, ,

Filme "Espelhos do Medo" - Não é Terror, é Controle Mental

sábado, 21 de julho de 2012 Leave a Comment

O filme "Espelhos do Medo" é um filme de terror/suspense que oferece basicamente duas coisas aos espectadores: tensão e ilusão. Em meio a muitos estilhaços de espelhos, uma narrativa confusa, cenas impróprias para menores de 18 anos e corpos sendo horrivelmente esquartejados por espelhos possuídos por possíveis entidades malignas, o filme "Espelhos do Medo", que ganhou também uma continuação, esconde uma história perturbadora quando o analisamos por olhos mais críticos. Talvez, apenas "olhos críticos" não seria ainda o suficiente para entender esse enredo em específico. O filme "Espelhos do Medo" na verdade mostra o mundo interno de uma vítima de controle mental que se dissociou da realidade para escapar do trauma intenso da programação de controle da mente. Este artigo analisa o significado oculto e simbolismo de "Espelhos do Medo".

Dirigido pelo francês Alexandre Aja (Piranha 3D) e estrelando Kiefer Sutherland, o filme descreve a história de Ben Carson, um ex-policial que se separou recentemente de sua esposa (situação de trauma) e arrumou um emprego como vigia noturno de uma luxuosa loja em Nova York, a Mayflower, cujo prédio ainda continua queimado por causa do incêndio que causou seu fechamento. No entanto, em meio a muitos objetos queimados que ainda se encontram no prédio da loja, apenas algumas coisas permaneceram praticamente intactas - uma delas, os espelhos. Ben descobre que os espelhos irão matar tanto a ele quanto sua família se ele não realizar uma tarefa que esses espelhos o pediram. Embora o filme tenha ido bem nas bilheterias, as críticas foram bastante negativas, provavelmente por conter um final confuso e ilusório, pois o filme oferece uma realidade alternativa e um final de duplo sentido. Porém, quando colocamos o filme à luz do Controle Mental, torna-se mais fácil entender seu significado subjacente.

A Premissa

Para muitos, "Espelhos do Medo" é apenas mais um filme de terror ou de carnificina, sem graça e confuso, que não foge muito do gênero. Muitos não entenderam o que aconteceu no final do filme pois lhes faltaram um conhecimento que deixa o filme mais coerente: o filme contém vários elementos de programação de controle mental. Os produtores do filme pegaram elementos do Controle Mental Monarca a adicionaram elementos de filmes de terror para criar a narrativa. O resultado é um filme que é por si só todo uma ilusão. A história não é real; ela se passa na psique da vítima (pois foi criada por ela), que neste filme seria o ex-policial Ben Carson, que recentemente passou por um trauma (separou-se de sua esposa e perdeu seu emprego). Lembre-se que trauma é o ingrediente fator nesse tipo de programação da mente.

Na continuação desse filme, em "Espelhos do Medo 2", o protagonista, que também vive no filme um mundo dissociativo, tinha recentemente passado pelo trauma de ter perdido sua noiva em um acidente de carro. A partir desse trauma, esses protagonistas são medicados, e começam a se dissociar da realidade criando um mundo de terror, sangue e ilusão (é a partir daí que tudo começa). É sempre dessa forma: o protagonista sofre algum tipo de trauma que o deixa predisposto a se dissociar com mais facilidade e daí o mundo dissociativo toma conta do filme.

Escravos monarcas primeiramente passam por algum tipo de trauma e 
então são frequentemente dopados a fim de facilitar sua programação.

 O filme "Espelhos do Medo" pode ser bastante enganoso pois nele nada é real - não houve morte, não houve tiro, não houve sangue, não houve nada - tudo foi uma criação da mente do protagonista. Aliás, um filme de terror é uma ótima maneira de se retratar o que se passa na mente de uma vítima de controle mental. "Espelhos do Medo" retrata a confusão vivida por escravos MK; o filme mostra as distorções mentais (engano, ilusão etc.). Os profundos segredos sombrios do controle mental MK que nunca são explicitados nas telas foram deixados por meio de simbolismo por todos os lados.  Muitos dirão que tudo isso é apenas uma característica dos filmes de terror de Hollywood, mas o filme ganha um outro significado à luz da interpretação de seu simbolismo, logo na introdução do filme.

