,

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban — Análise do Livro — Parte 1

quarta-feira, 28 de setembro de 2011 Leave a Comment


Uma Breve Sinopse

No final do livro HP e a Câmara Secreta, Harry e seus amigos tomam conhecimento da existência de uma prisão especial para bruxos que, por serem muito maus, tiveram de ser removidos do mundo. O nome dessa prisão era Azkaban e, segundo se dizia, o lugar era terrível. Todo o terceiro ano de Harry na escola envolverá a luta contra o mal mais hediondo imaginável — um prisioneiro que fugiu e que planeja matar Harry — e os guardas da prisão vieram a Hogwarts para tentar fazer a recaptura. Para Harry, toda a seqüência de eventos é quase mais do que ele pode suportar, mesmo sendo ele um bruxo com tradição familiar muito poderosa; afinal, ele ainda só tem treze anos de idade.

Por doze longos anos, a pavorosa fortaleza de Azkaban manteve em detenção um infame prisioneiro chamado Sirius Black, condenado por ter matado treze pessoas com uma única maldição. Acredita-se que ele seja o herdeiro aparente do Senhor das Trevas, Voldemort. Agora ele escapou, deixando somente duas pistas sobre o lugar para onde possa estar indo: Os guardas de Azkaban ouviram Black falando durante o sono, "Ele está em Hogwarts... ele está em Hogwarts." Harry Potter não está seguro, nem mesmo sob a proteção das muralhas da sua Escola de Magia, e cercado por seus amigos. A derrota que Harry Potter infligiu a Lord Voldemort também resultou na queda de Sirius Black.

Além disso, existem indícios da existência de um traidor entre eles. No entanto, em um final surpreendente, Harry descobre que seu inimigo não é Sirius Black! Na verdade, Sirius Black foi encarcerado por lançar uma maldição e matar trezes pessoas e foi mantido aprisionado em Azkaban por doze anos, mas era inocente. Harry descobre que Sirius é seu Protetor e que realmente cuida dele.


Novamente, vemos que o mundo normal, em que vivem as pessoas que não praticam a magia [chamadas de trouxas] é retratado de forma muito negativa, enquanto que o mundo da fantasia dos magos e dos bruxos é mostrado com aventuras emocionantes. A diferença é suficiente para fazer uma pessoa que esteja lendo o livro desejar ser um mago ou um bruxo. Por exemplo, vemos que "Tia Petúnia, que era ossuda e tinha cara de cavalo... era a mulher mais bisbilhoteira do mundo e passava a maior parte da vida espionando os vizinhos sem graça, que nunca faziam nada de errado." [pág. 21].

Harry Potter e seus amigos constantemente olham com desdém para qualquer pessoa que sinta o dever de obedecer as regras e as leis da escola e da sociedade. Aqui, podemos ver como Rowling planta a idéia na cabeça de seus jovens leitores que as pessoas que nunca fazem nada de errado são "sem graça", implicando assim que é divertido desrespeitar as leis! Pais cristãos: é esse o tipo de mensagem que querem dar aos seus filhos?

Nota Específica Para a Compreensão: A autora J. K. Rowling constantemente retrata ambos os tipos de realidade em que o satanista opera: o mundo real e o mundo da fantasia. Entretanto, os ocultistas definem a fantasia de forma muito diferente da que você ou eu fazemos. Precisamos compreender essa diferença para entendermos totalmente o que está ocorrendo nesses livros de Harry Potter. Explicamos essa diferença nas realidades em seguida:

1. Ambos os mundos são reais, e existem lado a lado, em paralelo. Fantasia é o mundo que o satanista constantemente busca acessar, um mundo repleto de aventuras emocionantes com magia disponível para eles a cada passo. O satanista considerará seu mundo de fantasia mais emocionante, mais gratificante e mais 'real' que seu mundo real. É por isso que Harry diz a Dobby, após ser aconselhado a não retornar à escola: "Mas eu tenho que voltar... É só o que me anima a viver. Você não sabe o que passo aqui. O meu lugar não é aqui. O meu lugar é no seu mundo, em Hogwarts." [HP e a Câmara Secreta, pág. 20].

