio à morte de David Bowie, seu último álbum, "Blackstar", é o seu último canto, um fechamento enigmático para uma carreira pontuada por alter-egos de outro mundo e simbolismo esotérico. Nós iremos analisar o significado de "Blackstar" no contexto da carreira de David Bowie.

Poucos artistas podem se vangloriar de uma longevidade como a de David Bowie na indústria da música, visto que sua carreira se estendeu por mais de cinco décadas e produziu 28 álbuns. Ao longo das décadas, Bowie migrou de um gênero musical a outro, e até mesmo de uma persona para outra, mas uma constante permaneceu: uma que estava cercada por uma aura sobrenatural.

Por meio de seu trabalho, Bowie se transformou em um "mestre ascensionado" da música, uma figura meio gnóstica-cristã, que alcançou um elevado nível de iluminação e que procurou transmitir uma mensagem codificada para a humanidade. Embora muitas das excentricidades de Bowie pudessem ser atribuídas às drogas e ao rock and roll, não se pode pintar um quadro completo do artista sem mencionar sua obsessão mais duradoura: o ocultismo ocidental.


David Bowie, nascido como David Robert Jones em 1947, é visto por alguns como uma espécie de "Homem Renascentista", cuja 'universalidade' professa é uma tentativa de mostrar o ápice da evolução por remontar as peças fragmentárias da nossa sociedade. Assim, ele se assemelha a muitos ocultistas.

No entanto, ao contrário da maioria dos ocultistas, Bowie tem riqueza considerável, aclamação crítica, inteligência penetrante e boa aparência duradoura; ele parece estar pronto para atingir alturas e realizações ainda maiores. Qual será a próxima, divindade? Há um elemento de Fausto/Mefistófeles aqui. De que outra forma se pode explicar o auge absoluto da trajetória mundana desse homem? Na verdade, há pessoas que estão convencidas de que seu sucesso gigantesco não existe sem algum tipo de assistência de outro mundo. (...)

No entanto, não se pode ignorar que Bowie construiu sua persona pública de várias peças do quebra-cabeça que são as raízes do ocultismo moderno. Ele estava invocando algumas dessas peças na mais tenra idade de 16 anos. 

 - Peter R. Koenig, The Laughing Gnostic - David Bowie and the Occult


Ao longo de sua carreira, Bowie muitas vezes se transformou em um mero recipiente vazio, visto que ele emprestava seu corpo a várias personas que falavam por ele, muitas vezes comunicando mensagens de profundo significado oculto.

O último álbum de Bowie, "Blackstar", não é exceção. Na verdade, ele é um capítulo final "meticulosamente planejado"  para o "Livro de Bowie", que confirma o verdadeiro significado de sua obra e a inspiração oculta por trás dele. Portanto, para compreender "Blackstar", é preciso primeiro entender algumas de suas imagens mais icônicas.

Bowie Oculto

Se tivéssemos de escolher uma frase que adequadamente resumisse o David Bowie oculto, ela provavelmente seria esta:


Eu estou mais perto da Golden Dawn
Imerso no uniforme de Crowley
Eu não sou um profeta ou um homem da idade da pedra
Apenas um mortal com potencial de um super-homem

- Quicksand


Nessas quatro linhas, Bowie revela a fonte de sua visão de mundo esotérica: a sociedade secreta Golden Dawn.


"A Golden Dawn era uma sociedade secreta mágica, uma coroa de glória do renascimento do ocultismo que floresceu no final do século 19 e ensinou uma mistura única de misticismo judaico (chamado Cabala, que também pode ser encontrada no simbolismo de Bowie), viagem astral, magia, yoga, (também praticado por Bowie) e como se comunicar com os anjos e demônios. Para essa última comunhão, é primeiro necessário esvaziar a mente, para dar espaço para o desconhecido entrar - algo que tem uma forte semelhança com o método de Bowie de escrever letras."

- Ibid.


Quando Bowie afirma que ele está "imerso no uniforme de Crowley", ele está se referindo a Aleister Crowley, o ocultista britânico dos século 20 que era um membro da Golden Dawn e um dos fundadores da OTO (Ordo Templi Orientis). Ele foi conhecido principalmente pelo seu trabalho nos reinos de Magia Sexual, Magia Negra e sua filosofia, a Thelema (leia o meu artigo completo sobre Crowley aqui).


As técnicas de Magia tornaram-se popularizadas através dos escritos de Aleister Crowley, que foi uma vez membro da Golden Dawn, e mais tarde da Ordo Templi Orientis (OTO), que estava (e ainda está) profundamente envolvida com a magia sexual. A percepção pública tanto da Golden Dawn quanto da Ordo Templi Orientis são organizações pseudo-maçônicas, onde o aspirante (ou membro) passa por estágios de iniciação cerimonial vestindo trajes semi-egípcios - similares ao que Bowie usava para uma sessão de fotos com Brian Ward em 1971.

- Ibid.


Aleister Crowley (esquerda) e David Bowie (à direita) 
na parte interna da versão em CD de "Space Oddity".

Em 1976, Bowie declarou:


"Meu interesse principal era na Cabala e no Crowleyísmo. Aquele completamente sombrio e bastante temível mundo dos mortos do lado errado do cérebro".

