, , ,

O Significado Esotérico do Filme "Os Suspeitos"

domingo, 23 de março de 2014 Leave a Comment

"Os Suspeitos" é um filme suspense de 2013 sobre o rapto de duas meninas na Pensilvânia. Por trás dessa história de crime, há um subtexto espiritual subjacente e simbolismo sutil que dá ao filme uma outra camada de significado - uma que fala sobre a religião, a moral e as forças ocultas em jogo na sociedade. Este artigo irá desvendar o significado esotérico de "Os Suspeitos".

Atenção: spoilers gigantescos à frente!
 
"Os Suspeitos" é o tipo de filme que permanece em sua mente muito tempo depois de os créditos finais rolarem. Isso não se dá apenas à sua emocionante e dramática história, mas ao subtexto espiritual que está por trás de tudo. À medida que o filme se desenrola, e a investigação do crime avança, conceitos esotéricos e simbolismo também são introduzidos, dando ao filme uma dimensão inteiramente nova. O que parece ser uma história sobre o rapto de duas meninas se transforma em uma jornada espiritual profunda do ser humano enfrentando a adversidade e encontrando-se perdido entre o bem e o mal, o certo e o errado, e a moralidade e imoralidade. 

"Os Suspeitos" acontece em uma cidade americana média, Conyers, na Pensilvânia, durante o tempo de ação de graças. O cenário cinza e sem glamour do filme permite que os personagens brilhem, enquanto a história é impulsionada por suas dores, lutas e dilemas. Através da evolução de cada personagem, o filme comenta (e às vezes condena) alguns aspectos da sociedade americana. Alguns itens que são aflorados: Cristianismo, sociedades secretas e controle mental. Vamos olhar para os personagens mais importantes do filme.

 Keller Dover, o Pai

Mr. Dover está muito, muito nervoso.

Interpretado por Hugh Jackman, Keller Dover é um homem de família, um cristão devoto e uma pessoa "prevenida" - alguém que mantém um estoque enorme de vários bens em sua casa em caso de um grande desastre. Ele também é muito patriótico, por exemplo, sua canção favorita é a Star Spangled Banner (hino nacional americano). Embora não seja especificamente indicado no filme, Keller tem um pouco de perfil de um libertário ou próximo ao movimento Tea Party. No entanto, rapidamente percebemos que, no contexto do filme, essas características estão longe de ser úteis. Na verdade, elas praticamente o levam a sua queda.

 Na primeira cena do filme, Keller Dover faz uma oração antes de seu
 filho atirar em um cervo. Isso define o tom estranho do filme onde a 
religião está associada com a morte de um "animal inocente".

 Ele é um tipo de cara que carrega um peixe símbolo do cristianismo na
 pickup e uma cruz pendurada no espelho. Para tornar as coisas mais
 relacionadas com o Jesus, Keller é um carpinteiro.

Nós também ficamos sabendo rapidamente que Keller é um "pessoa altamente prevenida". No caminho de volta da caça, Keller dá a seu filho o mesmo conselho que seu pai lhe deu:

"Esteja pronto. Furacão, inundação, qualquer coisa que seja, acaba sendo. Não tem mais comida sendo entregue à mercearia. Postos de gasolina secaram. As pessoas simplesmente se voltam umas paras outras. De repente, tudo que existe entre você e estar morto... é você."

  O porão de Keller é um estoque bem organizado de 
alimentos, ferramentas, armas e até mesmo máscaras de gás.

Embora não haja nada de errado ou ilegal sobre estocar itens em sua "toca", pessoas ao redor de Keller agem de maneira estranha a respeito disso. Ficamos com a sensação de que é um assunto tabu. Quando o detetive visita o porão da casa de Keller e descobre o seu segredo de ser um "prevenido", Keller imediatamente se torna um suspeito. Em suma, o filme comunica a ideia de que esse tipo de pessoa é suspeita e não confiável.

 Ao saber que sua filha provavelmente foi raptada, Keller fica perturbado. À medida que o filme avança, seu desespero se transforma em loucura e Keller sequestra um cara que ele acredita ser o culpado e passa a torturá-lo.

  Keller Dover seqüestra um cara estranho chamado 
Alex Jones , porque ele parece saber o paradeiro da filha.
 
Embora o Alex Jones pareça e aja como um molestador de crianças, descobrimos que ele é inocente. Pior ainda, verifica-se que ele próprio foi sequestrado quando criança e seu estranho comportamento é o resultado de anos de controle mental que dificultou seu desenvolvimento intelectual (ele tem o QI de um menino de dez anos de idade). A escolha do nome de Alex Jones é interessante porque, como muitos de vocês devem saber, esse é também o nome do apresentador de "conspiração" nas mídias, que promove o movimento dos "prevenidos", constitucionalismo e outros elementos que Keller Dover provavelmente se encaixa. No entanto, no filme, o nome de Alex Jones está associado com um menino deficiente mental que é espancado por Keller. Isso é uma forma de "dar o troco" em Alex Jones e nas pessoas que concordam com ele?