2. Definição de "Sobrenatural" — "Relativo à existência fora do mundo natural; especialmente não atribuível às forças naturais." Portanto, todas as atividades no mundo de fantasia ocultista são 'sobrenaturais'. Assim, a garantia dada por Chuck Colson aos pais cristãos que os livros de Harry Potter são inofensivos porque "não é feito nenhum contato com o mundo sobrenatural" é totalmente falsa!

Outro portal de entrada a partir da realidade dos trouxas para a realidade da fantasia é mostrado. Para entrar no Beco Diagonal a partir do mundo real, os bruxos tinham de entrar no bar Caldeirão Furado, que os trouxas não podiam ver! Uma vez dentro do Caldeirão Furado, os bruxos podiam entrar no Beco Diagonal, e adquirir toda a parafernália necessária para realizar suas 'artes'. [pág. 46].

Para ir da realidade dos trouxas para a realidade ocultista da fantasia, podia-se também embarcar no trem Expresso de Hogwarts; você tinha de ir à plataforma nove e meia, que era totalmente invisível aos trouxas. "'Percy primeiro' — disse a senhora Weasley, consultando nervosa o relógio no alto, que indicava que tinham apenas cinco minutos para desaparecer pela barreira sem serem vistos. Percy adiantou-se com passos firmes e desapareceu. O senhor Weasley o seguiu; depois Fred e Jorge. " [pág. 62].
Áreas Específicas de Observação e de Interesse

1. Contato com o Mundo Sobrenatural Enquanto Está na Realidade dos Trouxas


A. Arthur Weasley, chefe da Seção de Controle do Mau Uso dos Artefatos dos Trouxas no Ministério da Magia, vive na realidade dos trouxas. Ele ganhou um prêmio em um sorteio para levar sua família em férias ao Egito. O filho mais velho dele trabalha lá, no Banco Gringotes, como "desfazedor de feitiços". A família Weasley ficou chocada com os feitiços que os velhos magos egípcios lançavam nos túmulos para protegê-los. [págs. 14-15].

B. O Nôitibus Andante. Quando Harry Potter saiu da casa dos Dudleys após lançar uma maldição na Tia Guida, ele simplesmente colocou seus pertences em um malão, apanhou a gaiola da coruja Edwiges, e saiu. Ele caminhou bastante, arrastando o malão e finalmente sentou-se, espumando de raiva e escutando o galope desenfreado do seu coração. Subitamente, um ônibus de três andares, roxo berrante, materializa-se do nada, chegando à realidade dos trouxas vindo da realidade da fantasia. O Nôitibus percorre o mundo dos trouxas, procurando magos ou bruxos que estejam perdidos e que precisem de transporte sobrenatural para sair de alguma situação difícil. Por alguma razão, nenhum trouxa consegue ver ou ouvir o ônibus, mesmo quando ele entra na realidade dos trouxas. [págs. 33-34].

2. Contato com Espíritos Sobrenaturais Enquanto Está na Escola de Magia e Bruxaria

A. "A festa terminou com um espetáculo apresentado pelos fantasmas de Hogwarts. Eles saltavam de repente das paredes e dos tampos das mesas e voavam em formação. Nick Quase Sem Cabeça, o fantasma da Grifinória, fez grande sucesso com uma encenação de sua própria decapitação incompleta." [pág. 132].

B. "Todas as velas se apagaram ao mesmo tempo. [no dormitório]. A única luz agora vinha dos fantasmas prateados, que flutuavam no ar em sérias conversas com os monitores, e do teto encantado, que reproduzia o céu estrelado lá fora." [pág. 136]. Observe que esses "fantasmas prateados" conversavam com os líderes dos alunos, os monitores. Novamente, você pode ver como a "garantia" dada por Chuck Colson aos pais que "nenhum contato é feito com o mundo sobrenatural" é ridícula.

3. Cores Usadas 

Rowling usa cores muito vívidas em todo o livro, e na maior parte do tempo, a cor é coerente com as cores que os feiticeiros usam. O uso dessas cores vívidas também permite que ela retrate a realidade da fantasia da feitiçaria como o lugar mais interessante que há para se viver. O Mágico de Oz usa a mesma técnica; quando Dorothy está no seu mundo real em Kansas, a cor é preto-e-branco, mas quando entra na realidade da fantasia, as cenas explodem com as mais maravilhosas cores.


