, , , ,

Grammy 2014: Ainda promovendo a Agenda Illuminati

terça-feira, 28 de janeiro de 2014 56 comentários

O Grammy Awards 2014 contou com um ritual de magia negra e bruxaria disfarçada na performance de Katy Perry. Surpreendido? Você não deveria estar. Isso vem acontecendo há anos. Nós vamos analisar a Agenda Illuminati sendo promovida no Grammy 2014.

O Grammy Awards deste ano, aparentemente, tinha algo para todos. Enquanto roqueiros da velha guarda podem ter gostado de ver Paul McCartney, Ringo Starr, Willie Nelson e Metallica tocando ao vivo, são os fantoches da indústria atuais que atingem os jovens. E são suas performances que estão cheias de simbolismo e mensagens. Ao contrário dos cantores mais antigos, as apresentações dadas por Beyoncé, Katy Perry, e até mesmo Mackelmore, não eram estritamente sobre música. Suas performances foram veículos para empurrar a Agenda Illuminati que os patrocina. 

Durante anos, estive afirmando que as cerimônias de prêmios de música são uma celebração do que a indústria Illuminati representa, visto que seu formato coreografado oferece à indústria a oportunidade de colocar no imaginário coletiva mensagens e simbolismos específicos. Após cada temporada de premiação, noto um número crescente de pessoas percebendo que algo está "off" com a indústria da música e que ela promove um conjunto específico de valores e atitudes. Está o público ficando mais sábio ou será apenas as coisas que estão se tornando óbvias demais para se ignorar? Seja o que for, o show levou pessoas como AJ McCarronex, ex-jogador de futebol americano, que jogou para a Universidade do Alabama, tuítar:

 É só eu ou algumas das performances do Grammy até agora
 parecem ser realmente demoníacas? Parece que há uma 
grande quantidade de mal no mundo.

Até mesmo  a E!Online tuítou durante o show: 

Hum, será que acabamos de testemunhar uma feitiçaria
 real durante a performance #Grammy de Katy Perry?

Beyoncé Representando Beta Kitten


 A premiação começou com Beyoncé cantando as palavras: 

Eu tenho bebido, eu tenho bebido
Fico imunda quando aquele licor entra em mim
Eu estive pensando, eu tenho pensado
Por que não posso manter meus dedos longe dele, baby?

A partir desse ponto, sabíamos que essa premiação provavelmente não seria "adequada para crianças". Vestida com uma roupa revelando uma boa parte de seu corpo, a performance de Beyoncé era tão sexual quanto a letra da música. Isso levou muitos pais a se queixar porque isso foi televisionado às 8h, enquanto as crianças (muitos das quais admiram Beyoncé) ainda estavam acordadas. Outros notaram que, se Miley Cyrus desse a mesma performance, provavelmente haveria uma revolução violenta agora mesmo.

A performance de Beyoncé era de fato uma representação exata do seu recém-lançado "álbum visual", que contém um monte de vídeos muito sugestivos. Depois de ver esse álbum, eu posso estimar com segurança que cerca de 80% das imagens consiste em close-ups de Beyoncé se tocando de um jeito sensual. Na verdade, neste álbum, Beyoncé parece desempenhar o papel de uma Beta Kitten que está programada para ser sexual o tempo todo (se você não sabe sobre a Programação Beta, leia este artigo). Alguns dos vídeos no álbum de Beyoncé contêm simbolismo de programação monarca. 

 Esta cena do vídeo "Partition" é uma verdadeira homenagem à programação 
Beta Kitten. Há duas Beyoncé (representando o desdobramento de personalidades);
 Elas estão atrás das grades (representando escravos MK ) e elas estão cobertas de
 estampas de animais (representando escravos Kitten em simbolismo Illuminati). 

A performance do Grammy de Beyoncé está, portanto, em consonância com o tema principal de seu "álbum visual" - a programação Beta Kitten. Televisionada no início da premiação, sua performance é ainda outro exemplo de como uma premiação expõe milhões de mentes jovens ao excesso de sexualização.

Katy Perry a Bruxa

A parte mais flagrante dos prêmios foi, sem dúvida, a performance de Katy Perry, que era tão flagrante que até fez muitos espectadores "não-conscientes" ficarem perturbados por suas conotações satânicas. A performance começou com um ditado de voz sinistra:

 "Ela lança magias de bolas de cristal. Invocando espíritos. Ela me coloca em transe". 

Dentro de uma bola de cristal, Katy Perry canta enquanto quatro figuras demoníacas com chifres sobem acima dela.