Espelhos do Medo

 O filme começa com um vigia da loja Mayflower, que foi incendiada, correndo dos espelhos em uma estação de metrô, pois ele não havia conseguido realizar a tarefa que os espelhos o pediram. Porém, ao entrar em um vestiário, ele descobre que há espelhos por todas as partes e não pode mais correr. O espelho se quebra e o reflexo do vigia pega um estilhaço e corta seu próprio pescoço, fazendo com que o "vigia real" tenha o seu pescoço também cortado. Na verdade essa cena, assim como as outras, já é uma criação da mente dissociada do protagonista. Os espelhos do filme, que parecem conter vida, são na verdade os manipuladores e o terror que eles colocam na mente dessas vítimas de controle mental.

Espelhos quebrados têm um significado profundo em controle mental. O terror que é 
provocado pelos espelhos é apenas uma representação do terror provocado pelo abuso dos manipuladores. Tudo é irreal na verdade; esses espelhos, que contêm vida, (no filme) são de 
fato a representação dos manipuladores de controle mental e o terror que eles 
causam na psique de suas vítimas.

O chão quadriculado preto e branco revela que a cena é simbólica. Essa 
dualidade é utilizada em controle mental para criar uma divisão de personalidade.
 O espelho quebrado e o piso xadrez nesta cena revelam que uma dualidade 
está acontecendo dentro da vítima.

Depois dessa introdução, vemos Ben Carson (Kiefer Sutherland), um detetive policial suspenso, começando seu primeiro dia como o guarda de segurança no Mayflower, uma loja de departamento de luxo que foi destruída por um incêndio e fechada por cinco anos. Afetado por um trauma violento (a separação de sua esposa e a perda do emprego), ele escapa de seu próprio mundo para ser capaz de continuar sua vida. A dissociação mental está de acordo direto com o propósito do controle mental baseado no trauma, que é a base da programação Monarca (veja o artigo Origens e Técnicas do Controle Mental Monarca para mais informações). A Programação Monarca utiliza vários métodos, incluindo a violência, drogas e abuso para induzir trauma violento e fazer a vítima se dissociar - um mecanismo de defesa natural do cérebro. A fratura da personalidade que resulta do processo é então explorada pelos manipuladores de controle mental para programar dentro da mente uma nova personalidade.
 
A frente da loja, com vários pilares. No simbolismo esotérico, pilares guardam a entrada 
de lugares místicos, que aqui é sua própria mente. A loja, assim como toda a narrativa, é 
uma criação de sua mente. Sua psique criou um mundo interior, onde ele pudesse escapar e 
sobreviver mentalmente. Isso é exatamente o que acontece com os escravos MK, que, 
enquanto se dissociam em seu mundo de fantasias, são programados
 pelos seus manipuladores.

O Mundo Interno da Vítima

Na realidade de Ben Carson, ele encontrou um novo emprego em um lugar sombrio e desafiador, que também reflete a sua própria mente (aterrorizante) e o mundo interno que ele criou. As imagens horripilantes refletidas nos gigantescos espelhos chocam Carson. Além de projetarem imagens hediondas do passado, os espelhos parecem também manipular a realidade. Quando Carson vê seu próprio reflexo sendo torturado, ele sofre os efeitos físicos de suas visões fragmentadas. De repente, o ex-policial se descobre lutando contra seus próprios "fantasmas e os demônios" que sequestraram seu reflexo, atormentando-o com convulsões, hemorragia espontânea e um estado de quase sufocamento. Na primeira noite trabalhando como vigia, Ben encontra um espelho que parece estar coberto de marcas de mãos, mas apenas no lado refletido no vidro. Ele vê uma porta aberta no reflexo enquanto na verdade está fechada. Com o tempo, Ben começa a ter visões mais intensas, que inicialmente ele considera como alucinações. Ele percebe que os espelhos refletem uma ilusão da realidade.

O seu reflexo pega fogo enquanto em sua realidade isso não acontece. Ilusão, confusão, alucinação. Os manipuladores (os espelhos) controlam tudo na mente de Ben e podem programar tudo. Isso faz com que o escravo torne-se um estranho em sua própria mente, visto que seus
 pensamentos são meticulosamente programados e controlados.

