, , ,

Katy Perry "Dark Horse": Um Grande e Lindo Tributo aos Illuminati

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014 118 comentários

Katy Perry "Dark Horse" é um vídeo divertido e colorido que se passa no antigo Egito. No entanto, por trás do estilo de desenho animado do vídeo, os telespectadores são expostos a uma grande quantidade de simbolismo da elite oculta e mensagens sobre o seu poder. Vamos analisar o simbolismo de "Dark Horse".
 

Katy Perry é uma estrela pop gigantesca, principalmente porque suas músicas e vídeos apelam para os adolescentes e pré-adolescentes, enquanto seu sex-appeal capta a atenção do público mais velho. Isso faz dela uma ferramenta perfeita para ser usada pela elite para comunicar suas mensagens e, como visto em artigos anteriores sobre ela, suas músicas e vídeos são totalmente utilizadas para esse fim. "Dark Horse", no entanto, está em um nível totalmente diferente. Ele é puro simbolismo Illuminati, entrelaçado com referências à marca registrada da elite de magia negra e controle mental. Desempenhando o papel de "Katy-Patra", uma rainha egípcia que lembra o antigo símbolo sexual da Cleópatra, Katy Perry reina sobre seus súditos da mesma forma que a elite oculta reina sobre o mundo. 

Em meu artigo sobre os Grammy Awards 2014, descrevi a performance de Katy Perry de "Dark Horse" como um ritual de magia negra disfarçado, acompanhado de uma performance musical. O vídeo vai direto para as raízes dessa feitiçaria: a magia negra egípcia, a fonte original, que é aproveitada para compor sociedades secretas sombrias de hoje. 

Antes de olharmos para o vídeo real, vamos ver o seu trailer, que contém alguns elementos interessantes. 

O Trailer

 O trailer menciona uma "Rainha mágica" no Egito. 
Nós vemos a Rainha aqui sentada na frente de seus súditos, 
que são escravos sex-kitten de mente controlada.

Em seguida, o trailer afirma que Reis viajariam de "Brooklyn para a Babilônia" para conhecê-la. A Babilônia, que era uma antiga metrópole real, localizado onde hoje é o Iraque, foi governada por vários impérios antigos e tem sido um epicentro de magia negra da elite. 

  O olho de Hórus, também conhecido como o Olho Que Tudo Vê, 
dentro de uma pirâmide, símbolo favorito da elite. Prepare-se 
para ver muita coisa sobre ele no vídeo da música . 

Vamos analisar o vídeo.

"Dark Horse"
"Dark Horse" acontece em uma versão colorida para crianças do Antigo Egito, que foi tomado pelo hip-hop em cerca de 15% para apelar ao seu público-alvo. Katy Perry faz o papel de uma gananciosa e egoísta rainha do Egito do mal, despótica chamada Katy-Patra, que destrói os homens baseando-se em seus pertences. Que grande lição para as meninas menores de 14 anos de idade. Em um sentido mais amplo, o reinado de Katy-Patra representa a elite oculta tomando os recursos e poder das nações (representadas pelos reis). Que grande lição para o resto do mundo.

 A Rainha do Egito Illuminati 

Durante todo o vídeo, está firmemente estabelecido que Katy-Patra é uma tirana do mal usando magia negra para controlar e destruir as pessoas e tem um monte de escravos Kitten a seus pés. Mais ou menos como o que a elite oculta faz. E é claro que existem todos os tipos de símbolos flagrantes que mostram que ela é uma representante da Illuminati. 

  O olho de Hórus estampado em sua peruca. Muito elegante.

  Fazendo o sinal do "um olho", por isso fica claro tudo isso.

  Katy-Patra nua e rodeada de deuses egípcios.

As cenas acima dizem muito sobre a mitologia do vídeo que influenciou a elite oculta. Katy-Patra é encarada por Anúbis, o deus com cabeça de chacal da morte, provavelmente porque ela gosta de matar as pessoas. Atrás dela está o deus com cabeça de falcão, Hórus, usando correntes de ouro (para fazê-lo parecer "legal" para os jovens, os espectadores influenciáveis). Observe que ele só tem um olho - uma referência, mais uma vez ao Olho Que Tudo Vê de Hórus. Mais importante ainda, Katy-Patra está rodeada por uma serpente de ouro, o que provavelmente se refere ao deus do mal egípcio Apep. 