  Algumas das figuras sinistras têm chifres do tipo Baphomet. 

Katy então sai da bola de cristal e se movimenta com seus dançarinos, controlando-os remotamente  como se eles estivessem sob seu feitiço. 

Vendo a performance, rapidamente entendemos que a música
 não é sobre amor, mas sobre estar sob possessão oculta. 

O refrão da música reflete, basicamente, o que acontece com aqueles que aceitam pactos sombrios... não diferente da maioria das pessoas de sucesso na indústria do entretenimento que estavam na platéia.
 
 Então, você quer brincar com a magia,
 Cara, você deveria saber no que você está caindo
 Baby, você se atreve a fazer isso
 Porque eu estou indo para você como um cavalo escuro

Em seguida, Katy aparentemente invoca um cavalo negro - é uma referência ao cavalo negro do Apocalipse?

 A musculatura do cavalo escuro, a cor azulada e brilhantes
 olhos vermelhos são muito semelhantes a um outro cavalo: O 
"cavalo diabo" do Aeroporto Internacional de Denver.

 Este cavalo assustador está na frente do Aeroporto Internacional de
 Denver - um lugar cheio de simbolismo sobre a Nova Ordem Mundial. 
É o cavalo na performance de Katy uma referência ao "cavalo diabo"
 (que é como as pessoas em Denver o chamam) do aeroporto de Denver? 

Katy então dança ao redor e a sua vassoura se transforma em um poste de dança de stripper por um minuto. Para completar o ritual, seus dançarinos acendem um círculo de fogo ao seu redor. 

  Fogo em torno de Katy, enquanto as figuras com chifres a vigiam.

  A cruz vermelha brilhante no vestido de Perry é muito 
semelhante ao da cruz vermelha da Ordem dos Templários. 

Os Cavaleiros Templários eram uma sociedade secreta ocultista medieval que foi considerada a criadora da Maçonaria, os Illuminati da Baviera e os guardiões dos segredos do magia sexual praticada pela OTO de Crowley. Os Cavaleiros Templários foram processados ​​devido à sua suposta adoração a Baphomet e pela prática de bruxaria. Perry vestindo sua cruz está, portanto, muito apropriada. Essa cruz também representa a filosofia da elite oculta como um todo.

  A arte da capa do Dark Horse apresenta um Olho Que Tudo Vê na parte 
superior, sinalizando que isso é patrocinado pela elite ocultista. Além disso,
 o pássaro e a gaiola dão dica para os elementos ocultos 
de controle mental da canção.

Em suma, a performance de Katy Perry é a razão pela qual eu chamo a maioria das cerimônias de premiação de "mega- rituais". 

Promovendo "Malévola" 

Continuando na mesma linha exata da performance de magia negra de Perry, o Grammy foi usado ​​também para promover o mais recente filme da Disney "Malévola".

 O filme contará com Angelina Jolie como a
 bruxa má de A Bela Adormecida com chifres. 

O trailer mostrado na cerimônia contou com a canção "Once Upon a Dream", cantada por Lana Del Rey - outra figura de proa para a programação Beta Kitten (veja 98% de seus vídeos de música). Não ao contrário da maioria do Grammy, este filme da Disney parece estar destinado a jovens, mas não há tons sombrios escondidos nele. 

  No trailer, vemos Malévola, apelidada de "a senhorita de todo o mal", 
colocando uma maldição no bebê Aurora. Esta é uma boa imagem para 
representar o que a mídia de massa faz com a juventude.

 O trailer termina com Malévola dizendo: 

 "Não há mal neste mundo. Ódio. E Vingança... hahahahahah !" 

Seja o que você disser, esta mais uma produção Disney. 

O Culto na Igreja

Os prêmios, em seguida, tomou um rumo estranho quando Mackelmore executou sua canção pró-gay "Same Love". A performance apresentou 33 casais (um número simbólico Illuminati) sendo casados ​​por Queen Latifah. Logo depois, Madonna, a Grande Sacerdotisa da indústria da música sai para cantar para seus súditos.

  Segurando um cetro, símbolo de poder, Madonna dá suas
 bênçãos de Grande Sacerdotisa para o casamento em massa. 

A performance ocorreu em uma igreja falsa, com um coral gospel, no qual 33 casais foram casados ​​legalmente. Isso é essencialmente o que a indústria Illuminati está tentando fazer: tornar-se a nova religião das massas... completa, com mega- rituais televisionados.

