A Indústria da Música Exposta - Parte Final - Os Efeitos da Música no Cérebro

segunda-feira, 26 de novembro de 2012 Leave a Comment

Provavelmente, o assunto mais abordado neste site foi a conspiração envolvendo a indústria da música. Foram diversos vídeos e posts expondo assuntos que antes eram desconhecidos do público geral, como a programação monarca, por exemplo. Assuntos que são difíceis de entender senão por meio de uma linguagem mais simples. O objetivo inicial do site não era abordar a indústria da música e sua manipulação exaustivamente. Porém, visto que música é um assunto bastante popular na nossa socidade, entendemos que poderíamos alcançar muito mais pessoas se nosso site se direcionasse para esse lado. Durante esses anos, recebemos inúmeros e-mails de pessoas agradecendo, mandando depoimentos e tirando suas dúvidas. Recebemos até mesmo depoimentos de alguns músicos do Brasil confirmando tudo o que foi falado na série.

Por esse motivo, "A Indústria da Música Exposta" foi criada: para esclarecer, sintetizar e reunir dúvidas, depoimentos e temas envolvendo a indústria da música em apenas um lugar. Abordamos desde o Controle Mental a possíveis crimes que foram (e são) cometidos dentro de Hollywood etc., por de trás das cortinas. O objetivo principal foi mostrar que a música é um dos maiores veículos de disseminação de propaganda da Nova Ordem Mundial e mostrar o quanto sua indústria é estruturada para esse fim. Vimos que essas pessoas no controle da música são capazes de tudo para atingir seus objetivos. Letras de música e vídeos estão carregados de simbolismo oculto para doutrinar as massas ao estilo de pensar que eles querem.

A última parte da série, no entanto, mostra que o "buraco é bem mais em baixo". Enquanto muitas vezes estivemos preocupados com letras de música satânicas ou clipes com simbolismo Illuminati, os efeitos da música (som) no cérebro podem ser muito mais destrutivos do que qualquer outro elemento nocivo ao qual a música pode estar associada. Centenas de anos atrás, filósofos como Platão, Aristóteles e Sócrates entendiam que a música tinha uma enorme influência sobre seus ouvintes (e eles não estavam falando de rock). Naquela época, Aristóteles já falava sobre a capacidade da música de comunicar os estados emocionais dos seres humanos. Porém, hoje em dia, muito pouco sobre manipulação musical é discutido. Portanto, a última parte da série aborda esse tema que se faz extramente esclarecedor - a música (som) exerce um efeito poderoso no cérebro, e esse efeito está sendo usado para manipular as massas e fazer dinheiro. Assista a última parte da série.
 

Gostaríamos de agradecer a todos que assistiram aos vídeos e os divulgaram durante quase 2 anos. Sem vocês, não conseguiríamos alcançar tantas pessoas. Nós demoramos para entregar a parte final, pois nosso tempo disponível não é o mesmo do que no início do site. Também, ao iniciarmos a série "Os 7 Sinais" ao mesmo tempo, o trabalho tornou-se ainda mais puxado.

Abaixo estão todos os links dos vídeos da série. Por favor, deixe em seu comentário qual foi o vídeo mais interessante em sua opinião.

Parte 1 - As Vítimas Monarcas
Parte 2 - Quebrando o Controle Mental [Link da Versão Completa]
Parte 3 - O Efeito Borboleta
Parte 4 - A Agenda dos Inocentes
Parte 5 - Vendendo a Alma ao Diabo
Parte 6 - A Filosofia Satânica
Parte 7 - O Sacrifício de Hollywood [Link da Versão Completa]
Parte 8 - Referências Simbólicas
Parte 9 - Por que Whitney Houston foi Assassinada?
Parte 10 - Os Efeitos da Música no Cérebro

60 comentários »

  • z8user said:  

    A música exerce muita influência sobre nós, e mesmo aquelas cujas as letras não sejam satânicas podem com o seu ritmo nos prejudicar de alguma forma.

    É uma pena que a maioria das pessoas vai preferir negar isto a (re)pensar por um segundo sequer sobre seus gostos.

