, ,

Filme "Videodrome - A Síndrome do Vídeo" e o Terror da Mídia de Massa

sexta-feira, 31 de agosto de 2012 Leave a Comment

"Videodrome - A Síndrome do Vídeo" é um dos filmes de terror de ficção científica dos anos 80 que contém terror, James Woods e fitas de vídeo Betamax. Acima de tudo, o filme transmite uma mensagem forte sobre a perversidade da mídia de massa, seus perigos para a psique humana e como ele é usada para manipular as massas. Este artigo irá analisar o significado do filme "Videodrome - A Síndrome do Vídeo" e como ele revela os aspectos sombrios da mídia de massa.

"Videodrome - A Síndrome do Vídeo" é um filme canadense sombrio e trata da história de um chefe desprezível de uma pequena rede de TV a cabo e sua descoberta de um sinal de transmissão ao vivo de torturas e assassinatos. Na medida em que o fascínio se transforma em obsessão, em seguida, em doença física, o filme descreve simbolicamente, de uma forma muito extrema e gráfica, o impacto da perversidade da mídia de massa sobre a psique humana, bem como as forças escuras por trás dela.

A estranha mistura de terror, assuntos tabu e comentários sociais fazem dele um filme original, mas preocupante de se assistir. Estou feliz porque eu não assisti o filme como uma criança, porque daí provavelmente teria pesadelos por dias. Trinta anos depois, embora os efeitos especiais de terror do filme "Videodrome - A Síndrome do Vídeo" parecerem muito cafonas e ridículos, uma coisa é certa: a sua mensagem não envelheceu nem um pouco. Na verdade, o significado metafórico das cenas torcidas no filme é tão real, relevante e chocante como sempre foi, o que provavelmente explica por que se tornou uma espécie de clássico.

"Videodrome - A Síndrome do Vídeo" foi produzido em 1983, mas pode-se argumentar que estava décadas à frente de seu tempo. Ele previu com sucesso o crescente controle dos meios de comunicação pelas forças sombrias, a vinda da televisão da realidade e da propagação, através de vários meios, como a Internet, e de todos os tipos de filmes extremos.

Enquanto muitos vêem o filme como uma crítica dos efeitos dos meios de comunicação, alguns afirmam que ele não é nada menos do que um manifesto da elite para revelar a forma como ela funciona.


"Este escritor sustenta que aquela parte da atual "Revelação do Método", a criptocracia emitiu recentemente uma espécie de manifesto Rosacruz, revelando exatamente o que a televisão está fazendo para nós e como será o futuro império do vídeo que eles estão planejando para nós. O nome desse manifesto é "Videodrome - A Síndrome do Vídeo", dirigido pelo canadense David Cronberg cujas outras obras incluem dois filmes sobre assassinos psíquicos, "Scanners - Sua Mente Pode Destruir", que apresenta o sigilo de Kennedy da cabeça explodindo e "O Vidente (The Dead Zone)".

- Michael A. Hoffman, Secret Societies and Psychological Warfare


Vamos olhar para o enredo do filme e como ele se relaciona no contexto de hoje.

Descobrindo o Videodrome

Max Renn é o presidente da CIVIC-TV, uma dessas redes de televisão vulgares que se especializam em programação de baixo nível, como shows "adultos" e filmes violentos de baixo nível. Ele está convencido de que o público está sedento por experiências de TV mais extremas e que sua rede deveria trazer isso para seus telespectadores.

Durante uma entrevista na TV, Max Renn argumenta que a TV  é como uma
 catarse, dizendo que ela é uma saída saudável para as nossas necessidades violentas 
e sexuais. Ele logo descobre em primeira mão que a sua teoria é completamente falsa.

Renn está ativamente à procura de algo novo e excitante para propor aos seus telespectadores. Para isso, ele tem um contato secreto: A TV pirata chamada "Harlan", que pode interceptar sinais de satélite de todo o mundo. O pirata mostra-lhe um programa de televisão que vai mudar sua vida.

Harlan mostra a Renn um sinal de televisão transmitindo nada mais do que abusos 
ultra-realistas, torturas e assassinatos realizados por indivíduos mascarados. Renn acredita 
que tudo é encenado e que é exatamente o tipo de programação que sua rede precisa.