 Conclusão 

Como de costume, o Grammy 2014 premiou os artistas que a indústria quis recompensar e promoveu as mensagens que os Illuminati queriam promover. Enquanto muitas performances eram simples e sóbrias, aquelas dadas pelos artistas mais influentes de hoje eram pesadas em mensagens e imagens. Da performance Beta Kitten de Beyoncé ao ritual de magia negra de Katy Perry, vimos mais uma vez que eventos importantes são quase sempre usados ​​para fazer lavagem cerebral na juventude e para dirigi-la a uma direção específica. Por que tudo é direcionado para doutrinar os jovens?

Como a canção de Ketty Perry diz: " Porque uma vez que você for meu... não há como voltar atrás."

Fonte: VC

Leia Mais
Grammy 2013: As apresentações de Taylor Swift, Carrie Underwood "Blown Away" e o Tributo ao Controle Mental
Whitney Houston e o Mega-Ritual do Grammy 2012 

 

,

O Significado Oculto do Filme "Coraline"

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014 200 comentários


"Coraline" é um filme de animação popular lançado em 2009. Embora o filme pareça estar sendo destinado a jovens, imagens de "Coraline" conta uma história oculta: A programação de um escravo de controle mental nas mãos de um manipulador sádico. Vamos entender o significado oculto do filme "Coraline".

Atenção : spoilers gigantescos à frente!

"Coraline" foi o primeiro filme de animação lançado pela Focus Pictures, a mesma empresa que mais tarde lançou "9", outro filme de animação com um significado subjacente sombrio (leia o artigo sobre ele aqui). No entanto, ao contrário de "9", "Coraline" recebeu ótimas críticas e elogios quase universais para a sua história e seus visuais. Parte do apelo do filme é seu enredo simples, "amigo da criança" e entrelaçado com imagens torcidas de profundidade psicológica. E, para aqueles que sabem sobre o simbolismo de controle mental, o filme vai ainda mais fundo: Ele simbolicamente retrata o processo de programação de um escravo de controle mental nas mãos de um manipulador (se você não tem ideia do que estou falando, leia este artigo sobre controle mental).

Na verdade, a primeira cena do filme é basicamente uma "introdução ao controle mental" de todo o processo. Ela mostra um par de mãos metálicas assustadoras transformando uma boneca velha em uma nova. Se examinarmos essa cena de perto, "com olhos para enxergar", ela simbolicamente (e assustadoramente) mostra como os escravos MK são pegos, traumatizados e programados por um manipulador representado durante todo o filme por uma mão metálica.

 As mãos assustadores de uma fluência invisível estão prestes a começar
 a trabalhar sobre esta boneca (o que representa um escravo MK).

 Suas roupas são removidas com uma tesoura (uma referência ao abuso?).

 Cabelos arrancados (uma forma de induzir trauma - tortura?).

 Olhos arrancados. Como você deve saber, lendo nossos posts, a remoção 
de olhos é o principal símbolo que representa a programação MK.

  A parte interior é retirada à força (que representa a
 remoção da persona principal do escravo?).

A boneca é então enchida pelo manipulador e feita para se parecer
 como Coraline. A criação da alter-persona está simbolicamente completa.

A primeira cena do filme resume o que vai acontecer durante todo o filme: A programação de uma jovem por um manipulador sádico. Antes de entrar nos detalhes do filme, vamos olhar para o seu enredo em geral.

O Enredo

Coraline é uma menina que se mudou para uma nova casa com seus pais. Ela está constantemente entediada e infeliz, e seus pais não lhe dão a atenção que ela quer. Ao explorar sua nova casa, Coraline descobre uma pequena porta que leva a uma versão alternativa de sua realidade onde seus pais são divertidos e atenciosos e onde tudo é mágico e maravilhoso. Neste sentido, o enredo de Coraline é semelhante a histórias como O Mágico de Oz, Alice no País das Maravilhas e Labirinto. Todos esses filmes, incluindo Coraline, seguem o mesmo modelo básico: 1) A protagonista é uma jovem que é curiosa, destemida, inventiva, e não tem medo de falar o que pensa, 2) Ela está entediada com sua vida e deseja se divertir e ter aventuras; 3) Ela magicamente entra em um mundo que é estranho, mas maravilhoso e 4) Ela fica "viciada" no mundo alternativo e não quer voltar para a realidade.