  • Oliver said:  

    ALELUIA , ESPEREI PACAS POR ISSO

  • Natalia said:  

    O que eu acho interessante quando um pecador mesmo blasfemando contra Deus e seu amor por eles... Quando se arrepedende de todo o coração e pede perdão a Ele reconhecendo só ELe é Deus... Deus o perdoa mesmo que o seu belo coração triste com "este" se arrepende. Por isso eu o Adoro Ele...
    O que me chamou atenção foi uma cantora invocando todos para ir ao inferno... Que loucura isso é já é demais... Eu faço de tudo para não errar eu erro... Mas creio que irei subir... Só mesmo Deus tenha minha misericordia desses...

  • Natalia said:  

    Pelo visto musica é pior do que uma droga!

  • Wesley de Souza Batista said:  

    Muito bom o video, parabéns danizudo.

  • felipe8881 said:  

    PARTE 7 foi a mais interessante.

    Também gostei das partes que citaram a Britney. Foi com esses vídeos que realmente entendi como funciona a coisa, e comecei a comparar com outros cantores, e não preciso mais ler uma matéria para entender, posso eu, muito bem tirar minhas próprias conclusões.

    Obrigado, Danizudo.

  • ninda said:  

    meu deus temos que esta vigilante , e ora para o senhor nos guia ate no que tevemos ouvir .

  • Laura said:  

    esperei muito tempo por isso! vou assistir

  • Daiane Olive said:  

    Muito sinistro,todos os posts,mas esse último,falou tdo e mais um pouco.Parabéns,amoo esse blog por ser completo,claro e objetivo,e realmente,só Deus pra ter misericórdia das nossas almas.Orai e vigiai...

  • Lucas Carmo said:  

    Essa parte foi sem duvidas a melhor.A serie foi excelente,parabens Dani !

  • deu a louca nos loucos said:  

    nossa agora que eu reparei que qdo vc ouve uma musica se a batida e boa se o clipe e "bom",fica na sua cabeça,a primeira vez q vi o clipe lady marmelade da christina aguilera detestei,mas depois de umas 5 vezes a musica ficou umas 5 semanas na minha cabeça,depois eu vi a letra como era promiscua.obrigado danizudo por essa serie, e por ajudar a abrir os nossos olhos

  • deu a louca nos loucos said:  

    danizudo uma duvida:se um cantor(a) quebra o controle mental, e se arrepende e se converte a deus e o aceita como seu unico e eterno salvador,mesmo tendo um contrato com o diabo,esse contrato é "cancelado".exemplo katy perry que viveu em uma familia cristã.

  • Vydia said:  

    Dave Mustaine continua fazendo thrash metal em nome do Senhor, gracas a Deus por isso! E pelos abençoados que fazem desse estilo musical um meio de ganhar almas para o Senhor. Pois o diabo não é dono de nada, a música foi feita para louvar ao Senhor, e que assim seja. Temos que ser cautelosos e vigiar sim, mas não acharmos que o diabo é o pai do rock, por exemplo, pois ele é pai somente da mentira.

  • Raquel Bezerra said:  

    Oi Danizudo tudo bem com voce?
    A pergunta nao tem nada haver, mas onde eu me inscrevo aqui no blog? Eu gosto muito de ler os teus artigos e gostaria de ficar sempre sintonizada qui. :D obg, abraço.

  • R.A.G. DJ said:  

    Sem dúvidas que musica é pior do que droga... porque é lançada no ar, e porque as pessoas sempre vão gostar de algum tipo de musica, nunca conheci uma pessoa que disesse "eu não gosto de musica"... acho que isso não existe. Sempre haverá um estilo qual a pessoa gosta... e é nesse ponto que eles podem te pegar.

    Acho que artistas novatos, desconhecidos, ou de pouco sucessso (publico) certa forma nos deixa um pouco mais distantes da midia controlada.

  • Gilliard Almeida said:  

    Eu gostei de todas as partes porque em todas existem uma informação importante a ser assimilada e passada adiante. Foi um excelente trabalho de excelente qualidade.

  • Unknown said:  

    Com certeza a parte 2 foi a melhor! Incríveis os depoimentos da Britney ...

  • .red. said:  

    Parabéns Danizudo! O vídeo ficou excelente. Muito informativo e inteligente.

  • Verah Rodrigues said:  

    Correndo o risco de "chover no molhado", gostaria de sugerir um estudo sobre a cantora Shakira que mudou da água pro vinho. Me lembro de sua primeira apresentação no Faustão, com os cabelos negros e selvagens, cantando "Stoy Aqui". Hj, só canta inglês, está louríssima e, enfim...

