A Indústria da Música Exposta - Parte 1 - As Vítimas Monarcas

domingo, 30 de janeiro de 2011 80 comentários


Neste blog, abordamos diversas vezes o assunto "indústria da música", mostramos o ocultismo em letras e vídeos de músicas, mensagens subliminares, simbologias diversas e outras interpretações, e até mesmo artistas que em certo ponto não gostaram do que estavam fazendo na indústria. Nesta série, não vamos repetir exatamente tudo o que já dissemos de antemão, vamos, portanto, abordar o lado do "estranhismo" em Hollywood. Muitos artistas durante anos foram considerados "loucos" ou "excêntricos", mas será todos? Por que Lady Gaga se comporta daquela forma? Por que Michael Jackson tinha obsessão por Peter Pan? As respostas para essas perguntas serão esclarecidas ao decorrer da série, que visa dar um ponto final nessa questão de "artista Illuminati" e tirar todas as dúvidas que ainda possam existir. Para isso, preciso que você tenha lido os artigos do blog sobre "controle mental". Será extremamente inútil assistir aos vídeos dessa série sem ao menos ter entendido o que é a Programação Monarca. Então, a Parte 1 funcionará como uma breve introdução para o assunto principal da série - a Programação Monarca - e depois, a partir da segunda parte, começaremos a analisar entrevistas, imagens e letras de músicas, para dar suporte ao tema que estamos abordando. Ao final da série, você não terá mais dúvidas a respeito do assunto, entenderá porque não consegue "largar" uma música e saberá qual deve ser a nossa postura em relação a todo esse conteúdo.


Dave Chapelle - O que há de errado com Hollywood?

Dave Chapelle é um comediante de stand-up e mais conhecido pelo Chapelle's Show. Em 2005, Chapelle deixou abruptamente a produção da terceira temporada do show e viajou para a África. A mídia começou a especular que ele ficou louco e que estava sob efeito de drogas. Em dezembro de 2005, ele foi entrevistado, como visto na prévia da série, e discutiu vários assuntos, como a natureza doentia de Hollywood.


Guarde bem quando ele menciona o "surto" de  Mariah Carey, pois será abordado mais tarde na série.

 Os Artistas Pré-selecionados


Alguns são pré-selecionados desde a infância e outros alcançam sucesso por si mesmo, mas são “recrutados” mais tarde durante sua carreira. Iniciaremos a série falando dos artistas pré-selecionados e os que também supostamente foram vítimas de controle mental, depois trataremos dos quais atingiram sucesso por si mesmo, mas foram “recrutados” mais tarde. A maioria desses artistas que são escolhidos a mão tiveram uma infância conturbada ou sofreram algum tipo de evento traumatizante. O motivo disso é que elas se tornam vítimas perfeitas para o controle mental monarca. Christina Aguilera, por exemplo, assistia a seu pai espancar sua mãe em casa quando ainda era apenas uma criança, o que a deixou traumas. O ambiente de Britney não foi muito diferente. Possivelmente, esse foi um dos motivos pelos quais elas foram pré-selecionadas.

As Vítimas Monarcas

Muitas vezes o termo "excêntrico" tem sido usado no lugar de "vítima monarca". Comportamentos estranhos, borboletas, tatuagens confusas e uma vida conturbada têm sido tratadas como "normal" em Hollywood. Não seria muita coincidência se todos os artistas fossem excêntricos? De fato, muito se envolvem em drogas, mas isso é porque eles começam a sofrer "transtorno de personalidade", comum em vítimas monarcas. No entanto, o papel da mídia é sempre dizer que eles são "maluquinhos" toda vez que eles passam por um momento estranho.


Drogas não suficientes para causar tanto transtorno, mais à frente na série, você estará convencido que o Controle Mental Monarca está sendo utilizado na indústria do entretenimento. Na primeira parte 1, cuidamos em explicar o que é e quem são os controlados, na segunda parte veremos o que acontece quando algo dá errado.

CONTINUA...


, , ,

Simbolismo no vídeo S&M de Rihanna

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011 105 comentários


Parece até mesmo que os diretores desses vídeos estão começando a "brincar" com o público, continuando a espalhar simbologias nos vídeos, mesmo depois de tanto rumores. Aqui estão algumas fotos tiradas de uma prévia do novo vídeo de Rihanna "S&M". Nessas fotos, o simbolismo do um olho é frequentemente notado. Você ainda se lembra o que isso significa?


No entanto, o que mais chama a atenção foi a ousadia de colocar certas palavras nesse clipe que causarão polêmica. Veja com seus próprios olhos as palavras que aparecem abaixo:

 THE GOAT ( que significa o bode/a cabra) - e a palavra ILLUMINATI


Conseguiu encontrar?

, ,

A Interpretação Oculta do Filme "Cisne Negro"

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011 113 comentários


"Cisne Negro" é um suspense psicológico intenso que descreve a metamorfose de uma bailarina para um "Cisne Negro". Por trás da fachada estranha do filme reside um comentário profundo sobre o preço da fama, o sacrifício dos artistas e as forças ocultas por trás do mundo sombrio do entretenimento de alto risco. Vamos olhar para o simbolismo oculto do filme e seus temas relacionados com o lado escuro do show business.

Dirigido por Darren Aronofsky, "Cisne Negro" conta a história da tímida bailarina Nina ao longo de sua jornada para o sucesso no exigente mundo do balé profissional. Cisne Negro pode ser considerado um complemento para o filme anterior do diretor, "O Lutador", que também descreve os altos e baixos de uma pessoa perturbada que trabalha em um campo menos conhecido nas artes do espectáculo: luta profissional. Embora ambos os filmes explorem temas semelhantes (ou seja, sacrificar a si mesmo para o bem do negócio), o mundo em que Nina evolui e os obstáculos que ela tem de suportar são diametralmente opostos aos de "O Lutador". Neste, Randy "The Ram" Robinson é um cara que tem um trabalho pesado em uma cidade hostil e deve lidar com a dor física causada pelo seu estilo de vida "pesado". Nina, por outro lado, está no refinado mundo do balé e suas lutas são de natureza psicológica, emocional e até espiritual.

Eu muitas vezes disse que grandes obras de arte podem ser interpretadas de várias maneiras, dependendo do conhecimento e experiência de cada espectador. Esse filme não é exceção ... existem maneiras diversas de interpretar de fato o enredo do filme. Através do uso de símbolos e significados, no entanto, o filme alude claramente a muitas questões discutidas anteriormente nesse site: o lado escuro e oculto da fama, a dualidade, o controle mental baseado em trauma, a criação forçada de um alter persona e muito mais. O personagem principal, Nina, passa por uma mudança metafísica - por entrar em contato com o seu "lado negro" - a fim de ter um melhor desempenho. Essa mudança é imposta a Nina pelo seu manipulador, neste caso, seu diretor de balé. O filme usa referências sutis para o controle mental baseado em trauma para explicar a criação de um alter-ego no psique de Nina.

Embora a Cisne Negro é ficção, é, no entanto explora realidades ocultas de arte de alto risco e desempenho. Há inúmeros exemplos de artistas que abraçaram mais escura alter egos de tomar a sua arte para "outro nível" ... e muitos dos que, em última análise são consumidos por eles.

Vamos analisar os elementos de ocultismo e de controle mental de "Cisne Negro e ver como eles se relacionam com algumas das realidades do mundo do entretenimento profissional.

Atenção: spoilers à frente!

Resumo do Filme

"Cisne Negro" é uma releitura moderna do ballet clássico de Pyotr Ilyich Tchaikovsky, "O Lago dos Cisnes". No filme, o diretor de balé, Thomas Leroy (interpretado por Vincent Cassel), descreve para seus dançarinos a trama básica do ballet:

"Nós todos sabemos a história. A menina virginal, pura e doce, presa no corpo de um cisne. Ela quer a liberdade, mas só o verdadeiro amor pode quebrar o feitiço. Seu desejo é quase concedido sob a forma de um príncipe. Mas, antes que ele possa declarar seu amor, o gêmeo lascivo, o Cisne Negro, engana e o seduz. Devastado, o Cisne Branco pula de um penhasco, matando-se e, na morte, encontra a liberdade".