 Apep é um deus do mal na antiga religião egípcia representado como uma cobra/serpente
 e um dragão. Ele é a deificação das trevas e caos. Ele é o inimigo da luz, ordem e verdade
 (Ma'at). No contexto do reinado do mal geral de Katy-Patra, ela estar sendo rodeada por
 Apep está mais do que adequado. Isso também se encaixa no reinado Illuminati de poder. 

O rapper do Three 6 Mafia Juicy J faz uma aparição no vídeo e sua entrada é muito simbólica também. Ele literalmente emerge de algum tipo sarcófago que apresenta o símbolo favorito da elite oculta: O Olho de Hórus dentro de um triângulo.

 O símbolo dos olhos não é nem egípcio, é puramente maçônico.
  O simbolismo em todo o vídeo não é exclusivamente "egípcio",
 mas é o simbolismo específico da elite oculta.

Em cima de todo esse simbolismo, nunca devemos esquecer outra parte da Agenda: Expor os jovens à hiper-sexualização.

  Embora ela seja uma poderosa rainha do Egito, Katy- Patra sempre encontra
 tempo para fazer Pole Dance em um palco marcado com um Olho de Hórus. Ela
 também é apoiada por seus escravos Kitten - bem como seus jovens fãs que 
imitam ela, a quem ela se refere como "Katycats".

Os Pretendentes de Katy-Patra 

O vídeo é, essencialmente, sobre os reis de outras nações que tentam surpreender Katy-Patra com presentes incríveis. O primeiro pretendente oferece a ela um diamante gigantesco.

  O homem faz uma cara de "você quer o diamante não quer?". Ele 
está usando um tapa-olho, escondendo um olho, o que indica que 
ele é mais um bobo que está tentando agradar a elite .

 Katy-Patra ordena imediatamente seus escravos kitten para arrancar o diamante do pretendente.

 Katy- Patra examina o diamante por meio de um
 grande olho de Hórus. Há, porém, um problema:
 Esse Olho de Hórus não é transparente . 

A imagem acima é simbólica por alguns motivos: Primeiro, ela diz aos espectadores que Katy-Patra desempenha o papel da elite oculta no vídeo. Em segundo lugar, ela não pode ver nada usando aquele Olho (que é opaco). Ela portanto está vendo o diamante através dos "olhos" da elite, que estão focados na ganância, poder e bens materiais. De fato, as crianças que assistem a vídeos de música precisam ser expostos a esse sinal do "um olho" o tempo todo, não é?

Eu poderia parar a análise do vídeo aqui. O que mais você realmente precisa saber sobre o vídeo? Katy Perry está olhando para um grande diamante usando um Olho de Hórus justamente para esconder um olho. Esta cena é uma continuação de 100% de tudo o que eu já falei neste site. E lá está ele novamente, bem na nossa cara, em um dos vídeos mais populares do mundo. Realmente, como é que alguém pode pensar que todo esse simbolismo é "apenas uma coincidência"? De qualquer forma, vamos voltar ao vídeo.

O cara então é sugado por raios mágicos que surgem 
dos olhos do trono de Katy-Patra. Isso é o que você ganha 
por tentar incomodar os Illuminati. 

  Ela então pega as joias do cara e as enfia em sua boca, 
fazendo o olhar clássico do "idiota ganancioso". 

O próximo pretendente tenta seduzir a gula de Katy-Patra, oferecendo-lhe comida.
 
  Esse cara oferece a Katy-Patra comida, da mesma forma que 
as nações pobres desistem de seus recursos para a elite global. 

Claro, as coisas não saem uma beleza para esse cara também. 

O último pretendente traz o que Katy-Patra realmente quer: Poder. 

  Esse cara tem um grande símbolo Illuminati (ou seja, não egípcio) bem
 entre seus mamilos. Ele deve ter algo extra espetacular para Katy-Patra. 

  Katy- Patra recebe uma pirâmide flutuante gigantesca que
 esconde, sob uma camada de ouro, uma estrutura iluminada. 