- David Bowie, de "Bowie em Bowie: Entrevistas e Encontros com David Bowie" por Sean Egan


Em uma entrevista de 1983, Bowie acrescentou:


"Eu tinha mais que um interesse passageiro em egiptologia, no misticismo e na Cabala. No momento em que parecia transparentemente óbvio qual era a resposta para a vida. Toda a minha vida seria transformada neste mundo de fantasia niilista bizarro de desgraça iminente, personagens mitológicos e totalitarismo iminente."

- David Bowie, Musician,  maio de 1983


Considerando a importância do ocultismo na vida de Bowie, as personas mais emblemáticas de sua carreira assumiram um nível adicional de significado, um nível que é reforçado em "Blackstar".

Major Tom

Em 1969, Bowie lançou "Space Oddity", um single que foi inteligentemente lançado apenas nove dias antes da aterrissagem lunar da Apollo II, tornando-se o tema não oficial desse evento histórico. A canção introduziu Major Tom, um astronauta que foi lançado no espaço e cujo destino final permaneceu incerto. A canção de fato termina com as palavras:


Aqui estou flutuando em volta da minha lata
Muito acima da Lua
Planeta Terra é azul
E não há nada que eu possa fazer

- Space Oddity


Em um nível esotérico, Major Tom representa a ascensão dos mortais em direção à divindade - uma interpretação que é aparentemente confirmada no vídeo de 2015 para a música "Blackstar".

Em 1972, Bowie introduziu um novo alter-ego que, ao invés, desce à terra dos céus.

Ziggy Stardust

As duas formas de Ziggy Stardust. Na esquerda ele enfatiza o sinal 
do "um olho" (do álbum Alladin Sane) e a outra enfatiza a glândula 
pineal, também conhecida como o terceiro olho (da The Rise
 and Fall of Ziggy Stardust and The Spiders of Mars).

Para seu quinto álbum, Bowie lançou o alter-ego Ziggy Stardust, uma estrela do rock alienígena andrógina que foi enviada pelo "Infinitos" para anunciar a vinda dos "Starmen" para a Terra.


Na performance visionária de Bowie, a civilização estava desmoronando e os 'Infinitos" chegariam. Ziggy Stardust foi enviado para anunciar a vinda desses 'starmen' trazendo esperança. Ziggy é seu profeta, o messias que se leva para alturas espirituais incríveis, e é mantido vivo pela devoção de seus discípulos. Quando os Starmen finalmente chegarem, eles pegarão pedaços de Ziggy para que eles possam manifestar-se como seres físicos reais. Eventualmente eles o destruirão em pedaços no palco durante a performance da música "Rock'n'Roll Suicide". No momento da morte de Ziggy, os Starmen assumiriam a sua essência, e se tornariam visíveis.

- Ibid.


Com Ziggy Stardust, Bowie encarnou o arquétipo do "deus que morre", um salvador enviado de cima, que acaba por sacrificar a sua vida.

A natureza andrógina de Ziggy Stardust representa ocultamente um estado de nível espiritual mais elevado. No ocultismo, o mais alto estágio de iluminação é alcançado através da interiorização da dualidade e o equilíbrio entre forças opostas - o bem e o mal, ativa e passiva, sexo masculino e feminino. Esse conceito é simbolicamente representado pelo hermafrodita de chifres, deus Baphomet. Ele também é representado no simbolismo alquímico como o Andrógino alquímico.

Este símbolo do Turbæ Philosophorum (1750) representa
 uma figura hermafrodita como a realização da obra-prima.
 Os princípios ativos e passivos da Natureza foram muitas 
vezes representados por figuras masculinas e femininas, 
e quando esses dois princípios foram harmoniosamente 
conjugados em qualquer uma natureza ou corpo era 
costume simbolizar esse estado de equilíbrio perfeito 
pela figura composta mostrada acima.

Ziggy Stardust também encarna a oposição dos mundos espirituais e materiais: Embora ele represente um alto nível de iluminação espiritual, ele também é uma estrela do rock bissexual, promíscua e voltada ao uso de drogas pesadas.

Ao contrário do Major Tom que subiu da terra para o céu, Ziggy Stardust desce dos "céus". Ele é um "ser superior" que toma a forma de um ser humano, a fim de comunicar uma mensagem, não muito diferente de Jesus Cristo.

Station to Station

Em 1976, Bowie lançou "Station to Station", um álbum que ele alegou mal se lembrar da gravação, principalmente devido ao uso pesado de cocaína. Ele ainda acrescentou que era o trabalho de "uma pessoa completamente diferente".


"O próprio Bowie se lembra de quase nada da produção do álbum, nem mesmo do estúdio, depois de admitir:" Eu sei que foi em Los Angeles, porque eu li que era".


Apesar desse fato, o álbum tratava de simbolismo oculto pesado. A música "Station to Station", referia-se a viajar através da Árvore da Vida Cabalística.


Aqui estamos nós
Um movimento mágico
de Kether a Malkuth

- Station to Station


"Kether" e "Malkuth" são dois dos 10 elementos da Árvore da Vida Cabalística - as partes mais altas e mais baixas, respectivamente.