Nina, uma mulher jovem tímida e frágil é escolhida para desempenhar o papel de a Rainha dos Cisnes e deve, portanto, incorporar tanto o Cisne Branco puro e o Cisne Negro mal. Sua busca pela perfeição como uma bailarina leva à experiência, em seu cotidiano, a transformação experimentada pelo Cisne Branco na história do balé. Os acontecimentos da vida diária de Nina, portanto, espelha a história do personagem que ela assume como uma bailarina, levando à confusão e, enquanto borra a linha entre realidade e ficção à aparente insanidade.

O uso diretor de espelhos e reflexos em inúmeras cenas são um lembrete constante da percepção alterada da realidade de Nina. Espelhos no filme são muitas vezes enganosos e os reflexos de Nina parecem ter uma "vida própria". Enquanto Nina fica assombrada pelo Cisne Negro, essa persona suplente toma uma vida própria e age fora do controle consciente de Nina. Explicaremos mais adiante como isso se relaciona com o controle mental baseado em trauma.

Se você ainda não leu outros artigos neste site, controle mental baseado em trauma - também conhecido como Programação Monarca - é o processo pelo qual um indivíduo é submetido a trauma intenso e desumanização, a fim de provocar uma dissociação mental. Isto provoca uma fragmentação da personalidade do escravo e permite que o manipulador crie uma personalidade alternativa que pode ser programada à vontade. Alguns pesquisadores alegam que existem elementos ocultos (rituais satânicos) no trabalho desse processo.

"O projeto monarca poderia ser melhor descrito como uma forma de dissociação estruturada e integração ocultista, a fim de compartimentar a mente em múltiplas personalidades dentro de uma estrutura sistemática. Durante esse processo, um ritual satânico, geralmente incluindo misticismo cabalístico, é realizado com o objetivo de prender um demônio ou um grupo de demônios para alterar o correspondente(s). Naturalmente, a maioria dos céticos vêem isso como apenas um meio para melhorar o trauma na vítima, negando qualquer crença irracional de que a possessão demoníaca de fato ocorre. "
- Ron Patton, Monarch Project

 Um cartaz promocional de "Cisne Negro".
Nina (interpretada por Natalie Portman) é 
mostrada com uma rachadura no seu rosto,
que representa a ruptura da sua personalidade, um
 conceito importante e símbolo do controle mental.

Vamos agora olhar para alguns temas centrais do filme.

Nina e seu Trauma

Nina vive em um pequeno apartamento em Nova York com sua mãe, Erica, sobre a qual o mínimo que podemos dizer é que ela é arrogante. Muitas referências ao controle mental baseado em trauma podem ser encontradas no ambiente de vida de Nina e no comportamento controlador de sua mãe.

O quarto de Nina. Observe as borboletas na parede, uma referência à 
programação monarca. Junto à janela, há um grande coelho branco, um símbolo
 de controle mental, originário de "Alice no País das Maravilhas" - um conto de fadas 
utilizado na programação de escravos MK. Seguindo o coelho branco, Alice passou
 por um mundo alternativo (País das Maravilhas), que, em termos de
 controle mental, se refere ao estado dissociativo de um escravo.

A mãe de Nina, uma bailarina aposentada que não conseguiu se tornar uma estrela, age mais como uma manipuladora de controle mental, do que como uma mãe. Ela tem, obviamente, questões de fronteira e mantém rígido controle sobre todos os aspectos da vida de Nina. Escravos monarcas da vida real muitas vezes começam sua vida difícil como vítimas de abuso em sua própria casa. Símbolos relativos ao controle mental na casa de Nina, provavelmente, refletem esta triste realidade, incluindo seu quarto rosa, infantil.

Toda noite,  Erica Sayers toca a caixa de música ao lado de
 Nina, a fim de fazer a bailarina dançar um pouco. Isso é 
bastante simbólico do estado mental controlado de Nina.

Erica Sayers, mãe de Nina, despi à força sua filha adulta. Essa cena 
perturbadora retrata a submissão total de Nina para com sua mãe e também
 dá dicas para uma insalubre "familiaridade" sexual entre as duas.

Outras pessoas na vida de Nina, aparentemente, predando sua fraqueza e "energia de vítima", aproveitam-se dela sexualmente.

Um velho tarado faz gestos obscenos para Nina quando andava de trem. 
Essa cena perturbadora diz muito sobre a relação da Nina com a sexualidade.
 Predadores sexuais, por vezes, têm a capacidade doentio para
 farejar e "dar o bote" em vítimas de abuso sexual.

A mãe de Nina , portanto, sujeitou a filha para o controle mental baseado em trauma, a fim de torná-la uma mulher submissa, que iria realizar os sonhos de sua mãe. Isso tem treinado Nina para dissociar para fazer sua existência suportável, o que torna Nina o tema perfeito para a criação de um alter persona sombria: o Cisne Negro.

Trazendo o Cisne Negro

Voltando ao enredo, Thomas, o diretor de balé, está à procura de uma nova estrela de balé para desempenhar o papel de Rainha dos Cisnes. A dança meticulosa de Nina é perfeita para o papel do Cisne Branco, mas ela também deve ser capaz de reproduzir o Cisne Negro, um papel que exige a bailarina sombria, sexual e perigosa. O estilo frígido de Nina não é adequado para a Cisne Negro, mas Thomas a escolhe como a Rainha dos Cisnes de qualquer maneira. Ele sabe o que ela tem dentro dela e ele vai trazê-lo para fora.

Thomas trazendo o Cisne Negro em Nina.

Em um momento, Thomas diz a Nina:

"A perfeição não é apenas controle. É também sobre o desapego. Surpreenda-se para que possa surpreender o público. Transcendência. Poucos têm isso neles."

Assistindo à dança de Nina, mais tarde, ele diz:

"Eu sabia que o Cisne Branco não seria um problema. O verdadeiro trabalho seria a sua metamorfose em sua irmã gêmea do mal".

A fim de obter a perfeição, ou em termos alquímicos, para realizar a Grande Obra, Nina deve dominar o bem e o mal - luz e trevas. O conceito oculto da dualidade torna-se, portanto, extremamente importante (mais sobre isso depois).

O trabalho de Thomas é criar uma nova Nina, agressiva e sexual. Ele, portanto, torna-se manipulador de Nina no novo controle mental. Considerando que a mãe "programou" sua filha para ser uma bailarina submissa que nunca questiona sua mãe/manipuladora, Thomas exige-lhe abraçar o exato oposto. Ele representa a "grande liga", o próximo nível da programação monarca.

Após seu encontro com Thomas, Nina, vestida de branco, 
cruza o caminho da outra Nina, vestida de preto. Isso representa 
simbolicamente a vinda da nova Nina, o alter-ego escuro.

Para se tornar um Cisne Negro, Nina deve ser capaz de estar um pouco confortável com o sexo, e até mesmo se divertir. Então Thomas dá lição de casa a Nina: "tocar a si mesma". Pronto para fazer de tudo para se tornar a melhor dançarina, Nina tenta se masturbar, mas a mãe faz um bloqueio. O prazer sexual se torna, portanto, uma forma de emancipação do controle de sua mãe e sua iniciação com a "grande liga".

Visto que o Cisne Negro cresce em poder, Nina começa a alucinar mutações físicas no seu corpo. A única pessoa que pode ver essas mutações é a mãe de Nina, que, como uma manipuladora, tem a "chave" para sua psique. Ela está consciente da transformação gradual de Nina e tenta reprimi-la, sabendo que causará a perda de sua "menininha".

Nina alucina todos os tipos de mutações estranhas em seu
 corpo. Elas representam a gradual vinda do Cisne Negro nela.

Essa situação reflete a verdade nua e crua por trás da vida real do abuso ritualístico. As crianças, que já estão dissociadas devido a abusos de seus pais, são entregues para "instâncias superiores", que continuam o processo de programação. Neste caso, Nina é entregue ao mundo do entretenimento (conhecido por usar programação monarca em celebridades) para criar em sua personalidade um alter-ego destinado a ser uma estrela de renome mundial.

Thomas apresenta a nova rainha Cisne, Nina.

A fim de Nina se tornar a nova rainha Cisne, no entanto, alguém tem que renunciar.