Seja qual for o caso, ao sequestrar e torturar Alex Jones, Keller traumatiza apenas mais uma pessoa já danificada.

  Indo mais longe na sua loucura, Keller constrói uma câmara de 
tortura personalizada onde Alex é confinado em um pequeno espaço
 escuro e ocasionalmente  banhado com água fervendo.

 No resto do filme, tudo o que vemos de Alex é um dos olhos
 (talvez representando seu estado perpétuo de controle mental),
 iluminado pelo buraco na sua Câmara.

Assim, em vez de ajudar as autoridades encontrar sua filha ou mesmo confortar sua família, Keller ataca uma pessoa inocente e torna-se ele mesmo um sequestrador.

Embora as ações da Keller possam ter se originado a partir de um propósito nobre, elas distintamente atravessam a fronteira entre o certo e o errado. Este conflito é ainda mais enfatizado quando Keller se volta à oração para encontrar força e, talvez, respostas. Em um ponto, durante uma sessão de tortura, Keller recita a Oração do Pai  Nosso:

 " ... Perdoai as nossas ofensas assim como nós perdoamos..."

Mas ele pára no ponto em que ele teria que dizer "aqueles que nos tem ofendido" - o que indica que ele não pode viver os ideais cristãos descritos na oração que ele está fazendo.

Em suma, Keller reagiu ao sequestro de sua filha de um jeito violento, teimosamente se concentrando em uma única (inocente) pessoa. Em vez de fornecer conforto ou procurar fatos reais sobre o rapto de sua filha, Keller confiou no instinto misturado com ignorância e raiva. Através da resposta de Keller para a crise da família, o filme não se mostra favorável sobre o seu perfil "religioso, patriótico, prevenido". Longe de estar preparado para o desastre, Keller tornou-se paranoico, irracional e propenso a loucura. Além disso, por trás de sua aparência de "bom cristão", ele esconde um "arsenal" infinito de ódio e raiva.

 Felizmente, o detetive encarregado da investigação é o exato oposto de Keller.

Detetive Loki 

Ao contrário Keller Dover, Detetive Loki é racional, metódico, e nunca se afasta da lei. Ele não parece ter qualquer tipo de família e é retratado como um solitário dedicado a seu trabalho. Apesar de receber o abuso verbal constante de Keller, Loki permanece focado em sua tarefa e consegue salvar praticamente todos os envolvidos neste drama.

Loki é o nome de um deus nórdico conhecido por ser astuto, perspicaz e, por vezes heróico. Ele também é conhecido por ser um malandro, um metamorfo que, eventualmente, se volta contra os deuses. Será que o detetive Loki compartilha traços semelhantes com o deus nórdico de quem ele recebeu o nome? Ele representa simbolicamente a anti-tese dos monoteístas, crenças judaico-cristãs de Keller Dover. Além disso, Loki definitivamente usa seus poderes intelectuais para alcançar seus objetivos.

 Enquanto Keller está associado com o peixe e as cruz de Jesus, Loki está coberto de símbolos ocultos:

O anel maçônico do Detetive Loki é claramente visível durante todo 
o filme . É mais visível durante as cenas em que ele está pesquisando pistas
 ou refletindo sobre o que está acontecendo. Loki representa o ideal
 maçônico de obtenção de verdade através de meios e intelecto próprios.

 Em sua mão direita estão tatuados símbolos astrológicos que
 também são extremamente importantes em mistérios ocultos.

 Em seu pescoço está tatuada uma estrela de oito pontas. No 
simbolismo oculto, isto é conhecido como a Estrela de Ishtar, a 
deusa babilônica associado com o planeta Vênus.

Em suma, Loki está associado à racionalidade e à iluminação reivindicada por sociedades secretas ocultistas. Neste sentido, ele é o oposto do irracional e emocional Keller.

Apenas através do simbolismo variados associados com os personagens de Keller Dover e Detetive Loki, o filme critica o tipo de pessoa "prevenida e religiosa", enquanto glorifica membros de sociedades secretas. Mas Keller não é o único representante negativo do cristianismo no filme. Enquanto passava por uma lista de criminosos sexuais que vivem na área, Detetive Loki acaba  visitando um padre local... e o encontra desmaiado no chão, bêbado. Depois, Loki encontra um cadáver em seu porão (embora seja o corpo de um sequestrador de criança).

"Os Suspeitos" também possui outro pobre representante do cristianismo: Holly Jones, o sequestrador .