Renn descobre mais tarde no filme que nada em Videodrome é encenado e que é, de fato, uma TV que mostra conteúdos extremos e que filma ao vivo atos violentos reais.

No "mundo real", o conceito de vídeos de conteúdo extremo é um tabu e controverso. No entanto, alguns pesquisadores revelaram a existência de redes subterrâneas de distribuição desse tipo de vídeos em organizações de elite. Tudo de rituais de sangue a abusos envolvendo escravos de mente controlada e menores são distribuídos e consumidos em círculos de alta colocação que operam acima da lei. Além disso, crimes que têm um aspecto ritualístico são às vezes gravados e vendidos a preço elevado.


"Aguns dos assassinatos do Filho do Sam foram filmados por membros ocultistas e cópias valem um alto preço em dinheiro vivo, drogas e outras mercadorias no circuito subterrâneo de filmes snuff".

- Michael A. Hoffman, Secret Societies and Psychological Warfare


As massas são introduzidas e dissensibilizadas ao gosto perverso e violento da elite ocultista  por meio da mídia de massa.


"Nada disso deveria ser chocante para qualquer observador de TV americana visto que uma versão desse processo pode ser vista nos vislumbres de assassinatos reais e outros horrores que são mostrados na TV aberta, no "noticiário" e nos "especiais", bem no "Videodrome". Vídeos de conteúdo extremo simulados já estão disponíveis em muitas de nossas alegres locadoras de bairro. Redes de televisão, abertas e fechadas, também transmitem o mais alto grau de voyeurismo brutal".

-Ibid


No filme, Max Renn está representando as massas. Mesmo que ele saiba que o Videodrome não é o show mais cativante na TV, ele ainda fica irresistivelmente atraído pelo seu material gráfico. Fascinação com sangue e luxúria é um reflexo primitivo e instintivo e tem sido usado como uma ferramenta para captar a atenção e controlar desde os tempos antigos (veja o Circo e os Jogos de Gladiadores no Império Romano). Além disso, quando não há objeções morais envolvidas, alguns estão dispostos a ser expostos a atos verdadeiramente malignos e torcidos para satisfazer um desejo que muitas vezes se transforma em uma obsessão.

No filme, Nicki, a mulher que Max está namorando, fica sexualmente excitada pela violência em Videodrome. Submetendo-se completamente ao chamado de seus impulsos mais baixos, o casal fica "ocupado", enquanto observa um cara sendo torturado. Visto que o sangue e o sexo são instintos primitivos que se destinam a assegurar a sobrevivência, vemos aqui que eles foram torcidos e distorcidos pela mídia de massa para manipular mentes mais fracas.

Assistir a Videodrome rapidamente produz efeitos negativos sobre Renn. Seu interesse no show rapidamente se transforma em uma obsessão. A fita que ele usa para entretenimento logo começa a consumi-lo.

A obsessão de Max por Videodrome provoca uma confusão entre
 realidade e ficção. Aqui, TV leva a vida e, literalmente, o chama.

Max começa a ter alucinações intensas. Ele não vê a diferença entre a televisão e a realidade. Ele logo percebe que Videodrome não é apenas "entretenimento".

Mais do que um Programa de TV

Ao pesquisar a origem de Videodrome, a fim de transmiti-lo em sua rede de TV, Renn descobre que ele é muito mais que um programa de TV. Um de seus amigos lhe diz que a ação no Videodrome não é encenada e que aqueles por trás disso são poderosos e perigosos. Enquanto o show simplesmente parece ser sobre violência, há muito mais por trás disso. O amigo de Max lhe diz:


"Tem alguma coisa que você não tem, Max. Ele tem uma filosofia. E é isso que o torna perigoso".


Esse conceito é muito verdadeiro em mídia de massa. Enquanto a maioria das pessoas não vivem de acordo com uma filosofia específica e não coloca um pensamento sobre o que assistir na TV, aqueles que estão no poder e aqueles que controlam as redes são muitas vezes motivados por fortes motivações filosóficas e políticas. Isso resulta em comunicação de "propaganda" (informação enganosa) para as pessoas que nem sequer percebem que estão assistindo "propaganda".

O homem por trás do Videodrome é o professor Max Oblivion, que só se comunica através das telas de TV.

