, , , ,

"O Segredo da Cabana" - Um Filme Celebrando os Sacrifícios Ritualísticos da Elite

quarta-feira, 10 de outubro de 2012 Leave a Comment

"O Segredo da Cabana" é um filme de terror de sucesso, que também recebeu grande aclamação da crítica. Enquanto muitos apreciaram o filme por sua sagacidade, humor e originalidade, o enredo do filme, no entanto, é sério e muito real: ele representa o uso de rituais de ocultismo da Elite sobre as massas desavisadas. Considerado "inovador" e uma "virada de jogo" por críticos de cinema, "O Segredo da Cabana" contém muitos elementos clássicos de filmes de terror e acrescenta novos elementos interessantes à mistura. Eles continuamente referem-se e comentam sobre o gênero filme de terror, elogiando alguns dos seus aspectos, enquanto zombando dos muitos clichês que são encontrados no gênero. A trama básica já foi vista muitas vezes, visto que ela envolve zumbis correndo atrás de adolescentes que são tão burros e genéricos que você mesmo quase quer que eles morram. Mas há mais na história do que apenas isso: o filme é sobre marionetistas da elite supervisionando um ritual de sangue maciço usando o controle mental e monitoramento de alta tecnologia. No final, "O Segredo da Cabana" transforma-se em uma metáfora para a nossa sociedade que é fortemente controlada sob o controle de forças ocultas sombrias. O filme foi co-escrito e dirigido por Joss Whedon, que criou também uma série de TV, Dollhouse, na qual abordou o conceito de controle mental de uma forma bastante óbvia. 

À primeira vista, os personagens do filme são cheios de clichê, a tal ponto que é absurdo. Temos o atleta típico, a típica garota da sacanagem, o maconheiro típico, o cara chato e inteligente, e a virgem puritana e tímida. Esses adolescentes são propositadamente genéricos sem falar na monotonia de personagens em filmes de terror ruins, mas, ao desenrolar da história, nós descobrimos que eles também foram selecionados e manipulados por uma organização para incorporar plenamente arquétipos específicos, a fim de completar um ritual.

 Os heróis (ou vítimas) do filme são um tanto unidimensionais. Nós logo 
descobrimos que eles foram manipulados para se tornarem daquele jeito. 

Ao avançar do filme, muitos aspectos-chave da elite ocultista e de seu funcionamento são descritos em detalhes vívidos: mega-rituais mediatizados, sociedades secretas ocultistas, controle mental, monitoramento de alta tecnologia e assim por diante. No final do filme, pode-se perceber que esses adolescentes assustados e confusos correndo e caindo em armadilhas somos nós, também conhecidos como as massas. Vamos olhar para os elementos encontrados no filme e analisar o seu pleno significado.

 A Organização Anônima

 No início do filme, vemos cinco amigos entrando em uma van e indo para uma cabana na floresta (daí o título do filme), onde o álcool, diversão e brincadeiras de adolescente aguardam. Os amigos, contudo, não sabem que esse fim de semana de possíveis festas, na verdade, será um grande ritual de sacrifício conduzido por uma organização internacional de alto nível.

 Sempre anônima no filme, a organização por trás do sacrifício de sangue, e de alta
 tecnologia, utiliza instalações em todo o mundo e parece ter uma grande quantidade de 
recursos e funcionários. Podemos associar essa organização com a elite oculta, a Nova 
Ordem Mundial e suas instalações secretas? Sim, sim, nós podemos. 

 Basta olhar para o centro de comando, nós entendemos que não é uma operação pequena e clandestina, mas uma organização altamente sofisticada que mexe com  equipamentos militares 
de rastreamento que só estão disponíveis nos mais altos níveis governamentais. 

O único objetivo da organização é a criação de mega-rituais de alto perfil que envolvam a morte de civis em todo o mundo, a fim de apaziguar as forças escuras embaixo da Terra. Esses rituais são possíveis através da manipulação de certos indivíduos determinados a fazerem certas coisas, tornando-os participantes inconscientes em um ritual oculto. Esse conceito foi discutido várias vezes neste site, visto que mega-rituais envolvendo elementos simbólicos de sacrifícios de sangue realmente acontecem na vida real, onde tudo é encenado, e elementos são configurados para se obter o máximo de exposição e potência mágica. 

