,

Tina Turner "Private Dancer": Um Vídeo dos Anos 80 Sobre Iniciação Oculta

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015 Leave a Comment

Tina Turner "Private Dancer", embora seja um vídeo antigo dos anos 80, é mais um daqueles vídeos que conta de forma simbólica a história de uma artista sendo "convidada" para se juntar ao mundo oculto, a fim de obter fama, dinheiro e sucesso. Embora seja de uma época em que vídeos de música estavam apenas dando seus primeiros tímidos passos, os elementos simbólicos encontrados em "Private Dancer" seguem os mesmos padrões de simbolismos aparentemente estranhos dos vídeos que assistimos hoje em dia (coincidência?).

Lançado em 1984, "Private Dancer" (o nome do single e do álbum) tornou-se um sucesso mundial e fez a carreira solo de Tina Turner decolar para outro nível, mesmo embora ela já estivesse na indústria há mais de vinte anos. Até hoje, "Private Dancer" tem sido o seu álbum mais vendido na América do Norte. No entanto, o disco não foi apenas um marco comercial em sua carreira, mas pode também ter sido um marco pessoal em sua vida. Ao analisarmos o vídeo para "Private Dancer" por uma perspectiva profunda, percebemos que Tina Turner está sendo "convidada" para fazer parte do mundo oculto por um "cara sombrio"... ou seja, alguém que fará sua carreira decolar para outro nível.

Será que ela aceitou o convite? Será que foi a partir de "Private Dancer" que Tina Turner juntou-se ao lado oculto?

Private Dancer

Quando analisamos apenas a letra da música "Private Dancer" (Dançarina Particular), percebemos que ela fala de uma dançarina desiludida, procurando um homem rico num baile, para se entregar e fazer qualquer coisa para conseguir dinheiro. No entanto, ao juntarmos os elementos do vídeo com a letra da canção, a coisa toda começa a ganhar outro sentido; percebemos que a música não é apenas sobre uma simples "entrega por dinheiro".

"Private Dancer" é sobre uma artista que ainda não obteve sucesso desejado, mas faria tudo para conseguir mais fama e dinheiro na indústria da música... e no vídeo ela encontra a pessoa certa para isso... ela encontra um "cara sombrio" no baile, simbolizando alguém com bastante influência na indústria, e provavelmente com fortes conexões com a elite oculta; alguém que poderá fazer com que seu sonho se torne realidade.... mas isso tudo terá um preço a ser pago, que veremos mais à frente.

A capa do single de Private Dancer mostra Tina 
Turner com um olhar assustado e o cara sombrio por 
trás dela. Ela não está nem um pouco confortável com o
 que ele está propondo. O olho dele foi escondido para 
mostrar sua forte ligação com a elite oculta.

Qual foi a "proposta" que o rapaz sombrio soprou no ouvido de Tina Turner durante o baile para deixá-la tão apreensiva desse jeito? 

A Proposta

O vídeo começa com Tina Turner preparando-se para um baile, com um olhar triste e desiludido e um penteado não muito bem apresentável. 

Seu olhar triste é representativo de alguém que almeja algo mais para 
sua vida. Em outras palavras, Tina Turner é uma grande artista há muito
 tempo, mas está almejando mais sucesso, ela ainda não está satisfeita.

Se analisarmos apenas o contexto da letra, ao entrar no baile, Tina parece estar procurando por um homem que lhe proporcionará condições financeiras melhores (alguns até mesmo poderão interpretar que Tina está fazendo o papel de uma prostituta, mas não é só isso). Quando levamos em conta o contexto da indústria da música e dos vídeos de iniciação oculta, percebemos que, embora ela esteja à procura de um homem com grana, o cara que ela encontra no baile é alguém que tem fortes laços com a elite oculta e poderá lhe proporcionar muito mais do que apenas dinheiro, como turbinar sua carreira na indústria, por exemplo.

Tina encontra este homem bastante misterioso aparentemente 
simpático que a puxa para dançar. Ele não estava ali por acaso.


Ao puxá-la para dançar, ele coloca um moeda em sua mão, implicando
 que ela está fazendo aquilo apenas por dinheiro. É mais ou menos como
 artistas são tratados pela indústria do entretenimento.