O edifício além de conter inúmeros espelhos da loja deixados intactos, também contém outros objetos como manequins. Os manequins também são outros símbolos clássicos de programação monarca e representam os escravos MK, sem vida e desumanizados; facilmente controlados pelos seus manipuladores.

É impressionante os manequins terem sobrevido a um incêndio infernal 
de uma loja inteira. Eles não foram deixados nas cenas ali por acaso.

Enquanto Ben passeia pelo prédio, tendo suas alucinações horripilantes, as camêras mostram uma parte da decoração da loja e podemos notar o símbolo caduceu com cenas de pessoas aparentemente sendo torturadas.

Cenas de pessoas aparentemente sendo torturadas (bem apropriadas para um filme 
de controle mental) e o símbolo hermético do caduceu - as duas serpentes entrelaçadas.

O símbolo Caduceu, frequentemente confundido com o símbolo 
da medicina, é um simbolismo hermético da elite oculta.

Segundo Fritz Springmeier, autor de "The Illuminati Formula to Create a Mind Control Slave", os programadores trabalham com magia hermética:


"[...] alguns dos programadores são profundos na magia hermética.


Ben Carson logo encontra a carteira de Gary Lewis, o guarda da noite anterior (que morreu no início do filme). Dentro, há uma anotação que diz "Esseker". Depois de pesquisar sobre o crime de Gary, e ver fotos, Ben fica convencido de que os espelhos mandam pessoas fazerem coisas que essas pessoas não estão conseguido fazer. Enquanto isso, a irmã de Ben, Angela, é morta pelo seu próprio reflexo quando ele agarra o maxilar dela e puxa lentamente sua boca, fazendo-a sangrar profusamente.

A irmã de Ben é morta pelo seu reflexo no espelho em uma cena
 horripilante. A morte de sua irmã é implantada na mente de Ben pelos
 seus manipuladores para fazer com que ele faça o que eles querem.

Ben fica perturbado quando vê o corpo de sua irmã. Na raiva, ele tenta destruir os espelhos no Mayflower, mas eles são imunes a danos. Ele exige saber o que os espelhos quer, e as rachaduras aparecem em um dos espelhos, soletrando a palavra "ESSEKER".

O Controle Mental

Ben entra na parte inundada do Mayflower e encontra uma pequena placa indicando "Estudos Psiquiátricos" e "Hospital São Mateus" abaixo. Ele vai para o local do vazamento e começa a puxar os azulejos e tijolos da parede e encontra uma sala com uma cadeira rodeada de espelhos em torno dele, um Psychomanteum.

 Instituições de sáude mental eram locais onde a CIA realizava experimentos 
de controle mental. Esse hospital funcionava nos anos 50, exatamente quando 
esses experimentos eram realizados. A imagem acima parece muito mais com
um local onde torturas e traumas eram provocados na vítima. Espelhos são
usados para criar várias personalidades em controle mental.

O hospital antigo e desativado que Ben descobriu possue todas as características de um hospital psquiátrico no qual experimentos MK-Ultra eram realizados. Percebendo que o Mayflower foi construído no local de um hospital antes, Ben pergunta a seu amigo policial Larry para ajudá-lo a localizar as informações sobre os pacientes desse hospital e encontra o nome "Esseker". Depois, Ben visita um hospital psiquiátrico para buscar mais informações e ao conversar com um psiquiatra, ele recebe informações sobre o controle mental monarca, só que em outras palavras. Apenas quem conhece esse procedimento consegue identificá-lo.

O médico conta a Ben como uma personalidade é dividida 
e nos lembra muito os procedimentos de controle mental.


"Sabe, Senhor Carson, quando uma pessoa percebe sua própria zona de reflexo como uma batida completamente separada, ela sutilmente confronta com dois egos separados, dois mundos completamente separados. Isso pode acontecer a qualquer momento. Sentindo-se odiado, geralmente acionado pelos choques psicológicos, dividindo a personalidade em duas. Isso cria duas ou mais personalidades, mas o estado da memória e o padrão de comportamento continuam o mesmo no indivíduo. O paciente então tem a falsa percepção da existência de dois mundos distintos. O mundo real e o mundo dentro do espelho."