Beth MacIntyre: A estrela envelhecida que foi posta de lado

Beth MacIntyre na cerimônia de coroação de Nina. Ela acaba 
de saber que ela já não é a Rainha dos Cisnes. Ela não está feliz.

Beth MacIntyre (interpretada por Winona Ryder) é a estrela anterior da companhia de balé. No entanto, ela está ficando velha e "perdendo a ponta". Como uma veterana, Beth já passou pelo "processo do Cisne Negro", e, como algumas pessoas podem dizer, ela "vendeu sua alma ao diabo". Embora este acordo deu-lhe anos de grandes atuações, no final, o processo completamente a destruiu. Ela se tornou uma pessoa amarga, vaidosa e odiosa que é incapaz de existir sem o Cisne Negro.

Existem muitos casos reais de celebridades que sofrem o mesmo destino. Depois de serem recrutadas, programadas e preparadas pela indústria para se tornar uma estrela mundial, elas subitamente caem no esquecimento. Estando psicologicamente danificadas, sem saber quem elas realmente são, as estrelas caídas afundam na depressão, drogas, alcoolismo e até suicídio.

Thomas, que era manipulador de Beth (que ele chamava de "minha pequena princesa", um gatilho de controle mental) não precisa mais do alter-ego que criou nela. No entanto, é impossível "desprogramá-la", então ela perde completamente sua mente. No dia seguinte, a companhia de balé descobre que ela foi atropelada por um carro. Thomas diz:

"Você sabe, eu também estou certo de que ela fez isso de propósito. Tudo que Beth faz vem de dentro, de algum impulso escuro. Eu acho que isso é o que a torna tão emocionante para assistir... muito perigoso... perfeito mesmo às vezes. Mas também tão maldito e destrutivo."

Assim, o "espírito", o alter-ego que consumiu e destruiu Beth, foi também uma força oculta atrás de seu grande desempenho. O público sempre foi fascinado por artistas intensos e inspirados que os tocam em um nível primário e visceral. Dependendo do desempenho, essa fonte de transcendência artística tem sido atribuída ao divino ou ao diabo. Artistas inovadores e controversos muitas vezes habitaram entre o brilhantismo e a insanidade - batendo em uma força misteriosa na fonte da grandeza artística e, por outro lado, a  iminente auto-destruição. As pessoas religiosas poderiam dizer que essa força é nada mais nada menos do que a posse do espírito; cientistas podem dizer que tormento psicológico leva à criatividade. Não importa o termo que se usa para essa "força", que certamente existe e é aproveitada por alguns dos artistas mais influentes do mundo. Beth recebeu essa força que a destruiu completamente... e agora ele pode passar a Nina.

O Cisne Negro Toma Conta (Asas Negras e Espelhos)

Um poster simbólico do filme. De uma pequena bailarina, nasce, 
como uma Phoenix das cinzas, um gigantesco e ameaçador Cisne Negro.

O Cisne Negro é a força artística brilhante ainda que espiritualmente destrutiva que Thomas quer ver nascida em Nina. Ele obviamente sabe sobre os poderes devastadores do Cisne Negro, mas não se importa e nunca se importou. Visto que Nina foi "usada" pelo Cisne, ele vai encontrar outra dançarina para substituí-la. Ele é uma representação da indústria do entretenimento, que manipula os artistas a se tornarem cisnes negros, em última análise, destruindo-os quando os efeitos do Cisne tenham se apagado.

A S A S  N E G R A S

A "força" do Cisne Negro é simbolicamente representada por asas negras em diferentes fases do filme.

Pouco depois de ser coroada "Rainha dos Cisnes", Nina fica
 fascinada por essa estátua assustadora. Mal sabe ela que isso 
representa o que ela está prestes a se tornar.

Asas negras nas costas de Lily (interpretada por Mila Kunis), enquanto 
que ela está "dando prazer" para Nina. As asas negras representam a 
"força" que está em comunhão com Nina. Estão a penetrando,
 dando-lhe o orgasmo, mas também assumindo sua vida.

Nina no final de sua performance "perfeita" como o Cisne Negro.
 Ela é brevemente apresentada com asas pretas, simbolizando que 
ela se tornou "um" com o Cisne Negro.

Outro cartaz simbólico. O bico fálico do cisne negro 
é mostrado aqui "penetrando" a psique de Nina.

E S P E L H O S

Os espelhos são usados durante todo o filme, para simbolicamente refletirem o verdadeiro estado da psique de Nina.
 O reflexo assombroso no espelho que tem uma mente própria. Com o avanço
 da sua metamorfose, Nina percebe que uma entidade totalmente independente vive
 dentro dela. Está completamente atuando fora de seu controle. No simbolismo de
 controle mental, reflexos de espelho representam um escravo de personalidade
 alter, que é programado e manipulado por um manipulador.

 Logo antes de sua grande performance como o Cisne Negro, Nina luta 
contra si mesma em seu camarim. Durante a luta entre Nina e o Cisne Negro,
 há uma quebra o espelho, o que representa o colapso da fronteira psicológica que 
separa as duas entidades. Ao quebrar o espelho, Nina se torna o Cisne Negro.

O Magnum Opus e o Sacrifício

Na estreia do show, Nina dá uma performance estelar. Ela joga fora a doce e tímida Cisne Branco, e, quando chegou a hora, ela foi superada pela "força" para se tornar a perturbada, mas emocionante, Cisne Negro. Ao casar-se com o branco e o preto, o bem e o mal, a luz e a escuridão, Nina realizou a Grande Obra alquímica, o caminho para a iluminação oculta.

O processo, entretanto, consumiu-a. Ao permitir que o Cisne Negro pudesse possuí-la completamente, Nina deu a performance de uma vida, mas ela se tornou uma pessoa diferente. Thomas e a audiência se apaixonaram por Nina como o Cisne Negro - da mesma forma, o príncipe do ballet se apaixona pelo gêmeo do mal do Cisne Branco. Mas este não é a "real" Nina. O Cisne Negro é uma força destrutiva, ela não pode viver com isso: isso está a atormentando a nível físico e psicológico. Não é possível continuar, a única forma de Nina pode libertar-se, é de se matar. E é isso que ela faz.

Nina morrendo no final de sua performance. Suas 
últimas palavras a Tomé: "Eu estava perfeita".

Isso faz lembrar outras performances de auto-sacrifício?

Lady Gaga "sacrificada" em sua performance no VMA de 2009.

Cisnes Negros da Vida Real

Beyonce e Sasha Fierce, um equivalente da música pop do Cisne Branco e Negro.

Há reais (e trágicos) exemplos de artistas brilhantes que tenham sido consumidos por um papel intenso. Ou eles se auto-destruíram ou TIVERAM que morrer em um ritual de sacrifício.

Um exemplo recente de um papel auto-destrutivo é o Coringa de Heath Ledger em Batman.

Pessoas próximas alegaram que seu papel como o Coringa causou sua morte.

Jack Nicholson avisou Heath Ledger do papel

Heath Ledger pensou que realizar o exigente papel de Coringa era um sonho - mas agora alguns acham que foi um pesadelo que levou à sua trágica morte.

Jack Nicholson, que interpretou o Coringa em 1989 - e que estava furioso, ele não foi consultado sobre o papel assustador - ofereceu um comentário enigmático quando foi dito que Ledger estava morto.

"Bem", Nicholson disse a repórteres em Londres na quarta-feira, "eu avisei".

Embora a observação era ambígua, não há de questionar o papel no filme destinado a blockbuster deste verão teve um efeito assustador.

Ledger recentemente disse a jornalistas que "dormiu uma média de duas horas por noite" enquanto fazia "um psicopata, assassino em massa com cara de palhaço, esquizofrênico e com zero de empatia ...

"Eu não conseguia parar de pensar. Meu corpo estava exausto e minha mente ainda estava indo."

Prescrição de medicamentos não ajudou, ele disse.

- NY Daily News, Fonte

Outro exemplo de um ator que morre em circunstâncias misteriosas depois de atuar em um papel de um personagem diabólico e perturbado é Brandon Lee em O Corvo.

 Brandon Lee morreu misteriosamente durante as filmagens
 de O Corvo. A história oficial de sua morte ainda é amplamente 
contestada. A cena em que ele morreu foi altamente simbólica.