A. Verde — É a cor favorita de Satanás, e a vemos extensamente utilizada no livro.

1. "Lalau voltou do primeiro andar, seguido de uma bruxa meio esverdeada e embrulhada em uma capa de viagem." [pág. 36].

2. Os carros limusine especiais do Ministério da Magia eram verdes-escuros e cada um era dirigido por bruxos vestidos de veludo verde-vivo [pág. 63]. A professora de Adivinhação usava longos brincos de esmeralda. [pág. 88].

B. "Dois enormes sapos roxos que engoliam com um ruído aquoso um banquete de moscas varejeiras" em uma loja de bruxos no Beco Diagonal. [pág. 53].

C. "Lesmas venenosas, de cor laranja, subiam lentamente pelas paredes do aquário." [pág. 53].

D. "... em cima do balcão, um gaiolão de ratos negros e luzidios que brincavam de dar saltos se apoiando nos longos rabos lisos". [pág. 53].

E. O Expresso de Hogwarts, que leva os alunos à escola, era vermelho. [pág. 63].

F. A professora de Adivinhação tinha planejado uma sala de aula muito esquisita. "O ambiente era iluminado por uma fraca luz avermelhada... As cortinas às janelas estavam fechadas e os vários abajures estavam cobertos por xales vermelho-escuros... As prateleiras em torno das paredes circulares estavam cheias de penas empoeiradas, todos de velas, baralhos de cartas em tiras, incontáveis bolas de cristal prateadas e uma imensa coleção de xícaras de chá." [pág. 87].


4. Feitiços, Encantamentos Mágicos, Poções e Truques



A. Feitiço Para Congelar as Chamas [pág. 9].

B. Poção Redutora [págs. 3, 104-6]. Um dos alunos, Neville Longbottom, não utilizou os ingredientes corretos e sua poção ficou cor laranja em vez de verde-ácido brilhante. [pág. 106]. O professor disse: "Você não me ouviu dizer, muito claramente, que só precisava pôr um baço de rato? Será que eu não disse, sem nenhum rodeio, que um nadinha de sumo de sanguessuga era suficiente?" [pág. 106].

C. Encantamento Para Curar Feitiços Acidentais [pág. 42].

D. A vassoura Firebolt, um novo modelo para a prática do quadribol, vem com um encantamento de irrefreável ação. Esse encantamento evita que alguém da platéia lance uma maldição sobre uma das vassouras, fazendo seus freios travarem. [pág. 46].

E. Poção do Amor [pág. 62].

F. Feitiço Fidelius. [pág. 169] "Um feitiço extremamente complexo — explicou com a sua vozinha fina -, que implica esconder o segredo, por meio da magia, em uma única pessoa viva. A informação é guardada no íntimo da pessoa escolhida, ou fiel do segredo, e torna-se impossível encontrá-la, a não ser, é claro, que o fiel do segredo resolva contar a alguém."

G. Feitiço do Patrono. "O feitiço que vou tentar lhe ensinar faz parte da magia muito avançada, Harry, muito acima do Nível Normal de Bruxaria. É o chamado Feitiço do Patrono... quando funciona corretamente, ele conjura um Patrono, que é uma espécie de antidementador, um guardião que age como um escudo entre você e o dementador." [pág. 194].

H. Venenos Indetectáveis [pág. 199] — Harry e seus amigos estavam estudando esse assunto na aula de Poções para uso posterior como magos e bruxos. O único objetivo de uma poção indetectável é matar um inimigo, algo que nenhuma criança cristã deveria contemplar, muito menos ver o herói estudando como fazê-lo.

I. Feitiço Para Animar — Não é interessante que as pessoas que rejeitam o evangelho de Jesus Cristo precisem conjurar um "feitiço para animar"? [pág. 239].

