Imagens Simbólicas (abril/12)

domingo, 29 de abril de 2012 25 comentários

A nova turnê de Lady Gaga - Born This Way Ball - contou com figurinos que  fazem alusão a...

...Baphomet?

Adam Lambert e sua tatuagem de Olho de hórus, no pulso.

David Beckham e o pentagrama satânico em sua camiseta.

Emma Watson para a revista Elle...mais simbolismo.


Emma gosta de sinal

Matthew Bellamy, vocalista da banda Muse, coloca o sinal do triângulo na frente do olho
 ao cantar "Eles não nos controlarão" da música "Uprising" no Grammy 2011.

 Se 'Muse' são marionetes ou não apenas o tempo pode dizer...

O show da banda Muse conta com vários 'olhos' espalhados pela plateia e no telão do palco.

 Propaganda da Chanel.

Anúncio da Vivo na Internet...que muitos perceberam.

Milla Jovovich, atriz e cantora ucraniana.

Capa de um álbum antigo do cantor brasileiro Gilberto Gil, com teor simbólico muito forte.

Um seguidor do blog flagrou essa camiseta simbólica em uma rede de lojas famosa no Brasil.

Cena do filme "A Fera", uma forma bastante peculiar de estampar o Olho de Hórus (mão direita).

Pirâmide e o Olho de Hórus no jogo The King Fighter XIII.

 ...até em marca de caviar.

...e em grafitagens por aí. Muita gente sabe para que esse simbolismo serve.

Imagem de Obama estampada com o Olho de Hórus pelo jornal O Estado de São Paulo (Brasil).

Obrigado a todos que tomaram seu tempo nos enviando as imagens. Continuem!

, ,

CISPA, O Novo Inimigo da Internet

sábado, 28 de abril de 2012 6 comentários

Há alguns meses atrás, a proposta de um projeto de lei anti-pirataria com o nome de SOPA causou uma grande controvérsia e protestos devido ao fato de que isso permitiria bisbilhotar os usuários da web ao abrir a porta à censura da internet. A proposta desta lei fez empresas e gigantes da Internet, como a AOL, Facebook e Google se opor abertamente ao projeto de lei - alguns até mesmo foram bem longes ao tornarem seus sites "escurecidos" por um dia como uma forma de protesto. O projeto de lei acabou por ser arquivado e usuários da internet se alegraram. Mas foi uma vitória muito temporária. Uma nova lei está definida para tornar a internet um lugar altamente monitorado.

As empresas que se disseram anti-SOPA estavam genuinamente preocupadas com a sua privacidade? Não na verdade. SOPA simplesmente estava contra os seus interesses, pois colocava o ônus de vigilância na Internet sobre eles.

Agora, um novo projeto de lei com o nome de CISPA foi proposto nesta semana e sua formulação imprecisa fará legal todos os tipos de abuso contra a privacidade e liberdade de expressão. Há indignação dos gigantes da Internet? Nem um pouco. De fato, várias empresas como Facebook, Oracle, IBM, Intel, AT&T, Verizon abertamente apoiam o projeto. Microsoft, que estava apoiando fielmente, decidiu cancelar o apoio ao projeto [por algum motivo, é óbvio].


"Considerando que o SOPA e o PIPA eram ruins para muitas empresas que faziam negócios na internet, e sobrecarregavam-nos com a tarefa profana de policiar a Web (ou enfrentando as repercussões se assim não fizessem), este projeto torna a vida mais fácil para eles, que remove os regulamentos e o risco de serem processados por entregar nossa informação à lei. Sem mencionar fazer o que a lei diz que vai fazer: protegê-los de ameaças cibernéticas".


Com o apoio de grandes empresas, o CISPA está recebendo uma publicidade muito menos negativa e tem muito mais chance de ser adotado. Foi recentemente relatado que a administração Obama é contra CISPA - mas isso não é suficiente para cancelá-lo. Além disso, com eleições em breve, parecendo estar contra esta lei controversa e ainda tê-la adotada pode ser uma estratégia política simples.

Como as empresas estão apoiando a lei, cabe ao povo ter suas vozes ouvidas. Embora diferente do SOPA, o CISPA tem todos os componentes principais para transformar a internet em um estado policial cibernético.

Fonte: VC

Câmara dos EUA aprova Cispa, lei que pode ferir privacidade

A Câmara dos Deputados dos EUA aprovou no começo da noite desta quinta (26), por 248 votos contra 168 o Cispa - Ato de Proteção e Compartilhamento de Ciberinteligência. A proposta para o Senado.

O Cispa pretende melhorar o poder dos EUA para combater crimes e ataques virtuais, promovendo e incentivando a troca de informações entre governo federal, agências de segurança e empresas privadas. A lei aprovada permite que provedores de internet, redes sociais e qualquer outra entidade privada repassem para o governo (e troquem entre si) informações "que digam respeito a ciberameaças", sem a necessidade de qualquer ordem judicial. E que o governo faça o mesmo, compartilhando com empresas as pistas sobre possíveis ataques.

Qualquer informação - incluindo dados pessoais de usuários estrangeiros publicados em redes sociais - podem entrar nessa rede de troca de dados. Basta que alguma das entidades contempladas pela lei julgue necessário divulgá-las para manter a segurança de redes dos EUA.

Opositores do projeto dizem que ela permitirá que empresas de internet enviem dados para o governo sem vigilância da sociedade - algo que fere os princípios de privacidade.

Lembrou das discussões sobre o projeto de lei de crimes digitais que tramita no Congresso brasileiro há anos? O Cispa tem mais pontos em comum com ele do que com os projetos Pipa (Protect Intellectual Property Act) e Sopa (Stop Online Piracy Act), relacionados à violação de direitos autorais e propriedade intelectual, que tiveram suas votações adiadas após protestos da Casa Branca e de deputados e senadores democratas e republicanos, além de uma reação global na internet.

Privacidade zero

"Informações privadas podem ser compartilhadas a despeito de qualquer outra disposição de lei", diz o texto do Cispa. Isso significa que, amparados por ele, autoridades americanas poderiam passar por cima de todas as garantias de privacidade de dados vigentes nos EUA.

Indignadas, agências de defesa da liberdade na internet chegaram a promover uma série de protestos, em diversas partes do mundo,nos moldes dos protestos que resultaram no adiamento indefinido da votação da Sopa no Congresso.

As ações mobilizaram usuários, grupos hackers e entidades civis. Mas não as empresas de tecnologia. Desta vez, ao contrário da mobilização contra a Sopa, companhias como Facebook, Microsoft, Intel, IBM e Oracle se declaram publicamente a favor da aprovação da Cispa. Argumentam que é necessário ter uma forma mais efetiva e menos onerosa de compartilhar conhecimento sobre ameaças digitais para proteger melhor seus usuários e suas patentes.