Além desses dois casos extremos, há muitos casos de artistas que, após anos de brilho, misteriosamente auto-destruíram. Drogas e suicídio são frequentemente responsabilizados pelas tragédias, mas quem realmente sabe o que aconteceu com Jimi Hendrix, Kurt Cobain e Jim Morrison, só para citar alguns?

Conclusão

Cisne Negro é um filme profundo, que pode ser interpretado em muitos níveis. Olhamos para os elementos de ocultismo e de controle mental do filme e examinamos as suas mensagens sobre o mundo sombrio do show business. O comentário do filme sobre o casamento do mundo do entretenimento com forças ocultas é algo que tem sido discutido várias vezes aqui. Embora o conceito é raramente discutido ou sequer notado pela pessoa comum, pessoas de dentro do mundo do entretenimento, muitas vezes atestarm a forças estranhas de vários tipos de trabalho na indústria.

Através da metamorfose de Nina de uma tímida ninguém para uma estrela possuída, os espectadores vêem o lado escuro do entretenimento. O controle mental, manipulação e imoralidade colidem com sucesso e reconhecimento. Impulsos escuros, vícios e autodestruição surgem com o gênio artístico e o brilho criativo. Aqueles que estão no "comandando do show" sabem trazer o Cisne Negro de artistas para fora ... e eles sabem muito bem que isso vai destruí-los, a longo prazo. E eles estão bem com isso. Da mesma forma que Beth foi posta de lado para receber uma nova rainha Cisne, o público vai sempre dar boas vindas a mais nova estrela da elite com aplausos e aclamações. Porque, como dizem, o show deve continuar.

Fonte: VigilantCitizen

,

Quem são os Illuminati - Parte 2 - A Linhagem Sanguínea [RE-EDITADA]

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 58 comentários


Na parte 1, dissemos que os Illuminati de hoje são na verdade uma linhagem sanguínea que data de milênios. É essa mesma linhagem sanguínea que tem ocupado as posições de sucesso e poder no mundo. Eles são cuidadosos em manter essa linhagem sanguínea e fazem questão de que sua linhagem ocupe as melhores posições de poder e prestígio. David Icke, um escritor britânico, tem se dedicado a pesquisar quem realmente está no controle do mundo. Ele escreveu diversos livros no assunto e tem sido o mais conhecido teórico da conspiração global. No cerne de suas pesquisas está a teoria de que a Elite Global em controle do planeta na verdade vem de uma linhagem sanguínea decorrente de um cruzamento de humanos com seres extraterrestres de características reptilianas. Houve um cruzamento entre seres humanos e seres extraterrestres, e há respaldo para isso na Bíblia. Assista a re-edição da Parte 2 da série que você acompanhou neste blog.


Agora você pode montar seu "DVD" da série "Quem são os Illuminati", fazendo seu download. Em breve disponibilizaremos links para todos os nossos vídeos. Aguarde também  outras novidades em fevereiro e as novas séries com vídeos bem diferentes dos quais já fizemos.

Take That - SOS - Letra de Música Sinistra

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011 47 comentários


SOS é a segunda faixa do último álbum da banda pop britânica Take That. A letra da música desse single, além de conter uma citação originalmente dita por John F. Kennedy (cf. Wikipedia), contém referências à Bíblia e convida o mundo a um estado de alerta. Referências como o Apocalipse, a Serpente , Adão e Eva e o Controle Mental podem ser claramente percebidas. Lembre-se que mesmo sob controle mental, muitos artistas conseguem escrever letras expondo a indústria da música e a conspiração global. Já mostramos algumas músicas e vídeos de artistas que contam o que realmente acontece nos "bastidores". O que será que o grupo estaria tentando passar com essa música? SOS? Caos? Assista ao vídeo e deixe seu comentário.

Emburrecendo a Sociedade - Parte 3 - Como Reverter os Efeitos

terça-feira, 11 de janeiro de 2011 25 comentários


As duas primeiras partes desta série descreve os efeitos negativos que alguns produtos químicos comumente consumidos têm no corpo e no cérebro. Esta terceira e última parte trata de algumas maneiras naturais para manter o cérebro saudável e fornece dicas para livrar o corpo das substâncias perigosas. Em outras palavras, a forma de lutar contra o emburrecimento da sociedade.

As partes I e II desta série de artigos identificaram algumas substâncias tóxicas encontradas em alimentos comuns e medicamentos e descreveram alguns dos seus efeitos sobre o cérebro humano. Os principais "culpados" discutidos foram o aspartame, o mercúrio, o flúor e o xarope de milho rico em frutose (HFCS). Se estas substâncias perturbarem o sistema nervoso, diminuição da função cognitiva, alteração da consciência, ou afetar a memória, o resultado líquido é o emburrecimento geral, da sociedade.

Nem tudo é desgraça e melancolia, no entanto. A natureza, com sua tendência maravilhosa para restaurar o equilíbrio, fornece aos seres humanos a cura para quase qualquer aflição que possa desenvolver-se. Curandeiros antigos ainda acreditavam que a natureza ajudou os humanos a descobrir a cura para suas doenças de forma sutil e misteriosa:

"A planta também pode ser considerado digno de veneração por causa de suas folhas esmagadas, pétalas, caules, raízes onde pode ser extraído unções, cura, essências, ou drogas que afetam a natureza e a inteligência dos seres humanos - como a papoula e as artigas ervas da profecia. A planta também pode ser considerada como eficaz na cura de muitas doenças, pois seus frutos, folhas, pétalas, raízes ou têm uma semelhança na forma ou cor para partes ou órgãos do corpo humano. Por exemplo, os sucos destilados de certas espécies de samambaias, também o musgo que cresce em cima de carvalhos, e o thistledown teriam o poder de fazer crescer cabelo; o dentaria, que se assemelha a um dente em forma, foi dito curar a dor de dente; e as plantas de palma-christi, devido à sua forma, curava de todas as aflições das mãos. "

- Manly P. Hall, Ensinamentos Secretos de Todas as Idades

Assim, depois da análise terrível no mundo de produtos químicos e venenosos e funcionários corruptos, a única forma apropriada para concluir esta série de artigos é de explorar as maneiras completamente naturais para restabelecer a saúde.

Pare a Intoxicação

Aviso: Este artigo fornece dicas para desintoxicar o corpo naturalmente. Se você está na necessidade de um programa de desintoxicação séria, por favor consulte um profissional.

O primeiro passo para livrar seu corpo de venenos é, logicamente, parar de ingerir venenos. Parece bastante simples, mas este passo é provavelmente o mais difícil, pois muitas toxinas são encontradas em alimentos diários e até mesmo na água da torneira. Uma maior vigilância é necessária na vida cotidiana e, por vezes, algumas ações irritantes devem ser tomadas para manter as toxinas fora do seu corpo. No entanto, uma vez que você realmente sentir o seu corpo e mente "curados", você vai ter orgulho de seus esforços.

Antes de olharmos para as formas de evitar as toxinas específicas, aqui estão algumas diretrizes gerais que qualquer pessoa preocupada com a saúde deve aplicar em todos os tempos: Evite alimentos processados e bebidas artificiais. Ao invés, procure por os produtos orgânicos e cultivados localmente ou, melhor ainda, plantar seus próprios vegetais, frutas e ervas. Ao fazer isso, você automaticamente evita muitas substâncias nocivas, incluindo MSG, HFCS, pesticidas, fluoreto de sódio e mercúrio. Você também pode economizar dinheiro, que é sempre bom. Quanto à compra de mantimentos, sempre leia os rótulos e, como eles dizem, se você não pode lê-lo, não os coma.

Aqui estão algumas maneiras específicas para evitar as toxinas nomeadamente:

E V I T A N D O  F L Ú O R 

Existem dois tipos de flúor: fluoreto de cálcio e fluoreto de sódio. Fluoreto de cálcio é encontrado naturalmente em fontes de água, enquanto que o fluoreto de sódio é um produto sintético de resíduos de alumínio, energia nuclear e das indústrias de fertilizantes fosfatados. Que tipo que você acha que é encontrado em nossa água? É lógico, o pior. Filtros de água regulares, como o Brita , fazem um bom trabalho na redução do sabor dos metais e produtos químicos na água, mas eles não filtram o flúor. A purificação da água através de osmose reversa é a forma mais eficaz para remover fluoreto de sódio na água.

 
sistema de osmose reversa

Alguns alimentos processados também contêm altas concentrações de fluoreto de sódio, incluindo o chá instantâneo, produtos de suco de uva e leite de soja para bebês, assim, mais uma vez, evite alimentos processados. Além disso, mude para um creme dental com flúor-livre (ou pelo menos tente não engolir a Colgate de R$ 2,00 que você comprou no Wal-Mart).