Se você seguir o caminho descrito por Bowie acima, Keter 
a Malkhut descreve a descida da Divindade para o reino físico. 
tema da "descida dos céus" sempre foi o cerne do trabalho de Bowie.  

Em uma entrevista de 1997, Bowie se expande sobre o significado "mágico" da canção e como nenhuma fonte mainstream nunca falou sobre isso.


"A faixa 'Station to Station' em si está muito preocupada com as estações da cruz. Todas as referências dentro da peça têm a ver com a Cabala. É o álbum mais próximo de um tratado de magia que eu escrevi. Eu nunca li um comentário que realmente o pegasse. É um álbum extremamente escuro. Tempo miserável de se viver, devo dizer."

- Q Magazine, ChangesFiftyBowie, 1997


Na arte da capa do álbum encontramos Bowie desenhando a Árvore da Vida Cabalística:

Bowie desenhando a árvore da Vida cabalística.

Várias décadas depois, em 2015, Bowie é confrontado com sua própria mortalidade e sente a necessidade de oferecer aos fãs uma oferta final. "Blackstar" toma todos os elementos mencionados acima (e mais) para criar um drama final enigmático e ritualístico.

Blackstar

Lançado dois dias antes de sua morte, "Blackstar" é o último canto de David Bowie em que ele embrulha-se da mitologia que ele cultivou durante cinco décadas. O vídeo do mesmo nome é um amontoado de imagens sombrias. No centro de tudo: um ser humano se tornando um deus.

O vídeo começa com um astronauta morto em um planeta remoto.

É este o Major Tom? Será que estamos vendo o seu lugar de descanso final? Uma menina abre o capacete do astronauta e encontra um crânio ornamentado.

 O crânio incrustado de pedras preciosas repre-
senta a ascensão do astronauta em divindade.

O crânio é então reverenciado como algum tipo de artefato dos deuses.

A "grande sacerdotisa" guardara o crânio entre duas
 fileiras de mulheres que não conseguem parar de tremer na sua presença.

Cantado num ritmo de encantamento, a letra da primeira estrofe alude a um ritual oculto:


Na vila de Ormen, na vila de Ormen
Há uma vela solitária, ah-ah, ah-ah
No centro de tudo, no centro de tudo
Seus olhos


No vídeo, os homens e mulheres são separados, o que transmite a ideia de duas energias opostas (masculina e feminina). Ambos os grupos acabam fazendo-nos assistir a um ritual de magia sexual indireto.

De um lado, as mulheres "assumem a posição".

Por outro, os três espantalhos crucificados (que parecem ser animados 
por uma força profana), movem os quadris de uma forma sugestiva.

A combinação de magia sexual com a distorção da crucificação de Cristo dá ao vídeo uma forte direção "Crowleyiana".

Em uma entrevista, o diretor do vídeo, Johan Renck, discute Crowley.


"Bem, eu sou um grande fã Crowley, sempre fui. Eu tentei fazer um filme sobre a sua vida há alguns anos atrás, mas nós não conseguimos organizá-lo. Eu amo Crowley por ser um homem audacioso em determinado ponto no tempo. Acho que ele foi muito mal compreendido. Ele era um bom rapaz, mas ele foi retratado como um homem mau e ele não era."

- Vice News, Behind "Blackstar": uma entrevista com Johan Renck, o Diretor de David Bowie's Ten-Minute Short Film


O nome do álbum em si, "Blackstar", refere-se a um conceito oculto importante: o Sol da Meia-Noite.


"Apuleius disse ao descrever sua iniciação:" À meia-noite eu vi o sol a brilhar com uma luz esplêndida." O sol da meia-noite também foi parte do mistério da alquimia... Ele simbolizava o espírito no homem que brilha através da escuridão de seus organismos humanos. Ele também se referiu ao sol espiritual no sistema solar, o que o místico podia ver, bem como à meia-noite quanto ao meio-dia, sendo a terra material impotente para obstruir os raios desse orbe Divino. As luzes misteriosas que iluminavam os templos dos mistérios egípcios durante as horas noturnas foram ditas por alguns como reflexos do sol espiritual recolhidos pelos poderes mágicos dos sacerdotes. A luz estranha vista dez milhas abaixo da superfície da terra por EU-SOU-O-HOMEM naquela notável alegoria maçônica Etidorfa (Afrodite soletrado de trás pra frente) pode muito bem se referir ao sol da meia-noite misterioso dos antigos ritos". 

- Manly P. Hall, The Secret Teachings of All Ages


Tendo em mente a morte iminente de Bowie, a letra da canção assume um significado muito pessoal:


Alguma coisa aconteceu no dia em que morreu
Espírito subiu um metro e afastou
Alguém tomou o seu lugar, e gritou bravamente
(Eu sou uma estrela negra, eu sou uma estrela negra) 

- Blackstar


Bowie está se referindo a sua própria morte? Ele está se referindo ao seu corpo sem espírito sendo tomado por uma "estrela negra"? Esta é mais uma alusão a Bowie sendo "tomado" por um ser misterioso, que afirma:


Eu sou o Grande Eu Sou (eu sou uma estrela negra)


"Eu Sou o que Sou" é a resposta de Deus usada na Bíblia hebraica, quando Moisés perguntou seu nome.