Genérico demais

Assim como o projeto de crimes eletrônicos (o famoso PL do Azeredo), a redação do Cispa usa uma linguagem ampla para definir o que é uma ameaça virtual, o que deixa a porta aberta para abusos, na opinião dos advogados Rainey Reitman e Lee Tien, da Electronic Frontier Foundation (EFF). Segundo eles, aprovado como está redigido o Cispa pode criar um estado de vigilância permanente.

"A linguagem é tão vaga que um provedor de internet poderia usar a lei para monitorar as comunicações de seus clientes para achar possíveis violações de direitos de propriedade intelectual", disse Rainey Reitman à Reuters.

A EFF argumenta, ainda, que não é necessário que a sociedade abra mão dos direitos de privacidade em nome da segurança virtual.

Casa Branca irá vetar

A administração do presidente Barack Obama afirmou novamente nesta quarta-feira que se posiciona contra a lei, com o escritório da Casa Branca afirmando que recomendará que Obama vete o projeto.

Fonte

Posts relacionados:
SOPA e PIPA - O Contra-ataque Illuminati
Lei Marcial é Aprovada por Obama


, ,

Noivo de Britney Spears Terá Controle Legal Sobre Ela

domingo, 22 de abril de 2012 10 comentários

Jason Trawick foi gerente de Britney Spears até janeiro deste ano 

Nós vimos em posts anteriores que Britney Spears mostra sinais de ser uma vítima de controle mental e que algumas pessoas próximas a ela podem realmente ser seus manipuladores. Jason Trawick, gerente de Britney, que recentemente tornou-se seu noivo (dica), pediu para ser o co-protetor de Britney, o que significa que ele tem o controle legal sobre várias facetas da vida de Britney. O pai do cantor é atualmente seu protetor e está no comando de todas as coisas de Britney, incluindo suas finanças, visto que ela é considerada psicologicamente incapaz de fazê-lo sozinha. Se aceito, o pedido de Trawick iria conceder-lhe poderes legais sobre a vida de Britney em detalhes como os cuidados de alimentação, vestuário e assistência médica. Se muitos artistas têm manipuladores em sua comitiva, o caso de Britney é um pouco especial, pois é particularmente evidente. Como é que Britney está sendo considerada inapta para cuidar de coisas básicas, como alimentos e vestuário, mas ainda pode gravar músicas e cantar em shows? Como é que ela está se casando com um homem que também será um guardião legal? Bizarro. Aqui está um artigo da BBC, do pedido do noivo de Britney para sua co-tutela. 

 'Noivo' de Britney Spears pede para se tornar guardião

O Noivo de Britney Spears pediu para se tornar seu guardião conjunto, de acordo com relatos da mídia americana. 

 Os assuntos pessoais e financeiros da popstar têm estado sob o controle legal de seu pai desde 2008, após uma avaria prolongada em público. 

Segundo a revista People, seu noivo Jason Trawick já pediu ao tribunal para se fazer um co-protetor. 

Se o pedido for aceito, esse homem de 40 anos terá partilhado o poder legal sobre o "bem-estar" geral de Spears. Isso inclui alimentos, vestuário e cuidados médicos -, mas não suas transações financeiras. 

O casal ficou noivo em dezembro de 2011, na noite do 40 º aniversário do Trawick. Ele deixou o cargo de seu empresário, pouco depois, dizendo que iria se concentrar em planos de abrir uma divisão de artes e  entretenimento para a Famos LLC - empresa cujos parceiros incluem Mick Jagger e Dave Stewart. 

Influência indevida 

Jamie Spears foi originalmente concedido tutela temporária depois que sua filha foi internada para tratamento psiquiátrico em fevereiro de 2008. Seus advogados originalmente tentaram anular a decisão. Mas em outubro daquele ano, os tribunais concordaram que o acordo deveria continuar indefinidamente. 

 Na época, um juiz determinou que a cantora era "suscetível à influência indevida" e que a supervisão contínua de seus negócios era  "apropriada", dada a complexidade de sua situação financeira. 

 Uma das vantagens da decisão, ao que diz respeito a estrela pop, isso a isenta de alguma ação legal. 

Em pelo menos uma ocasião, ela foi poupada de depor no tribunal, porque seus tutores argumentaram que ela não estava mentalmente capaz para passar pelo questionamento. 

 Por outro lado, ela não terá permissão para se casar com Trawick sem a aprovação do tribunal. As notícias da aplicação de Trawick vieram dos sites norte-americanos People e E! News no fim de semana da Páscoa. 

O advogado Jeffrey S Cohen, que não está diretamente envolvido com o caso, disse à People:

 "Este é provavelmente um compromisso entre Britney, seu pai e Trawick para obter o casamento com o pé direito." Obviamente, seu futuro marido precisa ter uma palavra a dizer no seu bem-estar." 

A tutela só será levantada quando um juiz decidir que Spears está apta a gerir seus próprios negócios. 

 - Fonte: BBC News

Posts relacionados:

, , ,

"Eles Vivem", um Filme Estranho com uma Mensagem Poderosa

sábado, 21 de abril de 2012 40 comentários

"Eles Vivem" é um filme de ficção científica dos anos oitenta que mostra alienígenas, um lutador da WWF e um lote inteiro de óculos de sol. O que não existe aí pra não se gostar? Embora, à primeira vista, o filme parecer ser um monte de bobagens, "Eles Vivem" realmente transmite uma mensagem poderosa sobre a elite e sua utilização dos meios de comunicação para controlar as massas. Será que o filme descreve o que chamamos de Illuminati? Este artigo analisa o significado mais profundo o filme estranho, mas fascinante de John Carpenter, "Eles Vivem".

Assistir a "Eles Vivem" é uma experiência conflitante. É uma estranha combinação de mensagens que abrem os olhos com atuação medíocre, comentário social poderoso com efeitos especiais dos anos 50 e sátira emocionante com piadinhas estranhas. Constantemente fazendo os espectadores oscilarem entre "Uau, isso foi genial!" para "Uau, isso foi ridículo!". É difícil avaliar corretamente o filme de um ponto de vista cinematográfico. No entanto, a partir de um ponto de vista da "mensagem", "Eles Vivem" ganha medalha de ouro. Baseado no conto de Ray Nelson, Eight O'Clock in the Morning, o filme é uma daquelas histórias raras subversivas que obriga os espectadores a questionar o seu mundo e seus arredores. Porque, apesar do fato de o filme ser sobre alienígenas macabros, ele comunica verdades para os telespectadores que no cinema mainstream são apenas aludidas. Na verdade, olhando mais profundamente na história, pode-se perceber que há provavelmente mais "ciência" do que "ficção" na história de "Eles Vivem"... especialmente quando se tem "óculos de sol" que fazem enxergar a verdade.

