, ,

Brown Eyed Girls "Sixth Sense" ou Como a Elite Controla Oposição

quinta-feira, 24 de maio de 2012 Leave a Comment

Apoiada por dinheiro e milhões de fãs, a indústria da música pop coreana (K-Pop) assumiu as ondas da Ásia e do mundo. Embora grupos como Brown Eyed Girls não cantarem em Inglês, eles certamente trazem para as massas o simbolismo dos Illuminati empurrados pelas mesmas estrelas da música pop no mundo ocidental. O vídeo de "Sixth Sense" (Sexto Sentido) é um verdadeiro manifesto da elite, descrevendo como ela controla artistas e os usa para doutrinar as massas. Este artigo analisa o significado do simbolismo em "Sixth Sense", de Brown Eyed Girls.

Desde o ano passado, mostramos imagens simbólicas de artistas populares do K-Pop e dissemos como eles se encaixam na agenda global dos Illuminati. Desde então, o pop coreano só tem ficado cada vez maior como as gravadoras NegaNetwork e SM Entertainment despejando novos garotos e bandas de menina em um ritmo frenético. Esses selos são quase que um trabalho escravo, visto que  surgiram informações sobre os maus-tratos de estrelas K-Pop quanto à assinatura de "contratos de escravos". Esses selos são, por sua vez, controlados pela mesma empresa de mídia da elite global que possue selos e estrelas pop americanas e britânicas. Neste contexto, é surpreendente que os vídeos K-Pop mostrem suas estrelas amarradas e se submetendo a um poder totalitário?

O vídeo de "Sixth Sense" da banda bastante popular Brown Eyed Girls não poderia retratar melhor o controle da elite sobre a mídia e o entretenimento. Mais do que simplesmente exibir simbolismo dos Illuminati, o vídeo apresenta o projeto de como figuras populares podem ser usadas para comunicar uma mensagem específica, usando o sexo e a música como um incentivo. Cada um dos membros do grupo é mostrado em uma posição diferente de apresentação; cada um representando as diferentes formas de controles dos artistas da elite para servir os seus interesses. Myrio, Narsha, Ga-In e Jea parecem estar se rebelando contra um estado policial autoritário, que se torna depois uma oposição controlada, servindo para a dialética hegeliana da elite. Sim, todos esses conceitos complexos são encontrados em um vídeo K-Pop destinado a crianças e adolescentes. Eles estão sendo advertidos ou doutrinados pela mensagem do vídeo? Vamos olhar para o simbolismo do vídeo e as mensagens que ele transmite aos telespectadores.

A Premissa de 'Sixth Sense'

O vídeo tem lugar no contexto de um Estado policial totalitário, onde a mídia é rigidamente controlada e as pessoas são fortemente monitoradas.

O vídeo começa mostrando a polícia de motim e câmeras de 
vídeo, colocando-a em um estado policial bem 'Big Brother'.

O regime é controlado por um mascarado figurado chamado "Absoluto" (de acordo com uma entrevista com o letrista do grupo), que poderia ser facilmente associada à elite oculta "mascarada".

O Absoluto olhando sobre o seu exército de policiais. No entanto, outro vídeo 
de música leva os jovens a acostumar com a idéia de um estado policial opressor.

Parece haver alguma resistência ao regime, o Absoluto, ou seja Brown Eyed Girls. Elas são mostradas de pé, desafiando a polícia anti-motim e parecem estar tomando uma postura contra a opressão do Absoluto. Como um gesto de desafio, o grupo começa a cantar. Será que elas cantam sobre liberdade e libertação? Elas estão cantando o que está na mente de todos? Não na verdade. Os ouvintes são tratados com a mesma baboseira pseudo-sexual como todas as canções pop que entorpecem nossos cérebros. Aqui está uma tradução do primeiro verso:


Seu rosto começa a suar sede
E a tua carne está na ponta dos meus dedos afiados

A bolha de champanhe
Explode, dor boa
Não precisa se preocupar, o amor é apenas um jogo


O que isso tem a ver com a resistência? Não muito. Na verdade, a canção fala exatamente o oposto: Não resistir, mas entregar-se ao "Sexto Sentido". As B.E.G. estão verdadeiramente em oposição à polícia anti-motim ou estão na verdade do seu lado? A estrela de seis pontas nos uniformes policiais representa o "Sexto Sentido"; desse modo parece que os dois lados pertecem a mesma coisa.

A polícia de choque usa uma estrela com o seu ponto mais baixo vermelho, 
simbolizando o sexto sentido. No simbolismo ocultista, triângulos de cabeça para 
baixo representam a vulva, a energia feminina e da reprodução.