No vídeo, Bowie interpreta o papel de três personagens distintos.

 O "seguidor cego" com botões ao invés de olhos. 
Este personagem representa o homem simples, ignorante.

O pregador propagando o "Livro de 
Blackstar" - com seguidores estupefatos atrás dele. 

O "malandro flamboyant" que parece ter tomado conta 
do corpo envelhecido de Bowie com maneirismos excêntricos.

Por isso, o vídeo retrata as várias camadas associadas com o conhecimento oculto. Há aqueles que estão em contato direto com a sua "verdadeira fonte" enquanto as massas cegas são fascinadas por uma versão bastarda da mesma, vendida por figuras carismáticas. David Bowie indica que ele é, simultaneamente, um homem simples, cego e um iniciado oculto - um "blackstar".

Lazarus

O vídeo final de Bowie mostra o nome de uma figura bíblica significativa: Lázaro.

"A Ressurreição de Lázaro", de Rembrandt

No Novo Testamento, Lázaro morreu de uma doença e foi ressuscitado quatro dias depois por Jesus Cristo. No contexto da doença terminal de Bowie, o título Lázaro transmite a ideia da imortalidade, enquanto brinca com a ideia constante de ele ser de "um outro mundo".

No vídeo, Bowie interpreta o papel dos mesmos personagens como em "Blackstar".

No papel do "homem cego" Bowie é um ser humano 
velho que está fisicamente fraco, colocado em seu
 leito de morte e com medo do que está por vir.


Olha aqui, eu estou no céu
Eu tenho cicatrizes que não podem ser vistas
Eu tenho drama, não pode ser roubado
Todo mundo me conhece agora

- Lazarus


A partir de uma cômoda no canto da sala (possivelmente simbolizando um portal para outra dimensão), surge outro Bowie, o flamboyant, eternamente jovem Bowie.

 Este Bowie não está morrendo - ele 
até mesmo dá alguns passos de dança. 

 O traje vestido por este Bowie refere-se a uma relíquia específica de seu passado.

 Bowie usa a mesma roupa, como visto na capa de "Station to
 Station", no qual ele está desenhando a Árvore da Vida Cabalística.

Tal como indicado acima, de acordo com Bowie, esse álbum de 1976 foi escrito "por uma pessoa totalmente diferente".

Em "Lazarus", nós testemunhamos o retorno desse ser imortal.

Com maneirismos teatrais, este Bowie escreve fervorosamente,
 como se estivesse animado por uma força superior. É esta a 
fonte de inspiração de Bowie ao longo dos anos?

Em um ponto, vemos o crânio de Blackstar, o que implica
 que é este Bowie que possui o conhecimento oculto secreto.

Embora o corpo mortal de Bowie tenha sucumbido à doença física (que é o destino final de todos os seres humanos), outra parte dele vive, esse ser sobrenatural que assumiu seu corpo ao longo de sua carreira.

O vídeo termina com o Bowie oculto recuando
 de volta para o armário e fechando a porta.

Em "Lazarus", portanto Bowie despede-se do mundo físico, mas nos lembra que uma parte dele continua vivendo... aquela mesma parte dele que subiu ao espaço como Major Tom e desceu à Terra como Ziggy Stardust. Esse Bowie viaja a partir do físico para o mundo espiritual com a mesma facilidade como ele viaja de "Station to Station", através da Árvore da Vida Cabalística.

Conclusão

Embora a carreira de David Bowie tenha durado várias décadas, produzido 28 álbuns, e explorado todos os tipos de conceitos enigmáticos, um aspecto manteve-se constante: ele projetou a aura de um ser de outro mundo, aquele que realmente não pertence à Terra, que às vezes parecia ser tanto espiritualmente iluminado quanto possesso por demônios.

Seu último álbum, "Blackstar", é uma continuação direta do "mitos de Bowie". Meticulosamente planejado para transformar sua morte em uma obra de arte. "Blackstar" une vários momentos icônicos da carreira de Bowie em uma narrativa final, que confirma a extrema importância do ocultismo em seu trabalho.

"Lazarus", o presente de despedida final de Bowie, transmite uma mensagem importante: Bowie era uma vaso para algo maior, algo mais profundo, algo mais escuro, e algo mais profundo do que a maioria já percebeu. Alegando ser o "Eu sou o Grande Eu Sou", esse Ser deu a Bowie inspiração para se tornar um ícone imortal e levar seus fãs a apoiarem a declaração de que "Bowie é Deus".

Bowie foi realmente influenciado por forças ocultas invisíveis ou era simplesmente um artista brilhante com uma propensão para o teatro? Nós não temos que nos perguntar. Bowie respondeu a essa pergunta há muito tempo:


Eu estou mais perto da Golden Dawn
Imerso em uniforme de Crowley
Eu não sou um profeta ou um homem da idade da pedra
Apenas um mortal com potencial de um super-homem


Fonte: VC

Veja Mais
Análise em "Labirinto - A Magia do Tempo", com David Bowie
Aleister Crowley - Seus Laços com a Elite e Seu Legado

67 comentários »

  • Lais Martins said:  

    Danizudooo como eu estava sedenta por um post seu tratando da morte do David Bowie! Ele realmente foi uma figura muito reveladora do lado oculto para aqueles que conseguem ver. Para os demais ele foi um gênio inovador, tratando de assuntos sobrenaturais.
    Danizudo, se alguma vez você ler este comentário, por favor considere o que te peço. O ator Alan Rickman também morreu aos 69. Será que ambos foram frutos de um sacrifício ritualístico? Será que em um curto espeço de tempo ouviremos falar de outra celebridade morrendo misteriosamente aos 69? Eu sei que isso lhe renderia uma análise interessante. E nós estamos loucos para ler. Abraço.