  • Kaique Oliveira said:  

    Sou jovem, tenho 16 anos e estou incansavelmente convidado a esse mundo de músicas, seja pelos amigos ou até mesmo parentes, para entrar no grupo e ser como todos, sem um senso crítico.
    Já ouvi muitas músicas e nelas meus amigos gritam, dançam e falam para eu entrar no ritmo, mas eu fico pensando "Cara, eu não quero morrer jovem (Die young), não quero encontrar alguém como você que me fez sofrer (Someone like you), não quero quebrar meu pescoço pelas garotas da califórnia (California Gurls), não sou feito de titânio rsrs (Titanium) e com certeza não sou Um cara que vai a loucura na hora H (Gangnam Style).
    E o que me impressionou no vídeo é que não só a letra pode causar essas influencias no cérebro.
    Acompanho o site ha algum tempo e realmente essa foi uma das melhores postagens... E a pergunta que fica é: Será que as músicas estão me influenciando pro mal?

  • Spawnyu said:  

    Acho um pouco apressado demonizar um estilo com heavy metal como um todo, são tantas variações que fica mais fácil saber qual é satânica como citado no video o Death Metal. Cada variação tem uma caracterítica de seu conteúdo implicíto até no nome
    (Death = morte).

  • Lourian Almeida said:  

    Eu já acesso o site desde junho desse ano e mudei muita coisa na minha vida. Esse vídeo me impactou, mas foi pra confirmar que me afastar de coisas ruins e que fiz muito bem apagando todas as músicas e vídeos dás minhas bibliotecas. A música é como uma droga sim, mas também é possível largar dela. Eu sou esse exemplo de recuperação, e qualquer uma de vocês, com toda certeza, podem largar desse vicio! Acreditemos e confiemos no Senhor agora e estejamos vigilantes para tudo, pois a vinda de Jesus também se aproxima! Que Deus abençoe a todos e ao Danizudo principalmente, pois eu não seria o mesmo hoje e nem teria voltado pra Deus se não fosse o site dele. Obrigado.

  • João Sena said:  

    Danizudo aonde eu acho as outras partes para DOWLOAD ? :s

  • Relacionamento Interpessoal said:  

    Ei, você mostrou bastante a figura do Justin Bieber, Katy Perry e Madonna. Tem alguma razão específica para isso?

  • _aLPINO said:  

    existe muita banda de metal/rock cristão bem serio...cuidado com o preconceito...precisamos observar as obras de cada um antes pra falar mal...Jesus é muito maior que tudo isso...Acredito que letra,videoclipe e testemunho são realmente os pontos mais importantes...Muito fácil e batido ficar sempre demonizando o rock... Um estilo tão amplo... Não vamos apenas generalizar... O amor de Deus alcança a todos...Jesus é maior que tudo isso...

  • Raquel Oliveira said:  

    Eu gosto muito de música e eu ouço todos os estilos músicas, se tem uma coisa que eu não tenho preconceito é com música. Eu realmente acredito que a música seja como um tipo de droga, até porque eu sempre me sinto mais relaxada ou emotiva ouvindo música. Você disse uma coisa que eu achei correta, é preciso saber selecionar a música que você está ouvindo, tipo Ke$ha e Lady Gaga, o que essas pessoas tem para acrescentar na sua vida? Pense nisso, são esses os valores que você quer pra você. Bom, se é o que você quer quem sou eu pra julgar, cada uma faz o que quer. Só sei que eu agora sempre procuro a tradução das músicas estrangeiras para ter certeza do que estou ouvindo, não quero ser enganada por uma batida animada que esconde uma letra podre e suja.

  • Raquel Oliveira said:  

    Ah esqueci de dizer que vou sentir saudades da série "A Indústria da Música Exposta". Vocês fizeram um ótimo trabalho, eu conheci seu site através desta série pelo Youtube. Você, Danizudo, e o Verdade Oculta do Youtube mudaram minha vida. Graças a vocês eu descobri como algumas pessoas são podres e manipuladoras, é triste mas é melhor do que viver uma mentira.

  • Suzana said:  

    Assim como as músicas de fundo que você utiliza para fazer seus vídeos: provocam medo (terror, angústia, etc.) e enfatiza a mensagem que você quer passar. Vejo com uma tentativa de não só envolver quem assiste, mas também uma forma de mostrar que o quão sombrio e sujo são as coisas que vc critica. Só acho que deveria ter realizado esse vídeo mostrando, também, a realidade brasielira. E o axé? O funk? E o sertanejo universitário? E artistas como Latino e tantos outros que fazem sucesso? A impressão que dá é que foram pegas partes de outros materiais e, a partir de então, montado o vídeo.