O herói do filme, interpretado pelo lutador de WWF, Roddy Rowdy Pipper, é um andarilho que, aparentemente, não tem nome. Na história e nos créditos do filme, ele é conhecido como "Nada", que significa realmente "nada" em algumas línguas. Enquanto esse "nada sem nome" está sem grana e sem casa, ele ainda consegue expor o domínio escondido dos alienígenas no mundo. Como ele consegue isso? Com a única coisa que ele precisa: a Verdade. Ah, e também armas. Ele usou um monte de armas. O mais importante, apesar do fato de Nada ser tentado várias vezes mandado calar a boca em troca de "compensação generosa", ele manteve sua integridade e nunca concordou em se vender para os alienígenas. Agora, ele é um exemplo. Para terminar, ele diz as melhores coisas de todos os tempos.

"Eu estou aqui para chutar o traseiro e mastigar chiclete ... e eu estou sem chiclete".

São os alienígenas do filme uma forma imaginativa de retratar a elite mundial, aqueles que, secretamente, controlam o mundo, aqueles que chamamos de os Illuminati? Vamos revisitar esse clássico e ver como ele descreve o domínio escondido da elite.

A Premissa

Desde o início, enquanto vemos Nada andando por Los Angeles com sua mochila, o filme define algo particular: algo não está certo. Enquanto Nada parece ser um tipo de cara carismático, a cidade não está feliz, o que não é muito bom para esse tipo de gente. Muito pelo contrário, há uma sensação de morte iminente no ar: a pobreza é galopante, helicópteros voam ao redor da cidade e pregadores de rua falam de seres sem alma que regem o mundo.

"O veneno das cobras está nos seus lábios. Suas bocas estão cheias de amargura e maldições. E em seus caminhos, nada mais do que ruína e miséria. E o temor a Deus não está diante de seus olhos! Eles tomaram os corações e mentes de nossos líderes. Eles recrutaram os ricos e poderosos, e eles têm nos cegado para a verdade! E o nosso espírito humano está corrompido. Por que adoramos a ganância? Porque fora do limite da nossa visão, alimentando-se de nós, em cima de nós, desde o nascimento até a morte estão os nossos donos, nossos proprietários - eles nos têm. Eles nos controlam. Eles são nossos mestres. Acordem, estão todos sobre você, tudo ao seu redor!"

A descrição que o pregador fez dos "mestres" é aplicável ​​aos Illuminati? Acredito que sim.

À medida que seguimos ao rumo sem destino de Nada pela cidade, a câmera muitas vezes se concentra em pessoas que olham fixamente para as telas de televisão, absorvendo sem pensar as mensagens insípidas que se comunicam. Alguns parecem realmente desfrutar de programas de televisão... até que uma organização obscura hackeia as ondas de rádio para transmitir mensagens subversivas sobre os governantes ocultos do mundo.

"Nossos impulsos estão sendo redirecionados. Estamos vivendo em um estado artificialmente induzido de consciência que se assemelha ao sono. (...) Os pobres e a classe baixa estão crescendo. Justiça racial e direitos humanos são inexistentes. Eles criaram uma sociedade repressiva, e somos seus cúmplices involuntários. Sua intenção de governar reside com a aniquilação da consciência. Nós fomos levados a um transe. Fizeram-nos indiferentes a nós mesmos, aos outros. Estamos focados apenas em nosso próprio benefício. Por favor, entenda. Eles estão seguros, desde que eles não sejam descobertos. Esse é o seu principal método de sobrevivência. Manter-nos dormindo, manter-nos egoístas, manter-nos sedados. "

A declaração acima pode ser aplicada para os Illuminati? Acredito que sim.

As pessoas comuns que assistem essa transmissão de TV pirata todos têm uma enorme dor de cabeça - a verdade nua e crua é realmente demais para a maioria das pessoas suportar. Esse espectador muda de canal depois de dizer ao cara na TV: "Vai tomar....". Assim como hoje, a maioria das pessoas não querem ouvir falar sobre esse tipo de coisa ... eles só querem voltar para a sua visualização de TV sem sentido.

Nada percebe que o pregador de rua e o homem na televisão são conectados através de uma igreja local. Quando ele se esgueira para dentro da igreja, descobre que na verdade é a sede de uma organização clandestina.

Em uma parede no interior da igreja está escrito "They Live We Sleep"(Eles Vivem, Nós Dormimos), uma frase que descreve a diferença fundamental entre a elite e as massas. Aqueles no poder sabe a verdade sobre o mundo e possui os meios e o poder para realmente "viver". O resto da população está sedada, emburrecida e manipulada em uma estado de zumbi a fim de  que ela seja tão facilmente manipulada pelos mestres. A ignorância das massas é igual a um estado de sono sem fim.

Nada descobre que a organização rebelde está tentando recrutar pessoas para derrubar os governantes. No entanto, alguns dias mais tarde, ele descobre o que acontece com aqueles que maquinam contra quem está no poder.

Helicópteros, escavadeiras e policiais em ataque cercam o lugar, destroem tudo e 
violentamente prendem os membros da organização clandestina. É assim que a elite 
responde a pontos de vista contrários.

Depois de testemunhar o ataque da polícia violenta, Nada começa a perceber que algo está errado na América. O cara carismático que acreditava em trabalhar duro e seguir as regras está começando a acreditar que algo está errado aqui.

Determinado a aprender mais, Nada re-entra na igreja e encontra algumas coisas interessantes.

A polícia pintou por cima da frase "They Live We Sleep". 
Obviamente, "eles" não querem que a mensagem seja conhecida.

Mais importante, Nada descobre uma caixa cheia de óculos de sol que permitem-no ver o mundo como ele é. Bônus adicional: eles também parecem muito legal.
 
Vendo a Verdade

Enquanto os óculos encontrados por Nada parecem ser inúteis, eles oferecem-lhe o maior presente de todos: a verdade. Quando Nada coloca os óculos de sol, a experiência é chocante.

Quando ele põe seus óculos de sol, Nada enxerga com clareza a publicidade da mídia 
de massa. Ele só vê o núcleo das mensagens e a única razão pela qual elas existem.