  • Icaro Hellsing said:  

    eu ja imaginava com tantas roupas diferentes tantos estilos, o camaleao da musica claro que tinha coisa..

  • Icaro Hellsing said:  

    Dani, desde a primeira " saga " sigo seu canal e vejo seus videos. Obrigado por abrir meus olhos pra esse mundo podre da industria da musica. Continue seu trabalho.
    Nao vejo a hora de chegar em casa e ver algo novo no seu blog

  • Everton Teles said:  

    Analise genial, eu gostava muito do Bowie e sempre achei que ele tinha um lado obscuro.

  • rafaela ribeiro said:  

    Obrigada Danizudo, vi Blackstar no dia da morte do David e assim que acabei de ver te mandei mensagem pelo facebook para que você fizesse essa análise. Tem pouco tempo que sigo seu blog, apesar de não crer em tudo o que está escrito, acho tudo muito interessante, parabéns pelo seu trabalho. Depois de ver várias matérias suas e mesmo não acreditando em muitas coisas, sempre que vejo um vídeo ou imagem, olho com outros olhos. Continue assim, beijos.

  • anilibus servile said:  

    Incrível análise. Algo que se deve reconhecer é que Bowie foi sempre claro quanto aos campos que mais o interessavam. Suas letras são herméticas porém, não se pode negar que muitas delas (principalmente Quicksand) foram explicitamente honestas sobre seus interesses.

  • Anônimo said:  

    Faltou comentar sobre duas coisa, a mulher com uma cauda em Blackstar.

    E o "espirito" embaixo da cama em Lazarus, que tenta alcançar Bowie

  • Monique Maida said:  

    2016 começou com mortes...Alan Rickman morreu aos 69 anos vítima de cancer também, será mera coincidência?

  • Gabriel Souza Araujo said:  

    Lendo este trecho de Blackstar: "Alguém tomou o seu lugar, e gritou bravamente
    (Eu sou uma estrela negra, eu sou uma estrela negra) "

    Fico me perguntando se ele estaria supondo que após sua morte outro artista tomaria seu lugar ou na indústria ou na história.

    Aí levanto a suposição de q sua morte poderia ter sido planejada como em um sacrifício em prol de UM OUTRO ARTISTA? (q eu já tenho meu palpite, Mas não quero citar)

  • Anônimo said:  

    Olá! Excelente matéria como sempre. Dani, você já ouviu falar de uma banda chamada Disturbed? Eles tem uma música chamada The vengeful one, a letra e o clipe são meio estranhos. Se você achar interessante, você poderia falar algo sobre? Obg.

  • Magnus Ulysses said:  

    Brilhante análise, ainda perdido em meio a vasta imensidão romana de dor, que a morte de Bowie me causou, foi muito gratificante ver alguém unir os pontos das desse enigma que ele nos deixou. esse comentário de um leitor em um teto sobre Bowie, acrescenta mais camadas ao que já foi escrito: "...Muitos jornalistas internacionais estão colocando a faixa Blackstar,como uma conexão entre Bowie e Elvis.Em entrevista, Bowie afirmou que se considerava um privilegiado em fazer aniversário no mesmo dia de Elvis. Em 1960,Elvis lançou o filme Flaming Star, excelente western de Don Siegel,filme que tinha como temas o preconceito e a morte.Originalmente o filme se chamaria Black Star,nos anos 90 a faixa original gravada para o filme foi lançada na interpretação de Elvis,a letra diz: ''Every man has a black star A black star over his shoulder And when a man sees his black star He knows his time, his time has come'' Desde então,muitos fãs de Bowie tem visto a música como a resposta para esse enigma.Andy Warhol,se baseou no mesmo filme para fazer seu lendário ''Double Elvis''.,," (Fransruda-UOL-Blog do Mathias).Vlw.

  • Alinne Fenty said:  

    Faz análise do AntiDiary da Rihanna por favor

  • Anônimo said:  

    Danizudo, não foi estranho ele ter morrido poucas horas depois de Lady Gaga ter ganho o seu primeiro Globo de Ouro e ter falado tanto sobre a Arte das Trevas em seu discurso? Disseram que 1 dia antes ela tinha citado ele em uma entrevista. Será que essa tal "parte dele" (espírito que o possuía) que continua viva não vai se incorporar em outra pessoa da indústria? No caso, a própria Lady Gaga? Já que ela segue os mesmos passos dele com relação à alter-egos. Pois parece que estão trazendo ela de volta pra mídia de um jeito muito sombrio e com um significado maior. Analise isso por favor, Dani.