    E esse trítono do diabo? Qual sua origem? Exemplos de músicas que utilizam o trítono? Nem todas as músicas de rock "levam" essa mensagem satânica, acho que não é legal generalizar...

    Recomendo a citação das fontes dos materiais consultado, ao final dos vídeos (ou até mesmo no texto referente). Isso poderia conferir credibilidade ao que é "transmitido", bem como nos proporcionar acesso aos materiais na íntegra.

    Acho bacana a iniciativa do site e a produção dos vídeos (em termos de qualidade visual), mas a partir do momento que o conteúdo veiculado é direcionado à perspectiva religiosa acredito que fica um pouco chato de ler diariamente. É graças à religião que temos valores, mas acredito que a música, de uma forma geral, pode influenciar não só o comportamento de um sujeito, mas também não querer se interessar com assuntos de interesse coletivo, como a política e a sociedade. Isso porque muitas músicas (tanto letra e arranjo) exaltam que o jovem/indivíduo para ser feliz tem de consumir, viver em baladas, ficar com o maior número de pessoas possível e beber até "esquecer" do que aconteceu na noite passada. A mídia de forma geral tem um poder enorme de manipular as pessoas, principalmente no que tange às decisões políticas, as quais possuem um impacto enorme em nossas vidas. Acho que esse blog deveria abordar também esse lado, seria muito instrutivo!


    É uma opinião. Grata pela atenção!

  • ÔnixDesigner - Desenhos Gráficos said:  

    ...apenas nos resta orar e vigiar... uma vez acordados depois de acompanhar tudo isso.. realmente fica dificil voltar ao lado mau de novo!!!
    Lembre-mos no não voltar à lama... como diz o provérbio bíblico!!! Que o Senhor nos cure e nos guarde até sua vinda!!!!!!!!!!!!!!

  • Ana Paula Sometes said:  

    Danizudo você não tem ideia do quanto admiro seu trabalho. Você tem aberto a mente das pessoas, e inclusive a minha para desconfiar mais deste mundo do entretenimento, e isso é muito importante, pois os que não conhecem os seus efeitos, são inocentemente afetados por ele.
    Não sei medir até que ponto as coisas são como seus artigos as descrevem, podem ser um pouco menos impactantes, tanto como podem ser ainda mais. Mas a mensagem mais importante de todo o blog, é abrir os olhos das pessoas para não acreditarem em tudo o que vemos mundo à fora.
    Que Deus venha abençoar a sua vida, lhe dando cada dia mais sabedoria e discernimento, e que também Ele o guarde por onde quer que andes! ;)

  • kaw williams said:  

    "o problema não é saber a verdade e sim não exerce-la" com base no que vivo criei essa frase agora, sabe eu sei de toda a verdade mais infelizmente todo esse mundo da musica pop,holofotes em shows,apresentações em grammys me deixa fascinado e o pior que as vezes tem musica que gosto mais da batida !!!! a verdade é que não sei com parar de ouvir isso visto que inevitavelmente a musica está presente na minha vida !!!!!!!!!!!!

  • Vanessa Silva de said:  

    Sempre acreditei no poder da música, é só ver que a parte mais importante de um filme é a música, a trilha sonora, um filme de terror sem aúdio, geralmente não assusta, mas com aúdio quanta diferença.
    Teve uma época, que eu começei a gravar o aúdio dos filmes em inglês, para treinar meu entendimento do idioma, e notei que filmes como de gêneros do suspense, tinham o aúdio muito bem elaborado, algo que nunca havia notado. Lembravam o aúdio de filmes de terror, por exemplo, no filme "A mão que balança o berço", tem uma parte do filme que se ouve som de um piano assustador, corvos e cães latindo e uivando, algo que nunca havia notado, mas porque eu gravei o aúdio do filme e fiquei só ouvindo e não assistindo, percebi algo que passou despercebido anteriormente, o interessante que este é um filme que me recordo de ter visto umas 8 vezes na tv, é um dos meus favoritos.
    Tem filmes, por exemplo, que você ouve a respiração ofegante dos atores, principalmente quando, é um filme de perseguição, assassinato, terror, inconscientemente, a pessoa que assiste começa ficar aflita e com a respiração ofegante também, como se fosse ela que estivesse sendo perseguida pelo assassino da história.
    Muitas pessoas choram, gritam e se emocionam profundamente com filmes, passam por uma cartase emocional, como se fosse algo real, não apenas um filme, mas algo que mexe interiormente com elas, creio que o inconsciente , não sabe a diferença entre a ficção e realidade, hormônios devam ser liberados e partes do cerébro são ativadas como se fossem algo que estivesse acontecendo com a própria pessoa, de verdade. Algumas pessoas saem apaixonadas, outras revoltadas, outras felizes e a emoção perdura por horas até dias.
    O que me lembra o efeito de uma droga.