Larry encontra o nome de Anna Esseker, uma paciente do hospital psiquiátrico. Ela tinha doze anos na época e sai à procura dessa mulher, hoje, para levá-la de volta ao Mayflower, assim como os espelhos haviam requisitado. Filmes de controle mental sempre mostram a vítima em busca de alguma coisa. Essas histórias são colocadas nas mentes das vítimas pelos seus manipuladores para que elas cheguem no local correto dentro de suas próprias mentes.

 Ben localiza a casa de infância de Anna Esseker. No endereço, podemos ver três '6' formando 666.

Anna Esseker também possuía todas as características de uma vítima de controle mental,  quando criança ela era violenta e incontrolável, e com diagnóstico de esquizofrenia grave. Ela foi recolhida por um médico do Hospital São Mateus, que acreditava que ela estava sofrendo de um distúrbio de personalidade rara.

 Distúrbio de personalidade é causado por uma infância abusiva e 
traumatizante e é a característica nº1 das vítimas de controle mental. Tudo
 leva-nos crer que os produtores do filme quiseram passar a ideia de que 
Anna Esseker era uma vítima dos experimentos MK nos anos 50. 

Ao mesmo tempo que o filme retrata a natureza do controle metanl, mencionando uma garotinha, nos anos 50, com distúrbio de múltipla personalidade, possivelmente vítima de um experimento psiquiátrico que acabou deixando-a possuída por demônios, ele confirma a natureza satânica ritualística do controle mental que podemos ver no livro de Fritz Springmeier.

Elementos-Chaves

Quando Ben finalmente consegue levar Anna Esseker de volta ao antigo hospital debaixo do Mayflower, a camêra nos deixa ver um "olho" em meio aos objetos queimados da loja. Estranho, né?

O símbolo da elite, e nesse caso dos manipuladores, foi colocado ali por acaso?

Quando Ben leva Anna Esseker de volta ao Psychomanteum, ele completa a realização da tarefa que os espelhos (manipuladores) estavam pedindo. Nesse momento, todos os espelhos da loja se quebram - um clássico simbolismo de controle mental que mostra sua personalidade sendo fragmentada e a programação monarca obtendo sucesso.

Espelhos quebrados são encontrados em quase todos os filmes de 
controle mental. Nesse em particular, o filme inteiro tem espelhos
 porque o filme inteiro é sobre controle mental.

Outro simbolismo de controle mental - a borboleta - não podia faltar no filme.

Pôster promocional do filme enfatiza o um olho e a personalidade fragmentada.

Na programação Monarca, o uso de espelhos é uma ferramenta básica importante para causar múltiplas personalidades. Os espelhos mentais, que estão programados para a vítima, criam milhares de alter personas (artificiais), que então podem ser programadas em qualquer maneira que o programador quiser. Aqui estão alguns trechos mais do mesmo livro de Sprigmeier que diz respeito aos espelhos:


"Espelhos, e muitos deles, são importantes na programação oculta, porque eles fazem imagens. Eles criam tantas imagens internas que não se sabe para onde ir" - Ibid
 

Estas abaixo são citações diretas do livro de Lena Pepitone, "Marilyn Monroe Confidential: An Intimate Personal Account", que descreve como a casa de Marilyn Monroe era cheia de espelhos e como era a vida de Marylin Monroe, uma vítima de controle mental monarca.



"p.25 - "O quarto de Marilyn definitivamente não era uma câmara de uma rainha ... Não havia pinturas na sala quadrada e apertada, apenas espelhos.


 Marilyn Monroe, a pioneira do controle mental monarca, e seus espelhos.

 Falsa Realidade

No final do filme, o Mayflower explode, mas Ben consegue sair dos escombros e do edifício. Policiais e bombeiros estão em toda parte na rua, e um corpo é visto dentro de um saco por paramédicos, mas ninguém enxerga Ben. Ele olha para todos os lados e vê que tudo está escrito ao contrário (como em um espelho). Ele olha para um vitrine espelhada na cidade e não consegue ver seu próprio reflexo quando ele chega para tocá-lo.