Holly Jones o sequestrador de crianças, Controle Mental e a Guerra contra Deus

 Holly Jones fica ao lado de uma pintura irônica de um anjo assistindo duas crianças.

Perto do final do filme, ficamos sabendo que Holly Jones (a "tia" de Alex Jones) é quem sequestrou as duas meninas. Ela afirma que ela e seu falecido marido costumavam ser cristãos devotos e que eles costumavam andar por aí "espalhando o evangelho". No entanto, quando eles perderam o filho para o câncer, eles se voltaram contra Deus. Ela diz a Keller :

 "Fazer as crianças desaparecem é a guerra que travamos contra Deus. Isso faz as pessoas perdem sua fé. Transforma-os em demônios como você."

 À medida que ficamos sabendo acerca do modus operandi do casal Jones, descobrimos que eles usam técnicas de controle mental básicas sobre as crianças: Eles drogam cativos, traumatizam, jogam em buracos escuros e os submetêm a jogos mentais loucos. Este sistema está representado com um símbolo importante: o labirinto .

O Labirinto

 Detetive Loki observa uma imagem do falecido marido 
de Holly, que está usando um pingente de labirinto.

O símbolo do labirinto é extremamente importante durante todo o filme. Ele representa o sistema que rapta crianças e, mais importante, o estado de controle mental  que essas crianças são forçadas a viver.

   Nesta livro labirinto está escrito "conclua todos os labirintos
 e você poderá ir para casa." Isso é dada para as crianças 
raptadas para mexer com suas mentes.

Depois de dias de tortura, Alex Jones finalmente diz a Keller: "Eu não sou Alex Jones", o que implica que ele foi sequestrado por Holly e recebeu um alter persona. Quando Keller lhe pergunta onde as crianças sequestradas estão, Jones responde: "Elas estão no labirinto. É aí que você vai encontrá-las." Claro que Jones não se refere a um labirinto real, mas ao estado de controle mental que as crianças são submetidas.

Mais tarde, Detetive Loki encontra um suspeito chamado Bob Taylor, que se comporta de uma maneira estranha e que também foi vítima de Holly Jones. Ele permaneceu em sua casa por três semanas e foi drogado com um coquetel de drogas, LSD/cetamina, que é uma técnica clássica de controle mental. Bob conseguiu fugir da casa, mas embora Bob esteja livre, sua mente não está. Nós rapidamente percebemos que ele ainda está "preso no labirinto".

  A casa de Bob é coberta com labirintos intermináveis.

 Ao ser interrogado pela polícia, Bob obsessivamente desenha
 labirintos que alega ser "mapas" para as crianças sequestradas.

Os "mapas" de Bob realmente não levam à localização física das crianças, mas a seu estado psicológico: Presas no labirinto de seus manipuladores de controle mental. No controle mental real, labirintos são uma imagem gatilho importante que representam com precisão o estado de espírito de um escravo. " Mapas labirintos" são programados no mundo interno da vítima para impedi-los de acessar sua personalidade real.

Bob tenta ajudar a polícia, mas sua mente danificada não permite que ele dê informações reais. Quando Loki fica agressivo durante o interrogatório e pede respostas específicas, Bob diz: "Eu não posso..." e se mata. Escravos MK reais são muitas vezes programados para cometer suicídio nesses tipos de situações.

Quando Loki examina a casa de Bob, ele descobre que Bob é completamente obcecado pelos sequestradores de crianças e suas táticas (ele recria o rapto de crianças usando bonecos como um hobby). Enquanto procurava as coisas de Bob, Loki encontra um livro que parece ter sido escrito sobre Jones.

 Na casa de Bob, Loki examina um livro chamado "Encontrando
o Homem Invisível", que foi escrito por um ex-agente do FBI.

De acordo com o colega de Loki, o livro é sobre um "suspeito teórico"  que se acredita ser o responsável por um grupo de rapto de crianças. Ele acrescenta que o livro foi "totalmente desacreditado". A última página do livro contém um labirinto sem solução, que foi usado por Jones como um jogo doentio para traumatizar crianças.

Embora o livro tenha sido desacreditado, "O Homem Invisível" parece descrever com precisão a Jones e seu sistema de controle mental. No entanto, pode-se perguntar: Jones trabalha para uma organização mais elevada? É "O Homem Invisível", na verdade, o sistema MK-Ultra da elite oculta? Será o fato de que o livro tenha sido desacreditado implica que pessoas poderosas encobriram essa história?

Seja qual for o caso, o filme tem um final "feliz": As crianças são resgatadas e voltam para sua família. Então, quem é o verdadeiro suspeito?

