Joss Stone - "Eles queriam me controlar"

segunda-feira, 12 de novembro de 2012 Leave a Comment

Joss Stone é uma cantora britânica que chegou à fama em meados de 2003 com apenas 16 anos. Na época, a artista teve discos aclamados, que foram bem vendidos ao redor do mundo. Ela quebrou recordes em seu país e conseguiu se tornar uma das artistas pop britânica de maior sucesso de sua época. Joss, no entanto, tornou-se mais um exemplo de como a indústria da música, no geral, recruta jovens talentos para mais tarde usá-los como marionetes para empurrarem a "propaganda" barata da Nova Ordem Mundial, que é bastante ampla. No caso de Joss, contudo, ela não se vendeu.

 Em posts anteriores sobre a indústria da música, discutimos como alguns artistas são recrutados logo quando jovens e começam sua carreira geralmente com um estilo "inocente e juvenil", mas depois, após alguns trabalhos, adotam um estilo mais sexy ou dark. Por que tem sido sempre assim? A verdade é que a indústria os deixa fazer o que quiserem por algum tempo até se acostumarem com a fama e o sucesso. Quando eles já não puderem mais viver sem o glamour da vida de um artista, os "donos" da indústria começam a ditar as regras, prometendo a esses artistas mais fama e sucesso se aceitarem suas condições. É óbvio que dentro desse contexto, ainda não temos conhecimento de muitas coisas que acontecem, porém o passo principal para entender mais sobre esse processo começa quando artistas como Joss Stone abrem a boca. 

Em entrevista à mídia brasileira, a cantora Joss Stone afirmou que sua gravadora queria mudar até a cor de seu cabelo para loiro. Lembre-se que a maioria das artistas sex-kitten "vivem de cabelo loiro". Joss, no entanto, não quis se tornar uma sex-kitten. Para conseguir cantar sua própria música e não se render aos "chefes" da indústria, ela optou por romper com a gravadora EMI e criar seu próprio selo. Um ótimo exemplo para muitos que provavelmente se venderam por menos.
 

 "Minha gravadora na época queria mesmo me controlar, muito! Mas, para resumir, não funcionou para eles. Eles eram difíceis. Queriam que eu tivesse cabelo loiro, eu queria ter cabelo rosa. Acabei fazendo o que eu queria. Não estou mais com eles. Faço música do jeito que gosto, tenho ótimos momentos com isso. Mas se eu não tivesse aquela experiência, não teria apreciado a liberdade que eu tenho hoje. Então eu precisava ter passado por aquilo."

Fonte


 Joss Stone se retratando enjaulada na capa de seu disco, ainda na EMI, em 2009.

Em 2009, ainda na EMI, e em meio a uma relação conflituosa com sua gravadora, Joss Stone conseguiu lançar seu quarto álbum de estúdio "Colour Me Free" (imagem acima). O disco contém o single "Free Me", que foi uma canção de protesto contra a EMI. Na canção, Stone canta que não podem dizer para ela o que deve fazer. A canção foi um fracasso comercial, sem chegar a uma posição razoável nas paradas. É claro que a EMI não iria fazer desse protesto um sucesso comercial e boicotou todo o disco. Veja a letra dessa canção:


Não é que eu tenha o pé atrás com você
E você sabe que eu tenho um sentimento bom por você
Porque há algo profundo dentro de mim
Tenho que ser


E se você achar que é difícil me seguir
Se eu solta-lo em meu fluxo criativo
Você tem apenas que levantar seus olhos
E me ver voar


Não venha me dizer que não vou, pois eu posso
Não venha me dizer que eu não sou, pois eu sou
Não venha me dizer que os meus planos
Não passam disso


Não venha me dizer que não vou, pois eu irei
Não me diga como devo pensar, pois eu sinto
Não me diga porque eu sei o que é real
O que eu posso fazer


Algo que você não vê todos os dias
Uma garotinha que encontrou seu caminho
Por um mundo que é feito para acabar com
Todos os seus sonhos


Eu acho que tem uma coisa que vou dizer a você
Que não há nada que você possa fazer
Porque é tudo sobre a sua atitude
Que não deixa eles chegarem até você


Não venha me dizer que não vou, pois eu posso
Não venha me dizer que eu não sou, pois eu sou
Não venha me dizer que os meus planos
Não passam disso


Não venha me dizer que não vou, pois eu irei
Não me diga como devo pensar, pois eu sinto
Não me diga porque eu sei o que é real
O que eu posso fazer


E quando estamos cantando é a nossa voz
Nós podemos fazer essa escolha de ser
De ser livre agora
E quando estamos cantando é a nossa voz
Nós podemos fazer essa escolha de ser livre
De ser livre agora


Musica, hey,  te amo!
Yeah, yeah, yeah, yeah
Sim, eu amo
Music now, now, now, yeah, L-U-V, baby
Eu amo isso, sim, eu faço isso agora!