Não importa a revista que Nada abre, ele vê as mesmas mensagens subliminares, que diz 
muito sobre a verdadeira função das revistas de "celebridade" e "forma". Apesar do fato 
de que elas sejam todas diferentes, todas elas  em última análise servem ao mesmo propósito: 
reforçar as mensagens da elite para as massas.

Nada também rapidamente compreende a verdade sobre o dinheiro.
 
"Em Deus nós confiamos"? (Como na nota de um dólar)

A descoberta mais chocante de Nada diz respeito as pessoas ao seu redor.

Algumas pessoas não são humanas. Elas são de outra raça, que se infiltrou na sociedade.

Nada percebe que eles estão em toda parte e que detêm posições de poder, como este político 
dando um típico discurso "político" na televisão. Será esta uma forma de retratar os Illuminati?

Ao descobrir essa verdade, Nada ficou chateado. Realmente chateado. Como ele reagiu à situação? Ele não foi para casa e escreveu um poema sobre isso. Não, ele pegou uma espingarda e começou a atirar nos alienígenas.

Quando os alienígenas percebem que Nada pode ver seu disfarce, eles imediatamente alertam as autoridades dizendo "eu vi um que pode ver". Ser capaz de "ver" é, obviamente, desaprovado pelos alienígenas - eles não gostam de ser expostos. Nada rapidamente se torna um pária social e alienígenas começam a fechar o cerco sobre ele. Confrontado com esta situação, Nada diz palavras profundas e intemporais: "Eu não gosto nem um pouco disso".

Muitos alienígenas fazem parte da força policial como seu único propósito é assegurar que a regra do alienígena não seja perturbado. A maioria dos policiais são, porém, os seres humanos regulares e basta seguir as ordens porque é seu trabalho ... um pouco como os policiais reais que fazem o trabalho dos Illuminati.

Nada e todos na cidade são constantemente monitorados por câmeras de vigilância voadoras que são estranhamente similares aos novos veículos aéreos não tripulados que estão aparecendo ao redor do mundo.

Câmeras de vigilância de vôo foram consideradas ficção científica em 1988. Elas são realidade hoje.

Um real veículo aéreo não tripulado moderno equipado com uma câmera de vídeo.

O conceito de óculos de sol que fazem enxergar a verdade é uma maneira interessante para ilustrar a importância do conhecimento na nossa percepção de mundo. Duas pessoas podem olhar para a mesma coisa e ainda perceber duas realidades muito diferentes, dependendo do nível de informação e consciência possuídas por cada pessoa. Os óculos de sol de Nada podem, portanto, representar o conhecimento de alguém sobre a verdade, que é aquilo que permite uma percepção clara da realidade.
 
Olhando para os outros que conhecem a verdade

Ao saber a verdade chocante sobre o mundo, Nada sente a necessidade de partilhar esta informação vital com o seu amigo Frank Armitage. Nada, no entanto, rapidamente percebe que algumas pessoas não querem ouvir sobre isso. De fato, muitos realmente ficam com raiva e ofendidos com a simples menção de algo que faça alusão a isso. Quando Nada pede a Frank para colocar os óculos escuros para que ele possa ver o que ele vê, Frank se recusa e chama-o de "paranóico...". Nada responde com outra frase clássica "Ou você coloca esses óculos de sol ou comece a comer aquela lata de lixo".

Em seguida, segue-se uma das maiores cenas de luta livre que eu já vi (oito minutos de socos e chutes), uma cena que é exposta por tanto tempo que se torna completamente absurda e até mesmo cômica. Enquanto a cena talvez pareça ridícula, ela diz algo sobre a dificuldade de se fazer  pessoas comuns acordar de sua feliz ignorância.

Frank finalmente vê a verdade. Tudo o que Nada fez foi força-lo a colocar os óculos 
de sol em seu rosto forçando-o a olhar ao redor. Sim, convencer outras pessoas da 
verdade pode ser uma tarefa difícil.

É preciso um grande esforço por parte de Nada, mas Frank finalmente vê os alienígenas que controlam o mundo. Os dois amigos são então convidados para uma reunião secreta da organização clandestina que está tentando livrar a Terra dos alienígenas.

Durante a reunião, Nada e Frank são dados lentes de contato da verdade. Os óculos de 
sol da verdade deu a eles uma dor de cabeça horrível, especialmente quando eles eram retirados. 
Quando primeiro em contato com a verdade, a adaptação à nova realidade pode ser realmente 
difícil, e até mesmo dolorosa. No entanto, depois de um tempo, torna-se uma parte perfeita da
 pessoa. Um pouco como o uso de lentes de contato.

Durante a reunião, Nada e Frank aprendem que os seres humanos estão sendo recrutados pelos alienígenas em troca de riqueza e poder. Como o líder da organização clandestina diz: "A maioria de nós apenas nos vendemos imediatamente". É bastante fácil fazer uma correlação entre o filme,  políticos e celebridades reais que já vimos em artigos anteriores neste site que prontamente se vendem para os Illuminati em troca de riqueza, poder e celebridade.

A reunião não durou muito tempo, quando a polícia chega ao lugar e começa a atirar em todos lá. Eles são denominados uma "organização terrorista" pela elite. Nada e Frank conseguem escapar e, acidentalmente,  encontram-se atrás das linhas inimigas, na base subterrânea alienígena.

 Atrás das Linhas Inimigas

Enquanto exploram a base dos alienígenas no subsolo, Nada e Frank se deparam com uma festa dada pelos alienígenas para colaboradores humanos para lhes agradecer a sua "parceria". Embora os seres humanos nunca serão considerados iguais aos alienígenas, aqueles que se vendem a eles obtém benefícios monetários ... muito parecido com aqueles que não fazem parte da elite de hoje que, no entanto, vendem-se para empurrar Agenda da elite da Nova Ordem Mundial.

"Nossas projeções mostram que até o ano de 2025, não só a América, mas todo o planeta 
estará sob a proteção e o domínio desta aliança de poder. Os ganhos foram substanciais, 
tanto para nós e para você, a elite do poder humano".

Frank e Nada então descobrem a origem dos sinais dos alienígenas de lavagem cerebral: um estúdio de televisão. Os aliens usam a rede para transmitir sinais hipnóticos e subliminares para os seres humanos, cegando-os da verdade sobre seus governantes e o mundo. A mensagem que é transmitida aqui: a mídia de massa é a ferramenta preferida da elite para doutrinar as massas e mantê-las em servidão.

 A estação de TV 'Cable 54' é usada pelos alienígenas para 
hipnotizar os seres humanos. Isso é ficção científica? Nem.