 O Suspeito

Em sua busca frenética por sua filha, que o leva a raptar e torturar Alex Jones, Keller Dover cruza a linha entre o bem e o mal. Ele tenta justificar suas ações, afirmando :

"Ele não é mais uma pessoa. Ele deixou de ser uma pessoa quando ele levou nossas filhas" .

Mas por desumanizar seu prisioneiro dessa maneira, Keller inclinou-se para o mesmo nível que os sequestradores de crianças. Ele se tornou um deles.

Mais tarde, quando Keller percebeu que a filha estava na casa de Holly Jones, ele correu lá, a fim de torturá-la. No entanto, Holly tinha uma arma e obrigou-o a pular em um buraco escuro.

 Em vez de salvar sua filha, Keller é jogado no mesmo
 buraco que sua filha estava anteriormente presa.

Portanto, o próprio Keller se transforma em um cativo. Após um período de tribulação moral, seu tempo no buraco escuro pode representar sua morte espiritual, e pode ser comparado com os três dias passados ​​por Jesus Cristo em seu túmulo antes de ser ressuscitado. Nas sociedades secretas ocultistas antigas, candidatos à iniciação eram mantidos na escuridão por vários dias para representar a morte de seu "antigo eu" antes de serem "espiritualmente renascidos".

 Ao investigar a casa de Holly, Loki ouve Keller soprando 
um apito que ele encontrou no buraco. O filme termina assim. 

Adivinhe quem no final salva Keller do buraco? Detetive Loki . Em certo sentido, Loki é o salvador de Keller, quem o liberta da morte espiritual e leva parauma segunda vida. Loki , um representante  maçônico, como sociedades secretas ocultistas, é, portanto, retratado como aquele que puxa Keller, juntamente com o seu fervor irracional e hipócrita, do inferno que ele se enfiou.

Embora Loki provavelmente tenha salvado sua vida, Keller vai, no entanto, ter que ir para a prisão pelos crimes que cometeu. No final, só há um verdadeiro suspeito no filme: Keller Dover.

Conclusão 

Através dos personagens de Keller Dover e Detetive Loki, "Os Suspeitos" fala sobre elementos específicos da sociedade, fazendo-se favorável ou desfavorável. Keller é um homem de família que é religioso, patriótico, e preparou-se para o desastre. Embora à primeira vista, ele pareça ser o herói da história, ele aos poucos se transforma em um "vilão". Os atributos que o definiam positivamente no início transformam em falhas gigantescas levando-o a tornar-se irracional, sádico e paranóico. Aquele que salva o dia é o Detetive Loki, um personagem literalmente coberto de simbolismo oculto, dando a entender que o caminho das sociedades secretas é a "verdadeira luz". Os caminhos iluminados de Loki finalmente, dão a Keller a chance de renascer.

A narrativa de "Os Suspeitos" e o tratamento de seus personagens refletem a direção dos meios de comunicação de hoje. Os Keller Dovers deste mundo, que são ou abertamente religiosos, patrióticos, ou preparados para o desastre, muitas vezes são considerados suspeitos e propensos a ação negativa. Os valores representados por Keller Dover estão cada vez mais sendo desaprovados pela mídia de massa. São essas características não desejáveis ​​na América da Nova Ordem Mundial? Em uma América onde os direitos e as liberdades fundamentais são revogadas lenta e progressivamente, as pessoas como Keller Dover são as mais propensas a tomar medidas sobre o assunto. E a elite não quer isso. Talvez seja por isso que o Departamento de Segurança Interna cria vídeos de treinamento que retratam "milícias patrióticas e constitucionais" como grupos terroristas. Talvez eles querem encontrar uma maneira de transformá-los, como Keller, em "suspeitos".

Fonte: VC

Leia Mais
"Truque de Mestre": Um Filme Sobre a Indústria do Entretenimento Illuminati? 
"O Segredo da Cabana" - Um Filme Celebrando os Sacrifícios Ritualísticos da Elite   

39 comentários »

  • Kaah said:  

    Senti falta dos posts. Muito boa a análise, parabéns. Ainda não tive a oportunidade de ver o filme..

  • ana claudia macedo vazante said:  

    A MINHA TIA TEM UM QUADRO IGUASINHO NO QUARTO DELA !!!!!!! O DO ANJO OBSERVANDO AS CRIANÇAS

  • FakeDoode said:  

    Danizudo, faz uma análise do seriado "Believe" que está estreando. Pelos trailers, parece que tem uma relação profunda com controle mental.

  • Angel Gabriel said:  

    Boa noite Danizudo, o que mais achei estranho nesse filme é que além da tatuagem da estrela com oito pontas no pescoço do detetive, existe um labirinto dentro do círculo contido na estrela, o que isso significa? Que ele também passou pela manipulação mental, visto que sua personalidade é extremamente fechada e objetiva quanto a detalhes, principalmente neste caso.