Consumir alimentos ricos em cálcio e magnésio ajuda a evitar a intoxicação com flúor, pois impedem que o "veneno" grude ao corpo.

"O magnésio é um mineral muito importante que muitos estão faltando. Além de ser tão importante no metabolismo e na síntese de nutrientes dentro de suas células, também inibe a absorção de flúor em suas células! Junto com o magnésio, o cálcio parece ajudar a deixar os fluoretos longe de seus ossos e dentes, permitindo que seu corpo elimine as toxinas. Assim, durante todos os esforços de desintoxicação com flúor, é essencial que você inclua uma dose saudável de suplementação de cálcio absorvível / magnésio, como parte do protocolo. "
- Paul Fassa, Como desentoxicar o Fluoreto de seu corpo


E V I T A N D O  M E R C Ú R I O 

Primeiro, se você ou seus filhos estão sendo vacinados, sempre pedir uma injeção livre de timerosal. Em segundo lugar, evite peixes e frutos do mar com níveis elevados de mercúrio; peixes com os níveis mais elevados de mercúrio são o marlin, o laranja, o tubarão, o peixe espada e o atum . Alguns frutos do mar têm níveis de mercúrio baixos, tornando-os mais seguros para o consumo, incluindo anchova, bagre, mariscos, caranguejo, camarão, linguado, salmão, sardinha, tilápia e truta. Como regra geral, grandes peixes contêm mais mercúrio, uma vez que comem os peixes menores e absorvem todo o mercúrio de si, e vivem mais tempo, permitindo que o mercúrio aumente.

Como visto na Parte II desta série, alguns alimentos que contêm HFCS também são contaminados com mercúrio. Aqui está o gráfico produzido pela EPA:

  Use alguma ferramenta para traduzir essa tabela se sentir dificuldade


E V I T A N D O  A S P A R T A M E

Sempre leia os rótulos e evite os  produtos "sugar-free". O aspartame é encontrado em refrigerantes, medicamentos de venda livre e medicamentos prescritos (muito comum ser listado em "ingredientes inativos"), suplementos vitamínicos e de ervas, doces, iogurte, pastilhas de hortelã, cereais, "sugar-free", goma de mascar, misturas de cacau, bebidas de café, café instantâneo, gelatinas, sobremesas congeladas, sucos, laxantes, bebidas de leite, shakes, adoçantes, bebidas de chá, chás e cafés instantâneos, superando refrigeradores de vinho.

E V I T A N D O  H F C S

Leia os rótulos e se você encontrar o xarope de milho rico em frutose no no topo da lista de ingredientes, diga ao produto "oh não, você não!", Estale os dedos com atitude e coloque o de volta a prateleira. Ignore os olhares confusos de outros compradores.

Vamos agora olhar algumas maneiras complementares naturais de desintoxicação do organismo de substâncias nocivas.

C I L A N T R O


O procedimento padrão para remoção de metais pesados do corpo chama-se "quelação" É realizado pela administração de um agente quelante - geralmente ácido dimercaptosuccínico (DMSA) - que liga a metais pesados no organismo e causa-lhes a ser naturalmente expelidos. Esse tipo de tratamento é bastante árduo, tem muitos efeitos colaterais e deve ser realizado apenas com supervisão médica.

Se, no entanto, você acredita que livrar o corpo de uma substância pesada com outra substância pesada pode ser auto-destrutivo, eu descordo de você. Felizmente, há ervas e especiarias que, naturalmente, agem como agentes quelantes: Cilantro faz um grande trabalho para isso.

As ervas mais utilizadas e amadas em todo o mundo e as especiarias são derivadas da mesma planta, Coriandrum sativum. As folhas dessa planta são freqüentemente referidas como cilantro, enquanto as sementes são mais comumente chamadas de coriander. Além de fazer qualquer prato espetacular, a erva tem o poder exclusivo de neutralizar mercúrio.

"Essa erva de cozinha é capaz de mobilizar o mercúrio, cádmio, chumbo e alumínio em ambos os ossos e o sistema nervoso central. É provavelmente o único agente eficaz na mobilização de mercúrio armazenado no espaço intracelular (anexo à tubulina mitocôndrias, lipossomas, etc) e no núcleo da célula (revertendo o dano ao DNA de mercúrio). "
- Dietrich Klinghardt, MD, PhD, Quelação: Como remover o mercúrio, chumbo, e outros metais

Estudos têm sugerido, no entanto, que o cilantro apenas move o problema para outras partes do corpo e, portanto, deve ser usado com um outro agente para completar o processo de desintoxicação.


Chlorella: o ajudante de Cilantro 


Além de reparar e ativação de funções de desintoxicação do organismo, a chlorella é conhecido o efeito de vincular a todos os metais conhecidos tóxicos e as toxinas ambientais e facilitar a sua evacuação. Isso faz com que o ajudante perfeito coentro Chlorella.

"Porque cilantro mobiliza mais toxinas do que ele pode levar para fora do corpo, pode inundar o tecido conjuntivo (onde residem os nervos), com metais, que foram armazenados em locais  escondidos mais seguros.

Este processo é chamado de re-intoxificação. Ele pode ser facilmente evitado dando simultaneamente um agente de absorção intestinal da toxina. Nossa escolha definitiva é o organismo de algas chlorella. Um estudo recente em animais demonstrou a remoção rápida de alumínio a partir do esqueleto superior a qualquer outro agente de desintoxicação conhecido.

Cilantro faz com que a vesícula biliar despejar a bile - contendo as neurotoxinas excretadas - para o intestino delgado. A liberação da bile ocorre naturalmente quando estamos comendo e é muito reforçada pelo cilantro. Se a chlorella não for tomada, a maioria das neurotoxinas são reabsorvidos na descida do intestino delgado pelas terminações nervosas abundantes do sistema nervoso entérico "
- Idem


Alho


Podemos não ter certeza se realmente o alho "afasta vampiros", mas podemos estar certos de que repele as toxinas do corpo.

"O alho contém numerosos componentes de enxofre, incluindo os grupos mais valiosos Sulph-hydryl, que oxidam mercúrio, cádmio e chumbo e tornam esses metais solúveis em água. (...) O alho também contém o mineral mais importante, que protege contra a toxicidade do mercúrio, selênio bioativo ".
- Idem

Assim, o alho acaba com o mercúrio e o chumbo e ajuda o corpo a evacuar os metais do corpo. Talvez o mau hálito é o caminho para uma boa saúde.

Cúrcuma (Curcuma)


Essa planta da família do gengibre é largamente utilizado no sudeste da Ásia como uma especiaria e os seus poderes de limpeza tem sido conhecido há séculos. Cúrcuma é consagrado na medicina ayurvédica como o rei das especiarias. O tempero amargo ajuda a limpar o fígado, purifica o sangue, e promove a boa digestão e eliminação. Possui poderosas propriedades anti-inflamatórias, mas nenhum dos desagradáveis efeitos colaterais dos medicamentos anti-inflamatórios

Cúrcuma intensifica a produção de três enzimas-aril-hidrocarboneto hidroxilase, glutationa-S-transferase e UDP-transferase glucuronil. Estes são produtos químicos "chaves" que quebram as substâncias potencialmente prejudiciais ao fígado. Cúrcuma oferece uma protecão semelhante para as pessoas que estão tomando medicamentos como o metotrexato e outras formas de quimioterapia, que são metabolizadas por ou transportadas através do fígado.
- James A. Dukes, Ph D., Ervas Essenciais de Dr. Duke

Os estudos científicos descobriram recentemente que misturando pimenta preta com tumeric aumenta exponencialmente suas propriedades curativas para o corpo. Não admira que as receitas tradicionais do Sul da Ásia muitas vezes combinam as duas especiarias. Então não podemos atrasar ... moer um pouco de pimenta preta nesse tumeric!

