Nicole Scherzinger - "Para fazer sucesso você realmente tem que vender sua alma ao diabo"

sábado, 16 de março de 2013 Leave a Comment

Em uma recente entrevista para o The Independent, Nicole Scherzinger - a ex-vocalista do grupo Pussycat Dolls - discutiu sobre a indústria da música e o que é realmente necessário para conseguir sucesso ali. Segundo ela, as estrelas pop femininas que são "as queridinhas da indústria" devem obedecer ordens, esquecer seus valores e aceitar sua malícia. Em suma, elas devem estar dispostas a ser participantes da Agenda da elite. Nas palavras de Nicole: "Para fazer sucesso, você realmente tem que vender sua alma ao diabo". Essa frase é frequentemente usada por celebridades que discutem a indústria (veja a série A Indústria da Música Exposta) e seu significado pode ser muito mais literal do que a maioria possa esperar. Na verdade, fazer sucesso na indústria não implica apenas fazer coisas que você não tem vontade de fazer, mas também implica ir contra a moral e os valores próprios pelos quais você cresceu. Ainda pior, implica submeter-se às forças das trevas que regem a indústria e todos os sacrifícios espirituais que vêm com elas. 

Nicole começou sua carreira de cantora como parte de uma banda " gótica acústica" chamada Days of the New, que era sobre arte e música. O sucesso real, no entanto, apenas surgiu quando ela se juntou às "Pussycat Dolls", um grupo que era o oposto total de Days of the New. Era de fato um grupo fabricado por uma gravadora, projetado para usar o sexo a fim de vender cativantes melodias pop. Nicole aparentemente não gostou do conceito do grupo Pussycat Dolls, mas se juntou a ele mesmo assim, afirmando que "não teve escolha".


 "Minha primeira reação, quando fui convidada para participar era: de jeito nenhum! Eu venho de uma sólida formação religiosa, e tive uma educação muito conservadora. Então, eu estava nervosa e confusa. Estava querendo ser uma Whitney Houston, então por que eu tinha que ficar vestida em lingerie para fazer isso? Eu não entendia." 
 

 Quando perguntada sobre as "canções sensuais" que ela canta, Nicole respondeu:


 "Com esse tipo de música, eu não sinto que tenho que me justificar para alguém. Eu venho de uma família muito religiosa - meu avô é um sacerdote - e se eles me apóiam em tudo isso, e eles realmente apoiam, então eu estou bem. Eu só estou sendo atrevida e elegante, estou me divertindo. Eu não estou vindo de um lugar escuro."
 

Nicole, no entanto, está consciente de que ela, provavelmente, não está fazendo o suficiente para se tornar uma cantora pop de muito sucesso na indústria.


 "Para ser honesta com você, às vezes eu acho que deveria usar mais sacanagem. Eu provavelmente estaria muito mais bem sucedida se eu fizesse isso. Essa é uma indústria tão difícil, você sabe. Para fazer sucesso, você realmente tem que vender sua alma ao diabo."


Quando perguntada se ela vendeu sua alma ao diabo: 


 "Não, eu não vendi. Isso é provavelmente a razão pela qual eu não alcancei o topo de minha montanha. Isto é, onde está o meu prêmio Tony, o meu Grammy, o meu Oscar? Será por isso que eu ainda não tenho nenhuma dessas coisas?"
 

A partir de uma jovem cantora ingênua sonhando em se tornar grande, Nicole Scherzinger está, aparentemente, transformando-se em uma outra estrela pop, descontente, que está lentamente aprendendo a verdade sobre a indústria da música.

Assista à versão em vídeo:


Fonte: VC

22 comentários »

  • João Pedro said:  

    Mas ela usa muitos simbolismos, isso se pode ver no clipe Poison

  • Roberta Efron said:  

    Muito bom. mas ela faz muito sucesso, me poupe Nicole !