  • Isabel fiuza said:  

    sinistro

    Dani a gaga lançou um clipe novo! Guy

    ele é muito estranho no começo mostra a gaga como um anjo que caiu do céu

    e mostra tbm Jesus sendo "revivido"

  • Anônimo said:  

    Olá, Danizudo... Você poderia publicar um artigo a respeito do comercial do energético Burn, "Não olhe pra trás!".

    Daria um ótimo post e acredito que, apesar de já ter percebido bastante simbolismos, o que é bem óbvio no vídeo, explicaria algumas coisas que não pude compreender bem.

    Vou aguardar esse post hein!

  • Luana said:  

    Danizudo, analisa as novas músicas do Eminem (Rap God e The Monster), please!! Sei que não é tão fácil assim, mas acredito que tenham muitas pessoas que. assim como eu, querem saber se o Em continua nessa escravidão. Parabéns pelo seu trabalho.

  • Sakon said:  

    Danizudo, desculpe desviar do assunto, mas você voltará com a nova série no seu canal do YouTube?

  • Eco Anti-NOM said:  

    Obrigado pela tradução. Tomei a liberdade de repostar sua tradução, com o devido crédito.

  • Isa said:  

    Dani, saiu o novo clipe da Gaga, chamado G.U.Y.

  • vic reis said:  

    No evento We Day Califórnia selena gomez desabafou dizendo:
    "Estou cercada por pessoas que deveriam me guiar. Alguns fazem isso, outros não. Você tem que ser sexy, você tem que ser bonita, você tem que ser boa, você tem que ser todas essas coisas", "Eles me dizem o que vestir, como olhar, o que devo dizer, como eu deveria ser."
    hhm,controle mental?
    selena gomez também esta cansada dele?

  • Armazém de Luzes said:  

    Acho que sua consideração final foi perfeita. Eles chamam Alex Jones de débil mental e pessoas como Keller Dover de alucinadas... Ao mesmo tempo, separam a elite maçônica dos molestadores de crianças, sendo que sabemos que são todos da mesma laia. A ainda põem a elite maçônica com salvadores da pátria, como numa espécie de socialismo Big Brother ligth. Infelizmente, poucos enxergam o que existe além, e os Illuminati avançam com sua propaganda.

  • Matheus R. said:  

    Assisti o filme hoje e vim correndo ler a análise, parabéns meu querido, muito bom, como sempre ♥

  • Thaiane Simoes said:  

    Eu assisti esse filme, e no final, fiquei com um "Q" de mistério na cabeça! Sabia que tinha algo estranho e oculto... só não conseguia enxergar e o engraçado é que o simbolismo está escrachado bem na nossa frente e na maioria das vezes não vemos! Só Deus pra ter misericórdia de nós nos dando sabedoria e discernimento pra que não sejamos confundidos e nem sejamos levados a crer naquilo que vai totalmente contra o verdadeiro cristianismo. O inimigo está trabalhando pesado em todos os meios de comunicação pra que o comodismo e a confusão entre em nossas mentes. Os dias ficam cada vez mais difíceis de se viver! Que possamos estar aos pés do DEUS ÚNICO, criador e mentor de todas as coisas, pra que no grande dia sejamos chamados pelo nome e subamos para glória ! Jesus nos abençoe e nos proteja desse mundo podre e liberte as almas perdidas!

  • Talissa said:  

    Thaiane Simoes, concordo muito com você! De fato, hoje em dia os simbolismos da elite oculta (quer dizer, não deles, mas do maligno) estão tão escancarados que muitas pessoas já acham comuns e não conseguem enxergar o que há de errado, porque simplesmente está NORMAL! Para eles, claro, mas para mim, para você e para muitos outros, graças a Deus, não está... E Deus tem despertado muitos para esta realidade! Não tem como não notar! O mundo está diferente, tudo esta mudando e poucos estão sentindo... Quem já viu grande parte daquelas cartas do jogo illuminati que está disponível em muitos blogs na internet, sabe que eles (elite secreta) mechem com tudo nesse mundo. Há citações quanto as mensagens subliminares, mudança na História (certos acontecimentos que passaram, que virão), catástrofes (e todas descritas com muita precisão) armadas, e até mesmo a vinda do anticristo está descrita lá... Existem muitas outras cartas reveladoras, de assustarem, do que passou e do que ainda virá. Existe um plano, e eles (elite secreta) estão fazendo esse plano acontecer há muito tempo... Falo aos muitos irmãos: vigiem queridos, fiquem alertas tal como as virgens prudentes de Mt 25, porque Jesus mesmo diz que se possível fora, até mesmo os escolhidos, os santos, se deixarão enganar. Observe o mundo, o que tem acontecido, pra onde ele está caminhando, e comece a perceber que de fato nada tem acontecido por acaso... Entretenimento, música, política, economia, religião... O inimigo tem agido em tudo, tudo, e as mentes de muitos tem assentido ao conformismo. Infelizmente. E não venha me dizer que isso é paranoia. Acorde!