"A batalha pela mente da América do Norte será travada na arena do vídeo. O 
Videodrome. A tela da televisão é a retina do olho da mente. Portanto, a tela da televisão
 é parte da estrutura física do cérebro. Portanto, o que aparece na tela da televisão
produz uma experiência primária nos espectadores. Portanto, a televisão é a 
realidade. E a realidade é menos do que a televisão. "

Oblivion é um idealista convencido de que a tecnologia, em especial a televisão, iria ajudar a humanidade a ter um melhor amanhã. Ele é diretor do “Cathode Ray Mission”, um abrigo que oferece uma "saudável dose" de televisão para aqueles que não podem pagar.

O escritório Oblivion é cheio de itens relacionados à religião e filosofia. Ele acredita que 
a mídia pode trazer salvação quase-espiritual e prometer vida eterna através da televisão.

Como é o caso no mundo real, o sonho altruísta do Professor Oblivion foi tomado por pessoas que só pensam em negócio. Ele é morto por uma organização sombria e potente, que quer usar o Videodrome para controlar e manipular as massas. Max logo descobre quem eles são.

A organização funciona atrás de uma empresa de fachada chamada 'Spectacular Optical'. 
O logotipo e o slogan do olho sinistro "Mantendo um olho no mundo" é bastante Illuminati.

Quando Renn atende o chefe da Spetacular Optical, ele é mostrado um vídeo introdutório que descreve a organização de um "cidadão global corporativo e entusiasmado que faz óculos de baixo custo para o Terceiro Mundo e sistemas de orientação de mísseis para a NATO (Organização do Tratado Atlântico Norte)". Em outras palavras, é o tipo de mega-corporação que seria parte da elite mundial do nosso mundo. Spetacular Optical também é quem faz o Videodrome.

O chefe da Spetacular Optical, Barry Convex, diz a Max que Videodrome é extremo porque a exposição à violência afeta o sistema nervoso e "abre receptores no cérebro e da coluna vertebral, que permitem que o sinal Videodrome entre" - e mexa com a mente das pessoas. Pode-se perguntar se há alguma base real por trás dessa teoria: Será que o sexo e a violência primordial cria uma resposta em nossos corpos que nos torna mais receptivos a outras mensagens e sinais? Mesmo que houvesse estudos sérios sobre o assunto, eu duvido que eles seriam divulgados ao público.

Max, então descobre que ele foi propositadamente enganado a assistir Videodrome porque Spetacular Optical precisava controlar sua rede de TV para transmitir seu sinal para as massas. Para isso, Max iria ser usado como um bode expiatório de mente controlada para matar os seus parceiros e entregar o Canal 83 à Spetacular Optical.

Quando os Programas Programam Você

Apesar de Max perceber que coisas estranhas estão acontecendo, sua exposição a Videodrome tornou-o totalmente impotente e à mercê daqueles que transmitem o sinal. O filme ilustra de uma questão bastante gráfica como os indivíduos podem facilmente passar por uma lavagem cerebral e serem controlados pelos meios de comunicação de massa.

O chefe da Spetacular Optical literalmente enfia dentro de Max uma fita, a fim de programar 
sua mente e controlar suas ações. Esta é uma forma bastante gráfica de representação de como
 os meios de comunicação em massa controlados pela elite programam seus telespectadores, figurativamente inserindo uma fita nas pessoas para passar sua agenda e 
fazer mensagens serem aceitas.

Controlado pela fita, Renn entra no escritório de sua rede de TV e tira seus parceiros. Ele, então, é mandado cuidar de Bianca Oblivion, a filha do Professor Oblivion. Lá, ele é detido e Bianca usa uma tela de TV para "desprogramá-lo". Ele é, no entanto, rapidamente reprogramado para matar o chefe da Spetacular Optical, Barry Convex. Max torna-se uma espécie de "quadro branco" visto que pode ser programado e reprogramado à vontade.

A TV de Bianca aponta de volta a Max a arma que ele está segurando. A mídia, portanto,
 tornou-se um reflexo dele e ele um reflexo da mídia. A TV então dispara em Max, que lhe
 permite ser livre da fita Videodrome e "renasce" de uma forma quase religiosa. 
O novo mantra de Max: "Morte a Videodrome, Viva a Nova Carne".