O que exatamente é o "Sexto Sentido"? A julgar pela letra da canção e o simbolismo do vídeo, é a energia sexual - o mais básico e primitivo dos instintos humanos. É a maneira mais fácil de capturar e manter a atenção de um público e é usado ad nauseam na música pop para gerar interesse em canções insípidas. Garotas bonitas podem fazer coisas como fazer um estado policial fascista parecer legal. Em um nível esotérico, órgãos reprodutivos fazem parte do chacra básico, o que pode explicar porque ele está associado no vídeo com o ponto mais baixo da estrela de seis pontas. Enquanto os outros cinco sentidos enviam informações ao cérebro para serem processados ​​e analisados, o impulso carnal no ser humano ignora tudo isso e bate diretamente em nossa insta primal. Por essa razão, a sexualidade pode ser (com sucesso) usada para vender qualquer coisa, incluindo vídeos de música.

No início da canção, Ga-In imediatamente aponta para seu
"triângulo de cabeça para baixo ", cantando "Toque-me, toque-me". Eu 
acho que isso é tudo que precisa ser conhecido sobre o Sexto Sentido.

B.E.G. está, portanto, cantando sobre quão grande é o Sexto Sentido, na frente da polícia de choque usando um símbolo que representa o Sexto Sentido. Eles estariam realmente do mesmo lado? Ainda é cedo para dizer, no entanto, o vídeo passa a mostrar o passado de cada um dos membros do grupo. Na narrativa do vídeo, cada um deles tem sido utilizado pelo Absoluto de uma maneira diferente, cada um deles representando uma faceta do controle Illuminati na indústria do entretenimento.

Facetas do Controle Illuminati

Durante o vídeo, cada membro de B.E.G. é mostrado em um ambiente diferente, mas em uma situação semelhante: Eles estão todos controlados e monitorados pelo Absoluto e forçados a desempenhar um papel no avanço de sua Agenda. O personagem desempenhado por cada membro representa uma faceta do controle Illuminati na indústria.

Miryo, a rapper do grupo como a "mensageira".

Miryo é mostrada de pé na frente do luxuoso palácio do Absoluto. Ela está, portanto, "possuída" por ele e fala em nome dele (o "S" duas vezes no palácio significa Sexto Sentido). Miryo parece ser forte e confiante, mas, ao olhar mais atento, percebemos que ela está na verdade amarrada. Ela é forçada a falar em microfones (representando os meios de comunicação) para transmitir a mensagem do Absoluto. Essa imagem representa o fato de que artistas são usados ​​como porta-vozes da elite, que utilizam sua popularidade e carisma para entregar mensagens. Quando Miryo assina o contrato para se tornar uma cantora profissional, ela realmente torna-se propriedade da elite.

Narsha representando o controle mental e a Programação Kitten.

O personagem de Narsha é muito animalesco, rastejando sensualmente sobre quatro patas como um gato. Ela está usando estampa de leopardo, que, como os leitores deste site sabem, representa a programação Kitten / Beta no simbolismo de controle mental. Ela também é cercada por jaulas de animais, que representam a desumanização e cativeiro de escravos de controle mental nas mãos de seus manipuladores. Escravos MK reais disseram muitas vezes ter sido mantidos em jaulas de animais, o que causa trauma. Apesar de seu estado forçado, Narsha parece gostar de ser observada, que é como as sex-kitten/Beta são programadas para agir.

Narsha é mostrada em justaposição com um gato andando ao redor do 
palácio da elite, promovendo a associação com a programação kitten.

Em entrevista, o letrista do grupo de Kim Eana explica o papel do Narsha:


"Narsha representa o 'sexto sentido' em si mesmo, e incorpora as letras animalescas na canção (como "As pontas de minhas unhas afiadas são incorporados em sua pele"). Visto que há um tema recorrente de "gato selvagem", Narsha foi direcionada para agir o mais descontroladamente  possível no vídeo. As luzes no interior das gaiolas são lanternas, um símbolo de estar constantemente vigiado e observado. O que é interessante sobre sua personagem é que, embora ela pareça ter medo, ela também parece gostar de estar sendo observada. "


Jea, representando sacrifício.

À primeira vista, a cena com Jea parece ser um pouco poética, com ela flutuando na água, e outros enfeites. No olhar mais atento, percebemos que ela está amarrada ao pedaço de madeira e é deixada lá para morrer, em questão vagamente semelhante a Cristo amarrado à cruz. Também percebemos que isso está acontecendo na piscina do palácio da elite que, em outras palavras, a colocou lá para sacrificá-la.

Jea, portanto, representa os sacrifícios rituais da elite oculta. Mais do que simples empregados, figuras públicas que fazem parte da indústria Illuminati, por vezes, tornam-se relutantes partes de rituais Illuminati. O letrista do grupo confirma que:


"Jea representa a imagem do sacrifício. Ela está ligada a galhos de árvores, uma idéia derivada da religião. Embora a cena é linda de longe, o espectador é capaz de ver que Jea está sendo pressionada e acorrentada."