  • izabeli said:  

    Ótima análise, ótima indicação de filme! Só não concordo com alguns pontos da conclusão. Enfim, parabéns Danizudo!

  • Gabriel Previato said:  

    Mais um filme que eu fiz um favor a Hollywood de assistir porque vi que tinha análise. Nem tanto favor assim porque não paguei para assistir, vi na net. Mas, enfim, acho que isso é o que menos importa pra elite, né?

    Bom, fora esse fato, tenho que admitir: a análise, assim como a dos outros filmes, está certíssima! É o que vem acontecendo com o cristianismo mesmo, ele está sendo tachado de louco e irracional. Quem alerta sobre conspiração, nossa, mais ainda! Vi que tinha uns símbolos no detetive, mas não tinha identificado quais, nem mesmo a estrela de Ishtar no pescoço. Só notei na análise. Bizarro! E toda a fleuma e sobriedade do detetive às vezes me irritava. Parece aquelas pessoas que aparentam ter explicações pra tudo e que só sabem usar a lógica, não tem intuição alguma. Imagino que seja assim que a elite oculta aja mesmo, aparentando ser sempre a dona da razão e da lógica. Sei de muita gente assim. Irrita. E, realmente, esse sistema que o policial está é que é o que realmente faz o controle mental e a "guerra contra Deus". Mas isso é velado, abafado, tal qual o livro que o próprio detetive encontrou. E ainda aparecem como os únicos "salvadores", os que "iluminam" (Illuminati)

    Quanto ao enredo do filme, só torço para que o pai tenha sido realmente salvo, rsrsrs. Não sei se ele ia mesmo torturar a velha ou se só ia buscar a filha. Mas, enfim, acho que ele ia torturar sim, pois essa era a tática (muito errada, diga-se de passagem) que ele usava para fazer o Alex falar. Aliás, querendo ou não, a intuição dele estava certa. Afinal, o Alex sabia onde estavam as meninas.

    E Danizudo, bota logo a parte 2 do Plano Mestre!

  • Isabella said:  

    Talissa, concordo com você. Sao não podemos esquecer que nasa foge do controle de Deus e no livro de apocalipse Deus jà nos diz o que precisamos saber sobre o fim dos tempos, não deixe que as coisas do mundo sejam seu guia, o diabo não deixa de ser mentiroso.... Tudo tem que condizir com a palavra. Deus te abençoe..!

  • vargens said:  

    Keller não estava errado, quem "sequestrou" a filha dele foi o Alex, a tia dele que quis ficar com as meninas; e todo o tempo de tortura Alex sabia onde elas estavam, e é compreensivel a atitude de keller! quem não faria qualquer coisa para salvar seu filho?

  • Ana Bella Pires said:  

    Concordo absolutamente com tudo o que disse!!

  • Anônimo said:  

    Não conheço muito sobre este assunto relacionado a organizações secretas mas há um pequeno problema no que disse, a idéia de existir um deus também é fruto de uma tentativa de controle, dado que as provas para o mesmo são insuficientes. Sendo claro, muito provavelmente, não afirmo, repito, muito provavelmente não existe um deus e que se ou se não existe faz um ótimo papel de controle de massas.

  • Anônimo said:  

    Realmente não conheço muito sobre maçonaria para dizer sobre isso, mas o modo de ação criticado por você do detetive Loki me soa cauteloso, analítico e comedido, que me parece que teria, em grande escala, resultados melhores do que se houvesse um uso maior de intuição, que, não sei em maçônicos, é mais usada por religiosos do que nós ateus e claro, na ciência (Modo científico). TUDO vêm da lógica, de alguma lógica usado por nosso cérebro, porém acontecem diferentes respostas e idéias fruto de uma análise de diferentes variáveis e de um diferente número de variáveis presentes no problema a ser resolvido. Abç

  • Gabriel Previato said:  

    Anônimo, concordo plenamente que há lógica em tudo. O problema é saber identificá-la e não seguir uma lógica equivocada. Muitas vezes nossa intuição é correta. Ela apenas ainda não foi estudada o suficiente pra se transformar em lógica. A intuição do Dave Keller não estava errada, pois Alex sabia onde estavam as meninas. A lógica do detetive Loki, embora correta, surgiu digamos que tarde demais. E não ajudou a quem mais precisava, pelo contrário, foi até prejudicial. Mas, mesmo assim, foi quem conquistou os louros de salvador. Não sei até que ponto a ciência seguida por ateus (e por cristãos como eu também) está 100% correta ou até que ponto há manipulação. É aí que entra a maçonaria, Illuminati e etc, tentando convencer as massas do que eles quiserem com a "lógica" que eles quiserem utilizar no momento mais conveniente.