Mas ele não quer apenas dançar, o homem sombrio magicamente
 coloca na mente dela pensamentos de glamour, fama e sucesso, como
 se ele pudesse conseguir tudo aquilo e estivesse oferecendo tudo a ela.

Quando os dois começam a dançar, Tina Turner é subitamente transformada em sua "persona dark", vestida de preto e com um ar mais enérgico. É uma forma de ele fazê-la sentir o gostinho do que acontecerá com ela quando aceitar a proposta de se juntar ao lado oculto.

Tina Turner ganha sua "persona sombria", representada 
pelo vestido preto. Agora ela é uma superstar consagrada.

Mas não é só isso. Além de ter sido transformada em uma nova persona "dark", ela é levada para um lugar estranho, mas bastante característico: um baile com piso e pilares maçônicos e um monte de dançarinos fantasiados (como nos bailes típicos de iniciação oculta) e sem expressão (como se estivessem sem vida), cobertos por teias de aranha grotescas, provavelmente representando os escravos da indústria, que se entregaram por dinheiro há anos e estão presos ali... não conseguem mais voltar atrás....e têm que dançar conforme a música.

O piso maçônico e os pilares estão sempre presentes em vídeos de iniciação 
oculta. Ainda, vemos dançarinos sem expressão cobertos por teias de aranha.

Este casal está literalmente amarrado. Uma vez que
 você entra para o lado oculto, não será possível escapar.

De repente, a mulher que estava amarrada vira o rosto, revelando 
olhos de cores diferentes. Esta cena não foi colocada por acaso, é 
apenas uma forma de lembrá-lo do sinal do "um olho". 

Este músico está coberto por teias, implicando que ele 
estava ali há muito tempo não pode mais sair; tem que apenas
 tocar sem parar, como um escravo desumanizado.

Olha quem não podia faltar no ritual de iniciação: Baphomet.
Ele está sempre presidindo os bailes de iniciação oculta.

Enquanto vemos todas essas cenas acima, escutamos Tina Turner cantar:


Eu sou sua dançarina particular
Uma dançarina por dinheiro
Eu farei o que você quer que eu faça


Isso nos leva a entender que os artistas muitas vezes não desejam, mas aceitam a se juntar ao lado oculto da indústria apenas por dinheiro e acabam se tornando "propriedade" deles... "dançarinos particulares" que tem que submeter a tudo o que eles quiserem... muitas vezes eles se submetem a abuso extremo.

Em outra cena, Tina Turner aparece com uma chuva 
de dinheiro sobre ela. Existe maneira melhor de persuadir
 uma pessoa a não ser com muito dinheiro?

O Sacrifício

Assombrada com tudo o que experimentou, Tina é encontrada
 em choque sentada numa cadeira, vestida de vermelho, a cor 
da iniciação e do sacrifício.

Mas não é só isso. Juntar-se ao lado oculto requer um grande sacrifício, muitas vezes esse sacrifício é retratado pela morte da própria pessoa.

Tina Turner aparece caída sobre o piso dualístico preto e branco em meio 
ao que parece ser sangue, espelhos fragmentados (representando a divisão 
de sua personalidade) enquanto todo mundo a aplaude e joga rosas vermelhas 
sobre seu corpo, símbolo do sacrifício. Uma referência ao "sacrifício de sangue 
sobre piso maçônico", que também lembra esta capa de Michael Jackson.

Desesperada com o que viu, Tina Turner acorda e sai correndo 
do baile. Nós somos levados a acreditar que ela não  gostou da 
proposta do "cara sombrio" e não quis se juntar ao lado oculto.

Mas será que Tina Turner realmente não se juntou ao lado oculto como no vídeo? Será que ela conseguiu resistir a tentação?

Julgando pela capa do disco de 1984, também de nome 
"Private Dancer", ela não apenas se juntou ao lado oculto 
como também parece ter gostado. Nessa capa, vestida de preto
 atrás de um gato preto, ela mostra uma persona bem 
diferente da dos seus trabalhos anteriores.