Nada percebe que a única maneira de salvar a humanidade das garras dos aliens é ir para o topo do edifício da estação de TV e derrubar o emissor das mensagens subliminares, disfarçado como uma antena parabólica. De fato, sem uma mídia de massa que a elite controla e doutrina as massas, fica muito mais difícil. Então, Nada e Frank começam a atirar até em direção ao teto, e não é uma tarefa fácil.

 O Agente de Desinformação

Enquanto esta senhora parecia ser boa no início, ela tentou enganar, enganar e até 
matar Nada durante sua busca. Ela acaba atirando em seu amigo Frank na cabeça.

Nada conheceu Holly Thomspon, um executivo da rede "Cable 54", no início de sua fúria selvagem. Enquanto Nada parecia estar um pouco apaixonado por ela, ela sempre trouxe algum problema. Durante a reunião da "organização terrorista", Holly se infiltra no grupo, posando como um simpatizante e afirmando que a "Cable 54" "estava limpa" e não era a fonte do sinal dos alienígenas, que era falsa e enganosa. Hoje, a desinformação é amplamente utilizada pela elite para confundir e enganar aqueles que tentam descobrir a verdade sobre o mundo.

Durante a corrida de Nada para chegar ao topo do edifício da rede, Holly aparece novamente, alegando que quer ajudá-lo. No entanto, ela está simplesmente tentando matá-lo antes que a missão seja cumprida. Ela é, portanto, um outro ser humano que se vendeu para os alienígenas usados ​​para acabar com seres humanos não corrompidos  que tentam libertar-se e libertar os outros.

 Acabando com os Aliens

Aqui está o maior "estraga prazeres" de todos eles: Nada consegue derrubar o transmissor dos alienígenas e salvar a humanidade. Esse movimento heróico o deixa morto, quando um policial de dentro de um helicóptero o atira para matar. Nada, portanto, se torna o herói por excelência, sacrificando sua vida para o bem da humanidade - um mártir para a liberdade humana de governantes sem alma.

Mesmo que tenha custado a vida, Nada visivelmente não se arrepende de 
expor os alienígenas para o mundo. Com a sua última força, Nada dá aos 
alienígenas um presente de despedida exclusivamente humano: o dedo.

Uma vez que o satélite dos alienígenas é derrubado, as massas são capazes de ver o mundo como ele é: a cara feia dos alienígenas ficam expostas para o mundo.

Telespectadores em todo o mundo agora percebem que as pessoas que 
davam as notícias do dia eram também aqueles que os controlavam.

 Conclusão

Apesar de "Eles Vivem" ser geralmente descrito como "um filme de ficção científica que critica a cultura de consumo", o alcance de sua mensagem, na verdade vai muito além da usual palestra sobre "consumismo é ruim". "Eles Vivem" pode de fato ser interpretado como um tratado sobre o condicionamento profundo e sistemático da experiência humana, para que uma elite oculta secretamente controle, manipule e explore as massas. No filme, os governantes são retratados como uma raça completamente diferente, que enxerga o homem como inferior - algo que pode ser facilmente correlacionado com as atitudes sobre as linhagens dos Illuminati. A presença dessas mensagens fortes do filme é uma das razões pela qual "Eles Vivem" virou uma espécie de clássico, apesar do fato de que ele tenha sido muito criticado pelos críticos de cinema. À medida que os anos passam, a mensagem do filme está se tornando cada vez mais relevante ... e assustadoramente realista.

Muitos daqueles que procuram a verdade sobre o mundo percebem que suas rédeas são mantidas por uma elite não-eleita, que fica essencialmente escondida dos olhos do público. Como o cartaz promocional do filme diz: "Você os vê na rua. Você os vê na TV. Você pode até votar para um desses nas próximas eleições. Você acha que eles são pessoas como você. Você está errado. Absolutamente errado." Trabalhando pelos  bastidores, essa elite secreta trabalha constantemente para a criação de um sistema global que sirva os seus interesses: a Nova Ordem Mundial, governada por um governo mundial. Como um colaborador humano diz no filme para justificar a sua venda: "Não há nenhum país mais. Não há mais caras legais. Eles estão mandando em tudo. Eles são donos de tudo. O planeta inteiro meu!" Para facilitar o trabalho dos governantes, as massas são mantidas no escuro e estão distraídas com o  falso show de marionetes que é a política e a programação do "pensamento não independente" que é mídia de massa. Ignorância, apatia e indiferença são os melhores amigos da elite.

Apesar de seus inexpressivos efeitos especiais e diálogos estranhos, "Eles Vivem" consegue descrever os motivos da elite mundial e estratégia de uma forma que pode ser entendida por todos. E isso não é tarefa simples. No entanto, a fim de compreender plenamente a mensagem do filme, é preciso estar usando os óculos de sol da verdade. Você colocou o seu?

Fonte: VC

Posts relacionados:
O Simbolismo Oculto do Filme Metrópolis e sua Importância na Cultura Pop
Série G.I. Previu a Agenda Illuminati Atual

,

Megadeth e Suas Letras de Música

quarta-feira, 18 de abril de 2012 41 comentários

A icônica banda de heavy metal Megadeth nunca se esquivou de letras controversas e politicamente carregadas. Com nomes de álbuns, como "Matar é meu Negócio ... e o Negócio é Bom!", "Youthanasia", "O Sistema Falhou" e "Abominações Unidas" não é difícil ver que o líder do grupo de David Mustaine tem opiniões fortes sobre muitas coisas e não tem medo de compartilhá-las em suas canções. Entre seus temas favoritos: a vileza do complexo militar-industrial, a hipocrisia da política mundial e a lavagem cerebral da juventude. Mustaine também muitas vezes toca em temas espirituais, seja a magia negra dos seus primeiros anos, ou os temas bíblicos que apareciam em suas canções depois de sua conversão ao cristianismo.

Após quase 30 anos de existência, o Megadeth não parecem mostrar sinais de "domesticação" visto que as letras de Mustaine continuam tão incisivas como sempre. Aqui estão duas músicas do TH1RT3EN, álbum da banda, mais recente, que aborda temas como a Illuminati, a Nova Ordem Mundial e a queda da liberdade. Não, eles não são fantoches.