  • JOSÉ HAMILTON GARRIDO VILCHES said:  

    Só há um nome que salva: "YHWH", O ETERNO e TODO PODEROSO.
    Não se iludam e caminhem de encontro a "VERDADE".

  • Anônimo said:  

    Parabéns pela excelente explanação sobre o filme. Realmente brilhante, esclarece todos os pontos obscuros do mesmo. Continue assim...

  • Mayara Stanguerlin said:  

    Esse filme chamou muito a minha a
    Só há uma coisa que ainda não entendo: quase no final do filme, quando Joy é encontrada, Keller e sua esposa vão até o hospital a fim de descobrir se ela sabe do paradeiro de Anna. Joy, ao acordar, se assusta ao ver Keller e diz "você esteve lá, colocou mordaças em nossas bocas". Keller, aparentemente surpreso, foge e logo o detetive Loki fica desconfiado.
    Apesar de tudo o que havia feito para tentar encontrar sua filha, Keller também se encontrava em um conflito interno, criado por ele mesmo, que o fez se tornar outra pessoa totalmente diferente do que ele costumava ser. Claro que, em vista de duas situações diferentes, o psicológico de Joy fora mais afetado, pois havia sido sequestrada e estava traumatizada. Mas qual o motivo de ela ter sentido medo de Keller ao revê-lo no hospital? Lembro-me que, nesta cena, ocorre um flashback, onde são vistas três cenas: as meninas fugindo de seu sequestrador; deitadas no chão do lugar feito como cativeiro; e o livro de labirintos que continha um bilhete escrito "conclua todos os labirintos e então poderá ir para casa". Como dito na análise acima, os labirintos eram interpretados como prisões localizadas na mente das vítimas. Será que Joy ainda sentia-se presa ao seu labirinto?

  • Ana Lucia Martins de Oliveira said:  

    Pelo que entendi a menina escutou Keller falar com a tia no dia em que ele foi na casa dela para saber algo sobre o labirinto que Alex falou.

  • Anônimo said:  

    Quando Keller foi na casa da tia do Alex saber se descobria algo sobre o labirinto, as meninas estavam na casa com fitas adesivas na boca.

  • Lela Marra said:  

    Assim como vi em alguns comentários também fiquei com a pulga atrás da orelha sobre a cena em que a menina está no hospital e a filha de Keller ainda não foi encontrada. Prestei muita atenção ao início do filme quando elas somem e fica claro no quarto de Anna um desenho feito no quadro negro de uma menina embaixo de um arco-iris! Pelo que já li e assisti em seu canal no youtube é uma sinal de quem já está em controle mental em andamento, correto? Ou seja, já sofreu algum tipo de abuso o que significa que já aconteceu antes do Dia de Ação de Graças que eles estão comemorando... E também acho importante analisar pq Anna tinha um apito? Para se proteger de algum molestador?

    O filme se chama Os Suspeitos no plural, o que pode indicar que a Sra.Holly Jones não fez tudo sozinha. Em inglês o nome fica como Prisoniers (Prisoneiros). E ao longo do filme vamos conhecendo vários deles: primeiro Alex prisioneiro de Keller; depois o cadáver embaixo da igreja; Bob prisioneiro de sua mente; as duas meninas e por último o próprio Keller.

    No flash em que Keller ou Joy tem no hospital, em que ela diz que ELE estava lá mostra as duas fugindo da casa e eu reparei que na cena de Joy escapando está chovendo, assim como ocorre só depois que eles saem pela rua para procurar pelas meninas desaparecidas.

    Não encontrei em nenhum lugar informação de que crianças que tenham sido molestadas podem ser tornar pedófilos ou fazer parte do mesmo esquema de tortura pelo qual passaram na infância, mas acho que Bob pode ser a pessoa que ajuda a Sra. Holly neste esquema, mais do que Alex que me parece realmente incapaz mentalmente. Bob visita a casa das duas meninas e entendo que seja para pegar um "troféu", uma lembrança para ele guardar das meninas, caracteristica de um pedófilo ou serial killer.