Por esta razão, essas histórias são utilizadas como ferramentas de programação em sessões reais de controle mental. Essas histórias incentivam os escravos que estão sendo torturados a escaparem do trauma por dissociarem da realidade e entrarem em uma realidade alternativa (programada pelo manipulador). Ao fazê-lo, o cérebro se "desliga" do corpo e a sensação de dor desaparece. Enquanto assistem a "O Mágico de Oz", os escravos são instruídos a "ir além do arco-íris" e enquanto assistem a "Alice no País das Maravilhas", eles devem "andar através do espelho". Coraline segue um roteiro semelhante visto que a protagonista passa por uma pequena porta para acessar a realidade alternativa "maravilhosa". Esse mundo é tudo o que deseja Coraline, mas há um pequeno problema: É um mundo falso, criado por um manipulador sádico para manipulá-la. Vamos olhar para a protagonista do filme.

Coraline

Coraline é dublada por Dakota Fanning, uma estrela-mirim (ela tinha cerca de 15 anos de idade quando trabalhou em "Coraline" ), que já apareceu em outros filmes com temas MK (veja meu artigo sobre O Amigo Oculto). A personagem parece ter um lado "mágico". No início do filme ela é mostrada  praticando a antiga atividade oculta de radiestesia ou "bruxaria d' água".

 Coraline procurando um segredo usando sua vara de radiestesia.
 Devido a isso, sua amiga Wybie vai chamá-la  de "bruxa d'água".

 Um bruxo d' água ou "dowser", redesenhado 
a partir de uma xilogravura do século XVI.

Durante todo o filme, a magia e coisas sobrenaturais acontecem ao seu redor. No entanto, mais tarde, descobrimos que essas coisas são armadilhas destinadas a levar Coraline ao seu manipulador. Todas essas cenas fazem alusão ao aspecto de "bruxaria" envolvida na programação MK.

Em um ponto, Wybie dá a Coraline um presente estranho: uma boneca que se parece com ela.

  Em simbolismo MK, bonecos representam a alter-persona do
 escravo. Coraline vai chamar essa boneca de "A Pequena Eu".
 
Coraline leva essa boneca a todos os lugares que ela vai. No entanto, às vezes, a boneca parece atrair Coraline a lugares onde o manipulador quer que ela vá: O mundo alternativo ou, em termos MK, a dissociação.

  Coraline encontra uma pequena porta trancada na casa dela. 
Quando sua mãe a desbloqueia, a porta leva a lugar nenhum.

  No entanto, à noite, Coraline é "magicamente" levada de volta para 
a porta e ela descobre que a porta conduz a uma realidade alternativa.

 O Outro Mundo 

Quando Coraline atravessa a porta, ela entra de novo em sua casa - mas tudo está um pouco diferente.

  Coraline descobre que sua "outra mãe" é mais receptiva, mais atenta e uma
melhor cozinheira do que sua mãe verdadeira. Além disso, ela tem botões no lugar 
dos olhos. O simbolismo de botões no lugar dos olhos é extremamente importante 
neste filme, pois ele mostra que os personagens do mundo alternativo são 
bonecos fabricados pelo manipulador. Mais tarde é revelado
 que sua outra mãe é o manipulador disfarçado.

Tudo no Outro Mundo é feito sob medida para encantar Coraline e para atender suas necessidades (que são as necessidades de todas as crianças): Receber a atenção dos pais, divertir-se e descobrir coisas maravilhosas. Por isso, o manipulador sabe exatamente quais "botões apertar" para obter uma resposta positiva de Coraline. Sabendo que Coraline está chateada com a comida nojenta de seus pais verdadeiros, a outra mãe projeta a vista dócil e reconfortante de uma mãe preparando uma refeição cozinhada em casa para sua família.

 No Outro Mundo, o pai de Coraline cria um jardim inteiro que se
 parece com o rosto dela, quando visto de cima. Esta é outra maneira de 
conquistar Coraline, tocando na necessidade das crianças de ser o centro
 do mundo. Tudo é feito especialmente para ela e tudo é feito para
 fazê-la se sentir especial.

Como esperado, Coraline percebe que ela gosta mais do Outro Mundo. Mas as coisas ficam assustadoras muito rapidamente. Embora, no início, o filme seja do jeito que as crianças gostam, ele então se transforma de uma forma que assusta as crianças (muitos pais relataram que o filme, aparentemente infantil, aterrorizou seus filhos e lhes causou pesadelos).
 
A outra mãe pede a Coraline para ficar com ela para sempre. Para isso, no entanto, Coraline deve deixar a outra mãe costurar botões sobre os olhos.