Embora esse seja um assunto muito obscuro e considerado tabu, alguns pesquisadores ocultos têm determinado que muitos eventos mediatizados realmente são mega-rituais ocultos realizados para cumprir objetivos específicos. Quer estejamos falando de Jack, o Estripador, ou, como recentemente, os assassinatos de Batman, alguns assassinatos são realmente configurados para seguirem regras específicas e carimbar a sociedade com símbolos específicos. 


"É claro, muitos assassinatos em série não são nada mais do que o trabalho de um único indivíduo atuando na realidade um filme de terror que ele viu, ou respondendo a "poderosos" impulsos psicóticos de agressão e predação. Mas muitos outros assassinatos em série envolvem um grupo protegido pelo governo dos EUA e pela mídia corporativa, com fortes vínculos com a polícia. Esses assassinatos rituais são intricadamente coreografados; realizados primeiro em uma escala muito íntima e secreta, entre os iniciados para programá-los e em grande escala, amplificado incalculavelmente pela mídia eletrônica. No final, o que temos é uma transmissão de um ritual altamente simbólico, para milhões de pessoas, uma inversão satânica; uma missa negra, onde os "bancos" são preenchidos por toda a nação através da qual a humanidade é paganizada, brutalizada e rebaixada nisto, a fase "Nigredo" do processo alquímico. 

O francês adepto Antonin Artaud, arquiteto da teoria do "Teatro da Crueldade" com seu poder transformador e, a inspiração para a mídia extrema do "sexo e morte" do nosso tempo, tinha a dizer sobre o processamento do Grupo Mente: "Além de mexer com feitiçaria de feiticeiros do campo, existem truques de hoodoo global em que todas as consciências alertadas participam periodicamente ... É assim que as forças estranhas são despertadas e transportadas para o cofre astral, para aquela cúpula escura que é composta acima de tudo... a venenosa agressividade das mentes ruins da maioria das pessoas ... a opressão tentacular tremenda de uma espécie de magia cívica indisfarçável que aparecerá em breve.

"A questão de controlar a humanidade com palavras e símbolos esotéricos codificados dentro de um peça, uma mídia espetacular ou um ritual é um dos mais difíceis para as pessoas  compreender. Isso é porque a maioria das pessoas são vistas com desprezo como "Cowans", "profano", os "gentios" e os "goyim" (gado) por iniciados de sociedades secretas. "Eu acho que somos cultivados", disse Charles Fort sobre a humanidade. Foi Fort que, deliberadamente, também sugeriu que o homem inventasse o dogma do materialismo, a fim de proteger-se da prova de que estava sendo feita a ele por meio de métodos de guerra psico-espirituais levada  pela "coincidência", simbolismo e ritual. "

 - Michael A. Hoffman, Secret Societies and Psychological Warfare


Embora a citação acima tenha sido escrita há mais de 20 anos, ela descreve perfeitamente o enredo de "O Segredo da Cabana" que, por sua vez, descreve mega-rituais em uma questão direta, mas muito caricatural. Ao fazer isso, o filme revela o funcionamento da elite quando o ficcionaliza  - ele coloca tudo em aberto, enquanto ao mesmo tempo faz as pessoas crerem que "é só um filme". Embora há um monte de sátiras e loucuras no filme, seu conceito subjacente é mais verdadeiro do que a maioria acreditaria. 

 A organização obscura realiza rituais em todo o mundo, alguns dos quais são bem
 sucedidos e outros não. A maioria são feitos para se parecerem como "acidentes" e 
aqueles que são bem sucedidos são amplamente divulgados em todo o mundo.

Essa organização da elite, tão poderosa como é, só obedece à vontade de forças das trevas chamadas "os anciões" e "os deuses". Os "técnicos" que fiscalizam o ritual são realmente membros de uma fraternidade oculta e seu trabalho é garantir que os rituais estarão completos.

 Após a morte da primeira vítima, vemos um dos técnicos recitando uma oração sombria e 
depois beijando um pingente, símbolo mágico da sociedade secreta. Como na vida real, algumas operações que parecem ser sobre a ciência e pragmatismo são realmente motivadas por razões muito obscuras e ocultas.