Não venha me dizer que não vou, pois eu posso
Não venha me dizer que eu não sou, pois eu sou
Não venha me dizer que os meus planos
Não passam disso


Não venha me dizer que não vou, pois eu irei
Não me diga como devo pensar, pois eu sinto
Não me diga porque eu sei o que é real
O que eu posso fazer


Para justificar tanta rebeldia, a gravadora deve ter proposto algo muito errado a ela. Vamos perguntar a Katy Perry o que deve ter sido.Vale lembrar que em 2011, a polícia britânica prendeu dois suspeitos de planejar o assassinato de Joss Stone. Estranho?

Leia Mais

29 comentários »

  • Oliver said:  

    Realmente sempre acontece isso cm as cantoras pop , cabelos loiros , dark e sexy

  • Santos Júnior said:  

    Hj o cabelo dela é loira, n é?

  • Otavio Fidelis said:  

    Daniel, achei seu blog muito interessante e gostaria de saber se não existe alum movimento ou organização que contraponha os interesses de sociedades secretas como os illuminati.

  • NAICOH said:  

    muito bom, se todos fisessem como ela, mas.... a ganancia fala mais alto infelizmente!!

  • C said:  

    Vi o show delas esses dias ... Ela é talentosa, canta muito e é um exemplo a ser seguido por novos cantores

  • Moises Garcia said:  

    Danizudo e o EMA 2012? não é uma surpresa a princesinha dos illuminatis não ter ganho um prêmio???

  • Brunonm Soosed said:  

    Aprendi ingles com intenção de gravar na Interscope, agora que sei o que acontece, meu sonho, desabou. Mas a pergunta é...

    ...Tem como ser famoso sem ser controlado? Existe mensagens ocultas do ''bem''? Tem como enrolar a indústria da música?

  • Rodrigo said:  

    Kelly clarkson passou pelo mesmo, veja o album dela chamado my december, as mensagens que ela deixou!

  • José Aroldo said:  

    Essa é minha garota,arianos jamais se entregam.Tenho muito orgulho de ser fã,mais ainda por saber que temos a mesma personalidade.É isso aí,Joss!Continue fazendo a música que sempre fez!

    ----

    E ela é naturalmente loira.Mas vamos entender o contexto; O "enloiramento",seria exatamente o controle que a gravadora queria exercer sobre ela.Uma suposta sexualização das músicas e do visual dela.

  • jonatas said:  

    Rihanna deu início hoje a sua turnê "777". achei o nome estranho e joguei no google. é o nome de um livro do maçom aleiste crowley.. será que estou surpreso? nem estou. só ve quem não quer

  • Justin Vuskin said:  

    pq o nome da a Tour da reinne e 777? estranho em lembra 666

  • jonatas said:  

    Queria desabafar aqui.. Posso? Hoje eu vi a última gota d'agua pra mim. Eu sou cristão e apesar de ouvir musicas que não sejam religiosas, eu gosto muito das que falam sobre a vida com Jesus e tal. Eu recebi hoje um dvd de coletânea de clipes cristãos que eu tinha comprado e vi um de uma cantora que eu sempre gostei, porque ela parecia diferente dos outros cantores, ela parecia muito sincera e os clipes eram muito criativos, enfim, das cristãs, uma das minhas favoritas. O nome dela é Britt Nicole. A música, Headphones. Nesse clipe, a parede, cehia de estrelas. A cantora, daçando ao fundo de arcoiris. E a almofada em que a menina estava na cama, com aquele simbolo do "paz e amor" . No mundo cristão estão colocando simbolos muito sutis. Eu nao consigo mais acreditar que existe um só cantor famoso, seja "gospel" (detalhe que essa música que eu falei na verdade de religiosa nao tem nada, é uma música normal, como de qualquer outra cantora famosa, com uma mensagem bonita) ou seja normal (não religiosa) que não esteja vendido. Só espero que minha banda preferida, Leeland não esteja junto com essa galera. Já que outra banda preferida, Starfield, minha parece que no seu novo Cd Kingdom tem um triangulo invertido e no palco do show deles, triângulos no palco. Muito triste na real. Eu preciso de ouvir música cara, não é o fim do mundo claro, mas poxa é uma das coisas que eu gosto muito de fazer. Ouvir música. Não sei mais o que fazer. Só Deus pra intervir nessa ditadura que virou o mundo da música.

  • jonatas said:  

    * nao ve quem nao quer

  • Willian said:  

    É 666 e o nome dele é Aleister Crowley! Hein Jonatas!