 Os outros pais de Coraline propondo-lhe costurar botões no rosto. Observe 
os dois chifres de "baphomet" sobre sua cabeça. Eles estão destacados por uma 
luz para enfatizar a magia negra/ocultismo do processo de transformação MK
 acontecendo no mundo alternativo. Essas cabeças com chifres 
não estão lá na cozinha do mundo real.

Os outros pais ameaçadoramente chamam Coraline de "nossa bonequinha" e dizem-lhe que "em breve ela vai ver as coisas do jeito deles." Botões de costura sobre os olhos significam que ela iria se tornar permanentemente fantoche do manipulador, que iria, então, como diz o filme, "devorar sua alma". Em termos MK, ela iria perder o controle de sua persona núcleo por ficar presa no mundo dissociativo criado por seu manipulador (o equivalente a devorar sua alma).

O conceito de olhos (e a sua falta) é extremamente importante nesse filme, tal como é em  simbolismo de programação MK real. Enquanto a elite ocultista representa a si mesmo com o Olho Que Tudo Vê, o Controle Mental é representado através da remoção de olhos - fazendo com que o escravo perca a visão da realidade.

 Um cartaz assustador do filme com um Olho Que Tudo Vê dentro de um triângulo.
 
Quando Coraline recusa o negócio do botão, a outra mãe fica com raiva e vemos sua verdadeira forma .

  A ilusão do Outro Mundo é quebrada. Coraline vê a verdadeira forma 
da outra mãe, uma monstruosidade de aranha esquelética. Quando os
 escravos MK cedem a dissociação, o "alívio" que foi provocado 
a princípio rapidamente se transforma em um pesadelo.

 Coraline é então trancada em um quarto onde ela encontra os fantasmas de 
outras crianças que se tornaram escravas do manipulador. Nesta cena, os 
fantasmas estão escondendo um olho, enquanto pedem a Coraline para
 encontrar seus olhos, a única maneira de suas almas serem libertas.

 Para encontrar os olhos ausentes das crianças fantasmas, Coraline deve 
usar uma ferramenta simbólica: um triângulo com um buraco no meio. 
É isso um "olá" para o triângulo com o Olho que Tudo Vê dentro?

Os três fantasmas chamam a outra mãe de "Beldam", que significa "velha feia, mal-encarada". A palavra também se assemelha ao termo Grande Dame, o título dado a mulheres importantes no sistema de controle mental Illuminati.


 "Um Grande Dame Illuminati irá ajudar os programadores garantir que o script seja dado à criança e que um surto psicótico não ocorra, fazendo com que a vítima perca a sua mente."

 - Fritz Springmeier , The Illuminati Formula to Create a Total Mind Control Slave
 

Não por coincidência, Beldam em "Coraline", basicamente, faz o papel de uma Grande Dame em programação de controle mental.


 "É necessário um vínculo amoroso estreito entre a criança e o abusador inicial para que uma divisão nítida seja criada quando o trauma inicial de divisão da mente for realizado. A divisão nítida ocorre quando a criança é confrontada com dois pontos de vista opostos inconciliáveis ​​de alguém que é importante para eles. A criança não pode conciliar as duas visões extremamente opostas de uma mesma pessoa, sendo um cuidador amável, e o outro é o pior tipo de agressor. A pessoa que a criança confiava mais é a pessoa que a criança mais teme. Alguns terapeutas profissionais têm  percebido que essa é a forma como o núcleo está dividido."

 - Ibid.
 

Em controle mental monarca, o Grande Dame é uma das três pessoas que auxiliam na programação de jovens escravos. Como em "Coraline", o Grande Dame é mais ou menos a figura da mãe.


 "Enquanto uma criança dos Illuminati progride durante sua programação, três pessoas fazem supervisão sobre sua programação: a sua Grande Mãe, seu Grande Dame, e o programador".

 - Ibid.
 

Durante todo o filme, Coraline é dita que há "apenas uma chave" que pode abrir e fechar a porta para o mundo alternativo - e Beldam a quer desesperadamente. Essa chave representa o acesso à psique de Coraline. Ou Coraline tem o controle da mesma ou Beldam fará isso. Por esta razão, há "apenas uma chave".

Em sua busca pela liberdade, Coraline não está sozinha. Ela é ajudada por um personagem estranho.

O Gato Preto

 Um gato preto sem nome torna-se guia e mentor de Coraline ao longo de sua jornada.
 
O gato preto apareceu pela primeira vez para Coraline enquanto ela estava na "bruxaria d'água" no início do filme. No folclore europeu, os gatos pretos eram considerados bruxos "familiares" - espíritos que os ajudam e protegem enquanto eles realizam seu trabalho mágico. Em "Coraline", o gato preto, basicamente, desempenha o mesmo papel e torna-se vital para o seu sucesso.