5. A Autora J. K. Rowling Retrata o Satanismo Corretamente

A. A maldição de Voldemort sobre os pais de Harry também foi direcionada contra Harry, e foi lançada para matá-lo juntamente com seus pais. Embora a maldição tenha matado os pais de Harry, não o matou; portanto, "... o feitiço do bruxo, em vez de matá-lo, tinha se voltado contra o próprio feiticeiro. Quase morto, Voldemort fugira..." [pág. 13] Rowling retrata o satanismo com precisão. Um feiticeiro ou bruxo precisa ter muito cuidado contra quem lança uma maldição, e sob quais circunstâncias. Se o poder da magia da vítima for maior que o da pessoa que está lançando a maldição, ou se a maldição não for lançada corretamente, ela volta contra a pessoa que a lançou. Novamente, Rowling demonstra uma clara compreensão da feitiçaria real, e a descreve corretamente.


B. Rowling compreende o significado dos sapos, gatos e corujas para o ocultista, e usa-os de forma coerente em seus livros. Examine esta gravura do deus Baal, obtida em um antigo livro satânico, Witchcraft and Alchemy [Feitiçaria e Alquimia]. Os satanistas sempre reverenciaram os gatos por causa de suas supostas "nove vidas", que é um símbolo da reencarnação. Os gatos também são símbolos do espírito familiar de um feiticeiro.

Eles reverenciam o sapo porque seus olhos esbugalhados representam a natureza Tudo-Vê de Lúcifer. Os sapos também são freqüentemente usados em muitas das poções que os bruxos preparam. Eles reverenciam as corujas como um símbolo da sabedoria e da onisciência ocultista — novamente, por causa dos grandes olhos. Nos livros de Harry Potter, as corujas são usadas para enviar cartas, levando comunicados de um bruxo a outro, novamente coerente com a representação ocultista desse animal.

C. Rowling retrata a Visão Interior corretamente. A professora de Adivinhação usava sua Visão Interior para ver o futuro e interpretá-lo. Isso também é chamado de Terceiro Olho; veja a definição do Dicionário de Nova Era: "Órgão de intuição, localizado entre as pestanas; sexto chakra dividido em cinco categorias pelos tibetanos: 1. Olhos dos Instintos, faixa acima do normal de visão, como um pássaro. 2 Olhos Celestiais, captam o céu, a Terra, e o nascimento futuro; 3. Olhos da Verdade, captam as épocas do mundo; 4. Olhos Divinos, captam milhões de épocas do mundo; 5. Olhos da Sabedoria, ou Budas, captam a eternidade" [pág. 200]. Assim, Rowling está correta na descrição da professora de Adivinhação como alguém que precisa fazer uso da Visão Interior. Você quer que seu filho fique tão entranhado nos livros de Harry Potter que busque a prática da abertura da Visão Interior? Na realidade, um satanista somente abre sua Visão Interior por meio da meditação ocultista, o que resulta em possessão demoníaca.

D. A professora de Adivinhação percebe que Hermione tem "não tem muita aura ao redor" [pág. 91]. Os satanistas crêem que cada pessoa tem uma aura à sua volta, definida pelo Dicionário de Nova Era como uma "tênue luz em volta da pessoa". Muitos ocultistas hoje em dia ganham uma boa vida alardeando sua capacidade de ler a aura das pessoas. Já vi gravuras que mostram o corpo de uma pessoa cercado por uma luz brilhante.

E. A professora de Transformação ensina os alunos sobre os animagos (bruxos que podiam se transformar à vontade em animais), e sequer estava olhando quando ela própria se transformou, diante dos olhos deles, em um gato malhado com marcas de óculos em torno dos olhos". [pág. 92] Estamos sendo especialmente condicionados a aceitar os animagos por meio dos programas da televisão, filmes, desenhos animados, livros, e até mesmo brinquedos, que representam as pessoas que se metamorfoseiam em vários animais. Satanás está condicionando, condicionando nossas crianças a aceitarem muitas de suas práticas insidiosas. O aparecimento do Anticristo não deve estar muito longe.

F. Rowling retrata corretamente uma das mais insidiosas realidades do mundo da possessão demoníaca, o fenômeno chamado Transformação. Nesse fenômeno, o mais poderoso dos demônios que estão possuindo o indivíduo subitamente muda a forma da pessoa para qualquer tipo de demônio que ele seja. Lupin, um dos professores da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, transforma-se em lobisomem.