Nova Ordem Mundial

Aonde foram os apóstolos?
Dando as mãos com os perversos
A revelação veio e foi
A Nova Ordem Mundial tomará conta da massa
Um livro escrito pelo homem
Usado pra controlar e comandar
Todos os direitos serão negados
Sem a marca você morrerá!
Sem confissão, tudo é conhecido
Nova Ordem Mundial, você será mostrada
Monitorando os salários
A Nova Ordem Mundial vem em estágios
Sua moeda é obsoleta
Sinta a agonia da derrota
Um símbolo da sociedade hoje
Você deve ter ou pagará
Como a carne dos humanos lidera a mente
Apenas um peão, o último mártir morre

___________________________________

Nós, o Povo

Burocracia secreta, é só uma mentira
Capangas do diabo, de terno e gravata
Uma irmandade sagrada, um rito antigo
Os políticos nas vidas duplas se escondem
Violar os seus direitos, não mais a igualdade
Se render da liberdade, sua segurança social
Nós, o povo somos o rosto inconstitucional
Na ganância nós confiamos, na revolução morremos
Nossos pais fundadores estão rolando em suas sepulturas
A terra da liberdade necessita de uma mudança de regime
Até que você já não sabe distinguir o certo do errado
A Constituição não vale o papel em que está escrita
Gritos do futuro, alertam para calamidade
As pragas vinda da nova doença
O illuminati, uma moeda mundial
Uma religião do mundo, um mundo todo

Fonte: VC

, ,

Gwen Stefani e o Simbolismo Oculto de "What Are You Waiting For"

terça-feira, 17 de abril de 2012 28 comentários

Nos últimos anos, o cenário da música pop incorporou gradualmente doses absurdas de simbolismo de controle mental Illuminati em seus vídeos de música. Se você tem prestado atenção à música popular nos últimos dez anos, então provavelmente já ouviu falar de Gwen Stefani. Stefani é a vocalista da banda de rock 'No Doubt', banda esta que foi formada nos anos 80 e passou por um hiato na década passada. Durante esse período, Stefani decidiu seguir carreira solo. "Love. Angel. Music. Baby." foi então seu primeiro álbum solo, lançado em 2004.... e foi um sucesso, com vendas de mais de sete milhões de cópias. E para muito sucesso, é claro que ela teve que se submeter às exigências da indústria. Em outras palavras, ela se transformou em uma estrela pop Illuminati (talvez um das percussoras da linhagem de artistas do gênero "Lady Gaga" que surgiram nos últimos 10 anos). O primeiro single de seu CD solo, lançado em 2004, "What Are You Waiting For" (O que você está esperando?), é um exemplo clássico de iniciação oculta. Parece que todo vez que um artista novo lança seu primeiro vídeo, ou toda vez que um artista anuncia uma grande volta, o primeiro vídeo é recheado de simbolismo referente ao controle mental. Por quê? Será que o controle mental monarca é a fórmula mágica de Hollywood para inspirar novos artistas? Embora ela não goze mais da mesma exposição que manteve na década passada e tenha declarado que sua carreira solo terminou, seu videoclipe de 2004 é mais um exemplo de controle mental que não poderia faltar em nosso repertório de posts. Vamos entender o simbolismo encontrado em Gwen Stefani - "What Are You Waiting For".

Carreira Solo

Gwen e o simbolismo do "um olho" - primeiro CD solo (2004)

Gwen surgiu no cenário como artista solo em 2004 depois de a banda "No Doubt" passar por um hiato. Ainda pela mesma gravadora que a banda mantinha contrato, a Interscope Records, uma das gravadoras que mais utiliza simbolismo atualmente, Stefani e seu colega da banda Tony Kanal começaram a discutir a possibilidade de ela seguir uma carreira solo. A ideia era fazer um álbum rápido e dançante, mas, no entanto, tornou-se uma grande colaboração com outros produtores e artistas. Seu primeiro disco solo e vídeo foram então lançados, e acredite se quiser, o simbolismo de controle mental e outros tipos de simbolismo tornaram-se cada vez mais mais flagrantes. 

 Algo estava acontecendo com Gwen.

 Posando como uma sex-kitten.

Capa do álbum de "No Doubt" -  já havia simbolismo em torno da banda naquela 
época. Nesta  imagem há referências ao controle mental, e o termo"Saturno", o título 
do CD, está associado a Satanás.

O primeiro vídeo da carreira solo de Gwen stefani pode realmente ser lido como a história de como uma artista que procurava sucesso tornou-se uma vítima de programação Monarca ganhou um novo alter. O primeiro single de Gwen, exibe todas as referências aparentemente obrigatórias ao controle mental através do simbolismo. Para aqueles que conhecem e estão familiarizados com o simbolismo de controle mental, o vídeo do single faz referência explícita a Alice no País das Maravilhas, que é o principal filme associado com a programação Monarca, pois é uma ferramenta de programação real. Usando associações no filme, os escravos são realmente encorajados a "Caminhar através do espelho" - o que significa se dissociar da realidade. No conto de fadas, Alice entra em um mundo de fantasia onde tudo é mágico, confuso e instável, um mundo semelhante ao mundo interno do escravo, onde tudo pode ser modificado pelo manipulador.

What Are You Waiting For?

Dirigido por Francis Lawrence (que trabalhou para as maiores marionetes da indústria da música como Britney Spears, Black Eyed Peas, Jay-Z, Avril Lavigne, Lady Gaga, Destiny 's Child, Pink, Shakira, e Missy Elliott...sim e foi ele que dirigiu o vídeo de Lady Gaga - "Bad Romance", um vídeo que também fala de iniciação oculta e controle mental), o vídeo, que foi considerado um dos mais longos e chegou a ter várias versões, retrata a busca de Stefani para a inspiração nas composições. Ele abre com uma seção não-musical longa em que Stefani chega em Los Angeles depois da tour do sua banda "No Doubt Rock Steady" e recebe vários telefonemas do gerente Jimmy Iovine, que tenta empurrá-la para a frente com seu projeto de estreia solo, mas ela responde que ela está cansada e sem inspiração. 

 Gwen, frustada no estúdio, buscando inspiração, mas os chefes da indústria da 
música já estavam de olho no desejo de carreira solo e já tinham o palco armado para 
submetê-la ao controle mental e torná-la mais uma marionete em suas mãos.

Depois de uma tentativa do estúdio fracassada, Stefani vê um anúncio publicitário de ajuda para "bloqueio de escritor", que é um fenômeno envolvendo perda temporária da habilidade de continuar escrevendo, geralmente por falta de inspiração ou criatividade. O local para onde ela vai assemelha-se muito a uma clínica, que é o local onde os experimentos de controle mental sempre foram realizados.

Após encontrar o anúncio, Gwen dirige-se a este prédio.