- Kim Eana
 

Ga-in, a traidora.

O personagem de Ga-In parece ter sido espancada e humilhada pelo regime do Absoluto, como resultado de ser uma traidora. Ela agora está amarrada a uma cadeira, entre pilares maçônicos e está sendo filmada por uma câmera. Ela é o "exemplo", mostrando aos outros o que acontece com aqueles que tentam ir contra o Absoluto.

A Oposição

Em um momento, tudo isso de todos estarem cantando e dançando, aparentemente, deixa todo mundo irritado e pronto para começar uma revolução. Os membros do BEG, que estavam acima de serem contidos e controlados, tornam-se agressivos e rebeldes (embora eles nunca se libertem de verdade). A polícia de choque se alimenta dessa energia e torna-se rebelde também. Eles são mostrados questionando-se enquanto removem seus capacetes para revelar seus rostos. Esses soldados não são peões simples, são homens jovens, com emoções e coisas assim. Eles se voltam contra seu governante e correm em direção a ele, quando canhões de água protegem o palácio.

Nesse ponto, a máscara do Absoluto é mostrada lançada sobre o chão.

A máscara de ouro, representando a elite oculta, sem rosto, é mostrada
no chão, levando os espectadores a pensar que a revolta foi um sucesso.

A cena então reverte para a realidade e mostra mais uma vez a polícia de choque pronta para fazer BEG correr.

Não há revolta. A polícia anti-motim fica exatamente onde estava.

A rebelião incitada pelas meninas foi uma grande fantasia sonhada por BEG e pelo exército. Elas estão agora de volta à realidade, fria e dura: Você não pode lutar contra o Absoluto.

Significado do Vídeo

Sob o pretexto de entretenimento, o vídeo de sexto sentido, oferece aos seus espectadores uma lição bastante dura no poder e na política. Uma análise básica da história, respondendo a perguntas simples como "quem ganhou a batalha?" E "qual é a moral da história?", revela que a elite ganhou e que a resistência é inútil. Na verdade, nunca houve qualquer resistência real visto que BEG foram manipuladas pelo Absoluto o tempo todo. A revolta não era nada, mas uma mera ilusão, mostrando aos espectadores que eles podem ser levados a acreditar em qualquer coisa que vê.

Apresentado como heróis do povo, BEG é mostrado incitando um motim e sendo agentes de libertação. A única coisa que eles verdadeiramente realizaram foi no entanto uma mera distração, uma fuga temporária para um mundo repleto de pessoas corajosas e determinadas, prontas para lutarem pela liberdade. Isto é o que mídia de massa realiza diariamente: Colocam os artistas que são, aparentemente, rebeldes e intransigentes no holofotes, mas seguir suas mensagens é exatamente o que a elite quer que as massas façam. Em termos de comunicação da teoria, os espectadores são submetidos a uma dialética hegeliana, onde uma tese e antítese são propostas, mas se engajando em qualquer uma delas avança a agenda da elite. Em outras palavras, é uma grande exercício para a mente. Aqui está uma pequena descrição de como ela funciona:


“Para a elite dos seus dias, e para a elite monetária atual, a dialética Hegeliana providencia ferramentas para a manipulação da sociedade.

Para levar o público do ponto A ao ponto B, alguém precisa somente, encontrar um porta-voz para um certo argumento e posicionar ele ou ela como uma autoridade. Essa pessoa representa o Pilar Um. Um outro porta-voz é posicionado no outro lado do argumento, para representar o Pilar Dois.

Os argumentos A e B podem ser, então, usados para manipular uma dada discussão social. Se o desejo de alguém, por exemplo, é promover a idéia C, uma pessoa simplesmente precisa promover os argumentos do Pilar Um (que tende a promover a idéia C) mais efetivamente do que os argumentos do Pilar Dois. Isso força um deslizamento do Pilar Dois. Desse modo, o Pilar Um e o Pilar Dois avançam para a Idéia C. Eventualmente, o Pilar Dois ocupa a posição original do Pilar Um. O argumento “Contra-C” agora, ocupa a posição Pró-C. Dessa maneira, todas as relações sociais são alternadas, um debate sobre a liberdade de mercado versus o socialismo, para um debate sobre o grau de socialismo que é desejável.

A dialética Hegeliana é uma técnica poderosa para influenciar as discussões culturais e nacionais, especificamente se uma pessoa já controla (possui) muita influência na mídia, na qual os argumentos acontecem. Uma pessoa pode então, como uma elite monetária, caracteristicamente enfatizar um argumento às custas do outro, efetivamente trocando
as posições do Pilar Um e Dois.”


- DailyBell, Dialética Hegeliana


As estrelas do pop geralmente interpretam o papel do “Pilar Dois”, em vídeos de entretenimento, mas o simbolismo mais evidente desses vídeos mostra que eles estão verdadeiramente trabalhando para os governantes ocultos.