 Assim, o ramo dos EUA dessa Organização sombria manipula os cinco estudantes americanos para irem passar um fim de semana em uma cabana isolada na floresta. A cabine é criada em um ambiente totalmente artificial e controlado pelos mestres das marionetes. Na verdade, a cabine e seu entorno é um grande estúdio de gravação de TV, com microfones e câmeras, que alteram a química na mente para controlar os atores,  portas remotas controladas e efeitos de luz. 

 Quando os adolescentes dirigem para a localização da cabine, percebemos que 
eles estão entrando em uma zona "virtual" que é totalmente criada e controlada
pela organização. Dentro dela, os adolescentes se tornam marionetes nas
 mãos dos senhores de fantoches de alta tecnologia . 

Os Cordeiros Sacrificiais

 Assim que chegam na cabine, os adolescentes são colocados para encarnar arquétipos específicos, a fim de completar o drama ritual exigido pelos deuses. Ele precisa ser realizado em uma matéria específica e precisa ser completamente gravado e televisionado. Os "deuses" exigem a morte de cinco arquétipos específicos no drama ritual: a prostituta, o atleta, o tolo, o erudito e a virgem. 

A PROSTITUTA

No templo da irmandade estão dispostas tábuas de pedra representando
 cada arquétipo que precisa ser morto. Este representa a prostituta.

Desde o início do filme, a personagem chamada Jules Louden desempenha o papel de uma "bomba sexual" que parece ficar excitada por qualquer coisa. Durante sua (curta) estadia na cabana, ela se sente à vontade de falar constantemente sobre sexo ou de dançar como uma stripper. No entanto, ficamos sabendo que Jules não está sendo si mesma: ela foi drogada e manipulada para se tornar a prostituta proverbial. Ao olhar mais atento, um visualizador astuto pôde perceber muitas  características em Jules Louden de uma escrava de controle mental Sex Kitten. 

 A primeira cena envolvendo Jules enfatiza o fato de ela ter tingido o cabelo de loiro.
 Em simbolismo de Controle  Mental, cabelos loiros são usados para identificar Sex Kittens - programação Marylin Monroe . Ficamos então sabendo que os "mestres de marionetes" 
tingem seu cabelo com produtos químicos para reduzir a cognição 
e para aumentar a sua libido. 

Então Jules não é necessariamente uma "prostituta" - ela foi manipulada e drogada para se tornar como uma, da mesma forma que o controle mental utiliza para fazer as meninas se tornam Sex Kittens regulares (pense nas muitas "celebridades" imorais que começaram "normais"). Na cabine, Jules exibe um comportamento típico de uma escrava MK , vítima da programação Beta.


BETA -  Referida como programação“sexual”. Essa programação elimina todas convicções morais aprendidas  e estimula o instinto primitivo sexual, desprovido de inibições. Alters “felinos” podem sair nesse nível.

- Ron Patton, Project Monarch
 

 O exemplo mais óbvio do comportamento Sex Kitten ocorre quando Jules se "atreve" a fazer sexo com uma cabeça de lobo colocada na parede da cabine. Ela se envolve em uma sessão sensual perturbadoramente longa com a cabeça de lobo, enquanto seus amigos a assistem meio sem jeito. A cena termina com Jules dizendo "obrigado" para o lobo, confirmando que as drogas que ela recebeu completamente eliminaram suas inibições. 

Jules está recebendo bastante prazer fazendo sexo com esta cabeça de lobo, porque 
ela estava programada para realizar tais tarefas. A bestialidade é apenas uma das coisas 
distorcidas que Beta-kittens atuais são ordenadas a fazer por seus manipuladores. 

Os mestres de marionetes deixam claro que Jules precisa ser sacrificada primeiro - porque ela é uma vadia e, portanto, corrompida. Isso precisa acontecer de uma maneira muito específica, a fim de seguir os princípios ocultos sombrios. Os técnicos querem que ela seja morta durante o coito e, mais especificamente, quando ela se aproximar do clímax. Princípios da magia sexual estipulam que os indivíduos acumulam a maior "força da vida" durante os momentos logo antes do clímax. Sacrificar a pessoa certa naquele momento garantiria, portanto, a maior potência mágica para um ritual. 

Os técnicos acompanham de perto Jules copulando com o cara, esperando que ela vá e 
tire sua camisa. Explicando o ritual para um "estranho" que não entende por que ela DEVE
despir-se, um técnico diz: "Nós não somos os únicos a assistir ... tenho que manter o
 cliente satisfeito. Você entende o que está em jogo aqui? "Em outras palavras, o ritual
 precisa ser gráfico e totalmente transmitido para ser considerado um sucesso, 
algo que vemos na vida real, mesmo sem perceber.