 Ele então percebe que foi esmagado até a morte sob os escombros e agora 
está preso no 'mundo dos espelhos': no mundo dos vivos a mão aparece como 
apenas uma marca de mão na superfície do vidro.

O final do filme apresenta ao espectador um duplo sentido: foi Ben realmente morto ou foi tudo uma ilusão de sua mente? O corpo que encontraram no Mayflower seria o dele? Ele agora é um espírito que vaga pelas ruas? O fato de ele enxergar tudo invertido mostra que agora ele faz parte do "mundo dos espelhos", mas poucos conseguiram captar o verdadeiro significado do filme.

O Mayflower assim como a maior parte do filme passou-se dentro da mente de Ben. Não existiu loja, não existiu assassinato e não existiu Anna Esseker. Os produtores do filme pegaram elementos de controle mental monarca e adicionaram elementos de filmes de terror para fazerem uma narrativa que passa uma mensagem para poucos e deixa a maioria confusa. A história se passou dentro do mundo interno criado por Ben Carson e todo o terror, e os obstáculos que ele percorreu, foi colocado pelos manipuladores (representando pelos espelhos) para fazer a vítima dissociar-se completamente da realidade e chegar à fragmentação total de sua personalidade. Durante o filme, os produtores adicionaram vários gatilhos e conteúdos relacionados ao controle mental para deixar mais óbvio, a quem eles querem, que o filme é mais uma metáfora de controle mental, enquanto eles assustam a maior parte dos espectadores, que assistem a esses filmes com o intuito de se entreter. No final do filme, com o estilhaçar de todos os espelhos do Mayflower, a personalidade de Ben Carson é fragmentada e já não existe mais. Ele então não é percebido por mais ninguém, pois já não existe mais. Agora ele está sob o controle de seus manipuladores, vivendo no "mundo dos espelhos", que é a representação clássica da mente de um escravo monarca.

Conclusão

O filme "Espelhos do Medo", assim como uma grande parcela das narrativas cinematográficas atuais, descreve basicamente o mundo interno de uma vítima de controle mental. É bastante apropriado fazer um filme de terror em torno dessa temática, visto que "terror" e "horror" fazem parte do cotidiano dessas vítimas. O filme que ganhou uma "continuação" apresenta elementos suficientes que nos permitem o interpretar dessa maneira. Embora os dois filmes estejam relacionados com controle mental, o primeiro filme foca mais esse assunto, enquanto o segundo foca mais o aspecto policial da trama. São essas frequentes incidências de simbolismo que somam nossas certezas de que a elite oculta tem um plano para a sociedade que envolve o controle mental. Será que vamos ter um estado em que as crianças serão levadas a centros psiquiátricos, assim como Anna Esseker, para ganharem um distúrbio de múltipla personalidade causado pelo controle mental, a fim de serem então controladas por manipuladores (o estado) opressivos em uma Nova Ordem Mundial? É uma questão para se pensar.


Leia Mais:
Controle Mental Monarca - Suas Origens e Técnicas
A Interpretação Oculta do Filme "Cisne Negro"

40 comentários »

  • Felipe Lopes said:  

    Dani, vc poderia fazer uma matéria relacionando a Lyons e Club Rotary com a Maçonaria?

    Abração

  • Aline Carvalho Rigon said:  

    Sou muito fã do seu trabalho, leio sempre!!

  • †Jack Moody† said:  

    Cara, vc leu o livro da Lena Pepitone?? Pq nao vi nenhuma linha do livro na postagem, em nenhum momento ela fala de vitimas programadas, essa parte ta no livro do Fritz, ele que fala isso que vc disse

  • †Jack Moody† said:  

    Ah, pesquisa no site Red Ice Crations sobre a ligação de Mayflower com a Illuminati...

  • Shinuki no Reborn said:  

    Danizudo, viu o video novo do felipe neto?

    fez um video expondo muita ignorancia e ainda zombando de quem se interessa e acredita sobre illuminati.

    O video é tçao emburrecedor, que ele deixa claro que mal sabe sobre o assunto, zomba sobre e ainda fala que quem se interessa sobre descubrir mais poderia estar fazendo algo de mais util. Basicamente fala que ter conhecimento é perder tempo.