 A cena final de Beyoncé "Run the World (Girls)", saudando a polícia anti-motim, como visto no artigo Beyonce - Análise em Run the World (Girls). Embora, em um primeiro momento, Beyoncé parece estar liderando uma resistência ou um movimento de libertação, essa cena final diz aos telespectadores que, independentemente do que acabamos de ver, ela ainda obedece às ordens dos poderes constituídos. Como "Sixth Sense", esse vídeo também enfatiza o poder da sexualidade para controlar as massas com letras como: "Minha persuasão pode construir uma nação / poder infinito, o amor que pode devorar / Você vai fazer qualquer coisa por mim."

Embora os quatro membros de B.E.G. serem mostrados um pouco rebeldes, o núcleo da sua mensagem era, no final, exatamente o que a elite queria transmitir. O conceito de  "Sixth Sense"  apela para o desligamento das funções intelectuais e cognitivas para "entregar" ao efeito hipnotizante de luxúria nos meios de comunicação. É durante esse estado hipnotizante e um pouco excitante que as mensagens podem efetivamente alcançar o cérebro do espectador com a máxima eficácia.

Conclusão

Ao analisar a mensagem política de "Sixth Sense", as pessoas esquecem que esse vídeo é destinado principalmente a crianças e adolescentes. Enquanto ouvindo a música e admirando seus ídolos dançando, os espectadores são expostos a uma grande lição que gruda no subconsciente: Resistir é inútil. Pior ainda, a resistência não existe nem mesmo com aqueles que parecem estar resistindo; estão apenas levando você em direção ao objetivo da elite. Esses tipos de vídeos de propaganda existiam sob ditaduras, mas hoje eles são passados ​​em torno de "entretenimento". Eles recebem espaço massivo na MTV e milhões de acessos no YouTube. Na realidade, ninguém é forçado a assistir a esses vídeos, mas eles são, no entanto, bastante populares. Existe uma razão pela qual as pessoas se submetem voluntariamente a esse tipo de propaganda da elite? Sim. Esses vídeos apelam a seu Sexto Sentido ... e as pessoas gostam disso.

Fonte: VC

Posts Relacionados:
Beyonce - Análise em "Run The World (Girls)"
Filme 'Jogos Vorazes' - Uma Amostra da Nova Ordem Mundial

8 comentários »

  • Harrison Max said:  

    Análise muito boa, Danizudo. Eu estava outro dia assistindo ao filme, Serenity, e me impressionei pela linguagem explícita dele ao falar sobre gatilhos, programação monarca e controle mental. Até porque o filme é de 2005, eu acho, e ela fala como se fosse um assunto da qual a sociedade tivesse pleno conhecimento. Seria legal se você fizesse uma análise do filme, que contém muita simbologia. Obrigado.

  • Laura S said:  

    a influência dos illuminati esta se espalahndo cada vez mais pelo mundo para implantar a NOM. no fim, até mesmo os países mais "fechados" já estão sendo abatidos (ex. primavera árabe-incentivada pela elite global).
    parabés por mais um post muito importante nesse blog que está bastante interessante para o nosso conhecimento!

  • rafael said:  

    Que ótimo Post Dani !!! , parabéns aew fi . Danizudo oque eu notei nesses dias , é a massiva exposição de simbolos ocultos em jogos estilos MMO , online. Daria uma ótima análise , obg..

  • Talissa Tayná said:   Este comentário foi removido pelo autor.
  • Taciano Leite said:  

    Totalmente errado *
    Esse clipe retrata a falta de liberdade de expessão que força os povos das 2 Coreias a servirem o pais segamente .
    Liberdade e uma coisa que não existe por lá *
    E serviu também para alfinetar a coreia do Norte mostrando na letra da musica que os povos dos 2 pais são um só *

  • Giselle Willys said:  

    Miryo*

    Fico muito triste pois KPOP é o único estilo musical que escuto, e aí eu comecei a notar as mensagens e tudo mais. Quando vi esse MV pela primeira vez, notei também grande semelhança ao que está escrito aqui, porém, sem certeza.

  • Anna Claudia said:  

    não sei bem, Danizudo....
    Costumo acreditar em muitas das suas analises, mas essa apesar dos pesares me lembrou da coreia do norte (não teria a ver?) O lider absoluto, e tudo o mais... encaixaria bem. Enfim, eu penso assim.

  • Anna Claudia said:  

    Fora que o sacrifício, a mulher amarrada... tudo isso é muito real na coreia no Norte, onde uma mulher, por ver um filme de hollywood já chegou a ser morta, e onde há censura a todo o momento... é só procurar um pouco sobre a coreia do norte, é de ficar de boca aberta.

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste site.