  • Rafael said:  

    O atual single da Nicole, "Boomerang", alcançou essa semana o primeiro lugar das paradas no Reino Unido, porém nos EUA ainda nem deu sinal de existência.

  • Natalia said:  

    O que adinata vender a alma para o inimigo... Se a pessoa ficam triste por dentro? Todos nós temos escolhas... Prefiro ficar com Jesus como meu unico Senhor e Salvador, com Ele sou livre e feliz!!!

  • sara said:  

    sabe eu vou mais além ela se é que eu posso falar assim vendeu a "alma ou diabo" e digo mais ela tá insatisfeita por não ter ao menos um grammy por isso e esse dialogo que ela fez ai só me faz entender que ela venderia de novo pra ter o tonny, o grammy ou oscar sabe ela vai fazer acho que um novo contrato sim é só aparecer a oportunidade.Bom poster como sempre e danizudo se não for pedir muito eu não vi nada seu sobre J.L ou Jenifer Lopez e tava vendo esse vídeo dela DANCE AGAIN (FEAT. PITBULL) - Jennifer Lopez, e é muito sinistro tem muita coisa errada se não for pedir muito e você puder dar uma olhada obrigada.

  • sara said:  

    sabe eu vou mais além ela se é que eu posso falar assim vendeu a "alma ou diabo" e digo mais ela tá insatisfeita por não ter ao menos um grammy por isso e esse dialogo que ela fez ai só me faz entender que ela venderia de novo pra ter o tonny, o grammy ou oscar sabe ela vai fazer acho que um novo contrato sim é só aparecer a oportunidade.Bom poster como sempre e danizudo se não for pedir muito eu não vi nada seu sobre J.L ou Jenifer Lopez e tava vendo esse vídeo dela DANCE AGAIN (FEAT. PITBULL) - Jennifer Lopez, e é muito sinistro tem muita coisa errada se não for pedir muito e você puder dar uma olhada obrigada.

  • phil said:  

    UAU..SÓ POSSO DIZER ISSO RS...

  • Gaga is my life said:  

    então provavelmente ela não vendeu a dela, pq ela não faz sucesso algum hahhahaha #JustKidding

  • Maylah Amorim said:  

    Gostei ela deu a opinião dela e concordo com muitas das coisas que ela falou *

  • Daniel Romero said:  

    Parabéns pela postagem !

  • Douglas Lage said:  

    Eu tinha visto esta entrevista e tinha na hora pensado em ver ela aqui. Mas Nicole, ela é tão apelativa quanto qualquer outra artista que ela mesma cita, as letras são tão fortemente sexuais quanto as de outras, clipes com os mesmo simbolismos que se vê em outros lugares, não muda nada. O motivo de não ter o sucesso, grammys e o que for, é bem mais simples : Suas músicas não tem nada demais.

  • Rebecca Rodrigues said:  

    Oi, Dani! Venho acompanhando seu blog desde 2011, mas nunca comentei...sei que isso não tem nada a ver com a matéria, mas queria perguntar uma coisa: escravos monarcas tem consciência de que são escravos? Eles tem alguma lembrança, por mais remota que seja, de que foram torturados?
    Estou perguntando porque tem muitas músicas que parecem contar sobre essa tortura de forma explícita, como "Brick by Boring Brick" do Paramore (da qual você já falou aqui), "Under the Water" do The Pretty Reckless, e "Haunted" e "Imaginary" do Evanescence.
    Isso vem me perturbando faz um tempo...por favor, responda! E se possível, escute as músicas! Beijos :*

  • Rebecca Rodrigues said:  

    Oi, Dani! Venho acompanhando seu blog desde 2011, mas nunca comentei...sei que isso não tem nada a ver com a matéria, mas queria perguntar uma coisa: escravos monarcas tem consciência de que são escravos? Eles tem alguma lembrança, por mais remota que seja, de que foram torturados?
    Estou perguntando porque tem muitas músicas que parecem contar sobre essa tortura de forma explícita, como "Brick by Boring Brick" do Paramore (da qual você já falou aqui), "Under the Water" do The Pretty Reckless, e "Haunted" e "Imaginary" do Evanescence.
    Isso vem me perturbando faz um tempo...por favor, responda! E se possível, escute as músicas! Beijos :*