    Felipe neto bostejou legal dessa vez. Seria interessante um video sobre o que ele falou hein kkkkk

  • Shinuki no Reborn said:  

    Danizudo, viu o video novo do felipe neto?

    fez um video expondo muita ignorancia e ainda zombando de quem se interessa e acredita sobre illuminati.

    O video é tçao emburrecedor, que ele deixa claro que mal sabe sobre o assunto, zomba sobre e ainda fala que quem se interessa sobre descubrir mais poderia estar fazendo algo de mais util. Basicamente fala que ter conhecimento é perder tempo.

    Felipe neto bostejou legal dessa vez. Seria interessante um video sobre o que ele falou hein kkkkk

  • Pablo felipe de souza said:  

    Adoro seus posts, os leio com certa frequência, mas devo admitir que às vezes me pergunto onde está o limiar entre realidade e fantasia. muitas coisas aparentam serem evidentes, mas ainda me cobro um estudo mais aprofundado, para tirar minha próprias conclusões. Continuarei lendo, pois apesar de de tudo, você é imensuravelmente bom!abraços

  • Pablo felipe de souza said:  

    Adoro seus posts, os leio com certa frequência, mas devo admitir que às vezes me pergunto onde está o limiar entre realidade e fantasia. muitas coisas aparentam serem evidentes, mas ainda me cobro um estudo mais aprofundado, para tirar minha próprias conclusões. Continuarei lendo, pois apesar de de tudo, você é imensuravelmente bom!abraços

  • Adrian Grill said:  

    Danizudo sei que talvez não leia meu comentário e até o ignore,por favor faça uma pesquisa sobre o crescimento do ateísmo e como a mídia vem fazendo este crescimento explosivo por favor.

  • Qidesigner said:  

    Uma ótima análise! Irei ler amanhã mesmo quando eu tiver tempo.

  • Diego Cunha said:  

    Danizudo,você poderia fazer uma analise do novo clipe do Lil Wayne da música ''My Homies Still''?,é muito estranho..Obrigado

  • Bruno Silva. said:  

    muito bom essa analise.
    eu assisti ao filme bem antes de me interessar por conhecimento, e agora vejo e concordo com 100% que foi dito nessa analise.
    o final do filme o cara perde a própria personalidade e se torna um escravo completo.
    por isso não se enxerga no espelho.

    virou uma marionete.

  • Adrian Grill said:  

    Danizudo por favor pode fazer um postagem falando sobre os videos do Felipe neto,ele já zombou de Deus e esta levando pessoas a desinformação.

  • Laura S said:  

    esta análise faz sentido mesmo!
    e como já foi comentado aqui, sugiro que voce de uma olhada no vídeo do felipe neto sobre illuminatis!
    parábens pelo ótimo trabalho!

  • Diana Della Lucia said:  

    Perfeita análise, disse tudo, Danizudo! Obrigada por atender meu pedido, e que Deus te abençoe para que você continue mostrando as pessoas o quão esse assunto é importante. :)

  • Laura said:  

    Danizudo, amanha completa um ano que a Amy morreu. vc poderia escrever um post sobre ela. vi isso no wikipedia e achei muito estranho, e me fez lembrar quando conversei com ela no skype em 2009 fiz uma pergunta, e ela respondeu como se tivesse certeza que seria morta pela industria da musica, como se ela n pudesse escapar. muito estranho, penso nisso até hoje "Um amigo de Amy Winehouse, que acompanhava a gravação do clipe, disse que Amy Winehouse teve uma reação assustadora quando viu o jazido com o epitáfio (Descansse em Paz, o Coração de Amy Winehouse), Amy entrou em pânico e começõu a chorar muito. Ele diz que talvez, Amy sabia que esse seria seu destino não muito distante."

  • Cris Farias said:  

    Mais uma vez, ótima análise...

  • Fotolog said:  

    Danizudo vc viu que esquisito o massacre de colorado na estreia do batman? Comcerteza tem algo dos
    Iluminatti por tras disso...