Depois de alguns minutos de brincadeira, que deixam os adolescentes (ou os telespectadores) excitados, Jules é violentamente atacada por um zumbi bem quando ela se aproxima do clímax. A estranha combinação de sexo e morte é característica dos rituais negros e é também transmitida em filmes extremos que são distribuídos em círculos da elite. Em suma, a morte de Jules foi planejada de acordo com o funcionamento da elite ocultista. 

O TOLO

Como na maioria dos filmes de terror envolvendo adolescentes, há algum tipo de "bobo" no pacote que dá o alívio cômico. Sempre fumando um baseado, o personagem chamado Marty Mikalski faz esse papel. Curiosamente, o "tolo" é bastante teórico da conspiração também. 

 Dentro da van, Marty explica como a sociedade está sendo fortemente monitorada através
 de câmeras e "chips dentro da cabeça das crianças". Ele afirma que é preciso, por vezes, "sair
 da matriz" para escapar da loucura. É claro, ela fala todas estas coisas enquanto enrola um baseado, na sutileza, dizendo aos telespectadores: "Só as cabeças de maconheiros paranóicos
 são contra microchips e monitoramento do estado". Para piorar as coisas, Marty, então,
 mostra um baseado terminado à Jules e diz a ela: "Eu vou fazer você ver as coisas do
 meu jeito", o que significa que estar "consciente" é igual a estar drogado.

Como discutido em meus artigos sobre os filmes Contágio e 2012, "teóricos da conspiração" (ou qualquer pessoa com visões diferentes da mídia) são sempre retratados como birutas com pouca ou nenhuma credibilidade. Marty em "O Segredo da Cabana" cumpre a mesma função. Enquanto ele diga coisas que são acreditadas por muitas pessoas, nós quase que ainda escutamos um efeito sonoro de "cuco" no fundo, enquanto ele discute microchips e tal. 

 O tolo, no entanto, acaba por estar certo sobre um monte de coisas e tenta convencer seus amigos sobre a conspiração em que estão envolvidos. Como é frequentemente o caso, ninguém acredita nele até que seja tarde demais, porque, afinal de contas, ele é o bobo. Vamos ver mais tarde como ele vai passar a ser um herói improvável (como também destruir o mundo). 

A VIRGEM

Na maioria das culturas que praticavam sacrifícios ritualísticos, virgens eram consideradas as ofertas de "mais alta qualidade" devido ao fato de que elas eram consideradas puras, limpas, sem corrupção e inocentes. Elas não foram tocadas por homem e pelo mundo e, portanto, eram vistas como santas e as mais potentes espiritualmente. A personagem chamada Dana Polk foi feita para desempenhar esse papel no drama ritual, embora ela não seja realmente uma virgem (pois não há, aparentemente, muitos adolescentes virgens disponíveis hoje em dia).

 Embora ela parece ser a mais fraca e a mais vulnerável​​ das 
vítimas, a virgem acabou sendo uma heroína improvável. 

Para o ritual ser completo, Dana precisava viver mais que todos os seus amigos e sua morte seria opcional. O importante é que ela sofreu, assim como os mestres de marionetes precisavam capturar dor e punição na câmera, no fetiche da vida real das forças escuras por de trás dos Illuminati. Na verdade, o ritual em "O Segredo da Cabana" segue umas regras específicas semelhantes aos rituais que são realizados atualmente pela elite oculta. Aqui estão algumas delas. 

Regras do Ritual 

A maioria dos mega-rituais seguem regras específicas enunciadas que estão claramente no filme. Essas regras são feitas para dar aos rituais mais potência, enquanto que permite que os poderes que existem evitem os efeitos negativos do carma ruim (de acordo com sua interpretação esquisita disso). 

REGRA 1: ANUNCIANDO O QUE ACONTECERÁ DE ANTEMÃO

 Em seu caminho para a cabine, os adolescentes atendem um personagem desagradável
 apelidado de "O Mensageiro", que os avisa de maneira não tão sutil que eles serão mortos. Apesar das advertências, os amigos resolutamente continuam. 