Embora o gato apareça a Coraline no mundo real, ele também aparece no outro mundo - e sem botões em seus olhos. Além disso, quando no outro mundo, o gato pode falar com ela. O gato também parece saber muito sobre Beldam e o mundo que ela criou.

 Nesta cena , o gato preto mostra a Coraline como o Outro Mundo é uma
 construção falsa criada por Beldam para atrair Coraline. Em termos MK,
 o gato preto está mostrando Coraline os confins do mundo dissociativo.

 Nesta cena , o Gato Preto leva Coraline de volta ao portal 
para o outro mundo, fazendo-a dissociar novamente.

Então, está o gato preto ajudando ou manipulando Coraline? O final do filme pode dar uma resposta.

Depois de alguma aventura, Coraline salva os fantasmas, encontrando seus olhos e destruindo o mundo construído de Beldam. Ela, então, joga a chave para o outro mundo (o que representa sua psique) no fundo do poço mágico que ela encontrou enquanto era bruxa d'água. Coraline então alegremente volta para seu mundo real e tenta fazer o melhor de sua vida. Sua família organiza uma festa em seu jardim - o mesmo jardim que foi feito para se parecer com Coraline no Outro Mundo. À medida que a câmera se afasta do jardim, os espectadores atentos podem perceber algo estranho.

 O jardim está no formato do rosto de Beldam.
 
Embora muitos espectadores provavelmente não tenham percebido esse petisco quase subliminar, ele tem um significado pesado. Ele representa Beldam marcando Coraline para sempre - mesmo que ela tenha sido aparentemente derrotada.

Na verdade, foi Beldam realmente derrotada? Foi Coraline realmente manipulada pelo gato? Jogar a chave para a sua psique naquele poço foi uma boa jogada? Pode Beldam agora trazer Coraline de volta para seu mundo toda vez que ela precisar? Como em outros filmes de temas MK (como "Labirinto"), embora a cena final do filme pareça ser uma celebração, esta é amortecida por pequenos detalhes assustadores que sugerem que tudo pode não está "muito bem".

 O filme termina com o gato preto magicamente desaparecendo atrás de um poste.

Será que o gato magicamente desapareceu porque o seu trabalho como um guia está completo? Ou o seu trabalho como programador está completo? Não está claro.

 Conclusão

Embora, à primeira vista, "Coraline" pareça ser um conto de advertência sobre apreciar o que você tem e não ir atrás de coisas que são boas demais para ser verdade, imagens escuras e torcidas do filme sugerem conceitos mais profundos. Como comprovado pelo número de imagens utilizadas neste artigo, o filme contém uma riqueza de símbolos sutis que contam sua própria história, que está atado com o ocultismo e o processo sombrio do controle mental monarca.

O filme todo é baseado no simbolismo de uma mão ameaçadora (que representa o manipulador) manipulando uma jovem, atraindo-a para um mundo criado para apelar a sua psique. Quando Coraline escapa (dissocia) para o outro mundo, o conceito de botões substituindo olhos representa a natureza ilusória desse mundo e a cegueira daqueles que estão presos nele. No final, Coraline parece derrotar seu inimigo, mas, como o simbolismo sutil sugere, ela poderia simplesmente ter feito exatamente o que se esperava dela o tempo todo.

Esse filme, que tem um visual baseado na sensação reconfortante de artes e ofícios, no entanto, faz alusão ao controle mental, a prática mais sádica conhecido pelo homem. Em suma, é o engano no seu melhor. Como é o caso de muitos outros trabalhos da mídia de massa, o significado oculto de "Coraline" só pode ser entendido por aqueles que têm "olhos para ver". Infelizmente, a maioria das pessoas ainda tem botões.

Fonte: VC

Leia Mais
A Interpretação Esotérica do Filme "9": Anunciando a Era de Hórus
Filme "Vida de Inseto" e o Pensamento da Elite

,

Atentado em Boston: Tamerlan Tsarnaev alega que foi Vítima de Controle Mental

terça-feira, 14 de janeiro de 2014 8 comentários

Toda vez que eu reflito sobre os atentados de Boston e os acontecimentos que os rodeiam, a história dos supostos terroristas e a forma como as informações foram mostradas, as coisas não fazem sentido. Tudo está envolto em mistério. Os irmãos Tsarnaev pareciam ser "americanizados" demais para odiar a América. A forma como os dois irmãos se mudaram ainda não está clara, todo mundo que conhecia os irmãos não acreditam na história oficial, a lei marcial imposta em Boston foi excessiva e as buscas domiciliárias aleatórias pelos militares dos EUA foram perturbadoras.