  • Harrison Max said:  

    Boa análise Danizudo. Eu não assisti o filme, mas fiquei apavorado com esta interpretação. Não que eu seja fã de filmes de terror, que para falar a verdade tenho verdadeiro pavor, mas olhando com seu olhar neste ponto de vista, eu o vejo de uma forma diferente, muito mais sombria. Quem poderia imaginar que se tratava de Programação Monarca? Se bem que hoje em dia, quase tudo gira em torno disso. Qualquer filme. Uma vez fui assistir Capitão América no cinema, e durante a luta entre o vilão e o mocinho, o escuto do Capitão América fixiou - se na tela, com a estrela invertida. Lembrei - me na hora, do Pentagrama, que fiquei conhecendo mais a respeito, através do seu Blog. Você faz um trabalho muito bom, nos fazendo acordar desta condição que "eles" nos colocarão. É bom estar a par das coisas, e saber que o mundo não é mais tão ingênuo como era antes.

  • Carol Matos said:  

    Olá, acho que seria interessante uma análise mais contundente sobre os Beatles. Estive analisando fatos bizarros envolvendo-os, inclusive coincidências em alguns de seus álbuns mais famosos, como Sgt. Pepper´s. É incrível como os fatos já se associavam desde a remota década de 60. E tem gente que ainda acha que tudo isso é novidade. Parabéns mais uma vez.

  • Antonio Tadeu RODRIGUES DE LIMA said:  

    cada vez fico mais fã de vc cara! parabéns!

  • Na said:  

    morta com essa analise, com certeza.

  • Vivian said:  

    Fazem 03 anos que conheci seu blog.
    Quantas pessoas ignorantes e enganadas mesmo com anos de evangelho ne.
    Atualmente me encontro afastada Dani, mas la atras,
    quando ainda estava na igreja, achava que tinha conhecimento. Ha. Enganoso é o coração do homem.
    Ah, e voce sabe que esta na fogueira ne, voce com toda a verdade que passa a nos esta na mira deles. Mas saiba tambem que a sua recompensa já é certa, em nome de Cristo Jesus.
    Que o Senhor Deus continue te abençoando e lhe dando mais e mais esse lindo Dom que é o conhecimento.
    Todas as suas materias sao incriveis.
    Nao teho mais os velhos olhos.
    Obrigada e a voce, meus parabens.

  • Raven said:  

    Por mais que você estude sobre artes antigas ( com você me refiro á todos ) nunca , nunca vamos ter a mesma informação que eles tem, sobre a magia do antigo egito, hermes, Cabalion etc. até podemos ter memórias ocultas ( isso para quem acredita em reencarnação etc , eu acredito...) mais não é a mesma coisa.

  • Jefferson Reis said:  

    O desfecho desse filme é uma verdadeira obra de arte, mas o desenvolvimento é chato e não convence. Sinceramente? Não senti o medo que esperava. Sou um grande fã de cinema e esse gênero, terror, está entre meus favoritos, mas não gostei de "Espelhos do Medo". Gosto muito de coisas confusas, que nos fazem pensar, que deixam mistérios, mas nem isso salvou o filme. Nem mesmo quis assistir a continuação. Gosto muito de escrever e um dia quero ser escritor. Gosto muito de literatura fantástica e de criar realidade alternativas e confusas para expressar o homem pós-moderno. Minha linha de pesquisa na universidade é a pós-modernidade, isso me atrai muito, toda essa característica esquizofrênica e a contradição que vivenciamos hoje em dia. Existem filmes de terror bem melhores que esse.

  • Israel said:  

    O que significa tampar um olho com a mão? Eu sei que tem aqui no blog a explicação, mas eu estou pelo celular e é difícil de achar.

  • Guerreiro Divino said:  

    Algo que me perturba profundamente, é que as vezes tenho a impressão de que através dos meios de comunicação em geral, "eles" conseguem atingir de certa forma as mentes fragilizadas pelo trauma, eu temo que mesmo que, em menor grau, eles têm trabalhado bastante para destruir a mente das pessoas, e falo por experiência própria que a longo prazo isso começa a dar resultados...

  • Kimberly Mendes said:  

    Danizudo lhe peço uma analise na mais nova marionete da indústria da músik Azeallia Banks, ela tem um vídeo mt estranho, q tem chifres etc, dá uma olhada.