    O que assusta mais no filme, "Tubarão" é a música do filme, aquilo acaba com o coração de qualquer um, você passa o filme inteiro, com palpitação e estado de fuga.
    É incrível que 80 % dos filmes são necessariamente a trilha sonora, a sonoplástia, o aúdio. Esse é o poder da música. Hollywood entende muito bem isso e investe pesadamente no som dos filmes. A soma de imagem mais aúdio, é imbatível, se for bem feita, você nunca mais vai esquecer do filme, se a música tocar, você vai saber de qual filme se trata.

  • Vanessa Silva de said:  

    Às vezes, eu acordo cantarolando mentalmente, alguma música que já não escuto há décadas, mas minha mente resgata lá do fundo do baú aquela música, não é estranho, como posso lembrar de uma música tão antiga e que já nem faz mais sucesso? Pior ainda, acordar com o som dela? O cerébro não deveria descartar o que não mais necessita ou gosta? Ou uma vez que se ouviu uma música ela fica memorizada no cerébro para todo o sempre?

    Perguntei para alguns amigos, um dia, se quando eles ouviam uma música no rádio, se lembravam do video-clipe, enquanto ouviam a música, e a resposta foi que sim, toda vez que eles ouvem uma canção, eles lembravam do video-clipe, de todas as cenas, as danças, os gestos, o rosto do artista, parece que o cérebro registra cada batida da música com a imagem e resgata isso, como se fosse uma memória. Por isso, que acho que a música de hoje, é muito mais poderosa, porque ela vem carregada pela associação de som com imagem e mentalmente, isso é muito forte e viciante.

    Quando eu estava na adolescência, eu detestava ouvir Britney Spears, não que eu não gostasse da música, pois era grudenta e difícil de não lembrar, mas eu detestava a voz dela, eu achava que ela não tinha voz suficiente para ser chamada de "cantora" e uma vez, discutindo com uma amiga minha, sobre isso, eu pude entender o porquê das pessoas gostarem tanto dela. Minha amiga disse, eu também não gosto da voz dela, não é a voz mais afinada e poderosa do mundo, mas ela é linda, jovem, dança bem, gosto de ficar olhando para ela, ela é perfeita, e gosto da batida, do som da música, se ela não cantasse e apenas dançasse com a batida, para mim, ela ainda iria continuar sendo uma grande artista. Não é a voz, é o carisma, a beleza dela e o som, a batida, a mixagem.
    Foi naquele momento, que eu percebi, que para ser cantor famoso, não se tratava do talento vocal em si, mas dependia de ser alguém atraente fisicamente e do som produzido pela gravadora, se a batida fosse legal, era sucesso garantido, independente muitas vezes da qualidade vocal do artista. Quantas músicas, as pessoas ouvem, mesmo detestando a voz ou o cantor, mas gostam da batida, da base do som. Isso mostra o poder da música fabricada pelas gravadoras, o artista é só uma marionete, o que importa é a imagem dele, associada ao som muito bem trabalhado.

    Se a batida for repetida cadenciadamente, em um certo nível, o cerébro disassocia e você entra em estado de relaxamento e em transe hipnótico. Alguns rituais tribais e afros tem essa caracteristica, a batida dos tambores é repetida e cadenciada com perfeição. O que me lembra muito a música eletrônica, seria esse o motivo das raves atuais terem música eletrônica e drogas, luzes pulsantes e coloridas, e isso gerar um estado de eufória contagiante e de as pessoas sentirem que aquela experiência foi a mais profunda que já sentiram, quase como se fosse algo espiritual? Seria proporsital que alguns shows empregassem alguns efeitos que lembram rituais? Acho que nada na indústria é por acaso, tudo é bem cálculado e treinado, para causar o efeito desejado nas pessoas, eles sabem o que desejamos, o que gostamos e produzem a satisfação para as pessoas, enquanto espalham simbolismos e ocultismo que ficaram registrados ao longo prazo na mente das pessoas.