  • Charlotte said:  

    Estava esperando uma matéria a respeito, como vejo seu blog a muito tempo, quando acontece algo assim, eu já consigo perceber sozinha algumas sutilezas nas situações, essa relação do clipe com Lázaro, onde ele posta o vídeo e 3 dias depois morre, quase como se morresse semelhante a Lázaro, e depois ressuscitasse, não fisicamente, mas o seu nome, a sua mensagem e vida fosse ressuscitada após sua morte, virando uma lenda, pelo menos na teoria, porque não acredito que isso vá mesmo acontecer. obrigado por continuar postando Dani, abraços.

  • paulo joão said:  

    No final morreu como todo mundo.E nunca gostei das letras de músicas em inglês.Mesmo quando não são ocultista, não fazem sentido algum, diferente das latinas.

  • Anônimo said:  

    E o que dizer de sua suposta cremação onde nenhum familiar ou amigo pôde participar? Muito estranho... aí tem coisa.

  • Anônimo said:  

    Danizudo, você poderia falar sobre Selena Gomez? Por favor! Seu blog é demais. :-*

  • Anônimo said:  

    NECESSITO QUE VOCE FALE DA MELANIE MARTINEZ POR FAVOR DANIZUDO

  • TV Mona Montada said:  

    Danizudo tens que levar em consideração que em Blackstar ele remonta a saga obscura e em Lazarus a metáfora do antigo bowie que entra no armário e o bowie cego que viu um mundo obscuro fica para a morte.Ele separou-se do bowie estrela negra em lazarus.Bowie tbm tem músicas na qual ele dedicou a Deus.Tu pegaste somente a fase Ziggy e o resgate em blackstar sem levar em consideração o album que ele lançou em 2013 e os demais.Acho uma boa fazer um post mais aprofundado,porque para quem desconhece Bowie fica muita fácil manter a imagem dele como sendo um satanista,ou ago do tipo. Bowie é um caso que deve ser melhor lapidado.

  • Jujuba said:  

    Analise fantástica, Danizudo. Estava muito ansiosa por ela!

  • Anônimo said:  

    Legal, show..como sempre

    Tem num artista brasileiro que me lembra muito esse lance de misticismo, Ney Matogrosso. COncordam?

  • Anônimo said:  

    De que adianta tudo isso, ocultismo,misticismo, tanto simbolismo ... morreu do mesmo jeito, vai apodrecer em baixo da terra como todos. A diferenca é o destino final dos que seguem essas baboseiras, the hell!

  • Reginaldo Maciel said:  

    Muito bacana, adoro Bowie e já quero mais matérias sobre ele.

  • victor mariano said:  

    Cara muito interessante o que você postou se for analisar deve fazer parte da mesmo sacrifício ritualístico!

  • jackefull said:  

    Ou seja mais um artista satanico sacrificado pelas elites ocultas e que o Diabo levou.

  • Anônimo said:  

    ola!!! acompanho seu blog a mais de dois anos, e entro quase que diariamente aqui,quero "encomendar" post sobre esses : marylin monroe, Anna Nicole Smith, familia Kardashian, Bruce Jenner. separadamente é claro. Por favor!!

  • Anônimo said:  

    No clipe de Lazarus existe uma mulher embaixo da cama e embaixo da mesa. Por que vc não abordou um possível significado dela?

  • Anônimo said:  

    Hoje nao ha mais artistas...hoje temos autistas...nem com o capeta nem vendendo a alma esse povo de agora tem talento...vide britney gaga bionce vitamina c etccc

  • Anônimo said:  

    Oi cara, vim aki lq esse é um de seus últimos posts atualmente.
    Ontem minha irmãzinha (miudinha) tava assistindo um filme na FOX "Os Croogs" ou "os Groogs" (ou os groogues sei lá)
    Uma animação de uns homenzinhos da caverna, que moravam numa caverna (obivio) em meio a um acho que se chama desfiladeiro e eles não podiam sair de lá pq tinham que seguir “As Regras” até que aparece um carinha lá com fogo e tals ai a case deles desmorona e eles partem…
    O filme todo o dialogo é voltado para as frases “como eles tavam no escuro seguindo As Regras” “tinham que partir em direção a luz e tentar coisas novas que as regras não deixavam eles fazer" e tinham um papo deles irem se jogar no sol pra chegar no amanhã.
    Parece meio inocente aos leigos mas percebe-se pelos diálogos que a mensagem é “as regras” deixavam eles no escuro (ou à Bíblia), eles tinham que ir em direção a luz ("Lúcifer quele que trás luz") e esse papo de se jogar no sol e tem uma cena final que eles partem em direção ao sol (seria quase bonito se na realidade VC não acabasse com a cara torrada) é meio que uma adoração ao deus sol.
    No fim a mensagem final (redundância minha frase e.e) é: As regras da bíblia te deixam no escuro, adore Lúcifer que ele TRE trará uma "luz ou conhecimento oculto" (Só que não crianças), e adore o deus sol.

    No final do filme até minha mãe tinha chegado pra assistir e disse: Filmezinho legal…

    (PS: Eu tentei publicar esse comentário pela minha conta do google mais deu uma treta loka ali que eu precisava confirmar minha identidade.
    A google não queria que eu postasse esse comentário ela é do mal tbm. Vlw Flw)

  • Jackson Bernardo said:  

    Excelente análise. Veja o filme convergentes primeira parte onde fala sobre o domínio do Olho sobre a terra e o seu controle e dissociação em pessoas.