Julgando também pelo sucesso que artista obteve nos anos seguintes, Tina Turner foi iniciada durante essa época. "Private Dancer" foi um marco na carreira solo de Tina Turner e teve bastante notoriedade nos anos 80 vendendo mais de 20 milhões de cópias no mundo todo e tornando-se um dos discos mais icônicos de sua carreira, além de render-lhe um par de Grammys e consagrá-la de vez como uma diva na indústria da música. 

Seja nos anos 80 ou nos dias atuais, a mesma história se repete. Para conseguir fama, sucesso e dinheiro, você tem que se entregar a eles e deixar que eles façam o que quiser com você, assim como uma prostituta que se entrega por dinheiro. Volta e meia, vemos artistas sendo exaltados enquanto outros humilhados, seja pessoalmente ou comercialmente, por quê? Porque alguns seguem à risca a cartilha que diz: "você é minha dançarina particular, e só está aqui por dinheiro, faça o que eu disser para você fazer".

Veja Mais

17 comentários »

  • Alberto - Porto Xavier - RS said:  

    Letra de Mark Knopfler (Dire Straits).

  • Joyce Oliveira said:  

    Olá, estava vendo os videos que estão promovendo o novo álbum da rihanna o Anti. Se chama anti diary, e ela já postou 6 videos bizarros e misteriosos, cheios de simbolismo, seria interessante se você fizesse uma analise sobre ele porque tenho certeza que deixei passar muitos detalhes. Desde já obrigado e parabéns pelo ótimo trabalho!

  • Brooklyn Illuminati Eye said:  

    Faz um post sobre o 5sos ou sobre as fifth harmony

  • Anônimo said:  

    Danizudo por favor faça a analise do clipe Total Eclipse Of The Heart da cantora Bonnie Tyler, pois é um clipe muito conhecido dos anos 80 também.

  • De olhos bem abertos said:  

    Isso mostra pq pessoas idiotas e sem nenhum talento artístico tem mais fama qe artistas de vdd.

    Um "ótimo" exemplo disso nos dias atuais é a ""família"" kardashian/jenner. Ngm ali tem talento. Tdo é mentira, falso, fabricado, nojento... Mas estão no top do mundo, tendo mto mais destaque, fama e dinheiro qe artistas talentosos e verdadeiros, como um ator ou cantor, por exemplo, qe lutam e trabalham duro. Tem atores qe passam hrs e hrs nos sets de filmagem gravando, tem qe decorar tdas as falas... Mts cantores qnd vao sair em turne ensaiam até 16 hrs por dia, rodam o mundo fazendo shows etc etc..

    Mas ai aparece 5 irmãs e uma "mãe" qe n fazem p**** nenhuma, n acrescentam em nada no mundo artístico, qnd conseguem algo é na base do QI(quem indica $)...

    O "pai" agr eh trans ou sei la oq.. Kendall dizem q esta "namorando$" uma amiga modelo, uma tal de Hailey num sei doq.. Antes eu axava qe a fama delas eram apenas por prostituiçao(n sou idiota, sei bem oq elas fazem).. Mas dps de tdo isso acontecendo, está claro qe estao seguindo a cartilha e agradando os chefes da industria. Agenda gay essa família tbm está cumprindo.

    E assim o mundo das celebridades vai seguindo. Enqnto lixos tem destaques, verdadeiros artistas nem conhecemos, pq a existência deles nem chegam até nós. Pq eles n seguem a cartilha.

  • Raquel Rute said:  

    Adorei o post, Danizudo.
    Mas se não for incomodar, você poderia fazer uma análise do clipe Demons do Imagine Dragons ou da música Te prophet's song, por favor?
    Agradeço a atenção ^-^

  • Grace Feital said:  

    Olá Danizudo, vc deveria analisar só aspectos do videoclipe, pra vc entender melhor a canção Private Dancer primeiro vc deve analisar e ouvir o álbum Love over Gold do Dire Straits. Essa canção foi escrita por Mark Knopfler vocalista da banda e faz parte de um trilogia de canções falando a respeito do show bizz. E nada tem de oculto, sugiro que vc ouça It never Rains do álbum Love over gold de 1984 da banda pra entender melhor o assunto. Mark cedeu esta canção a Tina porque é altamente feminina não cairia bem ele executá-la por este motivo ele a excluiu do álbum. Está canção também fala a respeito da personalidade de uma ex namorada do Mark que era cantora numa banda chamada Holly and The Italiana o nome dela é Holly Vicent ela terminou o namoro com Mark por telefone durante a Comuniqué tour, Holly "se vendeu" demais e está canção junto com It never Rains também é uma crítica a essa ex namorada do Mark. Pesquise melhor da próxima vez Danizudo.