Max, então, vai cuidar de Barry Convex, que está em uma feira de óculos de leitura óptica e tal. O tema do show é de Medici, proeminente dinastia política de Florença, a família bancária e casa real do século 14. Essa escolha de tema é bastante interessante, considerando o fato de que a Spetacular Optical pode ser facilmente relacionada com a elite ocultista que chamamos de Illuminati.

A família de Medici pode ser vista como um protótipo das linhagens Illuminati de hoje, uma vez que tinha uma fortaleza sobre os assuntos monetários, culturais e até mesmo religiosos de seus súditos (a família produziu quatro papas). De um ponto de vista oculto,  as traduções de obras clássicas sobre os ensinamentos de Mistério (como o Corpus Hermeticum) dos de Medici são frequentemente ditos  reviverem o hermetismo, a Kabbalah e o Gnosticismo na Europa - todos os ensinamentos básicos das sociedades secretas de hoje. O tema da feira pode portanto associar a Spetacular Optical com a elite oculta.

O palco da feira contém duas citações: "O olho é a janela da alma" e "Amor vem
 ao olho". Considerando o fato de que essa organização controla as pessoas, fazendo
-os prestar atenção a atos de crueldade, essas palavras escondem um significado
 perturbador. Então, novamente, discurso duplo é uma especialidade da elite.

Quando Renn atira em Convex, descobrimos que ele é uma espécie de alienígena ou monstro, que é algo reminiscente do filme "Eles Vivem" (leia o artigo sobre "Eles Vivem" aqui).

Tonto e Confuso

Após a realização de sua missão assassina, Renn se esconde em um lugar abandonado. Ele mais uma vez encontra-se na frente de uma TV que fala diretamente com ele. Ela diz-lhe que "a morte não é o fim" e que pode "ajudá-lo". Aparecer na televisão é propor a vida eterna? Max, então, diz a TV o que muitas pessoas inconscientemente sentem.


"Eu não sei onde eu estou agora. Estou tendo problemas para encontrar meu caminho de volta."


Sua exposição a Videodrome (mídia de massa) o levou a perder os seus pensamentos e até mesmo seu livre arbítrio. A TV, que usa a imagem de Nicki para seduzi-lo e atrair sua atenção, responde:


"Videodrome ainda existe. É muito grande, muito complexo. Você o machucou, mas não o destruiu. Para fazer isso, você teria que ir para a próxima fase."


A TV então diz a ele que ele precisa tentar fazer de tudo para se tornar a "Nova Carne". Para fazer isso, ele tem que se matar. Vemos aqui como mídia de massa pode ser uma força manipuladora, usando sedução e retórica para influenciar o comportamento, mesmo que envolve disparar na cabeça. Em seguida, a TV diz: "Aqui, eu vou lhe mostrar".

A TV mostra a Max como atirar em si mesmo.

Logo depois, Max imita o que viu na televisão, diz: "Viva a Nova Carne" e atira na própria cabeça ... e o filme termina com esta nota inquietante:

Será que Max realmente "completou sua transformação" e tornou-se a nova carne? Provavelmente não. Como a maioria do que é dito na televisão, toda essa história de "Nova Carne" foi provavelmente um monte de mentiras usadas ​​para manipular sua mente confusa e empurrá-la para o suicídio. Ao atirar em Convex, Max se tornou um inimigo do Videodrome e, como a maioria  dos bodes expiatórios de mente controlada, ele foi empurrado para um "modo de auto-destruição", uma vez que ele deixou de ser útil para a organização.

Em uma escala maior, o final do filme transmite uma forte declaração sobre a influência dos meios de comunicação no mundo. Será que eles influenciam diretamente os pensamentos e ações das pessoas, mesmo que isso vá contra os seus melhores interesses? Esse filme diz que sim.