Ômega-3


Não é um segredo que o consumo de ácidos graxos encontrados nos peixes traz muitos benefícios saudáveis. Os ácidos fazem maravilhas para os nossos cérebros. Na verdade, o ômega-3 é, literalmente, o combustível do nosso cérebro, ajudando a manter suas funções essenciais. Nosso órgão mais importante depende fortemente de ácido eicosapentaenóico (EPA) e docosahexaenóico (DHA), dois ácidos gordos de ômega-3 que nossos corpos não podem criar. A única maneira de obter esses ácidos é através da dieta.

"A maioria dos profissionais de saúde acreditam que o DHA é o ácido graxo que é mais importante para a estrutura e desenvolvimento saudável do cérebro e para a visão por isso é vital que há bastante DHA na dieta durante a gravidez e nos primeiros anos de vida de uma criança . EPA, por outro lado, é essencial para o funcionamento saudável do cérebro em uma base do dia a dia, o que significa que toda a sua vida você precisa de um fornecimento constante de EPA. "
- McEnvoy David, porque o óleo de peixe é combustível do cérebro


Conselho final: Suor, sono, e estimular


* Dormir o suficiente é vital para manter o corpo eo cérebro em bom estado. Inversamente, a privação de sono prejudica a habilidade de cada um de pensar, lidar com o estresse, manter um sistema imunológico saudável e emoções moderadas.

* O exercício físico regular é extremamente importante para a desintoxicação. Ele permite a evacuação de toxinas através da pele, melhorando o metabolismo inteiro.

* Estimular o cérebro: ler, pensar, meditar e desafiá-lo constantemente.

Conclusão

Este artigo analisa as formas de evitar substâncias nocivas em produtos de uso diário e olha para um punhado de maneiras completamente naturais para libertar o corpo de suas garras venenosas. Além de nos fornecer os nutrientes necessários usado pelo corpo para retirar as toxinas, substâncias naturais descritas neste artigo também ajudam a manter a saúde em geral. Regularmente consumir cilantro, alho, açafrão e Omega-3 estimula o sistema imunológico, melhora o pensamento racional e aumenta a memória. As incríveis propriedades desses ingredientes simples, somente agora estão sendo (lentamente) documentadas pela ciência, mas elas têm sido usados por diversas culturas do mundo inteiro durante séculos.

Somos condicionados a tratar doenças causadas por produtos artificiais com outros produtos artificiais, que, por sua vez, podem causar outras doenças. É só por quebrar este círculo vicioso que se pode recuperar a propriedade dos nossos cérebros e alcançar o nosso pleno potencial. Então, hoje é um novo dia: Abaixe o Doritos... e mude sua vida.

Fonte: VigilantCitizen

, ,

Michael Jackson e 2012

sábado, 8 de janeiro de 2011 68 comentários


O vídeo abaixo contém trecho de uma gravação de um ensaio para os shows que Michael Jackson realizaria em 2009.  No filme documentário “This is it”, ensaios do show no começo de 2009 mostram Michael dizendo “Nós temos 4 anos para conseguir isso, do contrário será irreversível”. Isso traz em questão a que Michael realmente estava se referindo. Será que ele sabia de algum plano dos Illuminati? Não vamos esquecer de que Michael já foi alvo de conspiração e ainda é até mesmo depois de sua morte. Por que Michael usaria um tempo específico?


Há aqueles que dizem que Michael jackson não estaria se referindo a algum plano dos Illuminati para  o fim de 2012 e sim ao que a administração do presidente Obama no início de 2009 (de que Obama teria 4 anos para salvar o mundo das mudanças climáticas, do contrário será irreversível), como neste artigo da Guardian. Essa explicação também faz sentido, no entanto por que exatamente no fim de 2012 isso se tornará irreversível? Há várias teorias de 2012 e o calendário Maia (já falamos um pouco disso em um vídeo anterior), no entanto isso não quer dizer que 2012 será o ano exato, visto que ninguém sabe ao certo, mas uma coisa é certa: 2012 tem sido um assunto e tanto, não só agora, mas desde muito tempo.

O que você acha?

,

Quem são os Illuminati - Parte 1 - Como Tudo Começou [RE-EDITADA]

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011 35 comentários



Durante os últimos anos, surgiram teorias da conspiração em torno de uma sociedade secreta denominada de "Illuminati", do latim "Iluminados". Filmes e artistas da indústria da música têm mencionado o termo frequentemente e incessantemente, despertando a curiosidade de muitos e gerando mais especulação ainda sobre o tema no meio da população. Hoje, os Illuminati são basicamente as treze famílias mais ricas do mundo, as quais realmente controlam tudo por de trás das cenas. Eles são quem verdadeiramente decidem o que os governos farão, quais leis serão aprovadas, quais líderes serão eleitos e quais guerras serão causadas. Eles possuem todos os bancos internacionais, companhias de óleo, as maiores corporações e têm profundamente se infiltrado na educação e na política. A Indústria da Música e Hollywood também são controladas por eles. Eles são conectados por linhagens sanguíneas que datam de milênios e são bastante cuidadosos em manter essa linhagem sanguínea o mais puro possível de geração a geração por meio de "cruzamento". É por isso que frequentemente você vê realeza casando-se com realeza. Eles são satanistas, quer você acredite ou não, isso não importa. Eles acreditam. Suas crenças são bastante enraizadas e levadas muito a sério. Tudo o que eles fazem é feito por um propósito religioso. Sem entrar em muito detalhe agora, eles têm realizado o plano mais sombrio e sinistro de controlar a população do mundo inteiro por décadas, que visa a Nova Ordem Mundial. Sei que isso parece mais estranho do que um filme de Hollywood, mas nesta série, deixarei você experienciar por si mesmo e se for sensato, você rapidamente perceberá que, embora muita coisa vá de encontro com suas crenças anteriores, tudo faz sentido e se encaixa perfeitamente.

Assista a re-edição da parte 1. Aguarde a re-edição da parte 2, para que você tenha toda série em HD.

Simbolismo no Novo CD de Lady Gaga

terça-feira, 4 de janeiro de 2011 50 comentários


A capa do novo CD de Lady Gaga foi divulgada recentemente. Não sabemos se será realmente a versão final, o que nos chama atenção não é somente a ousadia de mostrar as nádegas, mas o simbolismo do unicórnio, que pode ter alguns significados ocultos. Além do simbolismo do Anticristo, o unicórnio está relacionado à promiscuidade sexual.

 Será por isso que frequentemente o encontramos em alguns vídeos de músicas aleatoriamente?

      Mariah Carey - Touch My Body

Um cavalo branco, em um clipe que promove claramente a imoralidade sexual, será em referência ao unicórnio?

    Kylie Minogue - All The Lovers

,

As Raízes Ocultas de O Mágico de Oz


Com a sua história memorável e seu elenco de personagens coloridos, o Mágico de Oz se tornou rapidamente um clássico americano. Mais de um século depois do lançamento desse livro, as crianças estão, por toda parte do mundo, ainda encantadas com as maravilhas de Oz. Poucos, entretanto, reconhecem que, sob sua aparente simplicidade, a história do Mágico de Oz esconde profundas verdades esotéricas inspiradas pela Teosofia. Aqui, vamos ver o significado oculto de o Mágico de Oz e a história de seu autor.
Apesar de o Mágico de Oz ser amplamente percebido como um conto de fadas de crianças inocentes, é quase impossível não atribuir um significado simbólico para a busca de Dorothy. Como em todas as grandes histórias, os personagens e os símbolos do Mágico de Oz podem ser dados em uma segunda camada de interpretação, que pode variar dependendo da percepção do leitor. Muitas análises apareceram ao longo dos anos, descrevendo a história como um "Manifesto Ateísta", enquanto outros a viram como uma promoção do populismo. É através de uma compreensão da história filosófica do autor e crenças, porém, que o verdadeiro significado da história pode ser apreendido.

L. Frank Baum, autor de O Mágico de Oz era um membro da Sociedade Teosófica, que é uma organização baseada em pesquisa do ocultismo e do estudo comparado das religiões. Baum tinha uma profunda compreensão da Teosofia e, conscientemente ou não, criou uma alegoria dos ensinamentos teosófiocos quando ele escreveu o Mágico de Oz.
 