  • Um Pouco De Tudo said:  

    Viadooooooo... Tó Toda Cagada !!

  • Moisés said:  

    ao julgar pelas vendagens de seus trabalhos e sua notoriedade na industria acredito que ela acabou por rejeitar o contrato, private dancer foi um disco de muito sucesso porem os posteriores não obtiveram a mesma notoriedade nem o mesmo sucesso , acredito que private dancer foi o gostinho do que estaria por vir caso ela aceitasse o acordo e se juntasse a eles o que na minha opinião ela não fez

  • Carol Matos said:  

    Podia ter um post falando sobre a carreira cheia de controvérsias da Tina.

  • jackefull said:  

    Com certeza ela também se vendeu... levando em conta que na época ela havia saido de um casamento terrível com seu ex marido que agredia ela e havia perdido o sucesso de anos atrás. Nunca sua carreira tinha alcançado um patamar tão grande antes de lançar esse álbum. Esse disco foi num momento perfeito onde ela ainda estava traumatizada, com a carreira acabada, então os chefões vieram até ela e ofereceram um contrato com eles. Por isso que desde então ela ficou mais sexualizada no palco e com uma persona mais sombria, fora suas turnes que eram recordes de vendas e pessoas. Um sucesso que até então ela nunca havia experimentado, nem quando cantava com seu ex marido o Ike Turner. É uma pena que esses cantores talentosos como Tina Turner tenham que se vender para o Diabo, para conseguirem algum sucesso.

  • Jessica S. Carvalho said:  

    Você precisa abrir um pouco sua mente e passar da fronteira.
    Como Grace Feital disse anteriormente,pesquise mais além do "universo oculto" pois ultimamente a única coisa oculta vem sendo sua inteligência.
    Okay, existe a elite,conglomerados escravizando a população e a famosa alienação mas você vem fazendo o mesmo com seus leitores simplesmente mostrando o problema e nunca dá m opção da cultura de qualidade, pra aumentar a fome de conhecimento e arte que tem e muito. Seu blog hoje mais parece aqueles blogs evangélicos sem base só bem rádio peão,bem Sônia Abrão.
    Dá pra melhorar é só ter força de vontade

  • jackefull said:  

    Jessica como vc é burra hein filha... que texto mais claro do que este que fala claramente como eles convidam e persuade o artista a fazer pacto para entrar para a industria da musica? E como eles agem com o artista e sua carreira depois que os mesmos entram no oculto? Isso é mais do que real e não acho que as analises do Danizudo estejam sem qualidades e caindo nos clichês como seu comentário patético diz, suas postagens continuam aguçadas e bem coerentes. Acho que é vc que está precisando expandir e entender melhor e obstruir esse seu cerebro atrofiado.

  • Grace Feital said:  

    Corretor automático: Corrigindo: Holly an The Italians****
    Continuo com a msm opinião,se vc analisar só o videoclip a visão do diretor do vídeo, que não necessariamente pode ser a da Tina ou a do Mark Knopfler, sim vc vai encontrar muitos aspectos ocultos. Mas a música Private Dancer em si, em sua ideia original do autor é criticar o show bizz. E só não entrou no álbum Love over Gold por ser uma música feminina ia pegar mal o Mark Knopfler cantando sobre uma "mulher vendida". E mais uma vez vejam a tradução da canção It never Rains e vc's entenderão a vibe de Private Dancer.

  • Anônimo said:  

    P A T É T I C O

  • jessica cassiano said:  

    Você é excelente, sem palavras.
    Conversando com a minha mãe, ela disse q a Tina fazia um sucesso estrondoso nos anos 80, mas de repente ela foi embora dos EUA e nunca mais voltou.
    -Fizeram alguma coisa com ela , ela tomou horror dos EUA. (Palavras da minha mãe)
    Você saberia o motivo? Obrigada

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste site.