  • Sarah Cardoso said:  

    Danizudo..Parabéns
    Sinceramente,devo admitir essa foi um dos seus melhores post'Se não foi o MELHOR.
    Que Deus continue te abençoando.
    E olha,uma pergunta que te fiz há algum tempo a traz em um comentário de outro post..Esse vídeo mim 'mostrou' a resposta'
    Obg

  • yasmin lib said:  

    Parabéns Dani,muito bom o video,e com certeza serviu para esclarecer muitas coisas que envolvem a musica. Eu sinceramente acredito que a musica causa o mesmo efeito da droga,pois eu como exemplo,não consigo ficar algumas horas sem escutar musica,é viciante mesmo,parece algo humanamente impossivel ficar sem escutar pelo menos uma musica se quer. E acredito também que possa mudar comportamentos, é o que mais se tem por aí,pessoas mudam repentinamente ao se tornaram fãs de algum artistas,os valores e as atitudes,na verdade você passa querer ser aquele artista e fazer o que ele faz,ou o que a musica diz. Isso é algo muito sério,porque na verdade a maioria das pessoas não levam a sério. Estava comentando isso com a minha mãe e eu expliquei sobre os efeitos no cérebro e ela simplesmente não acreditou,disse que acha que isso é somente uma fase,pelo fato de ser 'musica' todo mundo pensa que é apenas uma besteira,acham que é coisa de gente que está viciado nos illuminats, aqui em casa eu já cansei da falar sobre isso lol, porque ninguém leva a sério. Infelizmente.

  • Bill (Guilherme) said:  

    Tenho uma crítica contra o que foi dito no final desse vídeo. Danizudo, você usou de uma generalização imensa ao dizer que o "heavy metal" é satânico, e mesmo se mudamos a letra e acreditarmos que aquilo é bom, que aquilo é de Deus, Deus não se agrada, quem se agrada é Satan, com letras que louvam a Deus? Me desculpe, mas eu discordo totalmente. É como você disse, o som é dotado de uma ideologia, logicamente se alguém faz ele pra Deus, esse som não será carregado de depressão ou maldade, por mais pesado e rápido que o estilo seja. Depois tente ouvir um Death Metal satânico, e depois uma banda Cristã, ouça como a o som muda, como é bem mais prazeroso. Por mais que alguns sejam carregados de fúria, nem sempre ela é ruim qnd as letras estão criticando a indústria da música e até mesmo essa destruição do mundo que passa despercebida pelos nossos olhos.

  • Dudu machado said:  

    acho que o Danizudo especificou justin bieber, katy perry e madonna porque já tinha imagens deles baixadas, e são ótimos exemplos.

    queria um conselho de como me "livrar disso" pois aonde quer que eu vá sempre vai ter alguém ouvindo musica e tudo mais....

  • Luyza Salvatoree said:  

    Realmente muito assustador, eu sei disso pq que nem a droga, eu me viciei nessas musicas todas as noites eu escuto mais agora vo tenta diminuir ate conseguir parar.

    Obrigada Danizudo!

  • Pedro Henrique .q said:  

    Nossa e-e
    Danizudo,você poderia ver a tradução de uma música que me deixou meio pensativo? O nome dela é What the hell (B.A.P.)

  • Pedro Henrique .q said:  

    Nossa e-e
    Danizudo,você poderia ver a tradução de uma música que me deixou meio pensativo? O nome dela é What the hell (B.A.P.)

  • Mateus said:  

    depende da musica , agora generalizar o rock em um todo acho isso errado

  • Gone said:  

    A parte 5 me impactou bastante, principalmente o depoimento daquele rapper... e a parte 10 foi a mais bem produzida... parabéns!

  • remixcontrol said:  

    E você pode falar da Musica Gospel, o que você acha disso neste ponto de vista??

  • Dudu machado said:  

    devia analizar o novo clipe SKyfall da adele, quando ele sair

    Na letra, adele diz para alguém que "na queda do céu é aonde eles começam a serem fortes" , mas ao mesmo tempo que diz que eles passaram por tudo na queda do céu, diz que esse alguem não terá seu coração, assim como os illuminati e seus escravos, que com certza não tem o coração deles.