Após a chegada, ela é convidada a preencher um questionário suspeito, onde a câmera se move para as questões que serão importantes. Ela é, então, dita que será cobrada quando acabar a "sessão". No momento em que Gwen espera na salinha, um homem, provavelmente um dos controladores/manipuladores, apresenta-se pela televisão com um discurso ambíguo para tranquilizá-la. Gwen parece confusa e não entender o procedimento que será realizado. Obviamente, uma vítima de controle mental não tem ideia alguma do verdadeiro procedimento que será submetida, pois quando a programação acaba, ela não se recorda do trauma. Talvez, os chefes da indústria utilizam-se do mesmo discurso para convencer as vítimas a participarem do processo: que elas ganharão mais inspiração e que tudo será apenas uma breve "sessão" para estimular a mente à imaginação.

O manipulador se apresenta para Gwen com um discurso manso e ambíguo.

 Em um momento determinado momento, ela pede à atendente esclarecimentos e nota que já está de volta ao estúdio por si só (provavelmente sob hipnose). Stefani encontra um relógio de bolso de grande dimensão em cima do piano (que em Alice no País das Maravilhas é o relógio do coelho). Na verdade, o relógio é o símbolo de que a programação mental já começou. Gwen apenas precisaria se dissociar da realidade e, para isso, ela precisaria "seguir o coelho branco".

Siga o Coelho Branco

Se você conhece a história de Alice no País das Maravilhas, o vídeo começa a fazer um pouco de sentido, e se você já leu outros artigos neste site, você provavelmente poderá reconhecer e identificar o significado destes símbolos, uma vez que eles são encontrados em inúmeros outros vídeos de música. O uso constante do mesmo conjunto de símbolos em toda a cultura popular não é uma coincidência: a história está sendo contada em termos ocultos para aqueles que têm "olhos para ver". Em Alice no País das Maravilhas, Alice seguiu o coelho branco e caiu no buraco do coelho, levando-a ao "País das Maravilhas". Na programação Monarca o escravo é mandado "seguir o coelho branco" para alcançar maravilhas - uma palavra de código para a dissociação total. No vídeo, o "coelho branco" é  um coelhinho pequeno que aparece em cima do piano e dá um salto, fazendo com que Stefani se dissocie completamente da realidade.

 Um coelhinho corre em direção à artista, que 
vira para trás e cai no "país das maravilhas".
 
O coelho branco e outras referências a Alice no País das Maravilhas podem ser facilmente encontrados nos filmes, vídeos, apresentações e ensaios de diversas celebridades da indústria da música.

 Nicki Minaj

Jessie J

Beyonce

Robbie Williams

Natalia Kills 

 Rihanna

No filme Matrix, Neo é mandado seguir o coelho branco.


Alice no País das Maravilhas/O Mágico de Oz

A trama toda do vídeo "What Are You Waiting For" é uma referência a Alice no País das Maravilhas, também, de certa forma, a O Mágico de Oz duas histórias que são aliás conhecidas por serem usadas na programação de controle mental. Uma jovem entediada com a sua vida normal, não tem muita inspiração para sua carreira, se encontra em uma terra de fantasia, onde tudo pode acontecer. Antes de voltar ao estúdio, ela embarca em uma longa viagem em seu mundo interno criado pelos maipuladores para que ela se dissocie da realidade e crie uma alter persona.

Em cada caso, o escravo, é dado uma interpretação particular da trama do filme, a fim de melhorar a programação. Por exemplo, um escravo assiste O Mágico de Oz é ensinado que "Somewhere Over the Rainbow" (Além do Arco-Íris) é o "lugar ideal" que escravos de trauma dissociativos devem ir a fim de escapar da dor insuportável que está sendo infligida sobre eles. Usando o filme, os programadores  incentivam os escravos a ir "além do arco-íris", "siga a estrada de tijolos amarelos" ou "siga o coelho" etc, e dissociar, separar efetivamente suas mentes de seus corpos.

 Gwen se dissocia da realidade facilmente com o gatilho utilizado pelo manipulador

"Um método que é eficaz é dizer:" Imagine que você está assistindo a um programa de televisão favorito. "É por isso que os filmes da Disney e os outros shows são tão importantes para os programadores. Eles são a ferramenta hipnótica perfeita para obter a mente da criança a dissociar na direção certa. Os programadores têm utilizado filmes desde o primeiro dia para ajudar as crianças a aprender os scripts hipnóticos. Para as crianças eles necessitam tornar-se parte do processo  hipnótico. Se o hipnotizador permitir à criança fazer a sua própria imagem, as sugestões hipnóticas serão mais fortes. Ao invés de dizer a criança a cor de um cão, o programador pode perguntar à criança. A maioria dos filmes Disney são utilizados para fins de programação. Alguns deles são projetados especificamente para o controle mental. "

Fritz Springmeier, The Illuminati Formula to Create a Mind Control Slave
 
Isso tudo explica porque vemos tanta 'obsessão' com os filmes da Disney e seu simbolismo. Quase toda a documentação relativa ao projecto MK Ultra e Controle Mental menciona a importância de O Mágico de Oz, por exemplo. Na década de 1940, a história teria sido escolhido por membros da comunidade de inteligência dos EUA para fornecer uma base temática para o seu programa de controle mental baseado em trauma. O filme foi editado e dado um sentido diferente, a fim de ser usado como uma ferramenta para reforçar a programação sobre as vítimas.

O Mundo Interno

O vídeo da canção "What Are You Waiting For" mostra  um mundo mágico dos contos de fadas. Porém, poucos sabem que esse mundo mágico retratado também em diversos outros vídeos é o mundo interno criado na mente da vítima para que ela se dissocie da realidade. As vítimas são programadas por meio de contos de fadas utilizados pelos seus manipuladores. O mundo encantado das histórias é, naturalmente, um nítido contraste com a realidade do dia-a-dia horrível dessas vítimas. O filme Alice no País das Maravilhas e O Mágico de Oz são dois dos filmes mais utilizados para esse propósito. Durante a programação, as vítimas são forçadas a permanecer assistindo a filmes como esse que, na verdade, servem de auxílio para que elas consigam se dissociar da realidade e criar novos alters.


Um mundo interno é o que é criado na mente da vítima quando elas estão sendo programadas. Esse "mundo" é, basicamente, algo como o filme "Matrix". Os programadores colocam essas ilusões na mente da vítima, o que faz parecer que elas estão vivendo essa vida maravilhosa, mas nada é mais do que um véu. Por exemplo, Gwen Stefani entra em um mundo cheio de cores maravilhosas e flores, mas na realidade não é nada disso. Durante a programação, as vítimas sofrem abuso sexual, tortura, enjaulamento e outros tipos de trauma. Para escapar da dor, a pessoa tem que passar por cima do arco-íris. (Este é também conhecido como Alice no País das Maravilhas).

Gwen Stefani presa em uma casinha de boneca, 
representando sua consciência interior.