Um artigo recente no Boston Globe agora acrescenta mais uma peça estranha ao enigma: O irmão mais velho, Tarmelan Tsarnaev, estava convencido de que ele era uma vítima de controle mental. O artigo afirma:


"Ele acreditava no majestoso controle mental, que é uma maneira de fragmentar a psique de uma pessoa e criar uma alter-persona com a qual eles devem coexistir", explicou Larking. "Você pode fazer um sinal, uma frase ou um gesto e trazer para fora essa alter-persona e fazer com que ela faça certas coisas. Tamerlan achou que alguém poderia ter feito isso com ele."

"A pessoa dentro dele, como Tamerlan descreveu a Larking, era alguém que queria controlá-lo para fazê-lo fazer alguma coisa."
 

Enquanto fontes de notícias apontam para a esquizofrenia, os sintomas descritos nos artigos de notícias podem ser aplicados a uma vítima de controle mental com uma alter-persona que tem um gatilho capaz de acioná-la a fazer qualquer coisa.


Tamerlan Tsarnaev ouviu pela primeira vez uma voz quando ele era jovem. 

Ela veio a ele em momentos inesperados, um desconexo interno que só ele podia ouvir. Alarmado, ele confidenciou a sua mãe e disse que se sentia como se houvesse duas pessoas dentro dele.

Quando ficou mais velho, a voz tornou-se mais autoritária, o seu lance mais insistente. Tamerlan confidenciou a um amigo próximo que a voz começou a dar ordens e exigir-lhe a prática de determinados atos, embora ele nunca dissesse a seu amigo especificamente o que esses atos eram. 

"Ele estava dividido entre essas duas pessoas", disse Donald Larking, 67, que participou da mesquita com Tamerlan por quase dois anos. "Ele disse isso várias vezes. E ele não gostava." 
 

A verdade sobre Tamerlan provavelmente nunca será conhecida visto que ele foi morto a tiros pela polícia. A sequência de eventos que levaram ao tiroteio ainda está envolta em muita confusão, e elementos-chave dos relatos oficiais da história contradizem os de testemunhas oculares.

E Ibragim Todashev? 


Outro fato extremamente preocupante relacionado com os atentados de Boston é o destino de Ibragim Todashev, um homem de 27 anos que foi morto a tiros por agentes do FBI ao ser questionado sobre os atentados. Os eventos que levaram ao tiroteio ainda não estão claros. Por este motivo, em 31 de dezembro de 2013, o pai de Ibragim escreveu uma carta aberta a Obama, a fim de finalmente obter algumas respostas.


Abdülbaki Todashev diz em sua carta que o filho Ibragim Todashev, 27, conhecia o suspeito morto Tamerlan Tsarnaev através do boxe, mas não tinha conexão com o bombardeio ou qualquer outro crime. Ele diz que seu filho foi voluntariamente a um escritório do FBI em Orlando para falar com os agentes da FBI quatro vezes antes de aparecer em seu apartamento 22 de maio.

O advogado Barry Cohen disse na segunda-feira que o mais velho Todashev teme uma ocultação de informações e está escrevendo a Obama de um pai para o outro para se certificar de que isso não aconteça. Ele está pedindo Obama para garantir que as autoridades não interfiram na investigação. (...) 

Ele disse que seu filho era um filho amoroso, que veio para a América em 2008, para praticar o Inglês e se uniu a Tamerlan Tsarnaev e Dzhokhar Tsarnaev na academia quando morava em Massachusetts.

Todashev diz a revista que a FBI "deliberadamente" matou seu filho para que "ele nunca pudesse falar e nunca participar de audiências judiciais" e afirma que a FBI pressionou amigos de seu filho também para impedi-los de falar a verdade.

Ibragim Todashev morreu em maio quando agentes da FBI, questionando-o sobre sua amizade com Tsarnaev, alegaram que ele teria avançado contra um agente com uma faca.

 - News.com.au 


Por que esse homem, que voluntariamente colaborou com a FBI e que vivia a centenas de quilômetros dos atentados, foi morto? Enquanto autoridades afirmam que ele atacou um agente com uma faca ao ser questionado, isso poderia facilmente ser uma história inventada para justificar essa morte.