  • Dudu machado said:  

    danizudo você podia fazer um breve video falando do Rock/Metal Gospel, e/ou também da música gospel em si, eu escuto mas ao mesmo tempo não sei se devia, já que na bíblia diz que aqueles que dizem crer em Deus apenas para "aparecer" estão cometendo um erro, além de ganharem dinheiro usando o nome de Deus, mas ao mesmo tempo os cantores gospel parecem os unicos que não tem musicas falando de sexo, ódio e tudo mais...

  • Fox Sports Brasil said:  

    Diante de trono lançou um CD e na hora que vi na TV me lembrou a estreal de 5 pontas , mas poderia falar da industria da musica daqui do Brasil - se possivel claro - de ritmos que tem muito preconceito como o Forro aqui no nordeste

  • Arquimagus said:  

    Realmente, talvez seja o melhor da serie...

    A música é capaz de nos moldar SIM. A mudança comportamental é nítida até para os mais leigos. E pode ser notada até mesmo na sociedade brasileira na forma como os adolescentes que ouvem o Funk Brasileiro se comportam.

  • Lou e Rebeca said:  

    análise perfeita, brigada dani

  • Thiago G.M. said:  

    Danizudo, muitos que já navegaram pela Deep Web afirmam ser um local onde se encontra muitas coisas relacionadas a ocultismo, religiões satânicas, sacrifícios humanos reais, canibalismo e muitas outras coisas que imaginamos e nem imaginamos sobre o oculto, satanismo e o que há de pior.
    As vezes tenho dúvidas se esta ferramenta do mal ainda existe por conveniência e interesse por parte do governo americano. Pois foi criada pelo exército americano e até hoje existe, mesmo tendo o que há de pior. Alguns afirmam ser uma ferramenta usada por organizações secretas do governo. Apesar do anônimos e o wikileaks usar a Deep Web para revelar coisas do governo.
    A minha dúvida é se esta ferramenta tem relação com os interesses dos illuminatis? Acharia interessante se você fizesse uma matéria sobre ela.

  • Carol said:  

    É muito interessante o efeito que a música causa no cérebro. Eu sinto isso várias vezes quando escuto algum ritmo, como aquilo transforma minha emoção naquele momento. Quando estou melancólica gosto de ouvir Enya e músicas mais lentas. Quando ouço rock sinto uma certa euforia as vezes como uma forma de extravasar a emoção... Infelizmente é difícil controlar essa exposição em nossas mentes já que somos bombardeados diariamente nas rádios, TV, internet, amigos...

    Eu não entendi uma coisa: por que você usa esse tipo de sonoplastia tão sinistra? Perdi a conta de quantas vezes arrepiei, rsrs!

    Bom, gostei muito do vídeo mas para mim a série ficou incompleta. Acho que faltou falar de cantores brasileiros já que temos muita besteira no nosso meio musical e também das músicas gospel. Fica a sugestão para um futuro post sobre esse assunto.

    Bom trabalho e continue abrindo nossa mente.

    Abç.

  • Stella Castelo Branco said:  

    Dani, eu gostaria que você fizesse uma análise da música violet hill de coldplay, nela tem uma parte que diz
    ''was a long and dark december
    when the banks became cathedrals
    and the FOX BECAME GOD''

    Traduzindo para o português fica

    ''Foi um longo e escuro dezembro
    Quando os bancos tornaram-se catedrais
    E uma raposa tornou-se Deus''

    Mas uma raposa se tornando deus não tem muito sentido, e fox na numerologia de pitágoras significa 666, mas tem outra frase que diz '' quando o futuro é arquitetado por um carnaval de idiotas, é melhor você mentir'', estaria ele se referindo aos illuminati? Nesse caso eles estão contra ou a favor da mídia?

    Outra coisa, os dois últimos álbuns deles vieram recheados de simbolismo, e nesses dois ultimos albúns foram exatamente quando eles começaram a fazer sucesso, mas o que me deixa encucada, é que eles não mudaram de gravadora, eles pertencem a EMI music desde sempre, mas só tem simbolismo nesses dois álbuns.