  • José Alberto Dos Reis said:  

    Sua análise foi muito boa, mas tem MUITO mais do que isso. A história do clipe é sobre o eu animal vencido pelo eu humano - as partes em outro planeta na verdade são no interior de Bowie - tal como em baghavad gita. Depois eu mando detalhado a simbologia toda - um ponto fundamental é a constituição septenária que aparece mais de uma vez no clipe - e dos doze discípulos do Mestre do Mundo Mental.

  • Anônimo said:  

    Danizudo,Eu assisti "Não me abraçe,estou assustado",esse seriado tem 5 episódios de menos de 10 minutos e achei muitas coisas estranhas lá.Os personagens vivem em um mundo confuso,colorido mais ao mesmo tempo macabro,há pisos preto e branco por todos os lados e todos os episódios tem a data "19 de Junho".Eu vi umas teorias no Youtube,gostaria que você se interessasse.

  • Anônimo said:  

    Oi Danizudo ! Adoro seu blog ... faça uma análise da top model twiggy ... ou da cantora Carmem Miranda .

  • Anônimo said:  

    Interessante Danizudo, de certa forma ela foi um gênio.... mas também um fantoche...

  • Anônimo said:  

    oi danizudo eu queria que vc fizesse uma analise da morte de kurt cobain ia ser interessante,até hoje não sabem se ele cometeu suicidio ou foi assassinado morte suspeita.

  • Anônimo said:  

    Bicho! Eu li essa porra com dois ácidos na caixa! Tá fazendo o maior sentido... preciso ler essa porra novamente são: se rolar: tu é o cara!

  • Gabriel Previato said:  

    Danizudo, kd vc? Tá sumido demais! Aquele negócio do youtube te deixou bem down, né? Não desaparece não! Poste algo sobre esse vírus zika aí que tá assolando o Brasil e impedindo as mulheres de engravidar. Será que não é mais uma tática de controle populacional da elite?

  • ll said:  

    danizudo faz uma analize do filme laranja mecanica por favor esse filme e um dos mais polemicos sobre controle mental.

  • Grace Feital said:  

    Gostei da análise Danizudo, como já foi dito acima Bowe nunca escondeu seus interesses ocultos. E também pensei a respeito da morte do Alan Rickman aos 69 anos e vítima de câncer também. Achei estranho...

  • Anônimo said:  

    Danizudo, eu sei que isso não tem nada haver com o tema mas eu queria muito que você fala-se sobre "Adroinds" da indústria, mais especificamente sobre a teoria conspiratória sobre o Eminem. Parece loucura mas eu fui pesquisar mais sobre isso e vi que faz sentido. Tipo, até a voz do Eminem é diferente,tamanho da testa, crescimento do cabelo, etc. Isso poderia explicar muita coisa não só sobre o Eminem mais sobre outros artistas também. Obrigado 😘

  • Anônimo said:  

    Sempre que dá venho aqui ver as suas postagens, fico triste as vezes de saber que no mundo em que vivemos existe tanta mentira e manipulação. Obrigada por tentar abrir nossos olhos.

  • pennelope said:  

    Excelente materia. David Bowie passou por varias geraçoes. Eu mm nao conhecia esse lado dele

  • Charlie Brown said:  

    Ziggy Stardust...e vi satanás cair do céu,tal qual um relâmpago.E a black star não é algo muito diferente,não é mesmo?
    Enquanto Cristo diz :-Eu sou a brilhante estrela da manhã;
    Bowie nos passa uma idéia antagônicamente oposta ao próprio Lúcifer.
    Afinal,¨ quem está em cima é como quem está embaixo¨.A face escura é a sombra da luz.

  • Caio Morel said:  

    Excelente texto! Fiquei na ansiedade de vc se aprofundar ainda mais em álbuns e canções de Bowie. Principalmente nesse último álbum.

  • Charlie Brown said:  

    Camaleão do rock?
    Isso também nos remete a idéia sobre um ser reptiliano.
    ...Dragão que é lançado dos céus e arrasta consigo a terça parte das estrelas...
    Hum...,isto dá realmente o que pensar.

  • Anônimo said:  

    Analisa essa"nova" Claudia Leitte..?! Me parece a mais nova Beta Kitten. Já da pra ver claramente bastante coisa. Inclusive essa sucesso repentino.

  • Anônimo said:  

    Que vergonha, você copiou e colocou no google tradutor um artigo de um site e o máximo que coloca é "fonte: VC", copiar e colar é plágio.

  • veveto said:  

    David Bowie pobre alma.

  • veveto said:  

    David Bowie pobre alma.

  • Annelize Amaral said:  

    Danizudo cadê vc?? Foi absolvido? Ou alguém desse povo descobriu quem ele é. .. sumiu o homem!
    Esperando notícias e uma nova análise. Apareça ....

  • PABLO_POTTER said:  

    Dani, não esqueça do ANTIDiary da Rihanna. 8 quartos interativos e um enredo obviamente Illuminati mostrando como a Rihanna de moça simples virou uma princesa ocultista. Ansioso por isso.