Como muitos outros eventos "patrocinadas pela elite", tudo o que rodeia os atentados de Boston é vago, incerto e confuso. E essa é a melhor maneira de identificar uma "queima de arquivos".

Fonte: VC

Leia Mais
Maratona de Boston: Atentado Acontece no Mesmo Dia de um Treinamento Anti-bombas
Fim de Abril: Época de Sacrifício Humano 
 

,

Templo Satânico pretende construir Estátua de Baphomet no Capitólio do Estado de Oklahoma

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014 24 comentários

 Representação da suposta estátua.

O Templo Satânico, uma organização sediada em Nova York, revelou projetos para uma estátua de sete metros de altura do Baphomet para ser colocado no Capitólio do estado de Oklahoma. A estátua apresenta Baphomet sentado em um trono adornado com um pentagrama invertido ladeado por duas crianças sorridentes. (Talvez eu deva salientar que o caduceus emergindo do colo de Baphomet também representa um falo ereto, o que faz toda essa situação envolvendo crianças uma coisa muito inapropriada).

 De acordo com o porta-voz do Templo:


"O monumento foi projetado para refletir os pontos de vista de satanistas em Oklahoma City e além. A estátua também terá um propósito funcional como uma cadeira, onde as pessoas de todas as idades possam se sentar no colo de Satanás em busca de inspiração e contemplação".

 - CBS New York, NY


O Templo Satânico afirmou ter levantado os fundos necessários para a construção da estátua e está agora à procura de aprovação do Legislativo de Oklahoma.

Com toda a honestidade, eu não acredito que essa estátua vai ser aprovada algum dia, principalmente porque as autoridades não querem lidar com o clamor público. Eu também não acredito que o Templo Satânico espera que seu projeto seja aprovado. É provavelmente um golpe de publicidade e uma forma de protestar contra a colocação de um monumento de financiamento privado dos 10 Mandamentos, em 2012, no Capitólio do Estado.

Se olharmos mais de perto esse monumento dos Dez Mandamentos, pode-se entender por que ele foi aprovado e por que ele está de pé no Capitólio do estado hoje.

 Os Mandamentos são coroados pelo Olho Que Tudo
 Vê dentro de um triângulo, símbolo da elite oculta. 

Fato estranho : O monumento contém dois erros ortográficos gritantes.


De qualquer forma, Baphomet é a principal figura que representa as crenças da elite oculta e tem sido há séculos. Eu não tenho dúvida de que, por trás de portas fechadas, as pessoas poderosas adorariam ver esse monumento colocado no Capitólio do estado. Enquanto uma estátua de Baphomet sentado ao lado de crianças com uma ereção simbólica pode parecer uma aberração horrível para a maioria, provavelmente, é a representação mais honesta do que a elite oculta verdadeiramente representa.

Fonte: VC

Leia Mais
A Iniciação Oculta de Taylor Swift no Brit Awards 2013 
O Cartão de Natal Kardashian 2013: Um Tributo à Indústria do Entretenimento Illuminati


, , ,

O Plano Mestre - Parte 1 - Os Mistérios do Mundo Antigo

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014 103 comentários

"O Plano Mestre" é a tão esperada nova série do canal e blog Knowledge is Power. Em nossa opinião, estes serão os vídeos mais importantes e significativos que teremos postado. Sempre quis postar sobre esses assuntos desde o início deste trabalho, mas nunca tive tempo o suficiente para pesquisar mais. Esta série abordará a religião por uma nova perspectiva e mostrará as raízes dos pensamentos, ideologias e costumes contemporâneos. Será que tudo é verdade mesmo? Como posso saber? Como tudo surgiu? Abordaremos, ainda, o conceito de "verdade" percorrerendo pela história para mostrar aquilo que foi registrado, mas as religiões não quiseram mostrar e, até hoje, ainda existe resistência para tratar desses assuntos. Será que a verdade é exatamente o que contam para nós ou ela está um pouco mais distante? Como posso saber que algo é real se minha percepção é limitada? Deuses antigos, lendas, mitos, alienígenas...o que há de verdade nisso tudo? Igrejas, templos e religiões diversas...por que existem tantos no mundo? Quem está certo...ou será que existe o certo? Será uma longa viagem com muitas informações e muitos questionamentos, farei o máximo para ser ligeiro com as postagens. No final, muitos irão rever seus conceitos e finalmente entenderão que o sistema no qual vivemos é parte de uma grande plano mestre para alimentar uma ilusão. Para aqueles que acham que já sabem tudo, a verdade pode estar um pouco mais além.