Ao ver essa pirâmide, Katy- Patra fica muito animada, porque é isso que ela, e a elite, realmente quer: Poder oculto ilimitado sobre o mundo. A pirâmide iluminada representa essencialmente o controle de alta tecnologia dos Illuminati sobre o mundo. 

Quando Katy-Patra pisa no topo da pirâmide incompleta, ela se torna imbuída de poderes mágicos malucos. Ela ainda cresce asas.

  De pé no topo da pirâmide Illuminati, Katy-Patra se transforma em
 uma tirana super-poderosa. Isso provavelmente não é uma boa coisa.
E mais importante, ela se torna a personificação da deusa Isis.

 A deusa Isis é uma das mais importantes figuras das sociedades 
secretas ocultistas, visto que ela representa a chave dos Mistérios.

O vídeo termina com Katy-Patra se tornando uma rainha do Egito super-Illuminati... e todo mundo se inclinando perante ela... e o seu pretendente se transforma em um chihuahua. A moral do vídeo? Illuminati.

Conclusão

É um pouco difícil de acreditar que todo esse simbolismo Illuminati foi embalado em um vídeo que dura apenas 3 minutos e 40 segundos. É ainda mais difícil acreditar que algumas pessoas ainda não conseguem perceber o padrão óbvio de símbolos encontrados nos meios de comunicação que transcendem artistas, gêneros musicais e até mesmo mídias. Longe de serem aleatórios, esses símbolos têm sido usados durante séculos para representar a elite oculta e agora eles estão em todos os lugares.

Mais do que apenas símbolos piscando, o vídeo "Dark Horse" conta uma história mais obscura: ganância insaciável da elite ocultista pelo poder supremo enquanto destitue os governantes mesquinhos que operam debaixo dela. Katy-Patra, de fato retira recursos de vários reis do mundo e, em seguida, os destrói. No final, ela sobe em uma pirâmide Illuminati e se transforma em uma rainha do Egito implacável e imbuída com poderes mágicos. Será que a lavagem cerebral pode ser mais óbvia?

Em suma, "Dark Horse" é propaganda Illuminati destinada às "crianças"; o uso de cores brilhantes e ritmos cativantes são para ensiná-las, subliminarmente, quem governa o mundo e quem controla os ídolos que elas amam e imitam. Claro, nada disso é claramente enunciado. Em vez disso, isso é posto para você através de simbolismo... como um dark horse.

Fonte: VC

Leia Mais
Grammy 2014: Ainda promovendo a Agenda Illuminati

Imagens Simbólicas (janeiro & fevereiro/14)

domingo, 23 de fevereiro de 2014 31 comentários

Um grande olho que tudo vê foi o que os moradores de Sydney, na Austrália, viram na 
passagem de Ano Novo. Uma forma de dizer quem está estará no controle de mais um ano. 

 Uma moeda foi confeccionada pela Royal Australian Mint para
comemorar o ano novo de 2014. O olho que tudo vê novamente.

Rihanna é a nova cara da Balmain Fashion House. Por
coincidência as duas imagens que foram primeiramente divul-
gadas mostram Rihanna cobrindo um olho com seu cabelo.

Parece que alguém tomou uma grande tempo só para
garantir que seu olho seria tampado pelo seu cabelo.

Beyoncé postou esta foto no Instagram. Ela posando sensualmente na frente de uma 
pintura da Última Ceia e está escondendo Jesus Cristo na imagem. Embora isso possa 
ser descartado como uma imagem inocente, está perfeitamente em linha com Jay- Z e
 temas recorrentes de Kanye West de ser/tornar-se Jesus, o que está em
 linha com a crença da elite oculta de buscar a divindade.

 Falando do Todo-Poderoso Yeezus, aqui está Kanye West em uma sessão 
de fotos para a revista Interview. Ela foi dirigida por Steven Klein, que dirigiu
 Lady Gaga e Britney Spears em vídeos. Sem muita surpresa, há o controle 
mental no ensaio. Aqui, Kanye está sentado no que parece ser uma 
cadeira elétrica com uma máscara desconfortável na cabeça.