O que é Teosofia?

 

A Sociedade Teosófica é uma organização oculta, principalmente baseada nos ensinamentos de Helena P. Blavatsky, que visa extrair as raízes comuns de todas as religiões a fim de formar uma doutrina universal.

"Mas talvez seja conveniente afirmar inequivocamente que os ensinamentos, porém fragmentados e incompletos, contidos nestes volumes, não pertencem nem aos hindus, ao zoroastrismo, ao astrólogo, nem a religião egípcia. Nem o budismo, o islamismo, o judaísmo nem o cristianismo exclusivamente. A Doutrina Secreta é a essência de todas elas. Voltando em suas origens, os diversos regimes religiosos são feitos para fundir ao seu elemento original, do qual cada mistério e dogma cresceu, se desenvolveu e se concretizou. "
-H.P. Blavatsky, A Doutrina Secreta

Os três objetos declarados da Sociedade Teosófica original, estabelecido por Blavatsky, Olcott e Judge (seus fundadores) foram os seguintes:

"Primeiro - Formar um núcleo da Fraternidade Universal da Humanidade, sem distinção de raça, credo, sexo, classe ou cor.
Segundo - Para incentivar o estudo de Religião Comparada, Filosofia e Ciência.
Terceiro - Investigar as leis não explicadas da Natureza e os poderes latentes no homem ".
-O teósofo, vol 75, n º 6

    H.P. Blavatsky

Os grandes princípios da Teosofia estão descritos minuciosamente  nas obras de Blavatsky "Ísis Revelada" e "A Doutrina Secreta". No núcleo dos ensinamentos teosóficos são os mesmos princípios encontrados em muitas outras escolas de ocultismo: a crença da existência de uma "centelha divina" dentro de cada pessoa que, com a disciplina e treinamento adequado, pode levar à iluminação espiritual e um estado de divindade virtual.

Outro princípio importante encontrado na Teosofia é a reencarnação. Acredita-se que a alma humana, como todas as outras coisas no universo, passam por sete estágios de desenvolvimento.

"Escritos teosóficos propõem que as civilizações humanas, como todas as outras partes do universo, desenvolvem ciclicamente através de sete etapas. Blavatsky postulou que toda a humanidade, e certamente cada mônada reencarnante humana, evolui através de uma série de sete "Raças Raízes". Assim, na primeira idade, os seres humanos eram puro espírito, na segunda idade, eram seres assexuados que habitam o continente perdido agora de Hiperbórea; na terceira idade os lêmures gigantes foram informados por impulsos espirituais dotando-os com a consciência humana e da reprodução sexual. Os seres humanos modernos, finalmente, desenvolveram no continente da Atlântida. Uma vez que a Atlântida foi o ponto mais baixo do ciclo, a  quinta idade presente é um momento de despertar dons psíquicos da humanidade. A expressão psíquica aqui realmente significa a realização da permeabilidade da consciência, uma vez que não era conhecida no início da evolução, embora sentida por algumas pessoas mais sensíveis de nossa espécie."

O objetivo final é, naturalmente, para retornar ao estado de divindade a partir do qual nós emergiu. Os mesmos princípios (com variações sutis) pode ser encontrado em outras escolas, como Rosacrucianismo, Maçonaria e outras ordens que ensinam os Mistérios.

L. Frank Baum, Um Teósofo Notável


Antes de escrever o Mágico de Oz (ou mesmo contemplando a tornar-se um autor de histórias infantis), Baum realizou muitos trabalhos - uma das quais foi editor do Aberdeen Saturday Pioneer. Em 1890, Baum escreveu uma série de artigos que introduz seus leitores a Teosofia, incluindo a sua opinião sobre Buda, Maomé, Confúcio e Jesus Cristo. Naquela época, ele não era membro da Sociedade Teosófica, mas ele já demonstrava um profundo entendimento de sua filosofia. Aqui está um trecho de seu "Editor's Musings":

"Entre as várias seitas tão numerosas na América de hoje que encontra a sua base fundamental do ocultismo, a Teosofista está pré-eminente tanto na inteligência e no ponto de números. A Teosofia não é uma religião. Seus seguidores são simplesmente "buscadores da verdade". Os teosofistas, na verdade, são os insatisfeitos com o mundo, os dissidentes de todos os credos. Eles devem sua origem aos sábios da Índia, e são numerosos, não só no Oriente distante, famoso e místico, mas na Inglaterra, França, Alemanha e Rússia. Eles admitem a existência de um Deus - não necessariamente de um Deus pessoal. Para eles, Deus é a Natureza e a Natureza de Deus ... Mas, apesar disso, se o Cristianismo é a Verdade, como nossa educação nos ensinou a acreditar, não pode haver nenhuma ameaça a ele na Teosofia ".
-L. Frank Baum, Pioneer sábado Aberdeen, 25 jan 1890

Em outra de suas "Editor’s Musings", Baum discute o uso do simbolismo místico na ficção, algo que ele realizou dez anos mais tarde, com o Mágico de Oz:

"Há uma forte tendência em romancistas modernos para a introdução de alguma veia do misticismo ou ocultismo em seus escritos. Livros desta natureza são avidamente comprados e lidos pelas pessoas, tanto na Europa e América. Ele mostra o desejo inato em nossa natureza para desvendar o misterioso: a procurar alguma explicação, porém fictícia, do inexplicável na natureza e na nossa existência diária. Pois, como avançamos na educação, o nosso desejo de conhecimento aumenta, e estamos menos satisfeitos em permanecer na ignorância do que o misterioso manancial de onde emana tudo o que é sublime e grandioso e incompreensível na natureza. "

No final deste artigo, Baum entra em uma súplica por mais ocultismo na literatura:

"O apetite do nosso tempo pelo ocultismo requer ser satisfeito, e ao mesmo tempo com a mediocridade das pessoas irá resultar em sensacionalismo, levará  em muitos a um pensamento  muitos mais alto e mais nobre e mais ousados, e quem pode dizer o que esses mistérios corajosos podem se desvendar em idades futuras? "
-L. Frank Baum, Aberdeen Saturday Pioneer, 22 de fevereiro de 1890

Dois anos depois de escrever esses artigos, de L. Frank Baum e sua esposa Maud Gage aderiram a Sociedade Teosófica, em Chicago. Os arquivos da Sociedade Teosófica, em Pasadena, Califórnia, registrou o início da sua pertença ao 04 de setembro de 1892. Em 1890, o Mágico de Oz, foi publicado. Quando perguntado sobre como Baum teve sua inspiração para a história, ele respondeu:

"Foi pura inspiração ... Veio-me para mim dessa forma. Eu acho que às vezes que aquele grande autor tem uma mensagem que quer transmitir e que Ele tem para utilizar o instrumento em mão. Aconteceu de eu ser aquele médium, e acredito que a chave mágica me foi dada para abrir as portas a solidariedade e compreensão, alegria, paz e felicidade. "
-L. Frank Baum, citado por 73 Hearn

O Mágico de Oz é muito apreciado no âmbito da Sociedade Teosófica. Em 1986, a revista americana teosofista reconheceu Baum como "um teosofista notável", que bem representou a filosofia da organização.

"Embora os leitores não olharem em seus contos de fadas pelo seu conteúdo Teosófica, é significativo que Baum se tornou um famoso escritor de livros infantis, depois que ele entrou em contato com a teosofia. Idéias teosóficas permeiam seu trabalho e serviram de inspiração para ele. Na verdade, o Mágico pode ser considerado como alegoria Teosófica, permeado por idéias teosóficas do começo ao fim. A história veio à Baum como uma inspiração, e ele aceitou com um certo temor como um dom de fora, ou talvez de dentro, ele mesmo. "
-Americano teosofista n º 74, 1986

Então, qual é o significado esotérico da história de criança, que veio a Baum como uma "inspiração divina"?
 