Conclusão

Embora a premissa de "Videodrome - A Síndrome do Vídeo" é de ficção científica, os seus anéis de mensagens subjacentes são ainda mais verdadeiros hoje do que em 1983, quando ele foi lançado. Com o advento de novas tecnologias, como a Internet e dispositivos móveis, que são hoje, mais do que nunca, cercados pelos sinais do Videodrome do mundo real que é a mídia de massa. Suas imagens e mensagens agora podem chegar até nós em uma variedade de maneiras, seguindo-nos em qualquer lugar que vá. Embora não seja tão "direto na sua cara" e extremo como no Videodrome do filme, a mídia de massa hoje ainda bate nesses dois instintos primitivos dos seres humanos que são difíceis para o ser humano ignorar: sede de sangue e reprodução. Esses dois instintos foram codificados em nosso DNA para a sobrevivência das pessoas e da propagação das espécies, mas eles são agora "pontos fracos" que podem ser facilmente desencadeados com estímulos específicos, causando reações imediatas e poderosas. Conforme as pessoas vão ficando insensíveis a imagens sexuais e violentas, a mídia de massa constantemente empurra novas formas, distorcidas e torcidas para capturar a atenção do espectador. Enquanto a exibição do tornozelo de uma mulher causou sensação há algumas décadas atrás, os usuários de Internet hoje exigem imagens mais extremas para manter-se excitados. Como Max diz no filme: "Eles precisam de algo áspero". Quanto tempo vai demorar até que todos os filmes extremos se tornem aceitáveis para consumo de massa? Alguns dizem que já estão sendo introduzidos ao mundo subterrâneo distorcido Illuminati, visto que um monte de vídeos de conteúdo extremo, na verdade, já estão nos meios de comunicação e as pessoas nem sequer percebem isso.

No entanto, como diz o filme, sangue e sexo não são o fim último, mas meramente um veículo para comunicar o aspecto mais importante de tudo: a Agenda. Isso é o que está em causa. É sobre a superficialidade, o materialismo, a sexualização de qualquer coisa, a destruição dos valores da família e muito mais. Todos os artigos no KIP mostram que por trás dos sinos, dos apitos, da sensualidade e dos doces olhares, uma mensagem está sendo comunicada - uma que vai com os melhores interesses da elite. Assistir a Lady Gaga em um vídeo da música vestida de biquíni e chicoteando um cara (que estranhamente se assemelha a uma cena em Videodrome) é uma boa maneira de cativar a atenção, mas, como temos visto em muitos artigos, há muitas mensagens que também estão sendo comunicadas. O sinal do Videodrome, que causa tudo, desde alucinações e tumores cerebrais é o condicionamento constante que é exercida pelos meios de comunicação de massa para forçar o mundo aceitar uma visão de mundo específica - que é um falso como uma alucinação.

Em Videodrome dos Illuminati, as massas estão constantemente expostas aos valores que precisam ser aceitos, a mentalidade que precisa ser adotada e ao simbolismo que precisa ser abraçado. De mega-rituais disfarçados de eventos atuais a propaganda disfarçada de entretenimento, os telespectadores vêem como Max Renn, com fitas inseridas direto na sua barriga. Não quer que sua mente acabe como a de Max? Remova a fita, jogue-a no lixo e pense por si mesmo.

Fonte: VC

Leia Mais:
"Eles Vivem" - Um Filme Estranho com Uma Mensagem Poderosa
 Os Illuminati Emburrecendo a Sociedade

6 comentários »

  • Tiago Souza said:  

    Danizudo dê uma olhada neste clip: "My morning jacket - Outta my system" Ele é claramente uma adoração aos illuminatis! Faça uma análise, pois o conteúdo em inglês dificulta um pouco minha compreenssão.
    Abraço.

  • Denise Cristina said:  

    Boa Danizudo, quando era pequena, eu assisti a um filme onde um rapaz sofria torturas e o seu único refúgio era dentro de sua mente, mas eles logo o trancafiaram prendendo-o numa mesa e com ajuda de aparelhos, entraram em sua mente recomeçando a tortura. A unica saida era acordar...não sei o final do filme pq não vi o restante, mas que fiquei vários e vários dias sem dormir. Eu tinha apenas 5 anos

  • ayme said:  

    muito sinistro esse filme, acabei de assistir. é dessa forma que eles recrutam aquelas pessoas q matam do nada e a gente fica chocado vendo pela televisão...

  • Parlamentar Br said:  

    Velho, cadê os vídeos... 7 sinais? o mundo vai acaba e eu não vou ver saporra.

  • Raquel said:  

    Eu assisti ontem o filme "Deus é Brasileiro" (filme nacional), achei que o filme destorceu toda a Bíblia, blasfemou o nome e a imagem de Deus.
    Por favor Danizudo faça uma análise do filme.
    Obrigada!

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Desviarem do assunto;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;
    - Insistirem para que o autor os responda;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.