  • Anônimo said:  

    Até que enfim alguém notou as coisas estranhas da Claudia Leitte! Tem uma música dela que fala "as máscaras vão cair e tudo que você vestiu agora você vai despir", e isso sempre me lembrou a cena do ritual do filme "De Olhos Bem Fechados", que tem gente mascarada e os caras mandam o Tom Cruise tirar a roupa, ou seja, descreve um ritial de iniciação

  • Unknown said:  

    Estranho ele ter essa conexão toda com Crowley e acusar Jimmy Page (seguidor admitido de Crowley) de fazer bruxaria e inclusive exorcisar a casa toda dele depois do Jimmy visitar ele.
    Deixa eles. Crowley tem uma filosofia interessante, só quem leu os livros e quem leu sobre cabala sabe como a sua escrita sobre Crowley é superficial.Tentando fazer ele parecer como vilão ou coisa assim.

  • Anônimo said:  

    Caro Danizudo, cada dia mais sou fã do seu blog. É realmente o melhor na área do ocultismo. O que eu tenho aprendido aqui sobre este assunto tão fascinante a gente não encontra em outros sites.
    Só tenho uma dúvida: como são escolhidas as pessoas que integrarão e divulgarão a agenda da elite oculta? Elas são escolhidas a critério dos líderes ou a gente pode voluntariamente se oferecer para esta missão?

  • sanderson viana said:  

    No meu entender: ele pôde sentir a sua morte chegando, (Como grã mestre da maçonaria)então ele revelou td q ele sabia sobre a maçonaria, tais rituais, junções de ceitas e religiões sem preconceito, isso são praticas da maçonaria (contando o fanatismo ufológico). Ele quis revelar o todo oculto da maçonaria q ele sabia.

  • bruno said:  

    Brother, ESSE POST FOI FANTASTICO, SENSACIONAL CARA. Todas as alusões foram esclarecidas, Danizudo, VC SE GARANTE MUITO. Continue com seu trabalho fantastico

  • Hinata Hyuuga said:  

    David Bowie foi um gênio! Adorei o post!!!

  • Rafael said:  

    Parabéns pela postagem. Eu não conhecia o trabalho do David Bowie, mas essa análise mostrou o quanto seu trabalho é rico em significados ocultos. É fascinante quando um artista vai além do óbvio e cria uma obra consistente, em que os diversos álbuns se inter-relacionam e se complementam. Vou pesquisar a discografia completa dele para saber mais.

  • Jackie said:  

    Achei válido, mas bem superficial. Bowie sabia como o show bussiness funcionava, e diferente da maioria dos artistas, ele mesmo movia suas peças. Era um gênio, usava de seus múltiplos talentos para, de fato, passar uma mensagem decodificada para a humanidade. Ah, e nem toda religião ocultista é do mal, vocês estão reproduzindo intolerância religiosa, pessoal.

  • Jackie said:  

    Achei válido, mas bem superficial. Bowie sabia como o show bussiness funcionava, e diferente da maioria dos artistas, ele mesmo movia suas peças. Era um gênio, usava de seus múltiplos talentos para, de fato, passar uma mensagem decodificada para a humanidade. Ah, e nem toda religião ocultista é do mal, vocês estão reproduzindo intolerância religiosa, pessoal.

  • Unknown said:  

    Parabéns pela disposição em elucidar nossas mentes quanto a este tema, embora muitas coisas eu não possa concordar imediatamente com vc, requer mais pesquisas, serve para reafirmar quanto nossos artistas são vendidos à poderes ocultos para alcançar o poder e fama.

  • Marcelo Bonfim said:  

    Acredito que foi uma das melhores matérias que lê, gostaria de agradecer o ótimo conteúdo.

  • andrea said:  

    Gostei da matéria, embora ache que tem tantas facetas dele que fica difícil analisar tudo em uma matéria só. Gostaria de chamar a atenção para a caveira enfeitada. Considerando que ele estava morrendo, e fazendo conexão com a alquimia, a caveira significa o capturar mortum,aquilo que sobra da combustão. Psicologicamente pode estar ligada ao ponto de uma depressão. Mas a partir de sua descoberta coberta de jóias ela significa o tesouro escondido que obtemos quando atravessamos esse ponto escuro. E a estrela negra é aquela que está morrendo mas ainda tem forças no universo. Pode ser um sinal de um homem que conseguiu encontrar significado na sua morte e resolveu trazer isso a tona através da música.

  • Daniel Mori said:  

    Há também a cauda da menina, seria o órgão kundartiguador? E a passagem do home para as estrelas e descida na terra novamente como Ziggy Stardust, poderia ser uma alusão a Roda do Samsara?

  • Anônimo said:  

    Nada haver isso

  • Jonas Wellinghton Silveira Rocha said:  

    Raul Seixas quando tinha como parceiro o Paulo coelho. Crowley está em toda a obra deles naqueles anos.

  • João Pedro said:  

    Ou David Bowie simplesmente teve talento o suficiente para cativar milhões de pessoas sem precosar de ajuda de ninguém para ganhar fama, como certos sites oportunistas que ganham dinheiro com conspiração na internet...

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste site.