 Aqui, ele parece estar se sufocando, uma tortura comum usada em escra-
vos MK. Embora este ensaio possa representar "provações e tribulações"
 e outros enfeites de Kanye, as imagens ainda reforçam a promoção 
de desumanização e tortura na grande mídia.


Kanye vestindo a máscara mais elaborada do mundo, 
que de quebra apresenta o simbolimo do "um olho".

Jared Leto formando um triângulo com sua 
mão e escondendo sutilmente um de seus olhos.

Aqui está Jared Leto tentando se parecer com "Jesus". Alguém pode mandar
um recado para ele, Beyonce e Kanye West que eles não são "Jesus".

 Anúncios com o simbolismo do "um olho" estão por toda parte.

 Na campanha primavera 2014, de Marc Jacobs, Miley Cyrus aparece sentada ao lado
do corpo de uma menina morta. O anúncio da campanha é apenas uma continuação
da cultura da morte tão prevalecente na mídia pop. Desumanização é fashion.

 Cher Lloyd como uma Beta-kitten (estampas felinas) e a tatua-
gem de uma gaiola no braço aumenta o indício de controle mental.


Ke$ha com uma roupa repleta de "olhos" e uma tatuagem
de um olho na palma de sua mão. Para que tanta obsessão?


Mariah Carey cobrindo um de seus olhos em imagem postada no Twitter.


Mais e mais vestuários com o simbolismo Illuminati.

Até mesmo em quadrinhos da Turma da Mônica.

Katy Perry em uma pirâmide no pôster promocional de sua turnê.
 Afinal de contas por que prisma? Será que é porque há uma conexão 
com o triângulo e, por conseguinte, com os Illuminati?

O novo vídeo de Katy Perry "Dark Horse" deixa tudo mais claro (análise em breve).





Veja Mais

, ,

O que há de errado com Justin Bieber?

sábado, 8 de fevereiro de 2014 49 comentários

Depois de um tumultuado 2013, em que Justin Bieber fez manchetes por brigar com seus vizinhos, enlouquecer-se em uma boate em Nova York e perder a custódia de seu macaco de estimação, a estrela pop jurou que este ano seria diferente. No entanto, os primeiros 23 dias de 2014 mostraram que o ano será mais do mesmo. No dia 23 passado, Bieber foi preso na Flórida por fazer racha e dirigir sob efeito de álcool. O relatório oficial afirmava que o policial sentia um "odor de álcool que emanava dos motoristas com olhos vermelhos." Bieber, que foi acusado de resistir à prisão sem violência, de dirigir sob influência de álcool e carteira de habilitação expirada, foi mais tarde liberado pagando uma fiança de US$ 2.500, e ao sair acenava para os fotógrafos e mandava beijos para seus fãs. O incidente aconteceu dias após a polícia ter encontrado drogas em sua mansão na Califórnia, em vistoria após denúncias de que o cantor havia arremessado ovos contra as residências vizinhas.

O cantor canadense, que falava abertamente sobre sua fé e sua estreita relação com sua mãe, teve o seu início no YouTube com a tenra idade de 14 anos. Ele construiu um nome para si mesmo com músicas pop inocentes, como "One Less Lonely Girl" e "Baby", o que lhe rendeu um grupo fiel de fãs, mais conhecidos como seus "Beliebers". A sensação "teen açucarada", que encontrou um mentor em Usher e ganhou a capa da Forbes de 2012, parecia estar no topo do mundo até então. De repente, sua imagem torna-se mais sexualizada e os comportamentos erráticos começam a aparecer. Afinal, o que aconteceu com Justin Bieber?

Será tudo jogada de marketing, uma estratégia parecida com a de Miley Cyrus, ou apenas irresponsabilidades da idade imatura? Embora eu acredite que as duas primeiras opções sejam válidas, é plausível que o comportamento de Justin Bieber seja mais uma repetição do mesmo padrão que encontramos em inúmeras jovens celebridades em certa altura de suas carreiras.