Como visto em artigos anteriores neste site, mega-rituais são geralmente precedidos por "pistas" nos meios de comunicação de aviso ou preparação das vítimas (e do mundo) para o que está por vir. Se depois de avisadas, as vítimas forem por sua própria vontade, em seguida, os controladores das marionetes são liberados de responsabilidade kármica. Durante o filme, um técnico diz:


 "Eles têm que fazer a escolha de sua própria vontade. Caso contrário, o sistema não funciona. É como o Arauto... essa droga que usa uma placa dizendo praticamente 'você vai morrer'. Por que nós o colocamos lá? O Sistema. Eles têm que optar por ignorá-lo. Eles têm de escolher o que acontece na adega. Sim, nós fraudamos o sistema, tanto quanto nós precisamos, mas, no final, se eles não transgredirem, eles não podem ser punidos." 
 

Esse conceito é visto muitas vezes na vida real onde vítimas de sacrifício ritualístico colocam si mesmas em uma situação específica, embora tenham sido completamente manipuladas para fazer isso (ver Vítimas MK que morrem de uma "overdose").

  Em um dos quartos da cabine há uma pintura retratando um cordeiro sendo rasgado em pedaços por todos os tipos de criaturas ferozes. Essa é mais uma forma de as vítimas serem sutilmente "avisadas" do que está prestes a acontecer. No entanto, desde que os jovens não têm idéia do que está acontecendo, eles simplesmente o ignoram. Isso pode ser comparado com a elite exibindo sinais de que algo está para acontecer bem na frente de nossos olhos, como previsões sobre
 a NOM em locais públicos.


 REGRA 2: AS VÍTIMAS DEVEM SELAR SEU PRÓPRIO DESTINO

 Apesar de todos os aspectos de seu ambiente serem rigidamente controlados e manipulados pelos mestres de marionetes, as vítimas ainda são conduzidas a escolher seu destino por sua própria vontade.

 Ao lerem frases enigmáticas em latim dentro de um livro, os cinco amigos
 invocaram os zumbis que incansavelmente querem matá-los. Acionando os 
assassinos, os fantoches estão livres da responsabilidade kármica.

 Embora os conceitos acima são extremamente obscuros, eles são claramente definidos e comunicados no filme. Eles são um reflexo da forma de funcionamento da elite ocultista (também conhecida como os Illuminati), em que nada é óbvio e tudo é manipulado nos bastidores a fim de obter um resultado específico. Antigos sacrifícios de sangue foram realizados em aberto com os participantes sabendo do que estava acontecendo (não que eu esteja idealizando aqueles dias), mas hoje, há engano e manipulação, com ênfase em sofrimento e angústia, algo que apenas aqueles que lidam com artes negras se deleitam. Ao descobrir exatamente o que estava acontecendo, Marty (o maconheiro) diz:


 "Um sacrifício ritual? Grande. Você amarra alguém a uma pedra, pega um punhal chique e um monte de roupas. Não é tão complicado."
 

 Para esse comentário, a virgem responde:


 "Isso é simples. Eles não querem nos ver mortos. Eles querem nos ver punidos". 
 

Quem Vence no Final?

 O final do filme é muito revelador, mas muito inquietante. Para que o ritual seja completo, Marty deve morrer antes da virgem. Se isso não acontecer, os "antigos deuses do mal" vão subir e matar a todos na Terra. Quando perguntado se quer matar a si mesmo para salvar o mundo, Marty recusa - sabendo muito bem que ele vai ser morto pelos deuses do mal de qualquer maneira.

 Dana e Marty então acendem um baseado e esperam que os deuses subam. Dana diz:


 "É hora de dar a alguém uma chance ... Gigantes deuses do mal". 


Em seguida, uma mão gigante se levanta de debaixo da terra, mata todos e depois estende a mão para pegar os espectadores do cinema. E é assim que o filme termina ...com um deus mau agarrando o espectador.

 O grande vencedor do filme? Um deus do mal, ou seja, o próprio Satanás.

 Então, no final, o único vencedor do filme é um "gigante deus do mal"que sobe do inferno, o qual poderia ser equiparado a Satanás nas religiões abraâmicas. Dana e Marty, os "heróis" da história,  de bom grado, permitiram que o deus do mal subisse e tomasse conta da Terra. Os "heróis" causaram o pior fim possível, uma das voltas do filme que deixa o público pensando. Ele, no entanto, tem um significado simbólico importante e diz muito sobre aqueles que estão por de trás do filme. Em retrospecto, os fantoches eram bons ou maus? Eles eram idiotas sádicos realizando um ritual oculto, mas também estavam tentando salvar o mundo da ira dos deuses do mal. Hmmm ... 