  • Nathali Figueira said:  

    A unica coisa que nao entendo eh: enqto ele vive toda essa dissociacao... onde ele esta?
    SEntando numa cadeira e sendo torurado? Como acontece com os artistas? Eles estao cantando e vivendo essas mudancas em suas mentes durante os shows??? Ou seja, se ele nunca foi trabalhar nessa loja e nunca aconteceu nada das coisas que aconteceram... onde ele esta? Durmindo??
    Nao sei se me explico bem. E quem sao os manipuladores?

  • Danizudo said:  

    @Nathali - O filme é uma metáfora para o controle mental.O filme inteiro representa sua dissociação da realidade, não dá pra sabermos o que está se passando no mundo real porque o filme não mostra, dentro dessa interpretação. Leia os artigos sobre controle mental no site.

  • Guerreiro Divino said:  

    Danizudo, você já viu o filme "O Mistério Das Duas Irmãs"? O filme parece ser bem recheado de alusões ao controle mental, daria um bom artigo.

  • Jú Sathler said:  

    Danizudo, vc viu a abertura das olimpiadas de Londres? Quando acendeu a tocha, você viu que o espaço ficou cercado de piramides gigantes?

  • Ara Dakotinha said:  

    quem são esses controladores? não seria esta uma analise muito precitada?se levarmos em consideração que os filhos e a ex também passaram a ver coisas no espelho e eles não sofreram de nenhum trauma.como esses controladores de mente acham esses pessoas pois pessoas comuns também tem problemas no dia-a-dia como esses controladores mentais vão saber quem são essas pessoas? são nossos médicos que nos receitam remédios?

  • Lincoln Salles Oliveira said:  

    Nao entendo porque o autor não deixa usar o Alt ou Ctrl aqui, pois torna muito irritante quando vc quer abrir diversas abas ao mesmo tempo e sem essas teclas dificulta muito. É irritante.
    Fora isso o site é ótimo.

  • Zelda said:  

    Danizudo, acredito que o filme Ilha do Medo seja uma boa para análise também!

  • L.M said:  

    ' Oi Dani , achei muito sinistra esta postagem .. eu ja assisti esse filme , muitas vezes e ja tinha reparado umas coisas , mas no tempo q eu assisti , eu nao sabia nada sobre o assunto ( aomenos , não como eu sei hoje , graças a seus vídeos e posts ), eu só era uma garota muito desconfiada ! kk !

  • L.M said:  

    ' Dani , não precisa postar esse comentario , só pra saber , eu vi uns vídeos sobre Mark Zuckerberg , e tem um falando sobre o panico e o Nervosismo q ele passou , numa entrevista , q ele sem pensar duas vezes , tira o tão Sofrido Casaco de Capuz q ele usa o tempo todo , e Dentro dele , tem um sinal bem sinistro , q provavelmente condena o Facebook ! Se vc pudesse dar uma olhadinha, Sei q vc é muito ocupado , mas só da uma olhadinha , não conheço ninguém mais Esperto pra Analizar esse Vídeo ..
    Abraço ! Fique com Deus !

  • (+lppaiva64+) said:  

    Tem um anime chamado Ghost Hound q fala disso. Ele fala sobre 3 garotos que sofrem um grande trauma e acabam escapando fazendo viagem fora do corpo. Parece meio estranho mas tem algumas partes nele q sao muito esquisitas, tipo numa parte q uma garota fica possuida e diz q eh o deus de uma so palavra, q ele pode dizer a palavra execravel e destruir tudo. E tem tbm uma parte um dos garotos ve o espirito do homen q o sequestrou qdo ele era crianca, como um ser escuro e esqueletico.
    Enfim, ñ sei se vc pode se interessar por esse anime, mas ele eh bem interessante

  • Elizabeth Passos said:  

    Olá caro Danizudo, gosto muito do seu trabalho. Atualmente venho assistindo alguns em especial sobre MK, mas fiquei pensando, pensando, pensando. E não pude deixar de perguntar: O que vc acha de esquisofrenia e MK? Tem diferença? Ou essa doença nunca existiu?

  • Éltoon said:  

    Tô assistindo ai filme e lendo o seu artigo. Olha... Muito phoda as suas colocações. Realmente, traz muito a pensar. Parabéns.

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Desviarem do assunto;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;
    - Insistirem para que o autor os responda;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.