    Os simbolismos, exoterismo entre outras coisas ao redor do detetive Loki é extremamente evidente desde o inicio do filme quando ele lê o horóscopo chinês e pede um biscoito da sorte, mostrando que estão enraizados (através das suas tatuagens). Olhem o que o próprio ator disse sobre seu personagem: "um retrato verdadeiramente convincente, sutilmente em camadas de um homem encarregado do impossível e conduzido pelos demônios de seu próprio passado" (fonte Wikpédia) Como assim passado? Ah sim, após o suicídio de Bob na delegacia Loki começa apresentar tic nervoso, ou seja existe alguma camada obscura em Loki que não detectamos nos comentários aqui.

    E por fim quando Anna é levada pela mãe para visitar Loki em seu quarto ela está com um pijama de gatinho, outro simbolo que dá sinais em relação ao abuso sexual. Mais uma fez, ou antes do "sequestro" ou durante e pra ser durante não poderia vir de Alex que estava trancado na banheira por Keller


    E o que dizer de Keller? Confesso que desde o início parti do pressuposto de que ele era o suspeito e até cheguei achar que as meninas estariam mortas. Mas colocar aqui nos comentários que pai não faria com Alex o que ele fez? Eu não faria! Do mais entendo a crítica feita a Keller, um "cristão patriótico preparado para o apocalipse" não sendo específica ao cristianismo e sim ao "fanático religioso, que morreria por seu pais e esperando o fim do mundo". Isso pode ser falado também sobre alguns mulçumanos que são homens bombas e a outras religióes também. Toda a simbologia do filme é sobre a incoerencia cristã católica (inclusive colocando a figura de um padre como completamente o oposto que deveria ser (aliás o filme nao explica como aquele cadáver foi parar embaixo da igreja) se opondo a coerência racional maçonica. Ou seja, a questão é criticar a religião, seja qual for, e ter a maçonaria como a resposta para a verdade.

    No geral foi isso o que consegui analisar e devo assistir mais algumas vezes por que é um filme muito inteligente e voltar aqui para saber mais algumas opiniões. Mais uma vez parabéns pelo seu trabalho tanto aqui no blog como no youtube.

  • Anônimo said:  

    Afinal de contas keller foi salvo do buraco no final do filme pelo detetive ou não?

  • Anônimo said:  

    Afinal das contas keller foi salvo do buraco no final do filme pelo detetive ou não?

  • Iedo Barros de Oliveira said:  

    O que fiquei curioso nesse filme e não consegui matar a charada, foi sobre a soda, que ele tinha bastante armazenada, alguém consegue me explicar porque e pra que? não sei se perdi essa parte do filme. Sobre esse negocio de estocar alimento pra mim, isso teria que ser uma coisa normal e corriqueira na vida das pessoas.

  • Giuliano said:  

    a Joy disse:" você (keller) esteve la, colocaram mordaca na boca da ana." joy nao se assustou com ele mas sim com a lembranca do cativeiro. e keller drover obviamente deduziu que elas estavam na casa do alex e da tia

  • Melissa Almeida said:  

    A unica coisa que discordo é do detetive Loki ter salvado Keller no fim do filme, isso não fica claro, e eu entendi que o Loki foi embora, não ouviu o apito, o que de certa forma seria "justo" após tudo o que o Keller fez.

  • Lucas Justino said:  

    Em primeiro lugar Alex Jones(o da vida real) é uma fraude. Um catalizador de idiotas. O maior expoente do jogo mental dessas teorias conspiranóicas. O que o filme faz é apontar para esse fato que vocês, idiotas, não percebem. Em segundo lugar, a personagem Keller Dover é o típico matrixiano, criatura obtusa, dominada pelo medo(estoque...), hipócrita, fraco, inconsciente de si mesmo, cego por suas crenças ridículas, patriarcalista, um ser totalmente absorvido por conceitos fraudulentos, mentirosos e inexistentes como: a pátria, a família e a religião. Keller Dover não tem individualidade, ele é o produto de uma sociedade doente e profundamente ignorante. Tanto que, no filme, é mostrado como sendo escravo de suas crenças, criação, família, instinto...Sem nenhuma individualidade. A personagem Loki é o oposto. Livre de crenças, inteligente, individualizado e num grau avançado de INDIVIDUAÇÃO (ILUMINAÇÃO). Galera, me desculpe. Eu costumo deixar idiotas como vocês em paz, mas dessa vez, tive vontade de responder. Sabe o que mais me irrita em vocês idiotas, é a ilusão da inteligência. Vcs pensam que estão em alerta, mas não passam de macaquinhos depilados.

  • Unknown said:  

    Que final de merda....o agente ouve o apito mais o filme acaba. ......que merda

  • Unknown said:  

    Não acho que o esforço do pai da menina foi em vão não , foi por causa do sequestro de Alex que o polícia foi avisar na casa de sua tia e descobriu a garota lá . Se não tivesse acontecido o sequestro do Alex , provavelmente nunca descobririam nada .

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste site.