  • Odeio ... said:  

    concordo com o Rodrigo, a Kelly Clarkson deixa algumas coisas explícitas em suas músicas. Eu adoraria ver uma análise sobre a carreira dela.

  • jonatas said:  

    oi william, então cara, errei o nome do cara mesmo, enfim, não importa muito né, rsrs, mas 777 é o nome do livro dele. tá no site da wikipedia em inglês. é diferente do numero da besta, que é 666.

  • Marcelo said:  

    José Aroldo


    "Essa é minha garota,arianos jamais se entregam."



    O que seria um "ariano", seria aquela mistificação criada pelos nazistas.

    Ou a new-mistificação criada por bugres em blogs noe-nazistas?

    O que são os Illuminatis senão os "arianos"

  • Marcelo said:  

    Para os sábios eu pergunto?

    Será que alguém rompe um contrato apenas porque querem que a pessoa pinte os cabelos?

    Ou será que a cantora aparecer com cabelos louros e conceder uma entrevista onde diz que rompeu o contrato por não querer ficar loura INDICA de forma precisa que o CONTROLE que eles queriam possuir não era apenas EXTERNO? ( APARÊNCIA FÍSICA DA CANTORA ) E sim externo, interno e da mensagem das músicas e comportamento?

  • Pam :) said:  

    Concordo com o carinha que citou a Kelly Clarkson ali em cima. Ela teve MUITOS problemas com a gravadora na época do My December por conta de quererem controlar o trabalho dela. Inclusive, o Clive Davis foi um dos maiores envolvidos nisso tudo (se lembram dele e a morte da Whitney? Pois é.). Ela se recusou a ceder e a gravadora nunca mais investiu nela como investiam antigamente. Os singles não tem uma divulgação muito forte, e as musicas não vão tão bem nas paradas, e eu garanto: não é falta de qualidade. Além disso, ela teve problemas também com o sample de Already Gone, que a Beyoncé usou pra Halo, graças ao produtor das duas na época. Fora a encheção de saco pra cima dela com o peso dela.
    Engraçado que a Joss Stone também não é mais TÃO famosa como antes, né?

  • isabella marie said:  

    Boa Tarde,Danizudo.
    Sou fã e acompanho o trabalho da cantora Taylor Swift desde seu segundo álbum,Fearless. De uns tempos pra cá, percebo que cada vez mais ela tem deixado de lado o estilo Country e adotado o pop - seu último CD,Red,deixa bem clara essa transição.
    Tudo bem, é normal artistas se reinventarem, eu acredito. Porém, sua última performance no prêmio AMA me deixou um tanto sobressaltada- para não dizer intrigada. Ela começa a cantar com um vestido longo e branco, e depois, no decorrer da música, muda para um vestido curto e de cores escuras- além do clima dark,diferente das outras apresentações da Taylor. Isso me fez lembrar dos seus posts. Posso estar imaginando coisas, mas seria muito interessante, se possível, que fizesse uma análise desta performance. Agradeço desde já.

  • gabriela said:  

    concordo com a isabella marie, tbm queria que vc fizesse uma analise de alguma musica da taylor, também vi a apresentação dela no AMA e fiquei decepcionada! acho muito suspeito quando ela usa o numero 13 no peito da mão, nos shows, por favor danizudo!!?

  • Karina Tofani said:  

    Nossa e o dizer daquele pentagrama no cd do diante do trono 15 ??????????????
    Chocada !

  • Francisco de assis nascimento santos said:  

    pra quem não entendeu a fã da joss stone disse ariano do signo de "aries" e não arianos new-nazistas

  • Michele Machado RJ said:  

    Não é a toa que no Rock in Rio ela não foi pro palco principal. Eu a curto muito, principalmente seu timbre de voz.

  • Bruna said:  

    Não esqueçam que no meio do ano de 2011, homens foram presos sondando a área onde a Joss mora com o plano de assassiná-la com espada, cordas e sacos. A sorte é que eles foram presos. Mera coincidência?!

  • jackefull said:  

    Sempre admirei cantoras como Joss Stone que foram fortes e nunca aceitaram esse controle maldito da indústria. Ao contrario de muitas como Mariah Carey, Beyonce, Christina Aguilera que acabaram aceitando que os chefões mudassem suas imagens e consequentemente o jeito das mesmas cantarem. Lembre-se que as mesmas começaram a cantar com jeitos inocentes assim como Joss mas ao contrario desta, deixaram se levar pela indústria oculta onde se tornaram sex kittens. Uma também que foi muito corajosa e disse não a indústria oculta foi Amy Winehouse mas infelizmente não teve a mesma sorte que Joss Stone.

  • Mateus Taruhn said:  

    O cara se referiu aos arianos, pessoas do signo de ARIES. Nada haver com nazismo nem nada disso.

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste site.