Good Boy, Bad Boy

A metamorfose de Justin Bieber, de um cantor-mirim, com um futuro promissor pela frente, a uma celebridade que cresceu e mudou completamente, para de repente começar a perder o controle, pode ser mais uma vez um exemplo de como a cultura MK-Ultra de controle mental destrói a mente daqueles que estão sob esse estado. Embora as fontes de notícias apresentem o comportamento errático do artista como se fossem causados por drogas, "problemas psicológicos de um jovem comum nessa faixa etária" ou má influência de amigos, quanto se trata de Hollywood, é pouco provável que não estejamos diante de mais um caso de uma estrela-mirim produto de controle mental, assim como Britney Spears, Linsay Lohan e tantas outras.

 Assim como a maioria dos ídolos teen, Justin Bieber 
começou sua carreira com uma aparência inocente e infantil.

Quando ele cresceu um pouco, a indústria achou legal despi-lo e entupi-lo 
de tatuagens. Quantas celebridades mirins já passaram por isso? E quantas
 continuaram com uma carreira saudável. Pouquíssimas.

Em seguida, simbolismo oculto começou a fazer parte do trabalho e da vida de Bieber.

No Billboard Music Awards, ao entrar no palco, Bieber sai de uma estrutura que é 
uma versão estilística do Horbehutet, que representa o deus Sol. Esse disco alado ainda 
está sendo usado hoje por grupos como os maçons, os teosofistas e os Rosacruzes.
 
Simbolismo "um olho". Um olá para seu dono.

Justin Bieber exibe sua nova tatuagem de um "olho
 que tudo vê", que veio após a tatuagem de uma coruja.

O grande e sempre presente "Olho que tudo vê" aparece no vídeo de Justin Bieber e
 will.i.am "That Power". O vídeo contém outras referências simbólicas que remetem a 
Justin Bieber estar abraçando o lado oculto também.


Justin Bieber andando com uma camiseta com um olho dentro do triângulo.

Agora, Justin parece e age muito diferente, como se ele estivesse completamente traumatizado e "reprogramado" nos últimos anos. Foi Controle Mental Monarca? É possível! Muitos escravos MK muitas vezes passam por um colapso - resultado das suas mentes e corpos não serem capazes de lidar com o trauma intenso eles são submetidos.

O cantor tem virado notícia dia após dia por consequência de seu comportamento estranho, que não parece nem um pouco estranho quando o colocamos à luz do controle mental Mk-Ultra, que segundo a atriz americana Roseanne Barr, é o que domina Hollywood.
A artista Sinead O'Connor fez notícia no ano passado ao escrever uma carta aberta, basicamente, destruindo Miley Cyrus e a indústria que a controla. Da mesma maneira, ela comentou sobre o comportamento de Justin Bieber também e o que a indústria estaria fazendo com ele:


"Os artistas do sexo masculino também. Justin Bieber, ele está sendo vendido em sua sexualidade, mas ele é jovem demais para sequer entender o que está acontecendo."


Justin Bieber, assim como a maioria dos artistas, não tem consciência do que acontece com eles. Quando entram na indústria da música, pensam que apenas irão cantar e mostrar seus talentos. No entanto, há muitos processos ali que as pessoas nem sequer imaginam. Hoje, Bieber está sendo visto como um jovem bobo, rico e maluco, mas acho muito engraçado que poucas pessoas tenham se perguntado o porquê de todas essas celebridades uma hora ou outra começarem a se comportar dessa forma? Será tudo resultado do sucesso e da fama? O que explica pessoas que não são artistas, mas são extremamente famosas, viverem uma vida saudável na maioria das vezes? Por que o problema começa quando se trata da indústria de entretenimento americana? Por que todos esses artistas uma hora ou outra são enviados a uma clínica de reabilitação?

Embora nem todas as vítimas de controle mental apresentem um "colapso" em algum momento (pois percebe-se que algumas conseguem viver a vida toda sem passar por nenhum momento crítico), tem sido notado que uma grande parte não consegue sustentar o controle mental por muito tempo. Isso se dá porque o corpo e a mente não conseguem mais suportar trauma e abuso. Então, quando me perguntam o que há nada de errado com Justin Bieber, digo que não há nada de errado. Ele está apenas seguindo o curso previsto pela escola de controle mental. Todos passam pela mesma escola.

Leia Mais
Carta Aberta de Sinead O'Connor para Miley Cyrus: "Você está sendo prostituída pela Indústria da Música"  
Grammy 2014: Ainda promovendo a Agenda Illuminati