"O garoto viu a silhueta de Lupin. O professor enrijecera. Então as pernas de Harry começaram a tremer... Ouviu-se um rosnado medonho. A cabeça de Lupin começou a se alongar. O seu corpo também. Os ombros se encurvaram. Pêlos brotavam visivelmente de seu rosto e de suas mãos, que se fechavam transformando-se em patas com garras... Quando o lobisomem se empinou, batendo as longas mandíbulas, Sirius desapareceu do lado de Harry. Transformara-se. O enorme cão semelhante a um urso saltou para frente. E quando o lobisomem se livrou da algema que o prendia, o cão agarrou-o pelo pescoço e puxou-o para trás, afastando-o de Rony e Pettigrew. Atracaram-se, mandíbula contra mandíbula, as garras se golpeando..." [pág. 307].

Entretanto, Lupin, o professor de Defesa Contra as Artes das Trevas e ele próprio um lobisomem, ensinou seus alunos sobre Transformação usando um tipo especial chamado. Bicho-Papão. "Esse tipo de transformista é capaz de assumir a forma que achar que pode nos assustar mais". [pág. 112].

Estamos sendo condicionados a aceitar a realidade das transformações. Muitos programas na televisão e filmes no cinema estão mostrando esse tema. Um ex-satanista me disse que, durante o período da Tribulação, os carcereiros que estarão vigiando as prisões para os cristãos dissidentes se transformarão da forma humana para a de um réptil. Não queremos de modo algum ficar de fora do Arrebatamento!

G. "Porque o castelo não está protegido só por parede, sabem. Recebeu todo tipo de feitiço, para impedir as pessoas de entrarem escondidas. Ninguém pode simplesmente aparatar aqui." [pág. 136]. Os feiticeiros e bruxos regularmente lançam encantamentos de proteção sobre si mesmos e sobre suas casas, para se protegerem contra os espíritos "maus" Além disso, esse fenômeno chamado "aparatar" é Viagem Astral, em que o espírito do mago ou do feiticeiro deixa o corpo por um breve período de tempo e viaja para outro lugar, ou no Mundo Real ou no Mundo da Fantasia. Logicamente, o que ninguém diz é que, quando um mago viaja astralmente, um demônio precisa ficar em seu corpo para mantê-lo vivo até que o espírito do mago/feiticeiro retorne. A Bíblia nos dá a instrução neste ponto: "E Abraão expirou, morrendo em boa velhice e farto de dias; e foi congregado ao seu povo." [Gênesis 25:8].

Novamente, tenho a vaga impressão que nenhum desses ministérios cristãos que avaliaram os livros da série Harry Potter como apropriados para as crianças, realmente leram algum desses livros!

CONTINUA AQUI

Fonte: Espadaeti

13 comentários »

  • Diego said:  

    Gostaria apenas de saber o motivo pelo qual está direcionando mais posts para harry potter, sei que é bem oculto mas é realmente necessário?

  • Carla Gobatti said:  

    Gosto muito da série de livros de Harry Potter e acho uma história incrível, como é desenvolvida e como realmente te transporta para um mundo diferente, é muito difícil uma história tão grande e rica em detalhes ser desenvolvida por só uma pessoa sem algum tipo de "ajuda", seria preciso muita imaginação e muita inteligencia.
    O mundo de bruxas, feitiços e poções, o sobrenatural existe e nós sabemos... mas cor favorita do satanás? acho uma coisa meio incerta de se falar, então não deveríamos mais usar o verde?
    Ainda tenho 15 anos e acho que sempre vou ser uma grande admiradora da história, nunca houve problema algum com isso e eu não tenho me "desviado" do caminho certo, acho essa análise um pouco equivocada

  • Deza Gasparetti said:  

    oi Diego, acredito que queir mostrar que nossos filhos vendo esses tipos de filmes aceitarão mais facilmente o anticristo então ele está querendo abrir nossos olhos para explicar para eles que td isso é satanismo, eu gostava de harry ,mas hj nao curto mais, agora crepusculo apesar de nao ficar na neura gosto e li todos os livros...está dificil fugir, quando olhamos pra um lado e fugimos do outro tbm tem....Só Deus e Jesus nas nossas vidas!!!!