Conclusão 

"O Segredo da Cabana" é um sucesso entre os fãs de cinema, devido à sua inteligência e seu estudo do gênero de filmes de terror. No entanto, passando essas observações óbvias, a história do filme esconde uma outra camada de interpretação: ela revela o jeito oculto do funcionamento dos Illuminati, a fim de manter o poder e para criar uma mente coletiva com símbolos que usam rituais e sacrifícios. A "organização" no filme usa uma estranha mistura de conhecimento científico com rituais do "mundo antigo" de ocultismo para realizar seus planos.

Embora essa história seja pura ficção, ela também revela (em uma maneira estranha) como a elite oculta verdadeiramente funciona. Dito isso, podemos comparar os adolescentes sem noção do filme com as massas sem noção? Podemos equacionar a cabana na floresta com a sociedade altamente monitorada e controlada de hoje? As nossas percepções estão sendo propositalmente modificadas através do controle mental, mídia de massa e remédios para fazer-nos cair em armadilhas? Estamos sendo propositadamente emburrecidos como esses jovens para que nós façamos os pedidos da elite por nossa livre vontade? O filme "O Segredo da Cabana" é equivalente ao arauto no filme, que se comunica por meio de advertências severas para pessoas que estão muito longe de entender alguma coisa sobre isso tudo? Como Marty Stoner diz: "Você não está vendo o que você não quer ver".

Fonte VC

Leia Mais
Filme "Espelhos do Medo" - Não é Terror, é Controle Mental
Filme "Contágio" ou Como Filmes de Desatres Educam as Massas

20 comentários »

  • João Sena said:  

    Muito bom , ótimo analise danizudo

  • Santos Júnior said:  

    Os caras destroem a vida das pessoas ainda culpam as vítimas. O mesmo que o Diabo faz. Eles precisam mentir para as suas consciências.

  • CAMERONNE VEVO said:  

    Danizudo, como que tu toma a água se ela ta contaminada com fluor que os illuminati propositalmente colocam para diminui o QI da pessoa e deixar ela menos questionável???

    Flúor é um metal pesadissimo que foi introduzido na água primeiramente por Hitler para deixar os Judeus menos questionáveis e burros.

  • gisele ferreira said:  

    Muito,muito,interessante é algo realmente assustador,tudo parece ficção,mas na verdade,eles querem nos acostumar com tudo isso,para que no fundo a gente diga; "é pura ficção" essas coisas não pode acontecer. Obrigada Danizudo,por abrir os nossos olhos.

  • Bruno Silva. said:  

    impressionante.
    embora eu não tenha assistido o filme (nem quero)
    pelas características é realmente notável a questão do sacrifício.
    e muitos outros filmes tem o mesmo sentido e a padronização que este tem.

    de jovens emburrecidos
    uma vadia
    um nerd (louco que fala de conspiração)
    uma virgem.

    e claro sempre no inicio do filme alguém já alerta sobre sobre o que vai acontecer, fazendo com que os protagonistas assumam o risco por conta própria.

    depois dessa analise ficou muito obvio a padronização nesses filmes de terror Hollywoodianos.

  • Karol Mazzoni said:  

    Danizudo, adoro suas análises, eu queria que falasse sobre o filme Aterrorizada, que conta a história de Kristen, que é internada em uma hospício depois de queimar uma casa. No final, na verdade a Kristen e as outras meninas que estavam lá internadas são criações da mente de Alice, que havia sido raptada e torturada quando pequena, e as criou como um vão para escapar da realidade, as outras personalidades a "mataram" porque ela era muito má e assumiram controle, mas Alice é vista no filme como um
    "espírito", perseguindo as personalidades, as matando e tomando o controle novamente, o que não acontece no final, já que uma nova personalidade aparece, ou era a Kristen novamente.
    Quando vi esse filme, me veio logo ma cabeça o tema controle mental, então,gostaria que fizesse a análise desse filme pra que eu pudesse entender mais. E, outra coisa, tem um tema que você sempre cita, mas eu nunca entendo que é "Sex Kittens - programação Marylin Monroe", por que Marylin Monroe? Por que louras e por que usar estampa de animal?
    Obrigada.