  • Ricardo Augusto said:  

    Olá Danizudo. Eu sou estudante de musicoterapia. Posso concordar contigo que a música é uma grande máquina que influencia e conduz a humanidade dentro de ideologias, crenças e costumes. Ela desencadeia no organismo inúmeras sensações. Os engenheiros de som e músicos de destreza entendem bem está força, e a mídia deseja este artifício. Eu compreendo que o objetivo de seu documentário é de cunho religioso, e por isso a grande demonização do rock, especificamente do heavy metal e seus subgêneros death metal e black mental. Os adeptos desses subgêneros explanam uma ligação com o satanismo, entretanto o motivo disso é mais ideológico a religioso. Diz-se que a partir dos anos 70, muitos grupos começaram a gostar da ideia e passaram a assumir o satanismo e o ocultismo como um elemento a mais em sua música. Porém meu enfoque não é este. Desejo saber quais fontes científicas você usou para fundamentar o vídeo, isto por questões de estudo neurológico. Peço licença para publicar teu vídeo no blogue que administro. Forte abraço!

  • Mahh said:  

    Olá, primeiramente gostaria de parabenizar pela iniciativa, no que concerne a incentivar a pesquisa como forma de libertação do "senso comum". A sua citação porém de Aristóteles e Platão não cabe na ideia que tentou legitimar. Quando estudamos Estética (a grosso modo: A filosofia da arte), entendemos principalmente o significado de uma palavrinha chave, mas muito necessária para a compreensão do fenômeno artístico: é a Heteronomia da arte. Ou seja, entender como a arte era vista no passado, e o que representava no passado. E a ideia do que é Música hoje, é completamente diferente do que os gregos entendiam por Música, Música para eles estava invarialmente ligada a questões políticas, pedagógicas, era uma area do conhecimento, da Matemática, ligada ao movimento dos corpos. Não era então, nem um pouco similar ao que hoje concebemos por Música. Esse é o perigo que corremos a todo momento qdo tentamos transpor um pensamento antigo para a atualidade.

  • KD Oliveira said:  

    Tá, mas o que você nos recomenda? Parar de ouvir música?

  • kelly cristina said:  

    Essa serie realmente me fez abrir os olhos para algumas coisas q eu nunca tinha percebido antes. Fiquei chocada por saber q esses artistas que eu gosto tanto de ouvir(ou fui induzida a gostar) possuem esse lado tão controlado pela industria. É bem assustador.

  • renato lopes bardauil said:  

    A cara namoral , se for pensar assim ate a comida que agente come nos afeta . Tudo nos afeta , somos homens e temos sentimentos . Essas coisas so afetao quem nao tem Deus no coraçao e tem mente fraca . E outra acho eu q sons por si so nao sao capazes de controlar , agora quando tem letras ofensivas sim . Pensem bem quando vc come vc tbm se sente bem , quando vc olha uma coisa que gosta vc tbm se sente bem e vice versa. Pq com a audiçao seria diferente ? E so vc saber oque realmente escutar . E outra Deus nao deixaria seus filhoa serem controlados por batidas ne ... Deus e o forte o que realmente faz oq quer conosco . Nao o diabo e nem a musica

  • yuri martins said:  

    cara não adianta,danizudo falou certo,a musica afeta e pronto!

    eu ouço musica clássica,e daora

  • Daniele Dutra said:  

    Muito bom, eu fiquei muito impactada ao assistir aos 10 videos!!! Eu creio que estudos assim ajudam inúmeras pessoas, pois esclarecem e mostram a verdade por trás das musicas! Quem tem o espirito santo de Deus sabe o quanto isso é real, o quanto o diabo usa as musicas pra se infiltrar nas mentes das pessoas,... Eu desejo a vc querido Dani o melhor de Deus, que o nosso Senhor Jesus Cristo de use mais e mais... Estarei orando por sua vida, pra q vc resista as ciladas do diabo, pois ele quer destruir os que dão bons frutos, mais o nosso Deus te guardará. “Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade.” II Cor. 13:8

    Fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder! Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do Diabo; Porquanto, nossa luta não é contra seres humanos, e sim contra principados e potestades, contra os dominadores deste sistema mundial em trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais. Por esse motivo, vesti toda a armadura de Deus, a fim de que possais resistir firmemente no dia mau e, havendo batalhado até o final, permanecereis inabaláveis, sem retroceder. Estai, portanto, firmes, trazendo em volta da cintura a verdade e vestindo a couraça da justiça, calçando os vossos pés com a proteção do Evangelho da paz; embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todas as setas inflamadas do Maligno. Usai igualmente o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a Palavra de Deus.
    ◄ Efésios 6 10:17►

  • Leticia Fernandes said:  

    quer dizer que os artistas conseguem nos controlar pela musica pelos videoclipes e pelas simbologias

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste site.