  • Rafael said:  

    Ótimo trabalho Danizudo, realmente a gente num para pra pensar sobre isso e tá tão na cara, queria aproveitar e fazer uma pergunta, o olho de horus é o mesmo que o olho que tudo vê? Se é, porque esse olho aparece no menu da Dona Florinda no Chaves? hoje notei isso depois de anos assistindo o Chave nunca tinha reparado nisso, espero resposta, desde de já agradeço!

  • Gustavo said:  

    O final do post, em que há uma citação da Bíblia, ficou muito vago no que diz respeito a relação com a vigaem astral. Há como explicar melhor essa parte?

  • Mateus said:  

    Concordo com a Carla Gobatti, sempre assisti os filmes de Harry Potter e nunca me desviei do caminho. Ficava fascinado com o mundo da magia, mas para mim aquilo era apenas ficção, um divertimento. Nunca tentei fazer feitiços ou algo do tipo, nem tentei saber mais sobre magia e coisas do tipo. E jamais passou pela minha cabeça que os filmes dele fossem ligados a esse tipo de coisa. É uma pena mesmo. Parece que não há nada nesse mundo que eu possa gostar sem ficar com medo de estar na verdade desapontando Deus.

  • Anah Lee Rose said:  

    Não entendi uma coisinha. Como sabe que verde é a cor favorita de Satanás? Essa eu não sabia :)
    Obrigada. Ótimo post... como dito acima, uma pessoa só não seria capaz de escrever tamanha obra, algo tão grandioso sozinha, a não ser que possuísse certos tipos de conhecimento.

  • Nivanett said:  

    Esse foi o filme que mais gostei. Harry descobre que o Prisioneiro é inocente e também é seu padrinho.

  • Gabriel said:  

    Eu particulamente gostei da história de Harry Potter, mas nunca me iludi pensando que tudo isso que mostra no filme e nos livros (que por alguma razão não consegui!)fosse diferente da realidade oculta. Li alguns livros que falam sobre esse tema por pura curiosidade e o que os ex-satanistas, ex-magos/bruxos, ex-feiticeiros relatam em seus livros é coerente com o que J. K. Rowling revela em seus livros. Acho importante avisar os novos cristãos pois falta-lhes informação. Inclusive, alguns "posts" do site já me fizeram analisar coisas que eu via e ouvia. Algumas abandonei, outras permanecem por resistência, mas sei que hora ou outra eu vou me distanciar dessas coisas estranhas! Muito obrigado pelo site!!!

  • graciane said:  

    voce pode me dizer como eu consigo fazer uma analise? tem muita coisa estranha que eu vejo tento explicar as vezes e nao consigo...

    obrigada, que Deus te abençoi querido

  • Rodrigo Pimenta said:  

    a maioria das coisas são verdade
    e verde,e sim a cor do Diabo,porem
    nao e nescessario deixar de usar o verde -.-'
    Magia,Bruxaria poções e afins nao são so no mundo
    de harry potter,o modo de enchergar pode ate ser!
    Nao possuo religião,porem,gosto muito da wicca
    e posso afirmar com todas as palavras,nada é,oque parece ser! simplesmente,magia vem de cada um
    uns interpretao com orações,rezas,feitiços,tanto faz,a energia esta em nosso dia-dia,basta ter a sabedoria para redirecionala,em fim,minha opinião,adoro o blog :)

  • Kristen Gold said:  

    Não adianta, sempre amarei HP! haha

  • Anônimo said:  

    Danizudo, condordo com tudo o que vc disse. Sempre curti muito Harry Potter, mas do ano passado pra cá tenho estudado muito sobre satanismo, e Harry Potter esta inteiramente ligado as praticas ocultistas. Você poderia falar também daquele relógio que a Hermione usa para estar em duas aulas ao mesmo tempo.
    Mais uma coisa, acompanho seu canal e tenho uma vontade imensa de um dia bater um papo contigo. Acho você bem coerente no que você diz e muito entendido e inteligente. Parabéns pelo seu trabalho, o mundo precisa de mais pessoas como você :)

  • Leave your response!

    NÃO serão aceitos comentários que:

    - Forem desagradáveis;
    - Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
    - Usarem CAPS excessivamente;

    Seus comentários poderão levar algumas horas para aparecer nesta página. Eles não serão necessariamente respondidos pelo autor.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do autor deste site.