O Significado Oculto de O Mágico de Oz

Caminho para a Iluminação

Se você nunca leu ou assistiu "O Mágico de Oz" ou precisa dar um relembrada, aqui vai um rápido resumo do filme:

O filme é de uma menina de fazenda de 12 anos de idade, Dorothy Gale (Judy Garland), que vive em uma fazenda no Kansas com sua tia Em e tio Henry, mas sonha com um lugar melhor "Somewhere Over The Rainbow" (Algum lugar além do arco-íris). Depois de ser golpeado inconsciente durante um tornado por uma janela que se soltou de sua moldura, Dorothy sonha que ela, seu cachorro Totó e a casa são transportados para a terra mágica de Oz. Lá, a Bruxa Boa do Norte, Glinda (Billie Burke), aconselha Dorothy a seguir a estrada dos tijolos amarelos para a Cidade Esmeralda e encontrar o Mágico de Oz, que pode devolvê-la para o Kansas. Durante sua jornada, ela encontra um Espantalho (Ray Bolger), um homem de lata (Jack Haley) e Leão Covarde (Bert Lahr), que se juntam a ela, na esperança de receber o que lhes falta a si mesmos (um cérebro, um coração e coragem, respectivamente ). Tudo isso é feito ao mesmo tempo, tentando evitar a Bruxa Malvada do Oeste (Margaret Hamilton) e sua tentativa de conseguir sapatos de rubi da irmã de Dorothy, que recebeu de Glinda.

O dito acima, toda a história do Mágico de Oz é um conto alegórico do caminho da alma para a iluminação - a Estrada de Tijolo Amarela. No budismo (uma parte importante dos ensinamentos teosóficos) o mesmo conceito é referido como o "Caminho Dourado".

A história começa com Dorothy Gale vivendo em Kansas, que simboliza o mundo material, no plano físico, onde cada um de nós começamos a nossa jornada espiritual. Dorothy sente um desejo de "passar por cima do arco-íris", para chegar ao reino etéreo e siguir o caminho para a iluminação. Ela basicamente "passou a Nadir", demonstrando a necessidade de buscar uma verdade maior.

Dorothy é então trazida a Oz por um ciclone gigante de espiral ascendente, representando os ciclos de karma, o ciclo de erros e lições aprendidas. Também representa a crença na reencarnação teosófica, o ciclo de nascimentos e mortes física de uma alma, até que está apta para se tornar divina. Também é interessante notar que a Estrada de Tijolo Amarela de Oz começa como uma espiral em expansão externa. No simbolismo oculto, esta espiral representa a auto-evolução, a alma ascendente a partir da matéria no mundo espiritual.

    O início espiral do caminho espiritual

Aqui está uma explicação da espiral como um símbolo oculto:

"Espiral: O caminho de um ponto (geralmente plano) que se move em torno de um eixo enquanto continuamente se aproxima ou se afasta dela, também usado frequentemente para uma hélice, que é gerada pela composição de um movimento circular em uma linha reta. A hélice é uma ilustração do curso da evolução, que traz consigo o movimento em direção ao mesmo ponto, mas sem repetição.

A serpente, e os números 8 e, denotando a Ogdoad e infinito, signficam o movimento em espiral cíclico. O curso de Fohat no espaço é em espiral, e espírito desce à matéria em cursos de espiral. Repetindo o processo pelo qual uma hélice é derivado de um círculo produz um vórtice. As complicadas espirais da evolução cósmica trazem o movimento de volta ao ponto em que começou com o nascimento de uma era cósmica. "
-O Glossário Enciclopédico Teosófico

Antes de iniciar sua jornada, Dorothy é dada o "sapatos de prata", que representam o "cordão prateado" das Escolas de Mistério (Dorothy estava usando sapatos de rubi no filme devido a uma mudança de última hora pelo diretor, que pensou que a cor rubi cairia melhor contra a Estrada de Tijolo Amarela). Em escolas de ocultismo, o cordão de prata é considerada o elo entre o nosso material e o eu espiritual.

"Na Teosofia, um corpo físico e um corpo astral são conectados através de um "cordão de prata ", uma ligação mítica inspirada por uma passagem na Bíblia que fala de um retorno de uma busca espiritual. "Ou o cordão de prata sempre será solto," diz o livro de Eclesiastes, em seguida, o pó volte à terra como era, e o espírito volte a Deus que o deu ".

Na escrita do próprio Frank Baum, o cordão de prata da viagem astral iria inspirar os sapatos prateados que conferem poderes especiais a quem os usa "
-Evan I. Schwartz, Finding OZ: How L.Frank Baum Discovered the Great American Story

Durante sua jornada pela estrada de tijolos amarelos, Dorothy encontra o Espantalho, o Lenhador de Lata e o Leão Covarde, que estão, respectivamente, à procura de um cérebro, um coração e coragem. Os personagens estranhos encarnam as qualidades necessárias pelos iniciados a fim de completar sua jornada para a iluminação. Baum foi provavelmente inspirado por essas palavras de Miss Blavatsky:

"Não há perigo de que a intrépida coragem não pode conquistar, não há prova de que uma pureza imaculada não consegue passar, não há dificuldade que um intelecto forte não possa superar"
- H.P. Blavatsky

O Mágico de Oz usado no Controle da Mental Monarca

Quase toda a documentação relativa ao projeto MK Ultra e o Controle Mental  mencionam a importância de O Mágico de Oz. Em 1940, a história teria sido escolhida por membros da comunidade de inteligência dos EUA para fornecer uma base temática para o seu programa baseado no trauma de controle da mente. O filme foi editado e dado um sentido diferente, a fim de usá-lo como uma ferramenta para reforçar a programação, sobre as vítimas. Aqui estão alguns exemplos retirados de Total Mind Control Slave de Fritz Springmeier:

* A relação estreita entre a Dorothy e seu cachorro é uma ligação muito sutil entre o uso de animais em cultos satânicos (familiares). A criança escrava monarca é permitida ter a ligação com um animal de estimação. A criança vai querer se relacionar com um animal de estimação de qualquer maneira porque as pessoas são terríveis para ela por este ponto. Em seguida, o animal é morto para traumatizar a criança.

* escravos Monarca são ensinados a "seguir a estrada de tijolos amarelos." Não importa que coisas assustadoras pela frente, o escravo monarca deve seguir a Estrada de Tijolo Amarela, que é estabelecida antes deles por seu mestre.

* O arco-íris com suas sete cores, há muito tempo tem o significado oculto de ser um dispositivo hipnótico espiritual.

* Dorothy está à procura de um lugar onde não há nenhum problema, que é um lugar "Além do Arco-Íris". Para escapar da dor, os escravos passam por cima do arco-íris. (Isto é também conhecido em Alice no País das Maravilhas como "indo através do espelho").

"Um lugar além do arco-íris" é provavelmente a música mais dissociativa que já escrita e muitas vezes é jogada nos filmes durante os eventos violentos ou traumatizante (veja o filme A Outra Face). O estranho efeito produzido, onde a violência não parece mais real, é exatamente como a dissociação funciona sobre as vítimas de controle mental. Também podemos especular que a cena em que Dorothy cai no sono em um campo de papoula é uma referência ao uso de heroína para relaxar e manipular as vítimas de controle mental. Além disso, considere a neve caindo do céu que desperta de seu sono Dorothy. Seria esta uma referência à cocaína?
 
Será que isto representa a heroína?

Conclusão

Histórias alegóricas transmitem as verdades espirituais que existiram desde os primórdios do homem. Essas histórias simples, mas extremamente profunda foram encontradas em todas as civilizações: Celta, indiana, persa, asteca, grega, egípcia e outras. Conscientemente ou não, Frank Baum criou uma alegoria clássica que, na mesma linha de Odisséia de Homero, entretém as massas e também contém mensagens místicas que podem ser entendidas pela "despertado".

O grade sucesso de o Mágico de Oz confirma o dogma espiritual da América (e do mundo ocidental) . Escrito durante a década de 1890, quando a maioria dos americanos eram cristãos conservadores, a história de Baum antecipava o abandono progressivo da população das religiões tradicionais e a adoção de uma nova forma de espiritualidade. Movimentos de hoje, como a Nova Era estão ganhando muitos adeptos e, mesmo se a maioria deles são logros total, todos eles afirmam ser inspirados por Teosofia. Poderia tais contos terem contribuído para a queda espetacular do cristianismo nas últimas décadas, enquanto outros movimentos continuam a ganhar impulso?


Fonte: VigilantCitizen