  • Mary Berry said:  

    Excelente análise! Adoro seu blog! Parabéns!

  • Demonhunterx said:  

    Boa analise, Danizudo. Queria saber se, além das analises e da serie sobre o apocalipse, vc faz artigos sobres as religiões negras da NOM como a cabala, cientologia, ocultismo e espiritismo. Grato!

  • Rugal Stein said:  

    Danizudo tudo bem? enviei um email ... quero por favor que responda-o
    tenho mais coisas a te contar, sobre o que escrevi a vc! abraços!

  • Carolina Diaz said:  

    Começei a acompanhar o Blog a algum tempo, e ainda não tive tempo para ler todos os artigos. Por isso eu tinha a dúvida do porquê a Elite divulga seus segredos para a sociedade através da mídia. Felizmente com essa análise consegui minha resposta!
    Assim eles cumprem a regra de de já terem anunciado o que está acontecendo, livrando-se da culpa (mesmo que de forma manipuladora).

    Já tinha vista a critica desse filme, e queria assistir. O bom que agora vou ver com outros olhos... Obrigada por nos ajudar a enxergar as verdades ocultas! Que Deus continue te abençoando e usando!!!

  • Renandozers said:  

    Bom, assisti o filme, é bem louco mesmo. Mas não vi nada além do que você considera o óbvio. Deve ser porque eu sou cético e não acredito em diabo e essas coisas. Enfim, não vi nada de mais além de uma excelente ideia para "satirizar" os filmes de terror sem virar algo debochado como aqueles besteiróis americanos.

  • jorge donizette rodrigues de oliveira said:  

    Esse cara é Demais, nunca vi tamanho nivel de inteligencia e informação

  • Marck's Live said:  

    Perfeira analise desse filme, a maioria das pessoas não entendem as mensagens subliminares escondidas no enredo do filme, tanto que vi muitos comentários em outros sites de que não gostaram, que tinha pouco sangue e historinha besta, como pode isso? só aqueles que são cegos e não querem enxergar os fatos ocultos contidos nas mensagens do filme são incapazes de entender, oferendas muitos fazem e não sabem nem para que serve, só pensam no beneficio proprio que acaba prejudicando todos

  • Marck's Live said:  

    Perfeira analise desse filme, a maioria das pessoas não entendem as mensagens subliminares escondidas no enredo do filme, tanto que vi muitos comentários em outros sites de que não gostaram, que tinha pouco sangue e historinha besta, como pode isso? só aqueles que são cegos e não querem enxergar os fatos ocultos contidos nas mensagens do filme são incapazes de entender, oferendas muitos fazem e não sabem nem para que serve, só pensam no beneficio proprio que acaba prejudicando todos

  • Antigo said:  

    gostaria de saber seu comentario sobre o filme reloarser tem umas caracteristicas neste filme com ele muito intrigante anestesiador mitos crenças querer poder

  • Paginas da Vida said:  

    Eu sabia! embora alguns me acham alienada eu tenho certeza de que se trata dos llluminate e da NOM. Parabéns Danizudo, gostei muito.

  • Marlon Rodrigues said:  

    coincidência, vi esse filme esses dias e achei a mesma coisa, o cara no filme msm diz que são marionetes

  • Taisa Alves said:  

    Vendo esse filme tive essas mesmas certezas e por isso decidi pesquisar para ver se mais alguém já havia visto e comentando essas coisas sobre ele.

  • Blackfrost shipper said:  

    achei esse filme um verdadeiro lixo,especialmente o final

  • Dodekay said:  

    Notei que os controladores também são enganados e pensam estar protegendo o planeta da ira dos deuses maus. Talvez isso ocorra com a Elite que pode estar pensando que trabalhar para os demônios seja "bom" e sintam-se justificados por aquilo que fazem e induzem que façam. A elite prefere acreditar e é induzida a isso, que os espíritos antigos a que servem gostam dela e ficariam desconfortáveis se constatassem que são tão desprezadas quanto aqueles que manipulam e não passam de marionetes controlando marionetes. Esse mito de rituais para aplacar a ira dos deuses é velho. Esses deuses não farão nenhum mal além do que já fazem e já o melhor mau possível obviamente.

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Desviarem do assunto;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;
    - Insistirem para que o autor os responda;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.