"Devido ao trauma grave induzido por terapia eletroconvulsiva, abuso e outros métodos, a mente se divide em personalidades alternativas a partir do núcleo. Anteriormente conhecido como Transtorno de Personalidade Múltipla, é atualmente reconhecido como Transtorno Dissociativo de Identidade e é a base para a programação Monarca. O condicionamento da mente da vítima é reforçado através de hipnotismo, reversões de prazer-dor, comida, água, sono e privação sensorial, juntamente com várias drogas que alteram certas funções cerebrais ".

Fritz Springmeier, The Illuminati Formula to Create a Mind Control Slave 

Uma vez que uma cisão na personalidade do núcleo ocorre, um "mundo interno" pode ser criado e alter personas podem ser programadas usando ferramentas como música, filmes (especialmente produções Disney) e contos de fadas. Estes recursos visuais e de áudio melhoram o processo de programação usando imagens, símbolos e conceitos. Alters criados podem então ser acessados ​​através de palavras-gatilho ou símbolos programados na mente do sujeito pelo manipulador.

 A criação de personalidades alter é representada no 
vídeo de Gwen quando ela está rodeada por sósias.

Alters criados

Um manipulador (vestido de preto com uma cruz e uma caveira) se apresenta 
ao long do vídeo. Só ele tem os gatilhos para a psique de Gwen Stefani.

O manipulador na verdade é quem mantém uma relação de abuso sexual com a vítima para traumatizá-la ao longo da programação. Os programadores são os mesmos que as contam "historinhas" para as vítimas. Essas palavras são colocadas na mente da vítima para confudi-las, traumatizá-las ainda mais e fazê-las aceitar a "dor", o "trauma" e o "abuso" como algo bom, prazeroso. Para isso, eles utilizam bastante a palavra "amor".

O manipulador, com uma espécie de cachimbo, forma um símbolo em japonês que 
se assemelha muito a palavra "amor". Os escravos são na verdade programados
 para receber a "tortura" como se fosse "amor".


O Estado Traumático

Algumas das imagens mais comuns internas visto pelos escravos de controle mental são a árvore cabalística da vida, loops infinitos, símbolos e letras, teias de aranha, espelhos, vidro quebrando, máscaras, castelos, labirintos, demônios, borboletas, óculos, relógios de hora e robôs. Estes símbolos são comumente inseridos na cultura popular filmes e vídeos por duas razões: para dessensibilizar a maioria da população, usando mensagens subliminares e Programação Neuro-Linguística, e deliberadamente construir gatilhos específicos.

 Gwen chora por sua "morte" e olha para o buraco, para o qual ela é empurrada.

 A partir daí, ela corre por labirintos, que são gatilhos de controle mental representando 
o mundo interno das vítimas: realidade falsa, ilusão e confusão. Só o manipulador, 
vestido de preto, tem a chave para sua psique.

Stefani em estado alucinógeno, representando sua dissociação mental

Outro de método causador de trauma utilizado em vítimas monarcas é o afogamento

Podemos especular que as papoulas rosas que aparecem durante o vídeo refere-se a cena em que Dorothy (O Mágico de Oz) cai no sono em um campo de papoula e é uma referência ao uso de heroína para relaxar e manipular as vítimas de controle mental. Na cena abaixo, Gwen Stefani cai próximo a papoulas e dá início ao "sono" que mantém as vítimas manipuladas.

As papoulas rosas espalhadas no jardim não seria uma menção a heroína muito 
utilizada na programação mental? Sabe-se que a papoula é a planta de onde deriva 
a heroína...não estaria ali por acaso.

 Por um momento, Gwen Stefani chora pela sua situação, 
mas e logo é consolada por aquilo que dizem para ela

Observe neste trecho da música.

Quem se importa, porque é a sua vida
Nunca se sabe, poderia ser ótimo
Aproveite a chance porque você pode crescer
Oh, ah, oh
Oh, ah, oh
Olhe para o seu relógio agora
Você ainda é uma mulher super gostosa
Você tem seu contrato de um milhão de dólares
E eles estão todos esperando pela sua nova música quentíssima

O que você está esperando?


A atendente avisa Stefani que ela já recebeu alta  -seu alter já foi criado e 
ela já foi programada. Estranho, né? Para que mais receberíamos alta médica?

 Muito pouco conhecimento prévio é necessário para entender o significado subjacente de "What Are You Waiting For". O vídeo é, de fato, uma referência clara a filmes de controle mental como Alice no País das Maravilhas. O vídeo dirigido por Francis Lawrence é uma métafora para a história de Gwen Stefani no ano de 2004.  Não é coincidência o fato de o vídeo ter muitas semelhanças com Alice no País das Maravilhas e O Mágico de Oz - dois filmes que são conhecidos por serem usados na programação de controle mental.

Conclusão

Enquanto o público se torna cada vez mais insensível à Agenda, os vídeos continuam espalhando simbolismo de controle mental, que é sem dúvida o maior crime cometido pela humanidade. O vídeo "What Are You Waiting For" (de 2004) pode ser lido apenas como uma inovação de uma artista excêntrica ou a história de uma artista falida que precisa de inspiração para seu novo trabalho, mas na verdade é a história real da condição das maioria dos artistas da indústria. Para ganhar inspiração, coragem e outras características que a indústria requer, o controle mental é "melhor" saída. É por meio de controle mental pesado que vemos tantos artistas se parecendo mais com robôs do que seres humanos, lançando inúmeros discos, promovendo suas músicas sem ao menos tempo para descansar, tratados como verdadeiros robôs, imersos na droga, envolvendo-se em escândalos, relacionamentos fracassados etc. Porém, como veteranos da indútria da música sempre perdem o seu espaço para os recém-chegados, não seria diferente com Gwen Stefani. A cantora, que esteve liderando as paradas da Billboard há alguns anos atrás, já encerrou sua carreira solo e hoje não goza da mesma exposição que tinha. As gravadoras e a indústria fonográfica Illuminati como um todo estão conscientes de como funciona o "negócio", que é alimentado por jovens que buscam constantemente emoção barata. Em questão de meses, os fãs podem adorar ou odiar um único artista. A maioria dos fãs hoje que escutam as músicas atuais mal se lembram que Gwen em 2004 já era um "protótipo de Lady Gaga". Desse modo, as gravadoras já estão, como certeza, preparando a próxima geração que servirá o simbolismo dos Illuminati. Vamos meninas! O que vocês estão esperando?

Posts relacionados:
Análise em "Labirinto - A Magia do Tempo", com David Bowie
O Significado Esotérico de Florence + The Machine - "Shake It Out" e "No Light No Light"