  • José Aroldo said:  

    Sim,os videoclipes dela tem simbologias por que faz parte da indústria introduzir isto para as pessoas acharem normal,não significando que ela
    está inserida no meio da "elite".Creio que isso seja algo "obrigatório" para todo (ou parcialmente todo) artista pop para alavancar a música/carreira.Mas como foi citado no texto do site: " fazer sucesso na indústria não implica apenas fazer coisas que você não tem vontade de fazer, mas também implica ir contra a moral e os valores próprios pelos quais você cresceu."
    Ou seja,eles são submetidos a isso! É uma indústria muito traiçoeira,pois eles atraem os jovens de talento propondo um mundo de "ilusões" e no final,não é nada disso que acontece.Ela me parece ser um típico caso de artista insatisfeito por que nada do que foi prometido não esta sendo cumprida!

  • kamilla A. said:  

    Pera,só um pequeno erro detectado,Nicole não fez parte da banda days of the new,mas a entrevista é veridica

  • Brian said:  

    Tenho dó da Nicole, da Gaga, da Katy, da Rihanna, da Britney, da Nicki, Da Kesha, da Taylor, só isso que eu tenho e sinto: Dó delas que venderam a própria alma por fama, sucesso e dinheiro !!!

  • kaw williams said:  

    eu acredito que muitos artistas que tem os seus clipes, apresentações, fotos em revistas, recheados de simbolismos satânicos são obrigados a fazer isso ... eu vi a entrevista de um artista que disse que quando ele era do mundo, ele próprio não tinha relação alguma como tudo isso só que o seu empresário dava sinais de estar envolvido....

  • Burt Gummer said:  

    sinceramente acredito que não existe essa coisa de diabo e deus, esses illuminati são uns trouxas rsrsrs

  • Miguel Fernand said:  

    Nem sabia desse Days of The New, fiquei sabendo agora. Oficialmente, ela esteve no Eden's Crush, grupo pop com pegada sensual formado pelo Popstars, do canal CW, em 2001. O Pussycat Dolls já existia muito antes como um grupo burlesco com várias outras integrantes, só depois se transformando num grupo musical e entrando pra indústria da música. Nicole já fazia parte dele, e sabendo que este não era vendido pela mídia, por favor, ela não foi obrigada a cantar de lingerie em cima de um palco. Saber melhor do que tá falando, gente!

  • blog said:  

    Deus, quando está com alguém, ninguem toca cara. Os propósitos de Deus são imutáveis. Essa galera gospel como o talles roberto que tem um livro escrito "olha o que ele fez comigo" tampando um olho estão só se iludindo. Não tenho medo porque tenho fé. Quem tem fé não tem medo. Se tem medo, não tem fé. Só isso. Jônatas.

  • Wellington said:  

    A antiga ex melhor amiga de Lady gaga, a Lady Starlight, fala a mesma coisa, que pra chegar lá deve-se vender a alma pro diabo, mas ela n fala isso de modo literal e sim bem claro, que é um processo...

    Procura por Lay Starlight Interview no youtube, é uma travesti que está entrevistando ela, ela praticamente condena a amiga

  • Andrea said:  

    Conversinha de quem não tem talento e precisou de ajuda (de pessoas ou seres de outro mundo) e pagou alto preço pra conseguir sucesso. Pode ver pela maioria que vem com esse papo realmente está entregue a fazer qualquer coisa, ou seja, a verdadeira resposta é: dei até o furico pra estar aqui, ponto. Madonna pra mim sempre foi exemplo disso, ela ja deve ter feito muita coisa(feia) pra conseguir onde está agora...

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste site.